close
Saúde

Idade de cachorro: quais doenças são mais comuns em cada fase da vida?

Atualizado · 06 de maio de 2022 · 09h47

Publicado · 02/05/2022 · 18h11

Dependendo da idade de cachorro, o animal fica mais propenso a desenvolver certas doenças
Dependendo da idade de cachorro, o animal fica mais propenso a desenvolver certas doenças

A idade de cachorro é bem diferente da idade humana, o que causa bastante confusão em quem tenta descobrir quantos anos o pet tem. Mesmo que a expectativa de vida de um cão e sua contagem de idade sejam diferentes das nossas, o cachorro também passa por todas as fases da vida: infância, fase adulta e velhice. Em cada uma delas, o pet passa por mudanças em seu corpo que podem favorecer o aparecimento de algumas doenças. Por isso, o cachorro filhote fica mais suscetível a alguns problemas, enquanto o cachorro adulto e o cachorro idoso costumam lidar com outras enfermidades. O Patas da casa conversou com a médica veterinária Amanda Carloni, que nos contou quais são as doenças mais comuns em cada fase da vida do seu animal para que você esteja sempre preparado. Confira!

Como saber a idade de um cachorro? Saiba em qual fase da vida seu cão se encontra

A contagem da idade de cachorro é bem diferente da humana. Como sua expectativa de vida é menor (cerca de 13 anos), suas fases da vida se dividem de outra forma. Mas afinal, como saber a idade de um cachorro? A veterinária Amanda Carloni diz que a idade com que um cachorro filhote passa a ser considerado adulto varia de acordo com o porte. Um cão de pequeno porte, como Shih Tzu e Maltês, deixa de ser filhote e vira adulto com cerca de 1 ano e 2 meses. Já um cão de porte grande, como Rottweiler e Golden Retriever, demora mais tempo: cerca de 1 ano e 8 meses. A veterinária explica que a partir dos 7 anos já podemos considerar que o animal é um cachorro idoso.

Cachorro filhote: doenças mais comuns são principalmente as contagiosas

Os filhotes de cachorro estão em uma fase de muita vulnerabilidade. Como o corpo está se formando, o sistema imunológico e os seus órgãos ainda não estão 100% desenvolvidos. Assim, o cachorro filhote tem mais dificuldade em se proteger de agentes externos que causam doenças. Dentre as mais comuns em filhotes de cachorro, Amanda destaca:

  • Verminoses: os vermes se alojam, principalmente, no sistema digestivo. As doenças causadas por vermes em cachorro filhote mais comuns são ancilostomíase, dirofilariose e toxocaríase. Os sintomas envolvem diarréia, vômito, perda de peso, tosse, irritação na pele e presença de vermes nas fezes. Felizmente, as verminoses podem ser prevenidas com a vermifugação. “Já que a verminose é comum em filhotes, é necessário que eles sejam vermifugados. Existem diferentes protocolos de vermifugação. O que eu utilizo é: 1ª dose aos 15 dias de idade; 2ª dose aos 30 dias e repetição mensal até os 6 meses”, esclarece Amanda.
  • Parvovirose: É uma doença infectocontagiosa bastante grave. “Acomete principalmente filhotes entre dois e seis meses. O vírus ataca especialmente o intestino delgado, provocando diarreia com sangue, vômito, desidratação e desnutrição”, explica. Como a parvovirose canina é muito perigosa, o animal normalmente é internado e precisa de medicamentos específicos e fluidoterapia. A vacinação dos filhotes é eficiente na prevenção dessa doença tão grave.
  • Cinomose: É outra doença infectocontagiosa grave causada por um vírus, mas que ataca diversos sistemas do corpo. A cinomose canina acontece em fases: oftálmica, respiratória, tegumentar, digestiva e neurológica. Por isso, os sintomas são variados. Podemos citar tosse, bolinhas na pele, fraqueza, espasmos, febre e dificuldade para andar. “Apesar de haver cura se descoberta nos estágios iniciais, é comum que o cão fique com sequelas. Geralmente é fatal em filhotes com menos de 45 dias”, explica Amanda. Também existe vacina contra a cinomose.

Cachorro adulto: o animal pode ter diferentes doenças ao longo da vida

Ao chegar na idade de cachorro adulto, o cão já tomou todas as vacinas obrigatórias e seu corpo já está desenvolvido. Então, está mais preparado para lidar com eventuais doenças. Isso não quer dizer, porém, que o cachorro adulto não fique doente. É inevitável que ele contraia uma doença ou outra em algum momento da vida. A diferença é que é complicado estabelecer quais delas seriam mais frequentes nessa fase. “É difícil dizer quais doenças são mais comuns na fase adulta, pois depende dos cuidados que o tutor tem com o pet e do seu estilo de vida”, explica a veterinária. Ela ressalta, porém, algumas doenças que sempre precisam de cuidado extra. “As doenças mais frequentes em cães são: otite canina, doenças dermatológicas, leishmaniose canina e doença do carrapato (erliquiose e babesiose)”, complementa.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    Seja cachorro filhote, cachorro adulto ou cachorro idoso, o animal precisa de cuidados especiais em cada fase da vida
    Seja cachorro filhote, cachorro adulto ou cachorro idoso, o animal precisa de cuidados especiais em cada fase da vida

    Mais Lidas

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Cachorro idoso: ao envelhecer, o corpo do animal vai ficando mais fraco

    O cachorro idoso começa a sofrer com a degeneração natural dos tecidos, que torna seu corpo mais fraco. Por isso, ele fica mais suscetível a algumas doenças. A veterinária Amanda ressalta algumas doenças comuns que afetam o cachorro idoso: 

    • Doenças osteoarticulares: são doenças que atacam os ossos e articulações. A estrutura óssea do cachorro idoso vai ficando enfraquecida, o que favorece o aparecimento de problemas que causam dor, dificuldade de locomoção e muito desconforto. Artrite canina e osteoporose canina são algumas das doenças osteoarticulares mais comuns no cachorro idoso. 
    • Doenças renais: Ao longo da vida, as células dos rins se desgastam e o órgão perde sua função, causando doenças renais em cachorro. A insuficiência renal em cães é uma doença silenciosa mas que pode causar muita dor nos estágios mais graves. O cachorro idoso renal fica apático, vomitando, bebe mais água e faz mais xixi. O acompanhamento veterinário é fundamental. “As doenças renais em cachorro podem ser prevenidas especialmente pelo incentivo à ingestão hídrica, mas também com realização de atividades físicas e alimentação de boa qualidade”, orienta Amanda.   
    • Síndrome da disfunção cognitiva: é uma doença neurodegenerativa que chega com a idade de cachorro avançada. A disfunção cognitiva em cachorro causa desorientação, perda de memória, mudanças no sono, menor interação com tutor, esquecimento de comandos e andar compulsivo. Comparada ao Alzheimer, o cachorro idoso com esses sinais deve ir ao veterinário para fazer exames e iniciar o tratamento, que ajuda a retardar a doença e a melhorar a qualidade de vida do pet. 

    Saiba como melhorar a vida do pet de acordo com a idade de cachorro

    Seja qual for a idade de cachorro, o tutor tem o papel de garantir uma maior qualidade de vida ao animal. Isso pode ser feito por meio de algumas medidas no dia a dia. Confira os principais cuidados que se deve ter com um cachorro filhote, cachorro adulto e cachorro idoso: 

    • Cachorro filhote: Os calendários de vacinação e vermifugação devem ser seguidos à risca. “O cachorro filhote nasce com o sistema imunológico pouco desenvolvido, dependendo quase que exclusivamente dos anticorpos que a mãe doa por meio da amamentação. Isso significa que, até completar o protocolo de primovacinação, o filhote não deve ter contato direto com outros animais (que não sejam da casa) e não deve sair para passear”, explica Amanda. 
    • Cachorro adulto: Um cachorro adulto precisa de alimentação adequada, atividades físicas frequentes e uma rotina bem definida para ficar forte. A aplicação dos reforços anuais de vacina e as idas frequentes ao veterinário para realização de check-ups são essenciais para evitar problemas de saúde no presente e também no futuro. 
    • Cachorro idoso: Como nessa idade de cachorro os ossos ficam fracos, é preciso adaptar o ambiente para evitar acidentes: “Pisos escorregadios dificultam o atrito com as patas, favorecendo doenças osteoarticulares. É importante investir em pisos que facilitem a locomoção”, orienta Amanda. Ela diz que, se não for possível trocar o piso, vale usar tapetes impermeabilizados, como o tapete de sisal. Outra dica é elevar os potes de comida e água à altura do cotovelo. “Assim, o cachorro idoso não forçará as articulações do cotovelo e da coluna”, complementa. A alimentação do cachorro idoso também deve ser pensada. A vitamina para cachorro idoso é muito indicada pelos especialistas. Ela supre o déficit nutricional e melhora a qualidade de vida do cão. Converse com o veterinário para que ele decida qual vitamina para cachorro idoso vai ser necessária na dieta do seu amigo.

    Redação: Maria Luísa Pimenta 

    Anatomia canina: tudo sobre a respiração e pulmão de cachorro

    Próxima matéria

    Anatomia canina: tudo sobre a respiração e pulmão de cachorro

    Idade dos gatos: quais as doenças mais comuns em cada fase?
    Saúde

    Idade dos gatos: quais as doenças mais comuns em cada fase?

    A contagem da idade dos gatos é bem diferente do que a gente imagina: depois de completar um ano, o felino já atinge a fase adulta. O que poucas pessoas sabem é que algumas doenças de gato são mais comuns quando o animal é filhote, e outras são mais frequentes quando ele é adulto ou idoso. Por isso, depois de adotar um pet, é fundamental ficar atento a saúde do gato e saber quais patologias são mais comuns em cada fase de vida.

    Ração para cachorro: quais os erros mais comuns na hora de alimentar um cãozinho?
    Ração

    Ração para cachorro: quais os erros mais comuns na hora de alimentar um cãozinho?

    É normal cometer alguns erros quando se trata da alimentação do cachorro, principalmente no caso de quem nunca teve um bichinho de estimação antes. Com o tempo e as orientações do veterinário, o tutor geralmente aprende o que o cão pode ou não pode comer, qual melhor ração para cachorro e a quantidade certa de comida que deve ser oferecida para o pet no dia a dia. O perigo é quando esses erros continuam acontecendo, porque isso pode acabar prejudicando a saúde do cachorro futuramente.

    Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão
    Cuidados

    Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão

    Os cães são animais que, na maior parte do tempo, não gostam de ficar sozinhos - afinal, antes de serem domesticados, eles viviam livres em matilhas. Com a vida urbana, muitos cães acabam não recebendo os estímulos adequados para gastar energia e socializar com outros animais e pessoas. Para auxiliar a vida do tutor, que nem sempre consegue estar perto de seu pet durante o dia, existem muitas alternativas. Uma delas é a creche para cachorro: uma acomodação diária em que você pode deixar seu amigo em um lugar totalmente adaptado para cães.

    Quais são as doenças de cachorro mais comuns no verão e como evitá-las?
    Saúde

    Quais são as doenças de cachorro mais comuns no verão e como evitá-las?

    Com a chegada do verão, é necessário redobrar os cuidados com o cachorro e também com a sua saúde. Os peludos costumam aproveitar bastante essa época, já que os passeios e banhos de mar ou piscina são mais frequentes. No entanto, a mudança de rotina vem acompanhada de uma grande preocupação, que é a proliferação de certas doenças de cachorro que ocorrem nessa época. Otite canina, desidratação e até mesmo infestação de pulgas e carrapatos são problemas bastante comuns no verão. 

    Ver Todas >

    Doença do carrapato: veja em infográfico os perigos dessa doença de cachorro
    Saúde animal

    Doença do carrapato: veja em infográfico os perigos dessa doença de cachorro

    A doença do carrapato é uma das mais temidas pelos pais e mães de pets - e com razão. O contágio acontece quando um carrapato infectado com o parasita pica um cãozinho saudável. Pouco tempo depois, os sintomas da doença do carrapato já começam a aparecer. Um dos motivos do porque essa doença é tão perigosa é o fato de seus sintomas serem muito variados e se agravarem rapidamente. A doença do carrapato tem cura, mas quanto mais o tratamento demora a ter início, mais complicado fica. 

    Caspa em cachorro: tudo sobre o problema de pele
    Saúde animal

    Caspa em cachorro: tudo sobre o problema de pele

    A caspa em cachorro é uma das manifestações que acontece quando há alguma deficiência nutricional ou higienização inadequada do animal. Avistou algumas casquinhas brancas se soltando abaixo dos pelos do seu pet? Então continue lendo para saber tudo sobre cachorro com caspa e como livrar seu melhor amigo desse incômodo.

    Cachorro babando: quando é motivo para se preocupar com a saúde do pet?
    Saúde animal

    Cachorro babando: quando é motivo para se preocupar com a saúde do pet?

    A saliva do cachorro, assim como a nossa, tem diversas funções. Porém, quando há alterações na consistência e aparência da saliva, ou quando ela se torna muito abundante, é melhor ficar alerta: esse pode ser um sintoma de que algo não vai bem com a saúde do cachorro. Descubra agora como identificar a salivação anormal no seu melhor amigo.  

    Como aumentar a imunidade do cachorro e tudo sobre o sistema imunológico dos cães
    Saúde animal

    Como aumentar a imunidade do cachorro e tudo sobre o sistema imunológico dos cães

    Uma pergunta comum a todos os pais de pet que não gostam de ver o filho de quatro patas doente é como aumentar a imunidade do cachorro. Assim como acontece com os humanos, o sistema imunológico canino é como se fosse um mecanismo interno de defesa que ajuda a proteger os animais contra várias doenças. Isso quer dizer que qualquer alteração ou queda na imunidade deixa o organismo vulnerável, e pode afetar significativamente a saúde do cachorro.

    Ver Todas >