Gato

Gato com problema renal: veterinária desvenda tudo sobre o cálculo renal e outras condições

Publicado - 31 Maio 2022 - 18h21

Atualizado - 20 Maio 2024 - 12h27

Ter um gato com problema renal é, infelizmente, a realidade de muitos tutores. Os bichanos têm naturalmente uma tendência a sofrer com doenças nos rins, principalmente por não terem o hábito de beber água. Assim, o órgão sobrecarrega e vai aos poucos perdendo sua função. Existem diferentes tipos de doença renal em gatos e é muito importante que o tutor entenda quais são elas para estar sempre preparado. O cálculo renal em gatos, por exemplo, é um problema que pode aparecer por diversos motivos e que requer atenção especial.

O Patas da Casa conversou com Cibele Ruiz, médica veterinária especializada em nefrologia e urologia de cães e gatos. Ela explicou tudo sobre o cálculo renal em gatos e sobre outras condições que podem afetar os rins de um bichano. Além disso, tirou algumas dúvidas frequentes sobre o assunto: para que serve o soro para gatos com problema renal? Quais os tratamentos mais recomendados? Existe remédio caseiro para gato com problema renal? E como prevenir que o bichano sofra com essas doenças. Confira tudo a seguir!

Cálculo renal em gatos: a doença aparece quando há um excesso de minerais nos rins

O cálculo renal em gatos acontece quando há um acúmulo de minerais no sistema urinário. A função dos rins é realizar a filtração do sangue. Minerais como fósforo, cálcio e magnésio são resultados dessa filtração. Quando não são eliminados corretamente, se acumulam no sistema urinário e formam uma pedrinha (por isso, o cálculo renal em gatos é chamado também de pedra nos rins). É difícil definir um motivo específico para a causa da doença. Normalmente, o gato com pedra no rim é tem algum fator de predisposição.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Raça, baixa ingestão de água e doenças pré-existentes são fatores que podem deixar o gato com pedra no rim

Na maioria das vezes, a doença está associada à baixa ingestão hídrica. Os gatos naturalmente bebem pouca água e, sem ela, os rins apresentam dificuldade para funcionar. Assim, a filtração acontece de maneira incorreta e acaba contribuindo para a formação de pedras. Cibele explica ainda que algumas raças têm maior propensão a sofrerem com cálculos, como o Birmanês e o Persa. Outros fatores que contribuem para a formação de cálculo renal em gatos são: idade (gatos mais velhos costumam sofrer mais), uso prolongado de certos medicamentos que atrapalham a função dos rins, infecção urinária, cistite e problemas na alimentação (ingestão de alimentos com grandes concentrações de cálcio, fósforo e magnésio).

Dor ao urinar é um dos principais sintomas do cálculo renal em gatos

O gato com problema renal costuma apresentar sintomas de forma silenciosa. Normalmente, os bichanos não demonstram muito quando sentem dor e, no caso de uma doença renal em gatos, podem demorar ainda mais para deixar seu incômodo aparente. A veterinária Cibele ressalta que, em muitos casos, o cálculo renal em gatos é descoberto após fazer algum exame de rotina. "Às vezes, a gente faz um ultrassom ou um raio-x abdominal e acabamos achando esses cálculos lá", explica. Quando o gato com problema renal começa a apresentar sinais mais claros, normalmente significa que o quadro já está mais avançado. Dentre os sintomas de cálculo renal em gatos que o tutor deve ficar atento podemos citar:

  • Sangue na urina
  • Maior frequência de micção
  • Menor quantidade de urina
  • Fazer xixi no lugar errado
  • Gemidos ao urinar
  • Lambedura da genitália

O tratamento do cálculo renal em gatos varia conforme a gravidade da doença

Antes de começar a tratar o cálculo renal em gatos, é importante localizar exatamente em que parte do sistema urinário a pedrinha está. O diagnóstico normalmente é feito por meio de exames de imagem e de urina. Definir um remédio para gato com problema renal desse tipo não é tão simples, pois o tratamento varia bastante em cada caso. "Na verdade, a gente deixa o cálculo renal quietinho lá no rim. A gente só vai monitorando e fazendo acompanhamento com exames de ultrassom e raio-x", explica a especialista. 

O gato com pedra no rim também vai precisar de mudanças na alimentação. Nos quadros mais graves de cálculo renal em gatos, pode ser necessária uma cirurgia para tirar as pedras. Quando a causa é mais específica, outros tratamentos podem ser indicados - se o motivo dessa doença renal em gatos for uma infecção urinária, por exemplo, o especialista pode indicar antibiótico para tratar a origem do problema.  

 

Gato olhando de longe para potes cheios de comida e água
O gato com problema renal costuma apresentar alterações na micção, apatia, perda de apetite, vômito e diarreia

 

É possível prevenir insuficiência renal em gatos incentivando a ingestão de água

O problema renal em gatos normalmente é uma consequência da baixa ingestão hídrica que sobrecarrega os rins e dificulta sua funcionalidade. Por isso, Cibele explica que a melhor maneira de prevenir o problema é aumentando a ingestão hídrica do animal. Uma boa dica para incentivar o gato a beber água é disponibilizar uma maior quantidade de potinhos em casa. Outra ideia que costuma ter sucesso é a fonte de água para gatos, que chama muito mais a atenção dos bichanos do que os potes de água tradicionais. Além disso, a ração úmida também é uma boa saída, já que ela contém mais água em sua composição. Seguindo essas dicas, as chances de ter um cálculo renal em gatos diminui bastante. 

Doença renal crônica: entenda o que causa essa doença renal em gatos comum e perigosa

A doença renal crônica é mais uma das que podem acometer o sistema urinário do gato. Problema renal desse tipo acontece quando as células presentes nos rins (os néfrons) começam a se desgastar e, consequentemente, perdem sua funcionalidade. A doença renal em gatos pode ser do tipo aguda (a lesão aparece em algum momento da vida por causa de idade, excesso de medicamentos ou outras doenças que favorecem seu surgimento - como FeLV, FIV e pancreatite) ou crônica (tem origem genética, ou seja, o animal nasce com a condição). 

Muitas pessoas chamam o problema de insuficiência renal em gatos, mas Cibele explica que o nome correto é doença renal crônica ou injúria renal aguda. Ela esclarece ainda que a doença renal em gatos costuma ser mais comum na velhice, mas bichanos de qualquer idade podem apresentar a condição: "Os gatos têm uma predisposição, principalmente quando são gatos idosos. Hoje em dia, tem animais jovens de meses ou poucos anos que já nascem com o problema congênito e não tem uma causa específica", esclarece a especialista. Os sintomas da insuficiência renal em gatos mais comuns são aumento na ingestão de água, maior frequência de xixi, perda de apetite, vômito, apatia e desidratação.

Não existe apenas um remédio para gato com problema renal crônico, mas sim uma série de tratamentos

Em uma insuficiência renal em gatos, o tratamento não é específico para o rim, mas para cuidar dos problemas que a doença causa em todos os sistemas do corpo. "A doença é multissistêmica e a gente não faz o tratamento para o rim. A gente não vai dar medicamento para o rim, mas sim medicações que vão corrigir aquilo que a doença renal está tirando do lugar. O gato pode ter desidratação, vômito, diarreia, ser hipertenso, ter distúrbio de eletrólitos (sódio e potássio), distúrbio de cálcio e fósforo, acidose metabólica, anemia… então, fazemos o tratamento conforme o paciente for apresentando esses tipos de alterações", explica Cibele. Por isso, não tem muito como definir um remédio para gato com problema renal, uma vez que o tratamento é feito de acordo com cada caso. 

O gato com problema renal precisa de check-ups e acompanhamento frequente

Vale ressaltar que a doença renal crônica é uma doença renal em gatos que permanece com o bichano pelo resto da vida. Então, é importante que o acompanhamento médico seja frequente para prevenir que a doença se agrave. "O ideal é fazer exames de check-up pelo menos uma vez por ano para ir acompanhando porque a doença é silenciosa e progressiva", orienta a especialista. Cibele explica que com esses cuidados é possível evitar essa doença ou até mesmo descobri-la logo no início, começando o tratamento desde cedo e dificultando a probabilidade de se tornar algo grave.   

 

Gato sendo examinado por veterinário
O gato com problema renal precisa estar sempre fazendo check-ups e fazer um acompanhaento veterinário por toda a vida

 

Nefrite: doença renal em gatos que acontece quando há uma inflamação nos rins

Uma outra doença renal em gatos que pode acometer os bichanos é a nefrite. Assim como existe a uretrite quando há uma inflamação na uretra e uma cistite quando há uma infecção na bexiga do gato, o bichano pode ter a nefrite, que trata-se de uma inflamação dos rins. "Essa doença pode alterar a função renal e até mesmo fazer com que os rins parem de funcionar", explica a especialista. Também pode ser de origem aguda ou crônica e afeta a capacidade de filtração do órgão. O gato com problema renal desse tipo apresenta excesso ou falta de urina, vômito, apatia e perda de apetite.

O soro para gatos com problema renal é um dos tratamentos mais indicados

Um tratamento muito comum para problemas renais é a fluidoterapia em gato. Problema renal de qualquer tipo pode levar à um quadro de desidratação do animal, uma vez que o bichano passa a perder muita água. A fluidoterapia é um tratamento com soro para gatos com problema renal muito eficiente, pois ajuda a hidratar o pet e restabelece os níveis de água e eletrólitos no corpo. "A desidratação também faz com que o rim seja forçado. Então, se a gente não faz a fluidoterapia em pacientes que desidratam, podemos piorar a função renal", explica Cibele. 

Ela ressalta, porém, que o soro para gatos com problema renal não é indicado para qualquer bichano que tenha a doença: deve ser feito apenas naqueles que estão sofrendo com a desidratação. "Muitos veterinários fazem e alguns tutores de gato com problema renal acreditam que precisamos sempre fazer o soro para que o rim volte a funcionar ou para lavar o órgão - e isso é extremamente errado. A gente só faz a fluidoterapia se o paciente estiver desidratando. Se ele não desidrata, não tem porque fazer, pois a gente pode estar forçando esse rim a trabalhar", esclarece a especialista.

Remédio caseiro para gato com problema renal não existe 

Muitas pessoas buscam receitas de remédio caseiro para gato com problema renal. As doenças nos rins são muito comuns e como o tratamento pode precisar ser feito ao longo de toda a vida, é normal que tutores busquem maneiras mais "práticas" de cuidar do problemas. Mas afinal - seja para uma doença renal crônica, nefrite ou cálculo renal em gatos - tratamento caseiro pode ser feito? Cibele explica: "Não existe nenhum remédio caseiro para gato com problema renal. Todo tratamento ou medicamento precisa ser prescrito pelo médico veterinário e o paciente precisa ser acompanhado por ele". Ou seja, por mais que você veja receitas de remédio para gato com problema renal na internet, jamais dê algo ao animal sem orientação médica.

Ração para gato com problema renal: a mudança na dieta faz toda a diferença no gatinho renal

Como explicamos, não existe uma fórmula mágica para cuidar de doença renal crônica, nefrite ou cálculo renal em gatos. Tratamento caseiro nunca é a solução, mas o tutor pode sim fazer algumas alterações em casa e na rotina do pet para melhorar sua qualidade de vida. Incentivar a ingestão de água, como já explicamos, é um dos principais cuidados. Porém, existe outra medida que todo tutor de gato com problema renal deve ter: incluir a ração para gato renal na dieta. A ração renal contém níveis bem mais controlados dos nutrientes conhecidos por sobrecarregar os rins. Além disso, é rica em outros componentes como vitaminas e ômega 6. 

A ração para gato com problema renal alivia o trabalho dos rins, pois evita sua sobrecarga. Assim, a doença progride mais lentamente. Esse alimento ainda alivia os sintomas que o bichano pode apresentar. Então, se você tem um gato com problema renal, converse com o veterinário para que ele analise a necessidade de trocar a ração comum para a renal e auxilie a fazer essa transição - que precisa ser gradual, uma vez que os felinos não são muito fãs de mudanças. 

Redação: Maria Luísa Pimenta

Comportamento

Aprenda a interpretar cada miado de gato: foi com essas dicas que consegui me aproximar mais ainda do meu pet

Mesmo que os gatos não saibam falar, a linguagem felina é muito rica e expressiva. Além da postura corporal, o miado de gato tem uma...

Saúde

O que acontece no corpo da gata no cio? Dos miados estridentes aos picos hormonais, veja todas as mudanças que ela enfrenta

Não precisa ser expert no universo felino para conseguir identificar uma gata no cio. Dos miados estridentes aos picos hormonais, o ...

Comportamento

"Amor de gato": foi assim que aprendi a interpretar as emoções do meu gatinho e percebi que sou o amor da vida dele

O amor de gato é um sentimento especial e gratificante que os bichanos demonstram por seus donos. Mas ao contrário dos cães, eles ex...

Comportamento

Meu gato está intimidando meu cachorro: 7 dicas aprovadas por um vet para lidar com a situação

Ter um cachorro e gato convivendo em harmonia em casa é o sonho de qualquer tutor - mas a realidade pode ser bem diferente. Por sere...

Comportamento

Aprenda a interpretar cada miado de gato: foi com essas dicas que consegui me aproximar mais ainda do meu pet

Mesmo que os gatos não saibam falar, a linguagem felina é muito rica e expressiva. Além da postura corporal, o miado de gato tem uma...

Saúde

O que acontece no corpo da gata no cio? Dos miados estridentes aos picos hormonais, veja todas as mudanças que ela enfrenta

Não precisa ser expert no universo felino para conseguir identificar uma gata no cio. Dos miados estridentes aos picos hormonais, o ...

Cachorro

Com ajuda do ChatGPT, mulher cria site para mostrar como os cachorros enxergam de verdade: testamos por aqui!

Você já se perguntou como os cachorros enxergam? Essa é uma dúvida comum entre muitas pessoas, sejam elas tutoras de um pet ou não. ...

Comportamento

"Amor de gato": foi assim que aprendi a interpretar as emoções do meu gatinho e percebi que sou o amor da vida dele

O amor de gato é um sentimento especial e gratificante que os bichanos demonstram por seus donos. Mas ao contrário dos cães, eles ex...

Ver todas