Gato

Antibiótico para gatos: quando é necessário?

Publicado - 23 Dezembro 2019 - 17h33

Atualizado - 22 Abril 2024 - 20h45

O antibiótico para gatos é um medicamento que deve ser utilizado apenas com prescrição médica. Assim como acontece com a versão para cachorros e humanos, o efeito dele só é garantido depois que o tratamento é completamente finalizado. Mesmo que essa informação seja de senso comum, muita gente ainda tem dúvidas sobre o funcionamento dos antibióticos para gatos e em quais casos eles são realmente necessários. Para esclarecer algumas dúvidas, sobre esse tipo de remédio, nós conversamos com Jéssica de Andrade, médica veterinária especializada em medicina felina. Dá uma olhada!

O antibiótico para gatos é receitado em casos específicos

Por ser um medicamento tão restrito e controlado — você não consegue comprar se não apresentar a receita do veterinário —, o antibiótico não costuma ser prescrito com frequência. Outra razão para isso acontecer é que o seu efeito é restrito a situações específicas. Olha só o que a Jéssica explicou: “[Os antibióticos são prescritos] em casos em que o animal já possui um infecção ativa ou em quadros em que existe grande probabilidade de desenvolvimento de infecções, o que chamamos de antibioticoterapia profilática”. Além do tratamento de infecções, o antibiótico para gatos também pode ser usado após cirurgias e para evitar contaminações que tenham como origem outras inflamações, como no caso do antibiótico para gato com ferida. “Existem diversos tipos de antibióticos, cada um mais adequado para um tipo de infecção devido a sua predileção por um certo tipo de bactérias ou partes do organismo”, complementa.

Como o antibiótico para gatos age no corpo do animal?

Para saber por que é importante seguir o tratamento com antibiótico para gatos no seu animal tão à risca — mesmo quando os sinais de melhora começam a aparecer —, você precisa entender como o medicamento age no corpo do animal. Os antibióticos são substâncias produzidas por microorganismos que causam doenças no animal. O medicamento consegue, então, ou matar o agente infeccioso (antibióticos bactericidas) ou inibir sua ação no corpo do animal (antibióticos bacteriostáticos). “Através de estudos, sabemos quais antibióticos costumam agir melhor em sistema respiratório ou gastrointestinal, por exemplo. No entanto, o ideal para utilização é realizar um exame chamado cultura bacteriana com antibiograma, onde identificamos exatamente qual bactéria está causando transtornos ao animal e a quais antibióticos ela é sensível. Com base nisso, identificamos o melhor antibiótico para atuar na eliminação do agente infeccioso”, esclarece a especialista.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

 

Gato tomando remédio na boca com auxílio de tutora

 

Prevenir o uso de antibióticos para gatos é possível

 

Mesmo que não aconteça em todos os casos, é importante ressaltar que a manutenção da saúde do seu animal por meio de uma carteira de vacinação sempre em dia é uma das formas de evitar que seu pet fique doente e, consequentemente, precise do uso de antibióticos. "Não existe uma ligação direta entre a vacinação adequada com evitar o uso de antibióticos. No entanto, algumas das doenças virais podem gerar infecções bacterianas secundárias e, com isso, a necessidade do uso de antibióticos”, conta Jéssica. Isso significa que ao prevenir certas doenças virais, a vacina também evita consequências mais graves onde o uso de antibiótico poderia vir a ser necessário.

Conheça algumas doenças que costumam ser tratadas com o uso de antibiótico para gato

Como as infecções causadas por bactérias podem acontecer em qualquer parte do corpo do animal, o mercado farmacêutico conta com uma grande variedade de antibióticos disponíveis. A prescrição, geralmente, leva em consideração os medicamentos que o animal já usou e seu estado de saúde no momento, já que não é comum que o mesmo antibiótico seja usado mais de uma vez. Ainda assim, Jéssica nos contou que existem áreas com uma predisposição maior ao tratamento com antibiótico: “Todas as infecções bacterianas, como por exemplo, otites e dermatites causadas por infecção bacteriana (bactérias não são causa exclusiva das otites e dermatites), infecções bacterianas por mordedura (muito comum em brigas), como forma profilática após a realização de procedimentos cirúrgicos”, entre outras situações. Algumas das doenças comuns que costumam necessitar dos antibióticos são:

  • Antibiótico para otite felina: assim como acontece com os cachorros, a otite felina pode ser causada por uma série de razões, incluindo a ação de bactérias. Por isso, o tratamento com antibiótico só deve ser iniciado com a indicação do veterinário, depois da confirmação das causas da doença; 

  • Gripe felina: antibiótico serve para combater a bordetella bronchiseptica, a chlamydophila felis e a mycoplasma, as três bactérias que podem causar a gripe felina. Assim como a otite, ela pode ter outras causas e o uso de antibióticos deve ser iniciado só depois da confirmação do diagnóstico; 

  • Antibiótico para doença do carrapato: a erliquiose felina é causada por uma bactéria e, assim como acontece com os cachorros, ataca e enfraquece o sistema imunológico do animal. Consequentemente, a doença do carrapato em gato faz com que o bichano contraia outras doenças: o antibiótico desacelera a ação da bactéria principal e facilita o processo de controle da doença. 

Redação: Ariel Cristina Borges e Maria Luísa Pimenta 

O menor gato do mundo é selvagem, praticamente cabe na palma da mão e tem a pelagem laranja

Quando pensamos no menor gato do mundo, é inevitável não considerar algumas raças de gato domésticas que são famosas pela baixa esta...

Plantei essa grama de gato e meus pets ficaram loucos: dá pra fazer com um ingrediente barato que você tem em casa

A grama de gato é uma plantinha cheia de benefícios e totalmente segura, cultivada especialmente para os bichanos. Além de deixar os...

Salmiak: possível nova raça de gato com pelos "grisalhos" é descoberta por cientistas

Cerca de 74 raças de gato são oficialmente reconhecidas pela TICA (The International Cat Association), um órgão que registra os pedi...

Esses são os 6 sinais mais comuns de verme de gato: alguns passam despercebidos até se você for um tutor muito atento

Assim como o verme em cachorro filhote e adulto, um dos problemas mais preocupantes que podem afetar os bichanos é o verme de gato. ...

Esses são os 210 nomes de cachorro macho mais famosos: encontre a melhor ideia para chamar o pet que acabou de adotar

Escolher um nome de cachorro macho nem sempre é fácil, já que a variedade de opções pode deixar muitos tutores perdidos. É possível ...

O menor gato do mundo é selvagem, praticamente cabe na palma da mão e tem a pelagem laranja

Quando pensamos no menor gato do mundo, é inevitável não considerar algumas raças de gato domésticas que são famosas pela baixa esta...

O cachorro mais popular de todos: saiba qual é a raça mais pesquisada no Brasil em 2024

As raças de cachorro mais populares geralmente incluem nomes como o Shih Tzu, Golden Retriever e Yorkshire. Mas sabia que tem um cão...

Plantei essa grama de gato e meus pets ficaram loucos: dá pra fazer com um ingrediente barato que você tem em casa

A grama de gato é uma plantinha cheia de benefícios e totalmente segura, cultivada especialmente para os bichanos. Além de deixar os...

Ver todas