Gato

Anemia em gatos: entenda mais sobre o problema que atinge os felinos

Publicado - 17 Abril 2020 - 16h00

Atualizado - 26 Abril 2024 - 12h31

Nathalia Breder / Médica Veterinária, com foco no atendimento em Nutrição de cães e gatos

CRMV CRMV: 9287/RJ

Formada em Medicina Veterinária pela UNIFESO em 2007 e pós-graduada em Clínica e Cirurgia de animais selvagens e exóticos pelo Qualittas, 2008, pós-graduada em Clínica e Cirurgia de pequenos animais (cães e gatos) pela Equalis, 2009. Mestranda em Nutrição de cães e gatos pela Universidade Federal de Lavras (UFLA/2022). Possuo diversos cursos dentro da área de nutrição desde 2008.

Juliana Melo / Repórter

Jornalista formada pela Facha (Faculdades Integradas Hélio Alonso). Sempre amei o universo pet e meu sonho sempre foi ter um cachorro ou gato, mas essa ainda é uma realidade um pouco distante pra mim. Me sinto um pouco Felícia perto dos bichinhos, e acho fantástico poder entender um pouco melhor o comportamento deles e ajudar tantos tutores por aí!

A oportunidade de entrar na equipe do Patas da Casa foi incrível, porque apesar de não ter um pet, sempre tive muita vontade de conhecer e compreender melhor esse universo. Hoje me sinto praticamente uma ‘expert’ em comportamento de cães e gatos e uma das maiores incentivadoras da adoção animal.

• Filme com animal preferido: “Sempre ao Seu Lado”
• Uma raça de cachorro: Dachshund
• Uma raça de gato: Maine Coon
• A curiosidade favorita sobre cachorros: A maneira como um cão se comporta depende principalmente da criação que ele recebe
• A curiosidade favorita sobre gatos: Os gatos enxergam os humanos como seus semelhantes (basicamente como se fôssemos gatos gigantes)
• Sobre o que mais gosta de escrever no universo pet: Comportamento animal
• Um aprendizado: Adotar um cachorro ou gato é uma das decisões mais bonitas que alguém pode tomar, mas que precisa ser feita com muita responsabilidade
• Nome de pet favorito: Bilbo

A anemia em gatos é um problema de saúde que bem comum quando falamos de felinos. Segundo a veterinária Nathalia Breder, do Rio de Janeiro, consiste na diminuição dos glóbulos vermelhos no sangue. “Esses glóbulos são responsáveis por transportar oxigênio e nutrir todos os tecidos do corpo e recolher o gás carbônico e eliminá-lo pela respiração”, explica. Por isso, um gato com anemia é motivo para se preocupar e é importante saber como lidar com esse problema. Para te ajudar como cuidar de gato anêmico, Nathalia esclareceu todas as dúvidas sobre o assunto para a gente!

Conheça as causas por trás da anemia em gatos

Normalmente, a principal causa para um gato com anemia são as doenças infecciosas. “Segundo um estudo do Hospital Veterinário da Universidade de Brasília, as doenças infecciosas são responsáveis por 32% das causas de anemia, seguido de traumas e doenças inflamatórias”, explica Nathalia. Outras causas também podem estar associadas a essa condição, como as doenças renais crônicas e as doenças autoimunes. É por isso que o diagnóstico médico se faz tão importante. Além disso, hemoparasitoses também podem provocar a anemia em gatos, como micoplasma transmitido pela picada da pulga, as oriundas de reações adversas a medicamentos e as virais, como a FIV (Vírus da Imunodeficiência Felina) e FeLV (Vírus da Leucemia Felina).

Anemia em gatos pode ser regenerativa ou não regenerativa

Existem duas formas da anemia se manifestar no organismo dos felinos: a regenerativa e a não regenerativa. A primeira corresponde a um quadro em que é possível repor os glóbulos vermelhos, dentro do possível. Isso porque a medula óssea é capaz de produzir novas hemácias para substituir aquelas que foram perdidas. Já a anemia não regenerativa acontece quando a medula óssea não consegue produzir novos glóbulos vermelhos, ou quando essa produção é muito baixa.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

 

Gato preto e branco deitado no consultório enquanto veterinário o examina

 

Gato com anemia: saiba como identificar o problema

 

Todo tutor percebe quando tem algo de errado com o seu gatinho. No caso da anemia felina, o bichano tende a ficar mais quieto e isolado, deixando até mesmo de brincar. Além disso, ele também costuma aparentar mais cansaço, com perda de apetite e as gengivas (mucosas em geral) ficam mais pálidas. “A perda de peso também pode acontecer se os sintomas forem se agravando com o passar do tempo, assim como o surgimento de febre, taquicardia (batimentos cardíacos mais acelerados) e dispneia (dificuldade respiratória)”, alerta a veterinária.

Como é feito o diagnóstico da anemia em gatos?

Antes de mais nada, é necessário levar o bichano ao veterinário para que ele possa examiná-lo. Durante a consulta, o profissional é capaz de observar alguns sinais como a coloração das mucosas da boca e dos olhos e verificar se há perda de peso, febre e prostração. Além disso, um exame de sangue simples (hemograma) ajuda a concluir o diagnóstico. “Nele, teremos a contagem dos glóbulos vermelhos e suas porcentagens nas funções de carregamento de oxigênio, tais como: hemácias, hemoglobina, hematócrito, entre outros”, explica Nathalia.

Tratamento: vitamina para anemia em gatos funciona?

Após a confirmação do diagnóstico, o tratamento deverá ser iniciado de acordo com a causa do problema. “Cada caso é único e deve ser avaliado pelo médico veterinário”, ressalta a profissional. Medicamentos específicos podem ser receitados para melhorar a saúde do gato, mas além deles também é possível a indicação de suplementos a base de ferro e até mesmo vitamina para gato com anemia associados aos tratamentos convencionais. “Existem também nutracêuticos que vão melhorar a imunidade do gato, fazendo com que as doenças autoimunes se estabilizem dentro do possível”, conta Nathalia. Já se o quadro de anemia for mais grave ou causado por hemorragias, a transfusão sanguínea pode ser a melhor opção. Mas lembre-se: para tratar anemia em gatos, remédio caseiro não deve ser considerado - o ideal é sempre buscar a orientação de um especialista.

6 dicas de como prevenir a anemia em gatos

1) Manter os gatinhos dentro de casa, ter janelas teladas e não permitir o contato com outros gatos de rua. Desta forma, evita-se a transmissão de doenças virais como FIV e FeLV;

2) Manter as vacinas em dia;

3) Fornecer uma alimentação de qualidade ao gatinho;

4) Não administrar remédios sem prescrição ou conhecimento de um médico veterinário;

5) Manter os gatinhos sempre com a vermifugação em dia, bem como manter livre de pulgas e carrapatos;

6) Ao menor sinal de anormalidade no comportamento do felino, levar a uma consulta com um profissional para um chek-up.

Redação: Juliana Melo

 

Histórias reais

Concurso elege as fotos de pets mais engraçadas do mundo todo: conheça os 30 finalistas!

Cachorros, gatos e outros animais são conhecidos por serem fofinhos, mas ao mesmo tempo eles também podem render ótimos registros fo...

Comportamento

Mais rápido do mundo: gato skatista quebra recorde impressionante e entra para o Guinness

Sabia que existem vários gatos recordistas por aí? Algum tempo atrás, uma gata de 27 anos foi reconhecida pelo Guinness Book como o ...

Cuidados

Testei essas 5 dicas para limpar a caixa de areia do meu gato e nunca mais senti mau cheiro dentro de casa

A caixa de areia para gatos é, sem dúvidas, um dos acessórios mais importantes de quem é gateiro. Todo mundo sabe que os bichanos sã...

Brinquedos

Esse brinquedo de gato faz tanto sucesso na minha casa que meus gatos não querem parar de brincar: diversão garantida!

Não é preciso muito para deixar os felinos felizes e relaxados. Basta um brinquedo de gato que instigue os instintos da espécie e os...

Histórias reais

Filme escondido na Netflix mostra história de superação entre policial e vira-lata e vai te arrancar lágrimas

Os filmes de cachorro sempre são o maior sucesso! Não importa se é uma animação ou uma live action, os pets das telinhas conseguem t...

Adoção

Pinscher 0: a menor versão da raça de cachorro "estressadinha" cabe na palma da mão e parece um filhote até na velhice

Uma das raças que mais se popularizou nos últimos anos foi o Pinscher. Esse cãozinho, que é naturalmente de porte pequeno, pode ser ...

Comportamento

Gatinho entra em profundo sofrimento quando é separado de seu brinquedo favorito

Identificar um gato triste não é tão fácil quanto parece. Ao contrário dos cachorros, que são animais expressivos, os felinos demons...

Raças

Recriamos a versão real dos cachorros da Patrulha Canina com inteligência artificial: veja como eles ficaram!

Existem muitos cães famosos da ficção que fizeram um grande sucesso ao longo dos anos, como o Scooby Doo e o Pluto. Mas nada se comp...

Ver todas