close
Vacina

Vacina para cachorro: quando o filhote pode tomar, quais as primeiras doses... Tudo sobre a prevenção!

Atualizado · 16 de agosto de 2021 · 14h45

Publicado · 11/08/2021 · 19h18

A vacina para cachorro filhote é indispensável para cuidar da saúde do seu pet
A vacina para cachorro filhote é indispensável para cuidar da saúde do seu pet

A vacina para cachorro filhote é um cuidado importante com a saúde do seu amigo de quatro patas, principalmente para protegê-lo de várias doenças perigosas, como cinomose canina e raiva. Por isso, ao comprar ou adotar um pet, é fundamental saber do histórico de vacinas do animal e, caso ele ainda não tenha sido vacinado, o tutor deve marcar uma consulta com um profissional para aplicar a vacina de cachorro. A recomendação é de que, a partir dos 45 anos de vida e após a vermifugação, os filhotes de cães sejam vacinados com a óctupla (V8) ou a déctupla canina (V10).

O ideal é que a primeira vacina do cachorro seja aplicada logo nos primeiros meses de vida do animal e reforçada anualmente, sem atrasos. “E se meu cachorro não tomou nenhuma vacina, mas já é adulto?” Nesse caso, é importante fazer uma avaliação completa do estado de saúde do cão e correr para aplicar as primeiras doses de vacina de cachorro o quanto antes! Não importa qual seja a idade do pet, a vacinação é essencial para manter o seu doguinho longe de uma série de problemas. Conversamos com a veterinária Jackeline Moraes Ribeiro, do Rio de Janeiro, e ela tirou todas as dúvidas sobre o assunto, como para que serve a vacina de cachorro e contra o que ela previne, além dos riscos de não vacinar os cães. Confira!

Patas da Casa: Qual é a primeira vacina do cachorro?

Jackeline: muitos tutores não sabem muito bem quando vacinar filhote de cachorro, mas a partir dos 45 dias de vida, após a vermifugação, os filhotes de cães devem receber a primeira vacina canina. Normalmente são feitas a Óctupla (V8) ou Déctupla Canina (V10). No período de 21 a 30 dias após a dose da primeira vacina, cachorro precisa reforçar com uma segunda dose da mesma. Depois disso, ainda tem uma terceira dose de reforço, que deve acontecer entre  21 a 30 dias após a segunda dose. Com 4 meses é feita a primeira vacina do cachorro contra Raiva.

Um ano após aplicar a vacina para cachorro filhote, é importante que as doses sejam reforçadas anualmente, seguindo o calendário de vacinação indicado pelo veterinário. A vacina de cachorro anual sempre deve ser feita com uma dose da Óctupla ou Déctupla Canina e uma dose da vacina contra Raiva.

PC: Quais doenças as vacinas para cães previnem?

Jackeline: a Óctupla Canina (V8) previne o cão contra 8 doenças: 

  • Cinomose (doença infectocontagiosa causada por um vírus que pode atingir diferentes partes do corpo do pet e chega a ser fatal)
  • Parvovirose (doença viral altamente contagiosa que destrói a camada interna do intestino e provoca desidratação)
  • Coronavirose (doença viral que pode acometer tanto o intestino do animal quando o sistema respiratório canino)
  • Hepatite infecciosa (doença causada pelo adenovírus canino tipo 1, que prejudica funções hepáticas e inflama o fígado)
  • Adenovirose (doença causada pelo adenovírus canino tipo 2, que causa infecções respiratórias no animal)
  • Parainfluenza (doença altamente contagiosa que provoca problemas respiratórios e pode debilitar bastante a saúde animal)
  • Leptospirose (previne contra 2 subtipos, que é a Leptospira canicola e a Leptospira icterohaemorrhagiae)

Já Déctupla Canina (V10) previne contra 10 doenças:

  • Cinomose
  • Parvovirose
  • Coronavirose
  • Hepatite Infecciosa
  • Adenovirose
  • Parainfluenza
  • Leptospirose (previne contra 4 subtipos: Leptospira canicola, Leptospira icterohaemorrhagiae, Leptospira grippotyphosa e Leptospira pomona - essas duas últimas que não são muito comuns no Brasil).

Calendário, vacina, cachorro são palavras que sempre devem andar juntas. No entanto, uma dúvida comum tanto sobre a vacina V8 quanto sobre a vacina V10: quantas doses são necessárias para garantir a imunização? A resposta é simples: se for uma vacina para cachorro filhote ou então a primeira vacina de um cãozinho adulto, o calendário deve seguir a lógica mencionada acima, de três doses de reforço em um período de 21 a 30 dias entre cada uma delas. Já se o animal já tiver passado dessa fase inicial, o calendário de vacina de cachorro é anual, então o cãozinho deve ter as doses reforçadas no intervalo de 1 ano.

PC: Como a vacina da raiva em filhotes funciona?

Jackeline: o filhote pode tomar vacina contra raiva logo no primeiro ano de vida. A Raiva canina é uma das doenças mais conhecidas e, como não tem cura, a vacina da raiva em filhotes - também em adultos - é extremamente importante. Essa é uma doença viral aguda que acomete os mamíferos, inclusive o homem, caracterizando-se por uma encefalite progressiva. Por conta da sua letalidade e a possível contaminação dentro do ciclo urbano (considerada uma zoonose), a vacina da raiva em filhotes é obrigatória em todos os cães.

Alterações de comportamento, falta de apetite, incômodo com luz forte e automutilação são alguns sintomas mais comuns. Além de ser transmissível para o ser humano, ela pode levar seu animal a ser sacrificado. Para quem não sabe com quantos meses o cachorro pode tomar vacina contra raiva, a primeira dose é dada a partir dos 4 meses e deve ser reforçada anualmente.

Qual raça de gato você é?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

O que você mais gosta de fazer nos momentos de lazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Se você pudesse se descrever com uma palavra, quais das opções a seguir escolheria?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Alguém te chamou para sair para um lugar inusitado, o que você pensa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica depois de dormir pouco na noite anterior?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você viajou e se perdeu em uma cidade que não conhece muito: o que passa pela sua cabeça?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Quais dessas características você procuraria em um pet?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

O que seus amigos próximos pensam sobre você?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você gosta de curtir as férias?

Question Header Background

Sua personalidade aventureira combina com o Bobtail Japonês! Você é divertido assim como o gato Siamês! Sua personalidade ranzinza combina com o gato Maine Coon! Você é preguiçoso como um gatinho Persa!
    O calendário de vacinação de um filhote de cachorro deve ser seguido rigosamente para evitar que ele contraia doenças bem graves
    O calendário de vacinação de um filhote de cachorro deve ser seguido rigosamente para evitar que ele contraia doenças bem graves

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    PC: Como a vacina de cachorro filhote previne a cinomose canina?

    Jackeline: A cinomose canina é uma doença infectocontagiosa bem perigosa, mas com a vacina para cachorro filhote é possível preveni-la. Causada pelo vírus Cinegaglia Lentz  ou Corpúsculo de Lentz, a doença é comum em animais jovens, mas os idosos também podem ser infectados caso não sejam vacinados. Por isso, quando se trata da vacina, cachorro filhote precisa receber todos os cuidados nessa fase inicial para garantir sua imunidade e não adoecer futuramente.  A principal fonte de transmissão acontece de forma direta por secreções do nariz e saliva de animais infectados, tosse e espirros. Contudo, a contaminação também pode acontecer pela água, alimentos e objetos contaminados por secreções de cães doentes. 

    Sem a vacina de cachorro, o animal pode facilmente ser infectado e apresentar sintomas como febre, perda de apetite, corrimento ocular e nasal, conjuntivite, dificuldade respiratória e pneumonia. Também pode haver sintomas digestivos, como diarréia e vômito, ou neurológicos, como convulsões e ataxia. A cinomose é uma doença de difícil tratamento e com evolução imprevisível, sendo difícil garantir a sobrevivência do animal. O quadro depende do sistema imune do cão e da resposta às medicações, então a melhor solução é a prevenção com a vacina para cães filhotes e, posteriormente, na vida adulta do pet. É importante fazer isso corretamente, uma vez ao ano e sem atrasos. Lembro que, caso haja suspeita de um animal doente, não é aconselhável dar a vacina (filhote ou adulto). Nessa situação, a vacina pode baixar a imunidade do animal e ele vir a desenvolver a doença. 

    PC: Quais são as vacinas de cachorro não obrigatórias? Elas realmente são necessárias?

    Jackeline: As vacinas para cães filhotes não obrigatórias que existem são contra a Leishmaniose, Giardíase e Traqueobronquite Infecciosa Canina. 

    • Vacina de cachorro contra giardíase: a giardíase é uma doença causada pelo protozoário Giardia lamblia que acomete animais e humanos, sendo considerada uma zoonose. Os cães são infectados através da ingestão de cistos de Giardia, que posteriormente são pelas fezes e contaminam o ambiente, água e alimentos. Estes cistos são resistentes, estabelecendo uma alta taxa de reinfecção. A infecção por Giardia é oriunda dos grandes centros urbanos e apresenta altos índices de contaminação em todo o mundo. Pode causar sinais clínicos moderados ou severos, mas também pode se apresentar de forma assintomática em animais adultos, o que acaba sendo perigoso para os outros animais que moram no mesmo ambiente. Embora a vacina para cachorro filhote não seja obrigatória, essa é a melhor forma de resguardar a saúde do pet.
    • Vacina de cachorro contra traqueobronquite infecciosa: conhecida também como tosse dos cachorros, esta é uma doença sazonal que ocorre com mais frequência nos meses frios e secos, mas pode afetar os cães durante o ano inteiro. A transmissão mais comum é por meio do contato direto entre os cães, seja pelo ar ou pelas secreções respiratórias. Filhotes e animais com baixa imunidade têm maior predisposição para contrair a doença. Por isso, uma alternativa para prevenir o problema é com a vacina. Cachorro filhote ou adulto podem ser vacinados, ainda que não seja algo obrigatório.
    • Vacina de cachorro contra leishmaniose: a leishmaniose visceral canina é transmitida pelo mosquito palha e o tipo mais comum é a leishmaniose cutânea. Os principais sintomas são lesões nodulares, ulceradas e com crostas que podem atingir o nariz, orelhas e pálpebras, além de causar queda de pelos. Para o diagnóstico correto, é preciso realizar uma biópsia das lesões ou do fígado e/ou sorologia. Quanto a vacina, filhote pode tomar a partir dos 4 meses de idade. A vacinação é muito importante porque o tratamento elimina os sinais clínicos, mas não cura a doença e o cachorro pode continuar como portador do parasita. 
    Manter a caderneta de vacinação sempre atualizada é importante para a longevidade do cachorro
    Manter a caderneta de vacinação sempre atualizada é importante para a longevidade do cachorro

    PC: Tem problema atrasar a vacina do cachorro?

    JackelineSim, tem problema atrasar a vacina do cachorro. A imunização completa deve ser sempre dentro do período recomendado, já que dar a vacina de cachorro atrasada é algo que deixa o animal exposto e suscetível a contrair vírus e bactérias nesse meio tempo. Se por algum motivo atrasou, o ideal é que assim que o tutor puder, deve-se regularizar essa vacinação. A prevenção é sempre fundamental e, se for possível, sempre tente vaciná-los na data correta.

    “E se meu cachorro não tomou nenhuma vacina?” Nesses casos, é importante consultar um médico veterinário de confiança, que fará uma avaliação do estado de saúde do pet. Em seguida, o recomendado é dar a vacina de cachorro o quanto antes para protegê-lo de qualquer enfermidade. O esquema vacinal é o mesmo que ocorre para filhotes de cachorro, e depois das três doses iniciais, o cãozinho precisa de reforços anuais.

    Bônus: Quanto custa a vacina para cachorro filhote?

    O preço da vacina de cachorro pode variar bastante de acordo com o tipo de vacina e a região. Mas, no geral, tanto a vacina V8 quanto a vacina V10 costumam variar entre R$60 e R$120 reais por dose (lembrando que, no caso da vacina para cachorro filhote, o cãozinho precisa de pelo menos três doses para garantir a imunidade completa). Já a vacina antirrábica pode variar entre R$50 e R$100.

    As vacinas para cães filhotes não obrigatórias, porém, podem elevar o custo final. A vacina de cachorro contra leishmaniose, por exemplo, normalmente custa mais de R$ 100 e pode chegar a R$ 200, dependendo da clínica. Já as vacinas contra giardíase e tosse dos cachorros custam em torno de R$80 cada uma.

    Se a ideia é economizar, uma boa alternativa é procurar se na sua cidade existem mutirões de vacinação oferecidos pelos centros de zoonose ou pela Sociedade União Internacional Protetora dos Animais (Suipa). Dessa forma, você consegue vacinar gratuitamente seu animal contra raiva, por exemplo. 

    Vale lembrar que a vacina de cachorro é um ato de amor e cuidado com o seu bichinho de estimação. Além de prevenir inúmeras doenças graves e fatais, isso também acaba sendo uma forma de investimento, já que os custos do tratamento podem ser bem mais altos do que os da vacinação. 

    Redação: Mariana Almeida e Juliana Melo

    Publicada originalmente em: 01/07/2019

    Atualizada em: 11/08/2021

    Dente de gato: como preservar a saúde bucal do seu felino?

    Próxima matéria

    Dente de gato: como preservar a saúde bucal do seu felino?

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro
    Grandes

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro

    O Galgo Afegão, também chamado de Afghan Hound, é um cachorro originário do Oriente Médio com aparência exótica e charmosa, difícil de passar despercebido. O que poucas pessoas sabem é que, por trás da postura elegante e independente do cão Afegão, existe um ótimo companheiro de quatro patas, cheio de energia para gastar e amor para dar. Mas o que é necessário saber sobre essa raça de cachorro antes de comprar ou adotar um exemplar? Como é a personalidade do Afghan Hound e que cuidados são necessários com o cãozinho? 

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana
    Grandes

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana

    Um dos cãezinhos mais surpreendentes é o Cane Corso. Embora ele não seja tão popular quanto outras raças de cachorro grande, como o Labrador e o Golden Retriever, o Cane Corso é dono de um enorme coração e tem uma personalidade incrível. Algumas pessoas podem até se intimidar com o tamanho e a postura imponente do doguinho, mas só quem convive com um Cane Corso sabe como estes cães são adoráveis e carinhosos.

    Bichon Frisé: tudo sobre a raça de cachorro pequeno (+ galeria com 50 fotos)
    Pequenos

    Bichon Frisé: tudo sobre a raça de cachorro pequeno (+ galeria com 50 fotos)

    Dentre tantas raças de cachorro que existem pelo mundo, uma que certamente merece destaque é o Bichon Frisé. Esse pequeno cãozinho já é capaz de conquistar vários admiradores só por causa da sua aparência fofinha e felpuda, mas não é só isso que chama a atenção na raça: o cachorro Bichon Frisé também é super carismático e afetuoso. Por isso, é bem difícil não se apaixonar por ele. 

    Tudo sobre o cachorro Boxer: origem, personalidade, saúde, características físicas e cuidados
    Grandes

    Tudo sobre o cachorro Boxer: origem, personalidade, saúde, características físicas e cuidados

    Se você sempre sonhou em ter um cachorro grande dentro de casa, a raça Boxer certamente é uma opção que não vai te decepcionar. Por trás da aparência robusta e que pode ser considerada até um pouco intimidante para alguns, existe um cãozinho companheiro e com muito amor para oferecer aos seus humanos. Conheça um pouco mais sobre o comportamento da raça, cuidados com a saúde e quanto custa um cachorro Boxer.

    Ver Todas >

    Giárdia canina: como funciona a vacina contra a doença?
    Saúde animal

    Giárdia canina: como funciona a vacina contra a doença?

    A giárdia canina é uma doença infecciosa causada por um protozoário que pode acometer cães, gatos e seres humanos. Essa zoonose ocorre quando o cachorro ingere cistos do protozoário, que podem estar presentes na água e alimentos. Além disso, como os cachorrinhos são animais que usam a boca para diversas funcionalidades, é possível que o pet colete o parasita lambendo um brinquedo, bebendo água de uma poça ou mastigando algum objeto. Ficar de olho em como prevenir a doença é muito importante, visto que a giárdia em cães é transmitida para outros animais com facilidade. 

    Sarna em gatos: o que é e o que fazer?
    Saúde animal

    Sarna em gatos: o que é e o que fazer?

    A sarna em gatos é um dos problemas de pele mais comuns que podem afetar o bichano. Causada por ácaros que ficam na pelagem dos felinos, a doença também pode acometer cachorros e até mesmo humanos. O gato com sarna sofre bastante com coceiras e problemas na pele. Felizmente, existe tratamento de sarna em gatos capaz de eliminar os parasitas e garantir conforto ao peludo. 

    Tosse de cachorro: o que pode ser?
    Saúde animal

    Tosse de cachorro: o que pode ser?

    O cachorro com tosse é algo que pode assustar muitos tutores, principalmente quando acontece de forma recorrente e não tem um motivo aparente. O sintoma indica algum incômodo no sistema respiratório canino e pode estar associado a diferentes causas que variam desde problemas mais simples, como um engasgo na hora de comer, até algo mais sério, como doenças cardíacas e vermes pulmonares.

    O que o anticoncepcional para gatos pode causar?
    Saúde animal

    O que o anticoncepcional para gatos pode causar?

    O anticoncepcional para gatos é usado por muitos tutores como alternativa à castração. A injeção é vista por muitas pessoas como um método mais barato e menos invasivo de impedir o cio de gata. Mas é comum surgir a dúvida sobre o anticoncepcional para gatos: quando aplicar é recomendado? A verdade é que o anticoncepcional para gatas traz muitos problemas à saúde e nunca é a solução para o cio de gato. O Patas da Casa te explica quais os perigos da injeção anticoncepcional para gatos e porque a castração é a melhor opção. Confira!

    Ver Todas >