close
Vacinas

Tabela de vacinas para gatos: entenda como funciona o ciclo de imunização dos felinos

Atualizado · 26 de abril de 2021 · 13h38

Publicado · 26/04/2021 · 13h37

As vacinas para gatos são fundamentais para manter a saúde do animal. Veja como funciona a tabela de vacinação
As vacinas para gatos são fundamentais para manter a saúde do animal. Veja como funciona a tabela de vacinação

Manter um gato forte e saudável não é nenhuma missão impossível, principalmente quando eles são bem cuidados. Uma coisa essencial que não pode ser esquecida é a imunização. A vacina de gato é uma medida bastante eficaz para evitar a exposição dos felinos a doenças graves e zoonoses, que são patologias que podem ser transmitidas dos animais para os humanos. No entanto, a tabela de vacinas para gatos pode gerar algumas dúvidas, principalmente quanto ao intervalo de tempo entre cada dose. Para entender melhor como funciona o ciclo de imunização dos gatinhos, separamos algumas informações importantes a respeito desse tema. 

Quais as vacinas para gatos principais e como elas agem no organismo felino?

Existem diferentes tipos de vacinas para gatos, mas uma das principais é a polivalente. Trata-se de um imunizante que protege o felino das mais variadas doenças, e que possui diferentes versões, como a V3 (tríplice), V4 (quádrupla) e a vacina V5 para gatos, que também é chamada de quíntupla ou múltipla.

Com a V3, é possível evitar doenças como a rinotraqueíte, calicivirose e panleucopenia, enquanto a V4 também inclui a clamidiose, além das enfermidades já mencionadas. Já a vacina V5 para gatos é a mais completa de todas e, além de imunizar contra as mesmas doenças da V4, também protege os gatos contra a leucemia felina (FeLV). E não acaba por aí: além das polivalentes, os bichanos também precisam tomar a vacina antirrábica, que atua na prevenção do vírus da raiva, uma zoonose super perigosa.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    A vacina V5 para gatos é considerada a mais completa das polivalentes
    A vacina V5 para gatos é considerada a mais completa das polivalentes

    Mais Lidas

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Conheça melhor a tabela de vacinas para gatos

    Logo depois de nascer, o filhote de gato precisa ser levado ao veterinário para uma análise clínica da saúde e também para receber as primeiras orientações quanto à imunização felina. Normalmente, recomenda-se que os gatinhos recebam a primeira dose de vacina por volta da oitava semana de vida, próximo de completar 60 dias. A tabela de vacinas para gatos durante esse período em gatos deve respeitar a seguinte lógica:

    Vacina de gato polivalente (V3, V4 ou V5): a primeira dose é realizada a partir dos 60 dias de vida.

    Vacina de gato polivalente (V3, V4 ou V5): a segunda dose é realizada entre 21 a 30 dias após a primeira dose.

    Vacina de gato polivalente (V3, V4 ou V5): a terceira dose é realizada entre 21 a 30 dias após a segunda dose.

    Vacina de gato antirrábica: a primeira dose é feita a partir do quarto mês de vida.

    Depois disso, os animais devem receber  doses de reforço anualmente. Isso vale tanto para as vacinas polivalentes quanto para a vacina antirrábica.

    Será que tem problema atrasar a vacina de gato?

    Infelizmente sim. Para que a imunização seja completamente eficaz, é fundamental respeitar os prazos estabelecidos no calendário de vacinação dos gatos. Caso contrário, o animal ficará vulnerável e corre o risco de adoecer. Por isso, se a vacina já estiver atrasada, o mais indicado é procurar um médico veterinário o quanto antes para saber se a saúde do gato não foi comprometida e se é possível vaciná-lo novamente.

    Caso você tenha um pet que nunca foi vacinado, a orientação é que sejam aplicadas duas doses da vacina múltipla, com 21 dias de intervalo. Também é recomendado uma dose da vacina antirrábica no bichano, assim como os reforços anuais.

    Redação: Juliana Melo

    Displasia de quadril em cães: o que é, causas, sintomas e tratamentos

    Próxima matéria

    Displasia de quadril em cães: o que é, causas, sintomas e tratamentos

    Quantas horas um gato dorme por dia? Gatos sonham? Saiba tudo sobre o ciclo do sono dos felinos
    Comportamento

    Quantas horas um gato dorme por dia? Gatos sonham? Saiba tudo sobre o ciclo do sono dos felinos

    Não há nada mais fofo do que ver um gato dormindo. Essa, inclusive, é uma cena bastante comum na vida dos pais de pet, já que os felinos aproveitam boa parte da vida intercalando sonecas. Mas você já parou para pensar quantas horas dorme um gato? Às vezes parece até que esse ciclo dura o dia todo… será que esse é um comportamento normal ou pode ser motivo de preocupação? O que os gatos sonham (se é que ele sonham)? São muitas perguntas que precisam ser respondidas, mas não se preocupe. 

    Gato com raiva: entenda como funciona a vacina antirrábica felina
    Vacinas

    Gato com raiva: entenda como funciona a vacina antirrábica felina

    O gato com raiva é bem menos comum do que os casos em cães.Ainda assim, a vacina da raiva faz parte do calendário obrigatório de vacinação felina. Assim como a versão canina da doença é muito grave e fatal para os cachorros, os gatos também podem ser infectados e contrair a enfermidade, que é igualmente perigosa para eles. A infecção é causada por um vírus “mortal”, que causa uma infecção aguda, afetando todo o sistema nervoso do animal até chegar ao cérebro.

    Gato Birmanês: conheça todas as características desse adorável felino
    Raças

    Gato Birmanês: conheça todas as características desse adorável felino

    O Birmanês, que também é conhecido como gato Sagrado da Birmânia, é um animal super dócil e elegante que tem muita história para contar. O gato da Birmânia é descendente de animais que eram venerados como deuses entre o século XV e XVI nos templos budistas do sudeste asiático. Muito sensível, a raça de gato é conhecida pelo companheirismo, já que se apega facilmente à família humana. O gato Birmanês gosta de explorar e é curioso, mas diferente dos outros gatos, ele gosta da estabilidade do chão e não gosta muito de altura.

    Pancreatite em gatos: entenda mais sobre a doença que atinge os felinos
    Saúde

    Pancreatite em gatos: entenda mais sobre a doença que atinge os felinos

    Uma das doenças gastrointestinais mais sérias e conhecidas entre os humanos também possui a sua versão no universo felino: a pancreatite em gatos tem uma ação bastante similar no corpo dos nossos bichanos e também precisa de tratamento imediato para não causar danos à saúde do gato. É claro que isso se torna motivo de preocupação para os gateiros, mas não se assuste! A pancreatite felina tem tratamento e é possível diminuir o avanço da doença com alguns cuidados simples. 

    Ver Todas >

    Novo coronavírus: cães e gatos podem contrair e transmitir a Covid-19? Esclarecemos as principais dúvidas!
    Saúde animal

    Novo coronavírus: cães e gatos podem contrair e transmitir a Covid-19? Esclarecemos as principais dúvidas!

    Cães e gatos podem contrair a Covid-19? Será que gato pega covid de humano? O coronavírus humano tem algum impacto na saúde do gato ou cachorro? Fomos atrás de respostas para todas essas dúvidas!

    Coleira antipulgas também protege o cachorro da leishmaniose? Veja o comparativo!
    Saúde animal

    Coleira antipulgas também protege o cachorro da leishmaniose? Veja o comparativo!

    A coleira antipulgas é um acessório que faz toda a diferença na vida de quem tem um ou mais cães. Mas você sabia que existem produtos que, além de combater as pulgas, também ajudam a afastar outros problemas indesejados, como carrapatos e mosquitos? É aí que entra a coleira contra leishmaniose! Para quem não sabe, a leishmaniose canina é uma doença transmitida pelo mosquito-palha considerada muito perigosa e que pode debilitar bastante a saúde do animal.

    Gato pega cinomose? Descubra a resposta!
    Saúde animal

    Gato pega cinomose? Descubra a resposta!

    Você já ouviu falar de cinomose em gatos? Muito se sabe sobre a cinomose em cães, doença altamente contagiosa e que traz diversas complicações à saúde do cachorro. Essa condição é temida por muitos tutores de cães, mas também tutores de gatinhos. Existe uma doença conhecida por “cinomose em gatos”, que parece ser exatamente igual à que atinge os cães. Porém, existem muitas dúvidas se esse termo é realmente o mais adequado para se referir a essa condição. Afinal, a cinomose pega em gato ou a doença acontece unicamente com cães? O Patas da Casa te explica tudo sobre a “cinomose em gatos”!

    Verme do coração: veterinário tira todas as dúvidas sobre a dirofilariose canina
    Saúde animal

    Verme do coração: veterinário tira todas as dúvidas sobre a dirofilariose canina

    Você já ouviu falar em doença do verme do coração? Se você é tutor de cachorro, é bom se preocupar com ela. A dirofilariose é uma doença muito perigosa, que pode afetar órgãos vitais dos cãezinhos e levá-los à morte. Diferente de outras doenças causadas por verminoses, o verme do coração é transmitido pela picada de mosquitos e, por isso, acaba sendo mais incidente no verão. Mas como identificar o verme no coração do cachorro? Dirofilariose tem cura? Como é feito o tratamento? E o mais importante: como manter o pet longe da doença? Descubra tudo sobre verme do coração em cães a seguir.

    Ver Todas >