Gato

Calicivirose felina: entenda mais sobre esse tipo de gripe em gatos

Publicado - 10 Janeiro 2020 - 15h32

Atualizado - 23 Abril 2024 - 12h10

A calicivirose felina é uma doença respiratória comum, porém grave, que pode atingir os gatos. Altamente contagiosa, a doença é causada pelo calicivírus e é uma espécie de gripe de gato, ou seja, apresenta sintomas bem parecidos com os da gripe em humanos. Apesar da fácil contaminação, o tratamento e a prevenção correta são capazes de manter a saúde do seu bichano protegida. Para esclarecer as principais dúvidas sobre a doença, conversamos com a médica veterinária Carolina Moretti, de São Paulo. Dá uma olhada!

A calicivirose felina é uma doença perigosa?

Conhecido por sua alta capacidade de mutação, o calicivírus felino se adapta e muda facilmente de acordo com o ambiente em que está inserido. Por isso, ele possui pequenas variações que podem dificultar tanto a identificação quanto a prevenção necessária para garantir a saúde do seu gatinho. E, justamente por conta dessa mutabilidade, o vírus pode atingir até mesmo os felinos já vacinados e, teoricamente, protegidos contra a doença. Ainda assim, é importante que você vacine o seu bichano para diminuir as chances de contaminação da calicivirose felina.

Como ocorre a contaminação da calicivirose felina?

O vírus da calicivirose felina é transportado pelas fezes, urina e saliva dos felinos. Por isso, pode permanecer por meses em um ambiente, mesmo depois do gatinho já ter sido curado, e é bem resistente. O meio mais comum de contágio é através do contato direto com o gatinho infectado, mas o contato com fluídos do animal também pode resultar na doença. “Uma simples inalação, troca de salivas e compartilhamento de brinquedos entre um gato infectado e um sadio podem ser suficientes para a contaminação”, explica Carolina.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

 

Gato em destaque espirrando

 

Corrimento nasal, espirros e ferimentos na boca são os principais sintomas da calicivirose felina

Para saber se o seu gatinho pode estar com um quadro de calicivirose felina, é preciso estar atento a alguns indícios. “Os sintomas dessa infecção são semelhantes aos da gripe em humanos. Sendo assim, tosse, febre, espirros, corrimento nasal, falta de apetite, ferimentos na boca e focinho são os principais sinais de que o seu gato pode estar com a doença”, afirma Carolina. 

É importante lembrar que o ciclo do vírus dura cerca de quatro semanas. Por isso, os sintomas costumam aparecer no felino depois de dois a dez dias da contaminação. Ainda assim, é importante que o gato seja avaliado por um médico veterinário de sua confiança para garantir o tratamento adequado.

Calicivirose felina: como tratar a doença para que ela não volte a incomodar o gatinho

Depois de ir ao veterinário e ter a confirmação de que o gato está mesmo com calicivirose felina, é preciso começar o tratamento para reverter o quadro. “Embora não exista um remédio específico para combater o vírus, o procedimento é feito basicamente através de medicamentos”, conta Carolina.

Nesse caso, as medicações recomendadas servem para fornecer suporte ao seu bichano durante o ciclo da doença, aliviando os sintomas e impedindo que eles piorem. Além disso, existem outros cuidados que podem contribuir para um tratamento eficaz. “Uma dieta boa e balanceada também é uma aliada importante para fortalecer a saúde do seu gatinho durante esse período”, completa a veterinária.

O fato de ser uma doença altamente contagiosa pode assustar alguns tutores. No entanto, a boa notícia é que você pode reforçar a proteção contra a calicivirose felina seguindo o calendário de vacinação indicado pelo veterinário. Além disso, manter a higienização do ambiente e dos brinquedos do seu bichano é importante para prevenir a doença. 

Redação: Úrsula Lima

O menor gato do mundo é selvagem, praticamente cabe na palma da mão e tem a pelagem laranja

Quando pensamos no menor gato do mundo, é inevitável não considerar algumas raças de gato domésticas que são famosas pela baixa esta...

Plantei essa grama de gato e meus pets ficaram loucos: dá pra fazer com um ingrediente barato que você tem em casa

A grama de gato é uma plantinha cheia de benefícios e totalmente segura, cultivada especialmente para os bichanos. Além de deixar os...

Salmiak: possível nova raça de gato com pelos "grisalhos" é descoberta por cientistas

Cerca de 74 raças de gato são oficialmente reconhecidas pela TICA (The International Cat Association), um órgão que registra os pedi...

Esses são os 6 sinais mais comuns de verme de gato: alguns passam despercebidos até se você for um tutor muito atento

Assim como o verme em cachorro filhote e adulto, um dos problemas mais preocupantes que podem afetar os bichanos é o verme de gato. ...

Esses são os 210 nomes de cachorro macho mais famosos: encontre a melhor ideia para chamar o pet que acabou de adotar

Escolher um nome de cachorro macho nem sempre é fácil, já que a variedade de opções pode deixar muitos tutores perdidos. É possível ...

O menor gato do mundo é selvagem, praticamente cabe na palma da mão e tem a pelagem laranja

Quando pensamos no menor gato do mundo, é inevitável não considerar algumas raças de gato domésticas que são famosas pela baixa esta...

O cachorro mais popular de todos: saiba qual é a raça mais pesquisada no Brasil em 2024

As raças de cachorro mais populares geralmente incluem nomes como o Shih Tzu, Golden Retriever e Yorkshire. Mas sabia que tem um cão...

Plantei essa grama de gato e meus pets ficaram loucos: dá pra fazer com um ingrediente barato que você tem em casa

A grama de gato é uma plantinha cheia de benefícios e totalmente segura, cultivada especialmente para os bichanos. Além de deixar os...

Ver todas