Saúde

Sarna em cachorro: como tratar e quais os sintomas da doença?

Conheça os diferentes tipos sarnas, como prevenir e tratar do seu cachorro com a doença (Foto: Shutterstock)
Conheça os diferentes tipos sarnas, como prevenir e tratar do seu cachorro com a doença (Foto: Shutterstock)

Uma das principais doenças de animais de estimação, a sarna em cachorro é conhecida por causar bastante incômodo no cãozinho infectado. Mesmo sendo uma condição “popular”, pouca gente sabe que a doença pode ser causada por diferentes tipos de ácaros que se alojam na pele do animal e que isso, consequentemente, gera diferentes formas de ação, sintomas e tratamentos necessários. Para se preparar e conhecer mais sobre a sarna, confira as informações que o Patas da Casa juntou aqui embaixo!

Sarna em cachorro: conheça os diferentes tipos e sintomas da doença

A sarna em cachorro pode ser causada por três tipos diferentes de ácaros e, consequentemente, se manifestam de três maneiras distintas. São elas: a escabiose, a sarna de ouvido e a sarna negra. Entre as três, apenas a primeira pode ser transmitida para humanos, mas todas precisam de cuidados específicos para aliviar a qualidade de vida do animal. Veja mais a seguir:

1) Escabiose: também conhecida como sarna sarcóptica, esse é o tipo mais comum de sarna em cachorro. Ela pode ser transmitida tanto para humanos quanto para outros cachorros e, até mesmo, gatos que entrem em contato direto com o animal infectado. O ácaro responsável por esse tipo de sarna costuma agir no peito, na barriga e nos ouvidos do animal, causando muita coceira, vermelhidão, queda de pelos, perda de apetite e diferentes erupções na pele do animal, que vão das manchas e bolhas até crostas amareladas e infecções causadas por bactérias e fungos.

2) Sarna de ouvido: restrita à região auricular do animal, a sarna de ouvido também pode ser conhecida como otodécica . Ela causa acúmulo de cera e muita coceira tanto na orelha quanto no ouvido do animal. A partir desses dois sintomas, o cachorro pode desenvolver inflamações como a otite e também pode se ferir tentando aliviar o incômodo nas orelhas. 

3) Sarna negra: a única que pode ser transmitida da mãe para o filhote, a sarna negra — também conhecida como sarna demodécica — costuma se manifestar no corpo todo ou em pontos isolados, como os cotovelos, calcanhares, queixo e na região focinho, perto dos olhos e da boca do animal. Entre os sintomas mais comuns, você pode identificar a oleosidade e queda dos pelos, infecções, inchaço, descamação e vermelhidão da pele além de manchas escuras e aspereza na região infectada. 

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    Um dos sintomas da escabiose é a queda dos pelos nas regiões afetadas pela doença (Foto: Shutterstock)
    Um dos sintomas da escabiose é a queda dos pelos nas regiões afetadas pela doença (Foto: Shutterstock)

    Mais Lidas

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?
    Saúde animal

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?

    Encontrar o cachorro ofegante não é uma questão incomum na vida dos tutores. Normalmente, os peludos ficam mais cansados depois de um longo passeio ou brincadeiras, mas quando não houve nenhum estímulo é preciso ficar atento. Observe alguns sinais do cachorro ofegante: língua pra fora pode indicar calor ou cansaço, agora se o sintoma estiver acompanhado de tremores ou cachorro com dificuldade de respirar, o ideal é levá-lo imediatamente ao veterinário. Para saber como diferenciar e se há necessidade de buscar ajuda médica, nós conversamos com Ricardo Duarte, que é docente do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário FMU, de São Paulo.

    Vermífugo para cachorro: veterinária tira todas as dúvidas sobre o intervalo de uso do remédio
    Saúde animal

    Vermífugo para cachorro: veterinária tira todas as dúvidas sobre o intervalo de uso do remédio

    Você certamente já ouviu falar em vermífugo para cães. Mas sabe, exatamente, para que ele serve? Quem tem animal de estimação precisa estar atento a uma série de cuidados para manter a saúde do bichinho em dia - e usar esse remédio no período certo é uma dessas medidas indispensáveis para a proteção do pet. Como o nome já indica, o medicamento previne doenças causadas por vermes, como a Dirofilaria immitis, Toxocara canis e Giárdia sp.

    Qual é o remédio para sarna de cachorro ideal de cada tipo da infecção?

    Entre os três tipos de sarna em cachorro, a negra é a única que não pode ser curada completamente. Por ser transmitida da mãe para o filhote, se o animal não tiver nenhum problema no sistema imunológico durante a vida, a condição pode ser controlada com o uso regular de shampoos e cremes antiácaro. Nos casos mais graves, o tratamento deverá ser feito com medicamentos orais. Como todo o processo deve ser acompanhado por um profissional, os remédios e cremes também precisam ser indicados por ele 

    A escabiose e a sarna de ouvido são mais simples de tratar. A primeira, geralmente, se resolve com medicamentos tópicos, como cremes e pomadas que devem ser aplicados nas regiões afetadas. Se houver a necessidade, o veterinário também pode receitar um remédio para sarna de cachorro específico para o caso do animal. Com a sarna de ouvido, o processo é basicamente o mesmo, mas os medicamentos devem ser específicos para a região. Em todos os casos, os banhos antiácaros com sabonetes específicos ajudam a, pelo menos, aliviar a proliferação dos parasitas no corpo do animal.

    Conheça diferentes maneiras de prevenir a sarna em cachorro

    Por ser uma doença transmitida predominantemente pelo contato com animais contaminados, a principal forma de evitar que o seu cachorro tenha sarna é cuidando dos locais que ele frequenta e com quais animais interage. Garantir o fortalecimento do sistema imunológico do animal através da alimentação também pode impedir a proliferação dos ácaros e também ajuda na recuperação, caso ele contraia algum dos tipos de sarna. A higienização do ambiente também é super importante nesse caso.

    Para os animais que já nascem com a sarna negra, o ideal é tomar todos os cuidados com a saúde dele desde a época de filhote para tentar evitar os casos mais graves da doença. A castração também deve ser considerada, para evitar que a sarna passe para outros filhotinhos. 

    Redação: Ariel Cristina Borges

    Batimentos cardíacos de cachorro: qual a frequência considerada normal e como medir?

    Próxima matéria

    Batimentos cardíacos de cachorro: qual a frequência considerada normal e como medir?

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Hiperadrenocorticismo em cães: o que é, quais os sintomas e como tratar? Saiba tudo sobre a doença endócrina
    Saúde

    Hiperadrenocorticismo em cães: o que é, quais os sintomas e como tratar? Saiba tudo sobre a doença endócrina

    Assim como os humanos, os cachorros também podem desenvolver um quadro de hiperadrenocorticismo. Também chamada de Síndrome de Cushing, a doença acontece quando a hipófise, glândula responsável por produzir hormônios que regulam o funcionamento da parte endócrina do organismo, passa a não funcionar corretamente. A hiperadrenocorticismo é popularmente conhecido por atingir cachorros idosos e, por isso, seus sintomas podem ser facilmente confundidos com o envelhecimento natural dos animais. Sendo assim, é importante ficar atento aos sinais do seu cãozinho e sempre investigá-los. Para entender melhor o assunto, o Patas da Casa conversou com a veterinária Gabriela Teixeira, que contou tudo sobre o hiperadrenocorticismo em cães. Confira!

    Sintomas da doença do carrapato: veja os mais comuns e aprenda a identificar se seu cachorro está doente!
    Carrapato

    Sintomas da doença do carrapato: veja os mais comuns e aprenda a identificar se seu cachorro está doente!

    O carrapato é um dos principais parasitas que ameaça o dia a dia e a saúde de cachorros criados em casa. Além da infestação ser incômoda para o animal, ele também pode transmitir a doença do carrapato — que, na verdade, pode se manifestar no corpo do animal de quatro formas diferentes. Os sintomas da doença do carrapato são a primeira forma de identificar o que está acontecendo com o seu cachorrinho. Para esclarecer todas as dúvidas sobre a doença do carrapato em cachorro, nós conversamos com a veterinária Renata Bloomfield, do Rio de Janeiro. Dá uma olhada no que ela explicou aqui embaixo!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Carrapato

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Ver Todas >

    Infecção urinária em gatos: quais são as mudanças comportamentais mais comuns?
    Saúde animal

    Infecção urinária em gatos: quais são as mudanças comportamentais mais comuns?

    A infecção urinária em gatos é um quadro mais comum do que se imagina quando se trata da saúde dos bichanos. Embora seja associada à baixa ingestão de água, a doença pode ser causada por uma série de fatores, que variam desde causas bacterianas à estresse e ansiedade. Quando não tratada, a patologia pode causar bastante incômodo ao animal, o que pode ser percebido com algumas mudanças no comportamento do gato. 

    Conheça algumas vacinas para gatos não obrigatórias
    Saúde animal

    Conheça algumas vacinas para gatos não obrigatórias

    As vacinas para gatos são fundamentais na prevenção de diversas doenças felinas. Por isso, ao adotar um bichano, uma das principais orientações dos veterinários é que o seu pet passe pela atualização de vacinas obrigatórias, como a antirrábica e a quádrupla felina, que previne doenças como a panleucopenia e rinotraqueíte. Ainda assim, elas não são suficientes para proteger o animal de todas as patologias que ele pode adquirir ao longo da vida.

    Secreção no pênis do cachorro é normal? Quando deve ser motivo de preocupação?
    Saúde animal

    Secreção no pênis do cachorro é normal? Quando deve ser motivo de preocupação?

    Não é muito difícil perceber quando algo está errado com a saúde do cachorro. Geralmente, o próprio cão dá indícios disso, ainda mais se for na região genital: ele tende a lamber essa área de forma exagerada, mostrando que tem alguma coisa o está incomodando. Mas além disso, também é possível perceber que, em alguns casos, o cachorro libera uma secreção pelo pênis, o que costuma preocupar bastante os tutores. Será que essa é uma situação normal ou pode ser indicativo de doença? 

    A cor do xixi de cachorro pode indicar alguma doença no trato urinário? Entenda!
    Saúde animal

    A cor do xixi de cachorro pode indicar alguma doença no trato urinário? Entenda!

    Quando o assunto é um cachorro fazendo xixi, é normal que uma das maiores preocupações do tutor seja com o animal fazendo suas necessidades no lugar certo. Mas outro fator que também merece a atenção dos humanos é quanto ao aspecto da urina dos cães. A cor do xixi do cachorro é capaz de indicar vários problemas de saúde no seu amigo de quatro patas e, por isso, é importante conseguir identificar quando o líquido está saudável ou não. 

    Ver Todas >