Para garantir o bem-estar físico e emocional dos felinos, é essencial investir no enriquecimento ambiental para gatos. Mesmo após a domesticação, esses animais preservaram instintos naturais, como caçar e escalar, e o enriquecimento ambiental permite que os gatos expressem esses comportamentos particulares da espécie. No entanto, existem diversos tipos de enriquecimento ambiental.

Seu gato gosta mais de comida, sonecas ou de você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Para manter o gato feliz e saudável, é importante proporcionar uma variedade de estímulos no ambiente. Para te auxiliar nessa tarefa, o Patas da Casa vai te mostrar quais os 5 tipos de enriquecimento ambiental e por que eles são tão importantes. 

O que é enriquecimento ambiental?

Também conhecido como gatificação, o enriquecimento ambiental para gatos nada mais é do que deixar o ambiente em que o felino vive mais estimulante de acordo com suas necessidades. Para isso, o tutor precisa investir em objetos e brinquedos que incentivem o comportamento natural dos felinos. Um exemplo é a varinha para gatos, que incita o instinto caçador do bichano.

Pode-se dizer que o enriquecimento ambiental consiste em um espaço projetado pelos tutores que se assemelha à vida na natureza e estimula os instintos selvagens do bichano, promovendo o bem-estar físico, mental e emocional dos felinos.

Importância do enriquecimento ambiental para gatos

Mas afinal, por que o enriquecimento ambiental para gatos é tão importante? Um ambiente enriquecido, com objetos que estimulem o bichano a usar seus instintos primitivos, previne uma série de transtornos (como a ansiedade e depressão), evita um gato estressado e inibe comportamentos indesejados e destrutivos. Isso porque a falta de estímulos deixa o gatinho tedioso, mal humorado e estressado, o que pode se tornar um problema para a saúde do gato. Ou seja, com o enriquecimento ambiental, gatos ficam mais saudáveis, relaxados, felizes e estimulados.

enriquecimento ambiental gatos

Quais são os 5 tipos de enriquecimento ambiental?

Agora que você já viu a importância da gatificação da casa, é hora de descobrir como enriquecer o ambiente para os gatos. Antes de mais nada, você precisa saber que existem 5 tipos de enriquecimento ambiental para gatos: físico, sensorial, cognitivo, social e alimentar. Veja como oferecer todos eles para o seu bichano:

1) Enriquecimento ambiental físico

O enriquecimento ambiental físico consiste em promover um espaço que estimule o bichano a se movimentar e gastar toda energia acumulada. Mas como gastar a energia do seu gato? Quais são os melhores brinquedos para os gatos cheios de energia? Os nichos e prateleiras são uma ótima forma do bichano gastar energia, especialmente se ele gosta de brincar nas alturas.

Além deles, as varinhas para gatos, que contêm um brinquedo que simula uma possível “presa” na natureza, ativa o instinto predatório do felino, estimulando o bichano a se movimentar. Esse tipo de enriquecimento é fundamental para evitar um gato obeso, já que mantém o gatinho ativo.

2) Enriquecimento ambiental sensorial

O enriquecimento ambiental sensorial estimula os cinco sentidos dos gatos, ou seja, a audição, olfato, paladar, visão e tato. Um dos brinquedos interativos para gatos que é perfeito para isso é o tapete de atividades. Eles normalmente são feitos de feltro, um tecido fibroso muito utilizado no artesanato, e contém compartimentos que podem ser utilizados para esconder petiscos para gatos. Enquanto o cheirinho do petisco estimula o olfato e o paladar, o feltro estimula o tato e os compartimentos, a visão felina.

A bolinha para gato que contém um guizo em seu interior também é uma ótima maneira de estimular a audição dos gatinhos. As plantas seguras para gatos e o catnip também são opções que estimulam os sentidos dos felinos. 

enriquecimento ambiental para gatos com gato cheirando catnip

3) Enriquecimento ambiental cognitivo

O enriquecimento ambiental cognitivo é uma das maneiras mais eficazes de afastar o tédio dos bichanos porque desafia a capacidade intelectual dos gatinhos, por isso é muito recomendado para os animais que ficam sozinhos por longos períodos.

Mas quais são os brinquedos indicados para gatos que passam muito tempo sozinho? O tapete de atividades citado acima também estimula a cognição felina, já que para conseguir a recompensa, o gatinho precisa descobrir em qual compartimento está o petisco. Além dele, o quebra-cabeça para gatos e os brinquedos recheados com petiscos são ótimas opções.

4) Enriquecimento ambiental social

O enriquecimento ambiental social corresponde à interação do felino com outros gatos, humanos e até animais de outras espécies. Como os felinos são naturalmente desconfiados e cautelosos, saber como socializar gatos é fundamental para deixá-lo confortável e relaxado na presença de outros animais e pessoas. Essa adaptação evita um gato com medo na presença de estranhos e até comportamentos perigosos, como brigas. Embora não seja tão simples, adestrar gato pode  ajudar a melhorar a convivência do felino com você e outros animais. 

5) Enriquecimento ambiental alimentar

No enriquecimento alimentar, gatos são estimulados pelo paladar, com objetivo de tornar a alimentação mais atrativa para os felinos. O comedouro para gatos interativo, por exemplo, estimula a memória e cognição do felino, pois a ração fica em uma espécie de labirinto que chama a atenção do animal. A fonte de água para gatos é outro acessório que desperta a curiosidade do bichano, além de estimular a hidratação e prevenir um gato com problema renal. Os petiscos e sachês para gatos também podem ser oferecidos em potes diferentes e bolinhas de petiscos para estimular os bichanos a irem atrás de sua comida.

Enriquecimento ambiental: o que é feromônio?

Você sabe o que é feromônio? A veterinária e comportamentalista Renata Bloonfield explicou exatamente o que é isso: “O feromônio é uma molécula de hormônio que é secretada pelo animal e que causa uma ação no receptor dele (no caso, no outro animal que está no meio ambiente do emissor). Isto é, quando essa molécula entra em contato com o tecido alvo dele, ela reproduz a ação do hormônio secretado”. Isto significa que o feromônio é uma substância química que os próprios gatinhos liberam como forma de marcar território, se comunicar com outros animais e para o conforto.

Vale dizer que não existe apenas um tipo de feromônio, mas vários, como o do medo, felicidade e relaxamento. É possível encontrar feromônios sintéticos de todos os tipos em pet shops, que são ótimos para ajudar a tranquilizar o bichano e melhorar o comportamento felino. Um dos mais procurados por tutores é o feromônio felino de marcação, utilizado para direcionar a marcação de território do animal para lugares específicos, como o arranhador para gatos.

 

enriquecimento ambiental alimentar

Como fazer feromônio caseiro para gatos?

Embora não haja contraindicação do uso de feromônio, entrar em contato com um veterinário é sempre bom para receber orientações e alcançar o resultado desejado, já que o tipo de feromônio e a maneira de utilizá-lo vai depender de cada animal e do problema a ser solucionado.  

Se você não pretende investir nas versões produzidas sinteticamente e quer saber como fazer feromônio caseiro para gatos, uma dica é misturar água com óleos essenciais seguros para gatos, como o de camomila e lavanda, que ajudam a relaxar o bichano. Basta misturá-los e espirrar nos lugares que o bichano costuma ficar, como na caminha e arranhador. Porém, vale lembrar que os felinos são animais muito sensíveis a odores, então é importante observar a reação do felino para descobrir se o aroma escolhido é mais um cheiro que o gato não gosta, ok?