close
Pequenos

Pinscher: da fama de nervosinho a fenômeno da internet, entenda como a raça conquistou os lares brasileiros

O Bento é um Pinscher super popular no Instagram (@bentopinscher)
O Bento é um Pinscher super popular no Instagram (@bentopinscher)

O cachorro Pinscher chama a atenção em qualquer lugar, principalmente por conta do seu jeitinho barulhento e que está sempre em alerta a tudo que acontece. Não é à toa que a raça ganhou os holofotes da internet nos últimos anos, e a busca por exemplares tem crescido cada vez mais. Até criaram uma nomenclatura para distinguir os tamanhos de Pinscher (0, 1, 2 ou 3 - que também é chamado de Pinscher “miniatura”), embora não seja algo reconhecido oficialmente.

Mas não importa se você tem um cachorro Pinscher 0, 1, 2 ou Pinscher 3: o comportamento do cãozinho muitas vezes segue o mesmo padrão. Às vezes ele é chamado de esquentadinho, mas será que isso realmente condiz com a sua personalidade? Como é conviver com um Pinscher? Descubra tudo sobre o assunto a seguir!

Pinscher bravo: por que a raça leva a fama de “nervosinho”?

Todo mundo já ouviu falar que o Pinscher é bravo e pura tremedeira, mas não é bem assim. Segundo a médica veterinária Renata Bloomfield, que é especializada em comportamento animal, o Pinscher é um cão de guarda que tem tudo para ser bem equilibrado. O grande problema, porém, é que muitas vezes as pessoas não respeitam o seu limite e não levam em consideração esse lado dele que é voltado para a guarda e a vigilância. “Tem quem ache engraçado irritar o cachorro, fazê-lo rosnar e morder, mas isso é muito ruim para ele. As pessoas não fariam o mesmo com um Doberman e Rottweiler porque o potencial de lesão desses cachorros grandes de guarda é muito maior do que o do Pinscher”. Portanto, é importante respeitar o lado temperamental do cachorro Pinscher porque é algo instintivo para a raça, que foi criada originalmente para caça e trabalho como cão de guarda.

Além disso, também é importante levar em consideração as necessidades que a raça exige. Assim como qualquer outro doguinho, o Pinscher precisa gastar energia diariamente para não crescer frustrado ou com problemas comportamentais. A socialização também é fundamental para auxiliar o cão em diferentes fases da vida, evitando esse lado mais estressado. “Uma série de fatores influenciam esse comportamento do Pinscher, mas é importante ler sobre a raça antes de adquirir um exemplar. A educação ao longo da vida também conta muito.”

Vale destacar ainda que o padrão ideal da raça é o Pinscher miniatura, que tem de 25 a 30 cm de altura. Exemplares de Pinscher 1 ou Pinscher 2, por exemplo, costumam ser menores do que isso e podem fugir um pouco do comportamento “normal”. Renata explica: “Todo cão é social. Aqueles que não são sociáveis, que rosnam ou mordem até os próprios donos estão fora do padrão. Mas claro, o fator de educação, de adestramento e de socialização também influenciam no comportamento do cachorro (seja de qualquer raça).”

Faça o teste e descubra qual a personalidade dominante do seu gato!

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Como seu gato reage com a chegada de visitas em casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você está pensando em adotar mais um gatinho. Qual seria a reação do seu felino?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você precisa levar seu gato ao veterinário e na fila ele encontra outro felino. Como ele reage?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato fica incomodado quando as portas de casa ficam fechadas?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta com os outros animais da casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você acabou de chegar em casa depois de muito tempo fora. O seu gato:

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato deitou em cima da sua cama e dormiu. Qual a sua reação, humano?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta na hora de se alimentar?

Question Header Background

Gato-humano! Seu gato não perde a oportunidade de estar ao seu lado Gato solitário! Seu gato tem uma personalidade mais quieta e reservada Gato-gato!  Seu gato gosta da companhia de outros felinos Gato curioso! Seu gato está sempre em busca de novas aventuras Gato caçador! Seu gato tem os instintos selvagens mais aflorados
    Pinscher influencer: o Bento (@bentopinscher) é um cãozinho com mais de 80 mil seguidores
    Pinscher influencer: o Bento (@bentopinscher) é um cãozinho com mais de 80 mil seguidores

    Mais Lidas

    Veja 7 dicas de como acabar com carrapatos no quintal
    Cachorro

    Veja 7 dicas de como acabar com carrapatos no quintal

    O carrapato em cachorro, assim como as pulgas, é uma das principais causas de aborrecimento nos donos de pets. Mesmo usando coleiras ou remédio para carrapato, o animal não está livre de pegar esses parasitas tão incômodos e que podem causar problemas graves. Às vezes, um simples passeio ao ar livre já pode gerar dores de cabeça se o local estiver infestado. Para controle, é importante não só proteger o animal, mas também fazer uma limpeza do ambiente: estudos mostram que os carrapatos podem sobreviver até 200 dias em um lugar sem se alimentar. Pensando nisso, vamos te ensinar como acabar com carrapatos no quintal com ingredientes que você pode ter em casa.

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Cachorro

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Cachorro

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Pinscher 0, 1, 2 ou miniatura: entenda os tamanhos desse cachorro de raça pequena
    Cachorro

    Pinscher 0, 1, 2 ou miniatura: entenda os tamanhos desse cachorro de raça pequena

    Poucos sabem, mas existe uma classificação para determinar cada tipo de Pinscher: tamanhos 0, 1, 2 e 3 são as variações comuns da raça. A numeração que normalmente acompanha o nome da raça do cãozinho pode até parecer estranha, mas é algo que ajuda a diferenciar os tipos de cachorro Pinscher de acordo com as peso e altura. Essa classificação, embora não seja reconhecida oficialmente, é adotada por muitos criadores e pais de pet por aí. 

    Cachorro Pinscher influencer: veja como o Bento conquistou a internet com sua fofura

    Você já deve ter reparado que os perfis de pet influencer estão dominando as redes sociais, né? Existem tutores tão apaixonados por seus filhos de quatro patas que decidem compartilhar um pouquinho dessa convivência com outras pessoas. A criatividade dos tutores transforma os pets em verdadeiros artistas, com roteiros muito bem elaborados. Esse foi o caso do Bento, um Pinscher de Goiânia que é o grande companheiro de vida da Stefania Abati. A tutora conta que tudo começou de forma muito inesperada: “Um dia fui procurar uma caminha para o Bento no instagram e vi que tinham muitos perfis de cachorro. Na mesma hora pensei em fazer uma conta para ele, porque as pessoas tinham que ver como ele é engraçado, fofo e ao mesmo tempo muito bravo”.

    Depois que o perfil do Bento foi criado (@bentopinscher ), o crescimento da conta foi totalmente natural e o pequeno cãozinho ganhou vários seguidores organicamente. “No começo eu não postava tanto, mas o público cresceu e eles me pediam muito para postar mais o Bento porque estavam com saudades. Acabei investindo mais tempo no instagram dele por isso”.

    Mas não é só do estrelato na internet que vive o cachorrinho, viu? Segundo Stefania, Bento é o verdadeiro Pinscher raiz: um pouco bravo com desconhecidos, mas que ama muito sua dona e até sente um pouco de ciúmes dela. “Começamos um adestramento para melhorar esse comportamento de posse que ele tem quando estou perto. No instagram as pessoas nem acreditam que ele é bravo, porque ele transborda fofura e dengo nas fotos e vídeos”.

    No dia a dia, o Bento é agitado e curioso. Late muito, vigia a porta de casa e sempre está atento a qualquer barulho. Mas, assim como qualquer outro cãozinho, o Pinscher não abre mão de tirar uma soneca de vez em quando.

    A Pity é uma Pinscher tranquila e que late como qualquer outro cachorro
    A Pity é uma Pinscher tranquila e que late como qualquer outro cachorro

    Por que o Pinscher conquistou tantos lares brasileiros?

    Os cachorros pequenos são os preferidos de quem mora em casas e apartamentos, mas o Pinscher definitivamente tem um espaço reservado só para ele no coração dos brasileiros. A tutora Claudia Correia é uma das fãs da raça, e tem uma cachorrinha Pinscher chamada Pity. “Ela me escolheu, e eu me apaixonei por ela no primeiro olhar. A Pity tinha sido abandonada porque fazia xixi e cocô na cama dos antigos donos, mas isso só acontecia porque ela era muito pequena e não conseguia descer sozinha. Sempre pensei em ter uma Pinscher, mas as pessoas falavam que era um cachorro nervoso, latia muito, difícil de lidar e que não gostava de crianças, entre outras coisas. Mas percebi que isso não era a característica da minha menina”.

    Já Vania Cristina sempre nutriu um amor muito grande pela raça, e hoje tem uma cadelinha que se chama Catarina. “Quando eu era adolescente minha mãe me deu uma Pinscher de presente. Eu a amava demais, mas ela faleceu. Sempre gostei dessa raça por ser pequena, carinhosa e frágil”.

    Como é a convivência com um cachorro Pinscher?

    Esqueça a ideia de Pinscher bravo que muitas pessoas espalham por aí. É verdade que esse pequeno cãozinho pode ser um pouco temperamental dependendo das circunstâncias, mas na maioria das vezes o Pinscher é um grande companheiro dos humanos que convivem com ele. O Igor Oliveira tem um cão da raça que se chama Marley e compartilhou como é viver com ele: “Nossa convivência com o Marley é excelente. Ele é agressivo com estranhos, mas é carinhoso e dócil conosco. Porém, tem uma personalidade bastante forte, é cheio de vontades e temperamental. Há dias em que ele acorda muito simpático e carinhoso, em outros ele está de mau humor e não quer que ninguém toque nele”.

    A Vania Cristina, por outro lado, fala que Catarina é muito levada e não para quieta nem por um segundo. “A minha Pinscher é um doce de limão, como eu sempre a chamo. O jeito dela é único, e por mais que ela apronte, ela nos cativa. Ela é muito arteira e apronta muito, bem ciumenta com os brinquedos dela. Às vezes é estressada, mas ao mesmo tempo é muito carinhosa. Eu amo a Catarina demais”.

    A tutora da Pity conta que a cadelinha é muito carinhosa, mas igualmente competitiva. Ela não tem problemas em conviver com outros animais, inclusive é super amorosa com os gatos da casa que são seus companheiros de soninho. Também tem outros dois aumigos de porte médio e grande, mas não se deixa abater por isso: “Ela rosna e late muito durante as brincadeiras com eles, entra no meio dos dois cachorros e não tem medo de nada. Não dá trabalho, mas comanda os latidos aqui de casa”.

    Amor de Pinscher: a Catarina é uma grande companheira para sua tutora
    Amor de Pinscher: a Catarina é uma grande companheira para sua tutora

    Como amenizar o temperamento do cachorro Pinscher?

    Se você tem um doguinho da raça Pinscher que faz jus ao apelido de esquentadinho, saiba que não é uma missão impossível resolver isso. O primeiro passo é respeitar o espaço do seu amigo de quatro patas, entendendo do que ele gosta e do que não gosta. Se o cãozinho já for adulto e tiver desenvolvido hábitos ruins, como morder, a comportamentalista Renata aconselha: “Para esses cães, sugiro que o tutor procure um médico veterinário, de preferência especialista em comportamento animal, para poder orientar e, se for necessário, prescrever um medicamento para tentar diminuir a agressividade”.

    Também é importante que o animal tenha uma rotina associada a atividades físicas. “Eles têm muita energia, então a corrida com o cachorro ajuda muito”. Além disso, como qualquer outro doguinho, é importante que o Pinscher tenha uma boa qualidade de vida, com um cantinho para descansar, enriquecimento ambiental e, claro, muito carinho envolvido! 

    O Marley é um Pinscher de fácil conviência, mas que tem seus dias bons e ruins
    O Marley é um Pinscher de fácil conviência, mas que tem seus dias bons e ruins

    Veja alguns motivos para ter um filhote de Pinscher na sua vida!

    Nada melhor do que ouvir os tutores de Pinscher para entender por que esses cãezinhos são capazes de mudar a nossa vida para melhor, certo? Por isso, veja abaixo o depoimento de cada um deles:

    Claudia Correia: “Eles são muito agarrados com o dono. Se a pessoa procura um cachorro para estar ao seu lado a todo momento, essa é a raça ideal. A Pity late sim, mas a verdade é que todos latem, é normal. Ela é doce e carinhosa com todos que entram aqui em casa. Não vejo nada de negativo no Pinscher (ou eu que amo demais e não vejo defeitos nos filhos de focinho).”

    Igor Oliveira: “Eu diria que vale muito a pena. É um cachorro que não dá muito trabalho, em razão do tamanho pequeno e da pelagem rala. Além disso, é um cão muito companheiro, cheio de personalidade e quase sempre carinhoso, então é uma ótima experiência ter um Pinscher”.

    Vania Cristina: “É maravilhoso ter um serzinho desse em casa. Você ri e se diverte com eles. Mesmo a Catarina tendo um temperamento forte, ela é maravilhosa. Um verdadeiro amor de doguinho. O Pinscher nos faz feliz, mesmo com o jeitinho um pouco explosivo deles”

    Mas lembre-se: antes de comprar ou adotar um cachorro, você precisa ter certeza de que será capaz de arcar com as responsabilidades que acompanham o doguinho. É uma vida que precisará dos seus cuidados por muitos anos.

    Redação: Juliana Melo

    Pequinês: conheça 11 características dessa raça miniatura

    Próxima matéria

    Pequinês: conheça 11 características dessa raça miniatura

    Fox Paulistinha: conheça todas as características da raça Terrier Brasileiro
    Raças

    Fox Paulistinha: conheça todas as características da raça Terrier Brasileiro

    É praticamente impossível viver no Brasil e nunca ter ouvido falar no Fox Paulistinha (mini Terrier Brasileiro). Esta é uma das raças de cachorro mais queridinhas entre os tutores por um simples motivo: este cãozinho tem uma facilidade imensa em conquistar qualquer pessoa por causa do seu jeitinho cativante e cheio de energia. Além disso, o Fox Terrier Brasileiro também é super versátil e consegue se adaptar muito bem a qualquer ambiente.

    Pinscher: saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequeno
    Raças

    Pinscher: saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequeno

    É impossível não lembrar do Pinscher ao pensar nas raças de cachorro mais populares que existem. O cachorro Pinscher é a prova viva de que tamanho não é documento. Apesar de ser um cachorro pequeno, ocupa um espaço enorme no coração dos brasileiros. A fama de Pinscher bravo que carrega faz com que muita gente o associe a um cão problemático, mas a verdade é que o cachorro da raça Pinscher tem mais valentia do que raiva: ele vai fazer de tudo para proteger seu lar de qualquer ameaça.

    Raça Pinscher: 12 perguntas e respostas sobre a raça de cachorro pequeno
    Pequenos

    Raça Pinscher: 12 perguntas e respostas sobre a raça de cachorro pequeno

    Apesar da fama de nervosinho, a raça Pinscher definitivamente conquistou um espaço enorme no coração dos brasileiros. Não é à toa que o Pinscher virou um fenômeno na internet e hoje é praticamente impossível encontrar alguém que não se renda aos encantos do cãozinho. Mas, ao mesmo tempo em que o Pinscher é um cachorro cheio de personalidade e estilo, muitos fãs da raça têm dúvidas sobre o seu comportamento, convivência ou até mesmo quanto custa um Pinscher. 

    O Pinscher é agressivo? Saiba mais sobre essa fama da raça de cachorro pequeno
    Pequenos

    O Pinscher é agressivo? Saiba mais sobre essa fama da raça de cachorro pequeno

    Diferente da maioria dos cachorros pequenos, que são super fofinhos e afetuosos, o Pinscher carrega uma fama nada agradável por aí, que é a de esquentadinho. Isso acontece principalmente por causa do temperamento da raça, que é super destemido e energético. Afinal, apesar da baixa estatura, esses cães são a prova viva de que tamanho não é documento e eles estão sempre a postos para defender sua família.

    Ver Todas >

    Pinscher 1: descubra algumas características desse cãozinho de raça pequena
    Cachorro

    Pinscher 1: descubra algumas características desse cãozinho de raça pequena

    Você já ouviu falar no Pinscher 1? Filhote ou adulto, o cachorrinho possui um tamanho muito pequeno que se mantém por toda a vida. O cachorro Pinscher 1 é um dos tipos da raça Pinscher, uma das mais amadas do Brasil. Esse cãozinho, por menor que seja, tem uma facilidade enorme em conquistar o coração de quem busca uma companhia canina. Dentre os diferentes tamanhos da raça, Pinscher 1 é considerado o segundo menor entre eles, logo atrás do Pinscher 0. 

    Shih tzu: tudo sobre a raça: saúde, temperamento, porte, pelagem, preço, curiosidades...
    Cachorro

    Shih tzu: tudo sobre a raça: saúde, temperamento, porte, pelagem, preço, curiosidades...

    Para quem está procurando um cão bem dócil, companheiro, carinhoso e de pequeno porte, o Shih Tzu talvez seja a raça mais indicada. Esse cachorrinho é muito mais que uma carinha fofa, ok? Por não ser um cão de caça e nem ter um perfil atlético, ele acaba sendo mais apegado ao dono e tem um temperamento bem fácil de lidar. O cachorro da raça Shih Tzu também se adapta super bem a apartamentos e ambientes compactos e, por isso, é a escolha perfeita para quem mora em cidade grande.

    Schnauzer gigante: tudo sobre essa variação da raça
    Cachorro

    Schnauzer gigante: tudo sobre essa variação da raça

    É bem provável que você já esteja familiarizado com a imagem de um Schnauzer. Esse é um cão com aparência robusta, cabeça alongada e um bigode de cachorro que chama atenção por onde passa. Mas sabia que existem três variações da raça, e o Schnauzer gigante é um deles? O que poucas pessoas sabem é que o Schnauzer grande não chama atenção somente por causa do seu tamanho, mas também por conta da sua personalidade forte e cheia de energia. 

    Cachorro que come fezes: quais são as causas da coprofagia canina?
    Cachorro

    Cachorro que come fezes: quais são as causas da coprofagia canina?

    O cachorro que come fezes é uma situação que pode acontecer por diferentes motivos, mas sempre causa estranhamento entre os tutores. O hábito, também chamado de coprofagia canina, às vezes é encarado como algo engraçadinho, mas precisa de muita atenção. Isso porque a ingestão de fezes a longo prazo pode ser um verdadeiro problema para a saúde do seu amigo de quatro patas, que pode ser facilmente infectado por parasitas, bactérias e outros microrganismos presentes no dejeto.

    Ver Todas >