Comportamento animal

Meu cachorro late muito: conheça os diferentes tipos de latido + dicas para amenizar o barulho

Publicado - 01 Julho 2019 - 16h33

Atualizado - 11 Abril 2024 - 14h35

Não importa o quanto você ama o seu cachorrinho: se ele for daqueles que latem em excesso, o incômodo vai fazer parte do seu dia a dia. Dependendo de onde você more, ainda há a possibilidade desse hábito atrapalhar os vizinhos. É verdade que algumas raças de cachorro têm uma propensão maior aos latidos, mas essa reação — quando acontece de forma exagerada — pode ser causada por uma série de fatores até mesmo nos cães que não são naturalmente inclinados a isso. Para te ajudar a diminuir a quantidade de barulho por aí, o Patas da Casa reuniu os diferentes motivos que levam o cachorro a latir demais e como você pode lidar com cada um deles.

As diferentes causas dos latidos do seu cachorro

Os latidos são a principal forma que o seu cachorro tem de se comunicar e expressar qualquer sentimento. Por isso, antes de imaginar que os latidos em excesso indicam algo mais sério, que precisa de tratamento com o veterinário, por exemplo, fique atento ao cotidiano do animal: quase sempre, os cachorros latem demais por razões comportamentais. Dê uma olhada nesses e em outros motivos para os latidos aqui embaixo:

  1. Latido protetor: muito comum em cães com instintos de caça e proteção do dono, esse tipo de latido acontece quando ele acha que alguma coisa que se aproxima pode te colocar em perigo. É muito comum durante os passeios, pode ser direcionado tanto a pessoas quanto a outros animais e também pode anunciar um possível ataque de acordo com o nível da ameaça. Outra situação bastante comum é cachorros que moram em apartamento e latem quando ouvem barulho de vizinhos enquanto você está em casa;
  2. Latido entediado: se você já ouviu reclamações dos vizinhos sobre a quantidade de latidos do seu cachorro durante o dia, enquanto você está na rua, é bem provável que ele esteja sofrendo de algo muito comum aos humanos: tédio. Cachorros muito ativos ficam assim quando passam muito tempo sem ter o que fazer (e é aí que eles tendem a destruir tudo o que veem pela frente) e os muito sentimentais e apegados, fazem isso por estarem sem a companhia do dono. A ansiedade da separação também pode causar esse comportamento, mas, nesse caso, os latidos não costumam ser o único sintoma. Dependendo da raça, também é comum que o cachorro uive nesse momento;
  3. Latido feliz: esse é fácil de identificar e geralmente vem acompanhado de pulinhos, agitação e rabo balançando. São muitos latidos repetidos em momentos muito empolgantes, como na hora em que você chega em casa do trabalho — geralmente, não há motivos para se preocupar nesse caso;
  4. Latido amedrontado: assim como todos nós, até os cachorros mais valentes e protetores sentem medo — a razão vai variar de animal para animal. O latido de medo acontece junto de uma postura retraída no corpo do cão e pode estar ligado a algum tipo de trauma que ele tenha tido no passado. É muito comum, por exemplo, em dias de chuva com muitos trovões ou na época de fim de ano, quando as pessoas soltam muitos fogos de artifício;
  5. Latido sintomático: geralmente, quando o cachorro fica doente, é comum que ele adote um comportamento mais letárgico e retraído, mas em alguns casos, os latidos também podem aparecer nesse momento. Fique atento: talvez ele esteja com alguma dificuldade auditiva ou queira mostrar que está sentindo alguma dor; 
  6. Latido territorial: a noção territorialista que é instinto de boa parte dos cachorros também pode ser a razão para os latidos em excesso do seu cachorro. Acontece que se ele sentir que uma pessoa ou animal pode ameaçar o lugar dele em casa ou a posição dele do seu lado durante um passeio — como quando outro cachorro se aproxima — ele vai latir para demonstrar que aquele lugar tem dono e já foi ocupado;
  7. Latido carente: é a evolução do latido de felicidade e pode substituir o de tédio. Se você passou o dia todo fora de casa, esse é o latido usado pelo animal que quer a sua atenção, seja com uma brincadeira, um carinho ou um passeio — vai depender da personalidade e das vontades dele.

 

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

cachorro latindo dentro de casa
Identificar o tipo de latido de cachorro é essencial para a resolução de problemas no comportamento canino. 

O que fazer para o cachorro latir menos?

 

A primeira coisa que você deve fazer para solucionar o problema dos latidos em excesso é identificar as causas do problema para o seu cachorro. Se você desconfiar que todo o barulho é causado por dores ou algum outro mal estar, a ida ao veterinário para que o animal seja propriamente examinado é indispensável.

Em alguns casos, como nos latidos territorialistas e os protetores, o adestramento e a socialização podem ajudar o seu cachorro a se acostumar com outras pessoas e animais. No fim das contas, isso vai fazer com que ele se exalte apenas quando for realmente necessário.

Já nos casos de tédio e carência, não há outra opção: você precisa dar mais atenção para o seu cachorrinho! Tente encaixar momentos de passeio ou brincadeiras diárias com ele para que o animal esteja em constante movimentação — algumas raças de cachorro precisam de exercícios e atividades físicas —, dê brinquedinhos que vão ajudar a fazer o dia passar mais rápido ou, se for possível, adote um segundo cachorrinho para que ele tenha companhia enquanto você estiver no trabalho.

Redação: Ariel Cristina Borges

Comportamento

Aprenda a interpretar cada miado de gato: foi com essas dicas que consegui me aproximar mais ainda do meu pet

Mesmo que os gatos não saibam falar, a linguagem felina é muito rica e expressiva. Além da postura corporal, o miado de gato tem uma...

Cachorro

Com ajuda do ChatGPT, mulher cria site para mostrar como os cachorros enxergam de verdade: testamos por aqui!

Você já se perguntou como os cachorros enxergam? Essa é uma dúvida comum entre muitas pessoas, sejam elas tutoras de um pet ou não. ...

Comportamento

"Amor de gato": foi assim que aprendi a interpretar as emoções do meu gatinho e percebi que sou o amor da vida dele

O amor de gato é um sentimento especial e gratificante que os bichanos demonstram por seus donos. Mas ao contrário dos cães, eles ex...

Histórias reais

Vira-lata caramelo invade festa junina e faz participação especial na hora quadrilha

Não tem jeito: o vira-lata caramelo sempre dá um jeito de abrilhantar qualquer enredo. Se há algum tempo viralizaram histórias de ca...

Comportamento

Aprenda a interpretar cada miado de gato: foi com essas dicas que consegui me aproximar mais ainda do meu pet

Mesmo que os gatos não saibam falar, a linguagem felina é muito rica e expressiva. Além da postura corporal, o miado de gato tem uma...

Saúde

O que acontece no corpo da gata no cio? Dos miados estridentes aos picos hormonais, veja todas as mudanças que ela enfrenta

Não precisa ser expert no universo felino para conseguir identificar uma gata no cio. Dos miados estridentes aos picos hormonais, o ...

Cachorro

Com ajuda do ChatGPT, mulher cria site para mostrar como os cachorros enxergam de verdade: testamos por aqui!

Você já se perguntou como os cachorros enxergam? Essa é uma dúvida comum entre muitas pessoas, sejam elas tutoras de um pet ou não. ...

Comportamento

"Amor de gato": foi assim que aprendi a interpretar as emoções do meu gatinho e percebi que sou o amor da vida dele

O amor de gato é um sentimento especial e gratificante que os bichanos demonstram por seus donos. Mas ao contrário dos cães, eles ex...

Ver todas