Comportamento animal

Latido de cachorro: todas as curiosidades sobre a principal linguagem canina

Publicado - 05 Julho 2022 - 18h21

Atualizado - 19 Abril 2024 - 19h38

É praticamente impossível conviver com um doguinho sem ouvir o latido de cachorro de vez em quando. Mesmo que esses animais não saibam falar e se expressar como os humanos, o som de cachorro latindo desempenha um papel significativo no universo canino e é uma das principais formas que o pet tem de se comunicar. É verdade que alguns cães latem mais do que outros, mas independentemente do padrão de comportamento do seu aumigo, os latidos vão aparecer mais cedo ou mais tarde - e você precisa saber interpretá-los.

Existem vários significados por trás de um cachorro latindo, e é importante saber um pouquinho sobre a linguagem canina para que a transmissão da “mensagem” não seja falha. Por esse motivo, o Patas da Casa reuniu uma série de informações importantes e outras curiosidades sobre o latido de cachorro. Veja abaixo e tire todas as dúvidas!

O latido de cachorro faz parte da comunicação canina

Se você já viu vídeos de cachorros latindo uns para os outros ou até mesmo para os donos, já deve ter percebido que essa é uma maneira que esses animais encontram para transmitir uma mensagem. Mesmo sem o alfabeto e palavras, os latidos são uma ponte entre o cachorro e seu alvo, sendo uma forma do animal se comunicar e expressar o que sente. Em alguns casos, o som também pode ser representado por uivos, rosnados e outros ruídos.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Em que idade começam os latidos de cachorro?

Uma curiosidade que poucos sabem é que o latido de cachorro geralmente só surge depois que o doguinho completa entre quatro e cinco meses de vida. A explicação é porque nas primeiras semanas de vida as cordas vocais ainda não foram totalmente desenvolvidas - leva em torno de dois meses para isso acontecer. Aos três meses de idade, o filhote de cachorro já pode começar a emitir sons semelhantes a um latido, mas que ainda são muito tímidos. Já a partir dos quatro meses as estruturas vocais já estão mais fortalecidas, e por isso os latidos de cachorro começam a se intensificar.

Conheça os múltiplos significados do som de cachorro latindo

1) Latido de cachorro entediado

Um cachorro entediado tem mais chances de ficar ansioso e estressado com o tempo ocioso. Isso é comum em animais que passam a maior parte do dia sozinhos e não têm nenhum tipo de estímulo ou enriquecimento ambiental. O som de cachorro latindo, nesses casos, tende a ser alto e longo, ocorrendo principalmente quando os tutores saem de casa.

2) Latido de cachorro feliz

Não é difícil identificar quando você tem um cachorro feliz: vários sinais - inclusive os latidos - demonstram isso. Quando o dog está mais alegre, é comum ouvir um vocal mais alto, curto e repetitivo. Junto a isso, o rabo de cachorro costuma balançar, o animal fica mais eufórico e ele gosta de pular, correr de um lado para o outro e dar várias lambidas - os famosos lambeijos - nos humanos. É algo que acontece quando o dono chega em casa depois de um dia de trabalho, por exemplo.

3) Latido de cachorro bravo

Esse é outro latido de cachorro bem fácil de reconhecer. Quando o cão está irritado, a vocalização fica mais forte e pode vir acompanhada de rosnados e grunhidos. É como se fosse uma forma de intimidar e afugentar o seu alvo - ou aquilo que está causando incômodo. Além dos latidos e outros ruídos, é possível perceber mudanças de postura (como dentes à mostra e pelos arrepiados) que mostram que o ataque de cachorro está prestes a acontecer.

4) Latido de cachorro carente

É um tipo de latido comum em cães que precisam de atenção constante e/ou sofrem com ansiedade de separação. Quando acontece, é comum que o doguinho direcione os latidos exclusivamente ao tutor. Outras atitudes que podem ser observadas é a aproximação constante como forma de chamar atenção - como dar a patinha e lamber o dono - convidando-o para brincar e interagir com ele;
 

cachorro latindo com dentes à mostra
<strong>O latido de cachorro bravo acompanha uma postura corporal mais agressiva, com dentes à mostra</strong>

5) Latido de cachorro protetor

É parecido com o latido de cachorro bravo. Ele acontece quando o bichinho acha que tem alguém em perigo ou na tentativa de proteger o território. Ou seja, se uma pessoa desconhecida se aproximar - seja uma visita em casa ou estranhos na rua -, o cão pode começar a latir em direção a essas possíveis “ameaças”. Isso também pode acontecer em passeios com latidos direcionado para outros cachorros. Normalmente, é um latido forte e alto, que também pode se misturar com rosnados.

6) Latido de cachorro com medo

Um cachorro com medo - de trovão, fogos e outras coisas - também pode latir. Muitas vezes é uma reação natural e instintiva, e pode atingir tantos cachorros adultos e idosos como filhotes. O som de cachorro latindo, nesses casos, se assemelha bastante a um “choro” e pode estar acompanhado de uma postura retraída, rabo entre as pernas e tremores por todo o corpo.

7) Latido de cachorro doente

Um cachorro doente pode latir para tentar alertar ao tutor que tem algo de errado com ele. Às vezes, se o animal estiver sentindo muita dor e incômodo, o latido de cachorro soa como um choro ou lamento. Em outros, o latido pode ser mais alto, parecido com um grito (ou um pedido de ajuda, de repente). É fundamental redobrar a atenção com o pet e verificar se há a presença de outros sintomas físicos ou comportamentais para buscar a ajuda de um veterinário.

As raças de cachorro que latem bastante

Algumas raças de cachorro são conhecidas por serem bastante eufóricas e estridentes, fazendo os latidos tomarem conta da casa e ganharem outra proporção. Geralmente são cães com um instinto protetor mais presente no comportamento, mas não se engane se você pensa que isso corresponde a um latido de cachorro grande. Boa parte das raças que latem com mais frequência são cachorros pequenos! Veja alguns doguinhos que têm um latido inconfundível:

1) Chihuahua

O Chihuahua é um cachorro pequeno que é muito destemido! Ele não se deixa abalar pelo tamanho que tem e está sempre a postos para defender quem ama. Isso significa que, se alguém desconhecido se aproximar, é bem provável que o Chihuahua use toda a sua potência vocal como um instrumento de defesa para tentar afastar a “ameaça”. Às vezes, ele late simplesmente como forma de chamar a atenção.

2) Pinscher

O Pinscher é outro exemplo de raça que não se deixa intimidar por outros cachorros ou pessoas desconhecidas, mesmo sendo baixinho. Ele está em alerta o tempo todo e não pensa duas vezes antes de começar a latir para avisar o tutor de uma situação estranha. O Pinscher (0, 1, 2 e 3) é muito determinado e pode-se dizer que o que falta em tamanho na raça, sobra em latidos!

3) Spitz Alemão

O Lulu da Pomerânia - ou Spitz Alemão - encanta a todos com seu visual elegante, felpudo e pra lá de carismático. O que poucos sabem é que, por trás da fofura da raça, existe um cãozinho que adora latir e é super valente! Se notar algo suspeito, o Spitz Alemão não vai hesitar em mostrar que, apesar do pouco tamanho, ele tem bravura - e demonstra isso com vários latidos de cachorro, claro.

4) Yorkshire

Mais uma para a lista de cachorros pequenos que são pura coragem! O Yorkshire Terrier tem a aparência fofinha e peludinha, mas não deixa de ser um verdadeiro cão de guarda. Ele está sempre atento a tudo que acontece, e o latido de cachorro acontece sempre que ele suspeita que tem algo de errado. É um som agudo, que não costuma ser muito alto, mas pode ser incômodo pela frequência.

5) Doberman

A raça Doberman tem um dos latidos mais poderosos que existem. A potência é tanta que o simples som de cachorro latindo é capaz de afugentar qualquer suspeito ou invasor. Não é à toa que o Doberman é muito utilizado para vigiar a casa e outras propriedades: ele é um excelente cão de guarda. Além disso, é um cãozinho muito fiel à família e que não hesita em protegê-la.

linguagem canina: cachorro latindo no sofá
<strong>Ver um vídeo de cachorro latindo pode ajudar a tentar decifrar o significado por trás dos latidos</strong>

Cachorro latindo: 3 dicas para entender a linguagem canina

1) Conheça muito bem o seu cãozinho. Parece óbvio, mas o tutor tem que estar familiarizado com o comportamento do pet para entender o que ele quer dizer com o latido de cachorro. É importante ter em mente que cada dog tem seu próprio jeitinho de se expressar, e cabe a nós tentar desvendar como a linguagem canina funciona por meio de observações cotidianas.

2) Analise a postura do cachorro latindo. Além da vocalização, a linguagem corporal canina também pode revelar bastante sobre o que o seu cãozinho sente e suas vontades. O movimento das orelhas, do rabo de cachorro, olhar e a posição que ele assume durante os latidos sempre devem ser levadas em consideração.

3) A linguagem dos cachorros deve ser analisada em conjunto com o ambiente. Às vezes algo pode estar incomodando o seu cãozinho, e ele acaba latindo por isso. Pode ser a chegada de uma visita, um barulho vindo do vizinho - afinal, a audição canina é bem poderosa - ou até mesmo uma forma de alertar que o pote de ração está vazio. É sempre bom verificar as possíveis causas por trás do latido de cachorro.

Existe cachorro que não late?

Até existe uma raça de cachorro que não late, que é o Basenji, mas isso não é comum. Todos os cães precisam se comunicar de alguma forma, e o latido de cachorro tem uma função importante nesse aspecto. O que diferencia algumas raças de outras é a frequência e intensidade da vocalização. Existem raças - como as mencionadas acima - que latem por qualquer coisa, enquanto outras só emitem o som de cachorro latindo em situações bastante específicas. As raças de cachorro que menos latem são:

Mas lembre-se: apesar de serem raças de cachorro que são um pouco mais silenciosas, isso não significa que os latidos vão deixar de fazer parte da rotina da família. A frequência pode até ser menor, mas o cachorro latindo é algo natural da espécie e que não deve ser inibido por completo. Por outro lado, você pode procurar alternativas para tentar atenuar os latidos excessivos, independentemente da raça do animal.

Como amenizar o som de cachorro latindo em casa?

1) O enriquecimento ambiental para cães é uma das melhores estratégias. Um cachorro que vive em um espaço enriquecido dificilmente vai latir em excesso. Por isso,é dever do tutor proporcionar vários estímulos diferentes para o seu bichinho de estimação. Passeios antes de sair de casa, brinquedos de cachorro, comedouros interativos: tudo isso ajuda a afastar o tédio e melhora a qualidade de vida do pet. Consequentemente, os latidos diminuem.

2) Nada de gritos! Isso pode fazer o latido de cachorro ganhar ainda mais força. Muita gente acha que uma maneira de controlar a situação é mostrando para o animal quem fala mais alto, só que isso pode ser mal interpretado. Ao gritar, o cachorro pode achar que isso se trata de uma brincadeira e vai fazer isso ainda mais vezes.

3) O adestramento de cães pode melhorar o comportamento do pet. Não se deve reforçar positivamente os latidos, mas você pode tentar ensinar o seu cãozinho as horas certas de vocalizar. Com os treinamentos e muita persistência, o animal vai acabar aprendendo que não se deve latir o tempo todo. Se necessário, procure a ajuda de um adestrador profissional.

4) Não deixe o cachorro sozinho por muito tempo. Os cães têm uma necessidade de convívio social e, mesmo que seu doguinho fique bem sem companhia, ele precisa de certa atenção no dia a dia. Por isso, dedique uma parte do seu tempo para ficar com ele e cuidar das necessidades do seu amigo (seja com brincadeiras ou muito carinho!).

Redação: Juliana Melo

Comportamento

Tem um gato arranhando o sofá? Cientistas identificaram as causas desse comportamento e mostram como fazer o pet parar

Conviver com um gato arranhando o sofá é um problema que vários tutores têm dificuldade de corrigir. Apesar de ser um instinto nato ...

Adote um animal

Nomes para cachorro com a letra A: mais de 100 ideias para nomear o seu pet

Pesquisar e selecionar nomes para cachorro para o mais novo integrante da família é uma das partes mais divertidas do processo de ad...

Adote um animal

Maltês: 12 coisas que você precisa saber antes de ter um

Se você está em busca de um cachorro fofo e cheio de personalidade, o Maltês talvez seja a escolha perfeita. Esperto, dócil e brinca...

Adote um animal

Fiapo de manga: a nova "raça" de cachorro vira-lata que tem feito sucesso na internet

Há quem diga que vira-lata caramelo representa mais o Brasil do que samba e futebol - não à toa que existem propostas de lei para el...

Gato

Os melhores gatos para famílias com crianças: veja a lista com as 10 raças mais indicadas

Quando se trata de escolher um bichano para as crianças, algumas raças de gato se destacam por serem os companheiros ideais. Com per...

Comportamento

Tem um gato arranhando o sofá? Cientistas identificaram as causas desse comportamento e mostram como fazer o pet parar

Conviver com um gato arranhando o sofá é um problema que vários tutores têm dificuldade de corrigir. Apesar de ser um instinto nato ...

Adote um animal

Nomes para cachorro com a letra A: mais de 100 ideias para nomear o seu pet

Pesquisar e selecionar nomes para cachorro para o mais novo integrante da família é uma das partes mais divertidas do processo de ad...

Adote um animal

Maltês: 12 coisas que você precisa saber antes de ter um

Se você está em busca de um cachorro fofo e cheio de personalidade, o Maltês talvez seja a escolha perfeita. Esperto, dócil e brinca...

Ver todas