Saúde

Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

As feridas em cachorro podem ser bem comuns e causam muito incômodo ao animal.
As feridas em cachorro podem ser bem comuns e causam muito incômodo ao animal.
Alergias, feridas causadas por pulgas e carrapatos, dermatite de contato, sarna... conheça os tipos mais comuns de feridas na pele do cachorro.
Alergias, feridas causadas por pulgas e carrapatos, dermatite de contato, sarna... conheça os tipos mais comuns de feridas na pele do cachorro.
As feridas em cachorro podem ser bem comuns e causam muito incômodo ao animal.
Alergias, feridas causadas por pulgas e carrapatos, dermatite de contato, sarna... conheça os tipos mais comuns de feridas na pele do cachorro.

As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu com algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada, você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite atópica, alergia de contato ou até picada de carrapato. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

Dermatite atópica: um problema que causa muito incômodo

A dermatite tem sido a grande causa das alergias que andam surgindo nos cães. Ela se divide em tipos, sendo a dermatite atópica mais comum - se desenvolve a partir do contato de ácaros, poeiras ou fungos com o animal. O cachorro começa a se coçar de uma maneira excessiva, usando as patas e até os dentes. A doença pode desencadear queda de pelo, manchas vermelhas pelo corpo e infecções no ouvido, como a otite.

Feridas em cachorro causadas por pulgas e carrapatos

Uma dermatite que apresenta feridas, além da atópica, é aquela causada por mordidas de pulgas e carrapatos. Os parasitas, em contato com a pele do animal, podem machucar e ferir a região. É muito importante manter o antiparasitário do seu cão em dia, mesmo que ele não tenha tendência a ter alergias por causa das pulgas.

Alergia de contato: acessórios podem causar feridas na pele do cachorro

Pouca gente imagina, mas a roupinha ou outros acessórios podem ferir seriamente o seu cachorro. A chamada alergia de contato pode ser causada pelo tecidos de roupas para cães, coleiras antipulgas que possuem componentes químicos e até mesmo peitorais, quando muito apertados ou feito de um material que pode provocar assaduras. O ideal é buscar acessórios que não apertem o corpo do animal e sejam feitos com tecidos mais leves.

Sarna: cachorro com feridas na pele e pelo caindo pode ser indicativo da doença

Quando falamos de sarna em cães, precisamos ter em mente que ela se divide em dois tipos, a sarna sarcóptica e a sarna demodécica. A sarna que consideramos comum é a sarna sarcóptica, que é altamente transmissível para outros animais e até humanos, levando o animal a se coçar sem parar. Esse tipo de sarna causa manchas vermelhas pelo corpo, feridas, coceira e queda de pelo. A sarna demodécica, por sua vez, não causa feridas no corpo do animal, pois não gera coceira, mas apresenta características específicas e deve ser tratada assim que for identificada.

Cachorro com alergia e lambedura excessiva não combinam!

Embora a língua dos caninos possua propriedades específicas capazes de cicatrizar qualquer machucado, a lambedura em excesso em uma ferida pode ocasionar ainda mais problemas e desenvolver o que chamamos de “Dermatite por Lambedura”. Ao se lamber em excesso, os cães podem infeccionar ainda mais o machucado que está aberto, pois a língua possui algumas bactérias que podem prejudicar a cicatrização do machucado. Nesses casos, é considerado o uso de um colar elizabetano para que o cão não lamba o local ferido.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Feridas em cachorro: manchas vermelhas pelo corpo podem indicar um caso de dermatite atópica ou até alergia contato.
    Feridas em cachorro: manchas vermelhas pelo corpo podem indicar um caso de dermatite atópica ou até alergia contato.
    Dermatite por Lambedura: ao se lamber em excesso, os cães podem infeccionar ainda mais o machucado que está aberto.
    Dermatite por Lambedura: ao se lamber em excesso, os cães podem infeccionar ainda mais o machucado que está aberto.
    A sarna em cães pode causar muitas feridas no corpo do animal.
    A sarna em cães pode causar muitas feridas no corpo do animal.
    Algumas feridas na pele do cachorro podem causar queda de pelo.
    Algumas feridas na pele do cachorro podem causar queda de pelo.
    Feridas em cachorro: manchas vermelhas pelo corpo podem indicar um caso de dermatite atópica ou até alergia contato.
    Dermatite por Lambedura: ao se lamber em excesso, os cães podem infeccionar ainda mais o machucado que está aberto.
    A sarna em cães pode causar muitas feridas no corpo do animal.
    Algumas feridas na pele do cachorro podem causar queda de pelo.

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?
    Saúde animal

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?

    Encontrar o cachorro ofegante não é uma questão incomum na vida dos tutores. Normalmente, os peludos ficam mais cansados depois de um longo passeio ou brincadeiras, mas quando não houve nenhum estímulo é preciso ficar atento. Observe alguns sinais do cachorro ofegante: língua pra fora pode indicar calor ou cansaço, agora se o sintoma estiver acompanhado de tremores ou cachorro com dificuldade de respirar, o ideal é levá-lo imediatamente ao veterinário. Para saber como diferenciar e se há necessidade de buscar ajuda médica, nós conversamos com Ricardo Duarte, que é docente do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário FMU, de São Paulo.

    Feridas em cachorro: o que fazer?

    Caso você encontre feridas na pele do cachorro, o primeiro passo é tentar manter o machucado limpo para evitar que infeccione. Para isso, basta o uso de uma gaze com Álcool 70, Rifocina ou um spray antisséptico. Não use algodão, pois pode deixar alguma fibra no machucado. Esse é o primeiro passo apenas para deixar a situação menos incômoda ao seu peludo. Depois, repare se há mais feridas ao longo do corpo do animal.

    Como tratar feridas em cachorro?

    Ao observar feridas na pele do cachorro, o ideal é buscar ajuda de um veterinário nos primeiros sinais de algo mais sério. Só o profissional será capaz de diagnosticar propriamente aquele machucado e indicar o remédio para alergia de cachorro. Em muitos casos, é recomendado o uso de anti-inflamatórios, antibióticos, shampoos específicos, ômega-3 (como suplemento para fortalecer o pelo e a pele do animal), antiparasitários no caso de sarnas,  entre outros. O veterinário indicará caso seja necessário o uso de pomada. 

    Porém, se você não pode ir ao veterinário assim que diagnosticar as feridas, existem truques e receitas de remédio caseiro para ferida de cachorro. Não use nada disso caso a ferida no seu animal esteja aberta, em carne viva ou com tecidos mortos. Confira abaixo o que você pode usar para aliviar o incômodo do machucado no seu filhote:

    • Aloe Vera

    Muito indicado para casos de queimadura em humanos, a Aloe Vera é uma planta com propriedades calmantes e anti inflamatórias. Ela colabora para a regeneração dos tecidos da pele, aliviando a dor e a coceira no local, sendo um poderoso remédio para ferida de cachorro. Você pode procurar pelo produto já pronto em farmácias ou arrumar a planta. 

    • Folhas de Couve

    Uma solução barata e com propriedades de cura pouco conhecidas é a folha de couve. Rica em vitamina A, B e C, as folhas podem ajudar a cicatrizar machucados. Para usá-la, contudo, é necessário fazer um emplastro, que é o ato de amolecer a folha para formar uma pasta. 

    Redação: Júlia Cruz

    Quais as doenças mais comuns que atingem o sistema digestivo do cachorro?

    Próxima matéria

    Quais as doenças mais comuns que atingem o sistema digestivo do cachorro?

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno
    Pequenos

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno

    Para quem procura por raças de cachorro pequeno, o Pequinês pode ser a companhia perfeita. Além de se adaptar muito bem a apartamentos e outros espaços reduzidos, esse pequeno cãozinho é dotado de uma personalidade carinhosa, amigável e extremamente leal aos seus humanos. Apesar da baixa estatura, o cachorro Pequinês também é super corajoso, e uma das maiores provas de que tamanho não é documento. 

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande
    Grandes

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande

    Você já ouviu falar no Dogo Argentino? Essa é uma raça de cachorro que teve origem em um país vizinho ao nosso, a Argentina. Embora pareçam sérios, os cães desta raça são uns amores e têm tudo para te conquistar, principalmente se o que você procura é um amigo de quatro patas bem leal e parceiro. Mas antes de comprar ou adotar um cachorro desta raça, que tal conhecê-lo um pouco mais a fundo? 

    Como acostumar cachorro com gato: 5 erros comuns que você deve evitar
    Comportamento

    Como acostumar cachorro com gato: 5 erros comuns que você deve evitar

    Ter mais de um bichinho de estimação é muito comum em muitas famílias, mas e quando os animais são de espécies diferentes, como cachorro e gato? Algumas pessoas acreditam que a relação entre eles é um pouco problemática, mas não precisa ser assim - inclusive, é super possível fazer com que os dois bichinhos sejam grandes amigos. Tudo é uma questão de saber como acostumar gato com cachorro para que eles aprendam a conviver de um jeito mais harmonioso.

    Verme em cachorro filhote: veja os sinais mais comuns de que o cãozinho está sofrendo com verminoses
    Verme

    Verme em cachorro filhote: veja os sinais mais comuns de que o cãozinho está sofrendo com verminoses

    Os filhotes de cachorro são muito mais propensos a sofrerem com verme. Além da contaminação facilmente ocorrer pela amamentação, os filhotes ainda estão desenvolvendo o sistema imunológico e diversas funções do organismo. É por isso que a primeira dose do vermífugo para cachorro filhote deve ser feita aos 30 dias de vida, com reforço mensal até os seis meses, para garantir a saúde do pet. 

    Ver Todas >

    Anticoncepcional para gatos: veterinária aponta os perigos da vacina para cio de gato
    Saúde animal

    Anticoncepcional para gatos: veterinária aponta os perigos da vacina para cio de gato

    Já parou para pensar como ocorre o cruzamento entre os gatos? Os machos sempre estão dispostos a acasalar, mas as fêmeas precisam estar no período do cio para aceitar a aproximação. O primeiro cio costuma ocorrer quando o animal atinge a puberdade, que normalmente é entre o 8º e o 10º mês de vida. Esse costuma ser um período bastante delicado para todos, que precisam já que a gata passa por uma grande carga de estresse. 

    Saúde animal

    "Meu cachorro tem muita fome": quando a fome em excesso passa a ser uma compulsão alimentar?

    Quando se trata da alimentação do cachorro, normalmente a situação que mais aflige os tutores é quando o animal não quer comer ração. Contudo, é importante ter muita atenção se o comportamento do seu amigo for o contrário disso, porque às vezes o cachorro comendo muito é um sinal de compulsão alimentar - o que pode trazer prejuízos para a saúde do pet a longo prazo. 

    6 cuidados com gatos para evitar vômitos e diarreia
    Saúde animal

    6 cuidados com gatos para evitar vômitos e diarreia

    O vômito e diarreia em gatos são condições que sempre ligam o alerta nos tutores. Geralmente sintoma de algum outro problema de saúde, o gato vomitando ou com diarreia pode representar tanto uma reação natural do organismo felino quanto uma doença mais grave. O sistema digestivo do gato é sensível e pode ser afetado por uma simples alteração na alimentação. 

    Quais são as raças de gato mais propensas à obesidade felina?
    Saúde animal

    Quais são as raças de gato mais propensas à obesidade felina?

    A obesidade em gatos é um problema que precisa de atenção. Geralmente, o quadro não está relacionado à predisposição genética, mas alguns fatores contribuem para o aumento de peso nos felinos. A falta de exercícios físicos e uma alimentação inadequada, por exemplo, são hábitos que podem levar à obesidade. Então se o seu gatinho é muito preguiçoso ou não tem acesso a todos os nutrientes que precisa, é bem provável que ele se torne um gato obeso. 

    Ver Todas >