close
Cuidados

Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão

Atualizado · 07 de março de 2022 · 12h05

Publicado · 06/11/2019 · 18h30

Creche para cachorro: a socialização e gasto de energia são os principais benefícios desse tipo de serviço.
Creche para cachorro: a socialização e gasto de energia são os principais benefícios desse tipo de serviço.
Creche de cachorro: todas as idades, tamanhos e raças (e até sem raça) podem conviver bem no espaço!
Creche de cachorro: todas as idades, tamanhos e raças (e até sem raça) podem conviver bem no espaço!
Creche para cachorro RioPet Gávea, no Rio de Janeiro, oferece variadas atividades.
Creche para cachorro RioPet Gávea, no Rio de Janeiro, oferece variadas atividades.
Na creche de cachorro, animais têm um espaço enorme para brincar e correr!
Na creche de cachorro, animais têm um espaço enorme para brincar e correr!
Na creche de cachorro, o que eles amam mesmo é o dia de piscina liberada!
Na creche de cachorro, o que eles amam mesmo é o dia de piscina liberada!
As atividades na creche para cachorro são sempre supervisionadas por humanos!
As atividades na creche para cachorro são sempre supervisionadas por humanos!
Creche para cachorro: a socialização e gasto de energia são os principais benefícios desse tipo de serviço.
Creche de cachorro: todas as idades, tamanhos e raças (e até sem raça) podem conviver bem no espaço!
Creche para cachorro RioPet Gávea, no Rio de Janeiro, oferece variadas atividades.
Na creche de cachorro, animais têm um espaço enorme para brincar e correr!
Na creche de cachorro, o que eles amam mesmo é o dia de piscina liberada!
As atividades na creche para cachorro são sempre supervisionadas por humanos!

Os cães são animais que, na maior parte do tempo, não gostam de ficar sozinhos - afinal, antes de serem domesticados, eles viviam livres em matilhas. Com a vida urbana, muitos cães acabam não recebendo os estímulos adequados para gastar energia e socializar com outros animais e pessoas. Para auxiliar a vida do tutor, que nem sempre consegue estar perto de seu pet durante o dia, existem muitas alternativas. Uma delas é a creche para cachorro: uma acomodação totalmente adaptada para você deixar seu amigo. 

O tutor fica tranquilo e, por outro lado, o animal também recebe muitos estímulos positivos. Geralmente, a creche para cachorro promove brincadeiras, adestramento, banho de piscina e muita socialização. A Patrícia Rivoredo é a diretora e a Rosana Rosadas é a proprietária da Riopet Gávea, uma creche que fica no Rio de Janeiro. O Patas da Casa conversou com elas sobre o dia a dia no local e a importância desse convívio para a saúde física e mental dos peludos. Ficou curioso? Vamos te explicar tudo!

Creche para cachorro: como é a rotina do espaço?

A creche para cachorro é liberada assim que o bichinho tomar todas as vacinas obrigatórias, estiver vermifugado e com os remédios para pulgas e carrapatos em dia. No caso da Riopet Gávea, o espaço grande permite que eles fiquem brincando o tempo que quiserem, com bolinhas e brinquedos de cachorro à disposição. Nos dias mais quentes, os animais podem fazer natação - sempre com supervisão dos monitores e colete salva-vidas personalizado. Também faz parte da rotina da creche um momento para descanso depois das refeições (afinal, nem mesmo os agitadinhos dispensam um cochilo depois de brincar tanto, né?!). 

Creche para cachorro: menos ansiedade e mais qualidade de vida!

A creche de cachorro serve para ajudar o animal a socializar e gastar toda a sua energia. Também é uma boa opção para cães que sofrem de ansiedade de separação quando seus tutores saem para o trabalho. Segundo Patrícia, os cães são seres que por natureza são sociáveis e gostam de viver em matilhas. “Com a rotina na creche, o animal não fica sozinho em casa sem fazer nada, correndo o risco de desenvolver alguns distúrbios psicológicos. Ou seja, fica mais saudável”, explica. 

No caso da ansiedade de separação, cachorro pode desenvolver comportamentos que prejudicam sua saúde. É o caso da lambedura das patas, que pode se desenvolver para uma dermatite e feridas mais sérias. Um cachorro ansioso pode prejudicar a si mesmo e também a rotina da família, já que manifesta sua ansiedade em móveis, chinelos e outros objetos que estiverem ao alcance. A ansiedade pode, ainda, ter relação com o hábito de latir em excesso para chamar a atenção de alguém. 

Na creche, os peludos são livres para expressarem seus comportamentos naturais: o animal recebe estímulos para ser mais obediente e evitar comportamentos agressivos. Sabe aquele cachorro que late para todos os cães, avança e não consegue se comunicar direito? Ele pode mudar esse comportamento com a rotina na creche: “O trabalho de socialização é lindo. É demais ver um cachorro aprendendo a ser cachorro, a entender que ele não precisa ter medo do outro ser da sua espécie. Eles respondem super bem”. 

Comportamentos definem a rotina na creche para cachorros

A chegada de um novo peludo pode ocasionar uma mudança na matilha. Patrícia explica que, no caso de um cão que seja mais dominante e não se dá bem com machos, por exemplo, há a necessidade de colocá-lo em uma matilha só de fêmeas. Se há uma matilha tranquila frequentando a creche, ou seja, cães bem socializados, que não são agressivos e nem territorialistas, qualquer outro cão que entrar nessa matilha encontrará um ambiente receptivo e acolhedor. Por isso, é importante conhecer também os cães que frequentam a creche, para que não ocorra nenhuma experiência que traumatize o seu peludo e o torne reativo. 

Na creche para cachorro, Hope passou a ser mais calma com outros animais

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    A mãe da Hope optou pela creche de cachorros para melhorar a convivência da cadelinha com outros animais!
    A mãe da Hope optou pela creche de cachorros para melhorar a convivência da cadelinha com outros animais!

    Mais Lidas

    Veja 12 dicas de como acabar com carrapatos no quintal
    Cuidados dos animais

    Veja 12 dicas de como acabar com carrapatos no quintal

    O carrapato em cachorro, assim como as pulgas, é uma das principais causas de aborrecimento nos donos de pets. Mesmo usando coleiras ou remédio para carrapato, o animal não está livre de pegar esses parasitas tão incômodos e que podem causar problemas graves. Às vezes, um simples passeio ao ar livre já pode gerar dores de cabeça se o local estiver infestado. Para controle, é importante não só proteger o animal, mas também fazer uma limpeza do ambiente.

    Quanto tempo vive um gato?
    Cuidados dos animais

    Quanto tempo vive um gato?

    Afinal, um gato vive quantos anos? Não é mistério que a companhia de um bichano muda a vida de qualquer pessoa para melhor, e, se dependesse de nós, nossos gatinhos viveriam para sempre. No entanto, isso não é possível e muitos tutores têm dúvidas quando o assunto é a expectativa de vida. Gato, querendo ou não, é como se fosse um filho, e é muito fácil se apegar a esses animais no dia a dia. 

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato
    Cuidados dos animais

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato

    Até mesmo os tutores mais experientes podem cometer alguns erros quando o assunto é cuidar de gato. Uma dúvida muito comum, por exemplo, é se a castração de gato é realmente necessária. Além disso, muitos humanos cometem o erro de tratar os felinos como se eles fossem cães, embora eles tenham comportamentos claramente distintos. No geral, os gatos são mais reservados, independentes e valorizam muito sua privacidade, diferente dos cachorros. P

    O que fazer para o cachorro parar de marcar território: 7 dicas para lidar com o xixi fora do lugar!
    Cuidados dos animais

    O que fazer para o cachorro parar de marcar território: 7 dicas para lidar com o xixi fora do lugar!

    Ter um cãozinho em casa é só alegria, mas é sempre bom que o dono esteja preparado para lidar com alguns comportamentos inconvenientes do animal. Um deles é o xixi fora do lugar para deixar o cheiro em todos os cantos da casa. O que fazer para o cachorro parar de marcar território? O costume é desagradável e pode até tirar o sossego de muitos tutores por aí. Para te ajudar, separamos algumas dicas para evitar que o cachorro marque território em casa e faça xixi onde não deve. Acompanhe!

    A Vitória Nardin percebeu que a sua cadelinha, a Hope, precisava da creche quando ela não conseguia se comunicar com outros cães. A reatividade da Hope fazia com que ela avançasse em outros cachorros e pessoas para sinalizar que não estava gostando da aproximação. Sua dona percebeu que, antes de avançar, a Hope expressava comportamentos naturais: rosnar, virar a cabeça e lamber os lábios - que são sinais de estresse em cães. “Eu quis que a Hope frequentasse a creche para aprender a conviver com um grande fluxo de pessoas e cães. Deu certo e hoje ela é bem menos reativa”, conta.

    A Hope aprendeu a brincar com outros cães e também a sinalizar quando algo a incomoda. Ela se acostumou com os humanos e a presença deles, entendo que nem todos vão machucá-la. A qualidade de vida da Hope melhorou e ela se tornou uma cadela bem menos ansiosa.

    Creche de cachorro: investimento, horários e regras

    O preço da creche para cachorro sofre variações dependendo da temporada e das horas que o animal frequenta o local. Há pacotes avulsos e mensais, mas também há a possibilidade de contratar o serviço por hora. “Caso a pessoa tenha que sair de casa para algum compromisso rápido, o cachorrinho pode ficar um período na creche. Acima de quatro horas, é melhor converter em uma diária normal porque será mais barato”, explica Patrícia.

    Existem regras para frequentar a creche. As vacinas, vermífugo e remédios de pulgas e carrapatos devem estar em dias. “O ideal seria que todos fossem castrados, mas isso não é uma exigência do Riopet Gávea. As fêmeas não podem estar no período do cio. Fora isso, é só chegar e brincar muito”. Para cada 20 cachorrinhos, há um humano supervisionando tudo. Os peludos podem ficar no local de 8h da manhã às 19h30, podendo sair e entrar a qualquer hora nesse período, de acordo com a necessidade do tutor.

    Redação: Júlia Cruz

    Como fazer o gato beber água? Tudo sobre a hidratação felina e prevenção de doenças

    Próxima matéria

    Como fazer o gato beber água? Tudo sobre a hidratação felina e prevenção de doenças

    Plano de saúde para gatos: quais são as vantagens? Entenda melhor o serviço!
    Saúde

    Plano de saúde para gatos: quais são as vantagens? Entenda melhor o serviço!

    O plano de saúde para gatos pode ser uma ótima alternativa para quem tem um felino em casa! Os pets fazem parte da família e, como qualquer ente querido, demandam atenção e cuidados especiais. No caso dos gatinhos, essa série de precauções inclui check-ups anuais, vacinas e visitas frequentes ao consultório veterinário. Manter essa rotina saudável não precisa, necessariamente, ser um peso no orçamento.

    Quanto custa manter um cachorro? Um guia completo com a média de gastos mensais com um cão
    Adoção

    Quanto custa manter um cachorro? Um guia completo com a média de gastos mensais com um cão

    Ter um cachorro em casa é uma experiência incrível para mães e pais de pet, mas os momentos de alegria vêm acompanhados de muitas responsabilidades… e gastos (muitos gastos). Ração, vacina, brinquedos, remédios e veterinário são os principais custos que você precisa ter frequentemente com o animal. É justamente por isso que, antes de comprar ou adotar um pet, é preciso pensar nos gastos que isso vai demandar - e que devem entrar no orçamento da família. Para te ajudar a bater o martelo e decidir se consegue ou não arcar com um amigo de quatro patas, montamos um guia completo com uma média dos gastos que você provavelmente terá. Chega mais!

    Quais os benefícios e perigos do osso para cachorro?
    Brinquedos

    Quais os benefícios e perigos do osso para cachorro?

    O osso para cachorro é um dos símbolos mais associados ao melhor amigo do homem. É um dos poucos itens que um cão pode morder sem que o tutor tenha que chamar a sua atenção. Além do propósito de divertir, o osso para cachorro é um recurso eficaz no processo de mastigação, além de amenizar o lado destrutivo de alguns cães. Mas afinal, qual osso dar para cachorro? Confira!

    Vitamina para cachorro: veterinária explica em quais situações os suplementos são recomendados!
    Alimentação

    Vitamina para cachorro: veterinária explica em quais situações os suplementos são recomendados!

    Quando falamos da alimentação dos nossos peludos, sempre surge aquela preocupação em relação aos nutrientes. A ração é suficiente para que se mantenham fortes e saudáveis ou é necessário inserir uma vitamina para cachorro nessa rotina? A verdade é que depende de muitos fatores e um deles é o estado geral da saúde e a idade do animal. A escolha de uma ração de qualidade é determinante para oferecer todos os nutrientes que ele precisa. Cães filhotes, idosos e cadelas prenhas, por outro lado, podem acabar precisando de um suplemento vitamínico. Para entender melhor em quais situações a vitamina para cachorro é recomendada, conversamos com a Caroline Mouco Moretti, médica veterinária e diretora clínica do Grupo Vet Popular. Veja o que a especialista falou!

    Ver Todas >

    O que fazer ao levar uma mordida de gato?
    Cuidados dos animais

    O que fazer ao levar uma mordida de gato?

    Levar uma mordida de gato nunca é algo agradável. No entanto, há situações em que a mordida é bem leve e não passa de uma simples “brincadeira” do animal, e há casos em que os dentes de gato causam uma perfuração na pele, quadro que precisa de atenção. Se isso acontecer, uma das maiores preocupações é quanto ao que fazer ao levar uma mordida de gato na mão. Inchaço, vermelhidão e outros sintomas fora do comum devem ligar o alerta, não importa se é um felino caseiro ou de rua. 

    Como cuidar do gato no inverno? Veja o infográfico com várias dicas!
    Cuidados dos animais

    Como cuidar do gato no inverno? Veja o infográfico com várias dicas!

    Não é mistério que, mesmo sendo bem peludinhos, os gatos sentem frio e ficam bem incomodados quando a temperatura baixa. Por isso, no inverno, os tutores devem redobrar a atenção com os felinos, já que esses animais são conhecidos por disfarçarem o que sentem e nem sempre os sinais de um gato com frio são claros. Além disso, saber como aquecer os bichanos é fundamental - e é aí que entram estratégias como a roupa de inverno para gatos. 

    Onde colocar a caixa de areia do gato?
    Cuidados dos animais

    Onde colocar a caixa de areia do gato?

    A caixa de areia para gatos é, sem dúvidas, um dos itens mais importantes na hora de receber um felino em casa. Higiênicos por natureza, esses animais recorrem ao acessório por instinto para fazer as suas necessidades fisiológicas. No entanto, também pode acontecer de você flagrar um gato fazendo xixi e cocô no lugar errado, mesmo com a caixinha disponível. Nesses casos, a localização da caixa de areia pode ser um dos motivos que levam o bichano a agir desta forma.

    Quantas vezes um gato urina por dia?
    Cuidados dos animais

    Quantas vezes um gato urina por dia?

    Você já se perguntou quantas vezes um gato urina por dia? Essa dúvida é muito frequente e com certeza já passou pela cabeça de todos aqueles que vivem com os felinos, sobretudo os tutores de primeira viagem. Saber quantas vezes gato vai ao banheiro é importante para conhecer o comportamento do pet e até mesmo para identificar algo de errado com a saúde dele. 

    Ver Todas >