O estresse em cachorro é algo que pode desencadear uma série de problemas de saúde no animal. Em situações de risco, o organismo do cachorro libera adrenalina, aumentando as frequências cardíacas e respiratórias. Isso deixa o cachorro estressado e a reação pode até mesmo estimular uma fuga ou ataque. No entanto, quando o organismo reage dessa forma sem que haja um "gatilho", pode ser que o cachorro esteja sofrendo de estresse crônico. Nessas situações, é importante tentar entender o que deixa o cachorro estressado para procurar a terapia adequada. O Patas da Casa reuniu informações importantes para esclarecer as dúvidas sobre estresse no cachorro, sintomas e tratamento. Dá só uma olhada!

Quais os principais sinais de estresse em cachorro?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Antes de entender como acalmar cachorro estressado, é necessário saber quais são os sinais do quadro. Geralmente, os principais sintomas de estresse estão relacionados com o comportamento animal. Os seres humanos possuem melhores maneiras de lidar com situações adversas do que os animais, por isso, o cachorro estressado tende a ter a rotina muito afetada. Mas assim como a redução do bem-estar, o estresse canino também pode estar associado à diminuição da imunidade, taquicardia e aumento da pressão arterial. Por isso é importante que o tutor esteja sempre atento para que o quadro não afete tanto a saúde do cãozinho. Os principais sinais associados a um cachorro estressado são:

  • lambedura excessiva das patas
  • falta de apetite
  • latidos excessivos
  • queda de pelos
  • comportamento destrutivo
  • emagrecimento
  • problemas gastrointestinais
  • alterações no sono
  • fazer necessidades no lugar errado


O floral para cachorro estressado pode ajudar no tratamento, mas deve ser prescrito por um especialista
O floral para cachorro estressado pode ajudar no tratamento, mas deve ser prescrito por um especialista

Cachorro estressado: o que fazer?

Afinal de contas, o que fazer se você acha que seu cão está passando por um caso de estresse? Um dos principais cuidados para evitar o estresse é criar uma rotina que estimule os sentidos e instintos caninos. Passear com o cachorro diariamente é algo essencial. Ter um horário certo para as atividades também é ótimo, pois criando uma rotina organizada o cão tende a ficar mais tranquilo. Além disso, enriqueça o ambiente domiciliar com diversas opções de brinquedo para cachorro, evite deixar o pet muito tempo sozinho em casa e não se esqueça de interagir e brincar com o animal de estimação quando estiver presente. A causa do estresse canino pode estar muito relacionado à falta de estímulos.

Cachorro estressado: tratamento com medicamentos pode ser necessário?

Em casos mais graves, é válido levar o cachorro a um terapeuta especializado. O profissional vai examinar o cachorro e identificar o problema com mais precisão. O motivo do estresse em cachorro também pode estar relacionado a traumas, por exemplo. Se for o caso, o especialista poderá indicar algum tipo de remédio para estresse de cachorro. Medicamentos homeopáticos, suplementos, receitas naturais podem ser adotadas como tratamento, assim também como o popular floral para cachorro estressado. Entretanto, esse tipo de terapia só deve ser adotada com o auxílio de um profissional. Nunca recorra a esses tratamentos por conta própria.

Redação: Hyago Bandeira