Comportamento

"Erva de Gato": mitos e verdades sobre o catnip

Os gatinhos adoram catnip! Saiba como oferecer a "erva de gato" ao seu animal!
Os gatinhos adoram catnip! Saiba como oferecer a "erva de gato" ao seu animal!

O catnip, conhecido no Brasil como a “erva de gato”, é uma aposta para divertir os felinos. Ao entrar em contato com a planta, o bichano manifesta diversas reações - algumas hilárias - como efeito do produto. Mais do que promover diversão, o que poucos tutores sabem é que o catnip pode ser usado também para tratar questões de convivência entre felinos, problemas comportamentais, como ansiedade e estresse, e até ajudar em caso de gatos deprimidos e apáticos.

Nós conversamos com a bióloga Valéria Zukauskas, que é comportamentalista e dona da página “Gatos no Divã” . Ela ajuda tutores a terem uma boa convivência com seus felinos, garantindo a eles um ambiente enriquecido e com qualidade de vida.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos
    Comportamento animal

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos

    Quem tem um gatinho já deve ter percebido que eles costumam afofar ou “amassar pãozinho” em algumas circunstâncias específicas. Os movimentos lembram uma massagem. Antes de deitar, quando estão no colo do dono ou quando encontram uma coberta fofinha e macia. Se mesmo sem saber porquê eles fazem isso a gente já acha a coisinha mais linda do mundo, imaginem depois de saber? Vem com a gente desvendar!

    O que é erva de gato? Para que serve?

    “Nepeta Cataria” é o nome científico da erva do gato. O catnip é uma planta herbácea de usos diversos, da mesma família do hortelã e da valeriana, e foi desenvolvida na Europa e Ásia Central. A erva é inofensiva, não causa dependência aos gatinhos e nem possui restrições de uso. Pode ser encontrada em pet shops, na versão desidratada, ou em lojas de jardinagem para plantio. 

    Erva de gato: como usar o catnip com o seu bichano?

    O catnip exala um cheiro característico, que para nós humanos lembra muito a erva-mate. Essa substância é chamada de nepetalactona e ajuda a incentivar o instinto predador do felino. Eles podem até comer e rolar na ervinha, mas só conseguem ser impactados pelos efeitos ao cheirarem. Sendo assim, não tem mistério de como dar catnip para o gato, basta jogar um pouquinho da erva no chão e esperar ele interagir: o efeito ocorre em questões de segundos. Outra opção é investir em brinquedos e outros acessórios que têm com a erva do gato no interior, como arranhadores, ratinhos, bolas e até toucas. Se você optar por plantar a erva, pode oferecer a flor normalmente, desprezando o caule. 

    A comportamentalista Valéria Zukauskas conta, ainda, que há outras plantas que promovem os mesmos efeitos e são seguros para oferecer aos bichanos: “Hoje já temos no Brasil o matatabi (ou silver vine), que também é um estimulante quase 10 vezes mais potente do que o catnip. O matatabi é um galhinho de uma planta que é parente da fruta kiwi e que tem uma concentração maior da substância nepetalactona. O gato pode morder esse galho, se esfregar ou lamber. O efeito é semelhante e a rotina de uso também pode ser a mesma da erva de gato. Independente da escolha ser catnip ou matatabi, o gato precisa ser supervisionado durante o uso”, explica.

    A erva de gato é mais conhecida por aqui na versão ressecada ou dentro de brinquedos. Mas você sabia que os felinos também amam a planta em si? Os efeitos são semelhantes e você ainda pode plantar em casa.
    A erva de gato é mais conhecida por aqui na versão ressecada ou dentro de brinquedos. Mas você sabia que os felinos também amam a planta em si? Os efeitos são semelhantes e você ainda pode plantar em casa.

    Erva de gato: efeitos e reações nos felinos!

    O gatinho que experimenta os efeitos do catnip tem seus instintos aprimorados. Por isso, é normal que alguns gatos, quando em contato com a planta, rosnem e ataquem outros animais, pois se sentem mais predadores. Por isso a importância da supervisão durante a brincadeira. A Valéria, por exemplo, não recomenda o uso por gatos não castrados ou em processo de adaptação ou socialização, porque é o catnip é estimulante e pode ocasionar mudanças no comportamento do felino. 

    Por outro lado, os efeitos comuns do catnip são de euforia e excitação. Após a brincadeira com a erva, é normal que os gatinhos durmam por um tempinho. Afinal, eles se divertem e ainda gastam muita energia com o catnip. Alguns cuidados são essenciais: “A partir de três ou quatro meses, qualquer gato pode ter contato com a erva, desde que a casa seja 100% telada e ele receba estímulos no ambiente antes, durante e após o seu contato com o catnip”, conta Valéria. 

    Catnip: algumas variáveis influenciam o comportamento do gato com a erva

    A rotina de brincadeiras, os brinquedos que o gato têm disponível, arranhadores e nível de atividade do gatinho podem influenciar os efeitos. “Como estimulante, a erva pode ajudar o gato na sua rotina, incentivando a brincar mais durante o efeito, que é de cinco a 20 minutos. É por isso que uma casa gatificada e com uma rotina de brincadeiras diárias são itens obrigatórios para quem tem um felino. O uso do catnip não muda o comportamento do gato em si, sua personalidade”, explica a bióloga.

    Ah, e nem todo gatinho é impactado pelo catnip. Existem estudos que mostram que a reação a erva dos gatos pode ser determinada por fatores genéticos, independente do sexo do animal, ou se ele é castrado ou não. Se o seu bichano não se interessa por essa planta, fique calmo. Não há nada de errado com ele.

     

    Você também pode investir em brinquedos recheados de catnip pra entreter seu gatinho
    Você também pode investir em brinquedos recheados de catnip pra entreter seu gatinho

    A erva de gato causa vício?

    “Em excesso, os gatos podem perder o interesse na erva, automaticamente ficando imunes ao seu efeito durante um bom período. Se isso acontecer, dê um intervalo de um mês e volte a oferecer a erva com intervalos de 15 dias. Minha sugestão de uso é uma vez por semana ou a cada 10 dias”, recomenda Valéria

    Como plantar a sua própria erva de gato: seus gatinhos vão amar!

    Você pode plantar a sua própria erva de gato em casa. Basta comprar algumas sementinhas em alguma loja de jardinagem e aproveitar o verão para plantá-las - é nessa estação que a erva se desenvolve melhor. É simples: coloque as sementes em um vaso coloque em um local com luz solar e bastante vento. É importante regar todos os dias! Não deixe o seu gato chegar perto da plantinha enquanto ela cresce, para evitar a destruição. Também não é recomendado plantar o catnip em locais com outras mudas. Por ser uma erva-daninha, ela pode crescer em cima das outras plantas. Os benefícios da erva de gato também se estendem aos humanos: a planta afasta roedores e pragas indesejadas.

    Redação: Júlia Cruz

     

    Brinquedos para cachorro com barulho: por que eles amam tanto?

    Próxima matéria

    Brinquedos para cachorro com barulho: por que eles amam tanto?

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais
    Raças

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais

    O gato Himalaia é, sem dúvidas, uma das raças mais queridinhas e desejadas pelos amantes de felinos. Ele reúne em sua genética a mistura de outras duas raças que são muito populares: o gato Persa e o Siamês. Ou seja, é carisma e fofura em dose dupla! Além disso, esse gatinho tem uma personalidade super dócil e tranquila, sendo a companhia perfeita para quem sempre sonhou em ter um bichinho de estimação. Se esse é o seu caso, ou se você já tem um gato do Himalaia e quer conhecer tudo sobre ele, essa matéria vai te ajudar bastante. 

    Gato Azul Russo: saiba tudo sobre a raça
    Raças

    Gato Azul Russo: saiba tudo sobre a raça

    Com uma pelagem cinza, o gato Azul Russo - também conhecido como Russian Blue - é dono de uma beleza inconfundível e capaz de conquistar facilmente o coração de qualquer pessoa com sua personalidade doce e calma. A raça é originária da Rússia e considerada bastante rara, mas ainda assim muitas pessoas ao redor do mundo se fascinam pelo Azul Russo e não hesitam em procurar um bichano para chamar de seu. 

    Mitos e verdades sobre a FIV e FeLV
    Saúde

    Mitos e verdades sobre a FIV e FeLV

    Quando se trata da saúde do gato, a FIV e a FeLV - ou imunodeficiência felina e leucemia felina, respectivamente - são as doenças que mais preocupam os tutores. E não é à toa, né? A FIV felina e a FeLV costumam atingir o sistema imunológico do seu amigo, trazendo assim uma série de problemas ao organismo dele. As duas doenças podem causar a morte do animal se não receberem o cuidado adequado. 

    Gato Chartreux: saiba tudo sobre a raça de pelagem cinza
    Raças

    Gato Chartreux: saiba tudo sobre a raça de pelagem cinza

    O Chartreux é uma de raça gato cinza bastante querida entre os apaixonados por felinos. E não é à toa, né? Extremamente dócil e carinhoso, é muito fácil entender o motivo por trás da paixão dos gateiros por esse bichano de pelagem cinza e focinho gordinho, o que lembra bastante um ursinho de pelúcia. No entanto, a características desse gatinho não se resumem apenas à sua aparência. Pensando nisso, reunimos aqui as principais informações sobre a origem, o temperamento, os cuidados e as curiosidades sobre o gato Chartreux. Vem se apaixonar por esse felino com a gente!

    Ver Todas >

    Cachorro na janela do carro: por que eles amam tanto?
    Comportamento animal

    Cachorro na janela do carro: por que eles amam tanto?

    É bem provável que você já tenha visto um cachorro na janela do carro curtindo o ventinho no rosto ou até tenha presenciado o seu doguinho fazer isso. Essa é uma situação super comum, principalmente quando os donos decidem viajar com cachorro de carro ou nas idas para o veterinário. Mas já parou para se perguntar por que esses bichinhos gostam tanto de ficar com a cabeça na janela? Será que é só por uma questão de aventura, ou existe explicação por trás do comportamento?

    Como escolher a bolinha para cachorro ideal de acordo com a idade, tamanho e energia do seu pet?
    Comportamento animal

    Como escolher a bolinha para cachorro ideal de acordo com a idade, tamanho e energia do seu pet?

    Quem nunca viu um cachorro correndo atrás de uma bola? A  bolinha para cachorro  é clássica e um dos brinquedos preferidos desses animais. Qualquer cãozinho quando vê uma bola se diverte bastante, principalmente aqueles mais energéticos e ativos. Porém, engana-se quem pensa que toda bolinha é igual, porque há uma infinidade de modelos que podem ser comprados. Não existe um melhor que o outro, mas sim o que é mais adequado para cada tipo de cachorro, levando em conta a idade, tamanho e nível de energia.

    Adestrar gato: como é o processo de aprendizagem dos felinos? (spoiler: é bem diferente dos cães)
    Comportamento animal

    Adestrar gato: como é o processo de aprendizagem dos felinos? (spoiler: é bem diferente dos cães)

    O adestramento de cachorro é super conhecido por aí, mas algumas pessoas não sabem que os gatos domésticos também pode ser treinados. Adestrar gato também promove muitos benefícios à rotina do pet, além de aproximá-lo do tutor e mudar comportamentos inadequados. No entanto, o processo de adestramento do gato é bem diferente do que já estamos acostumados com os cães. 

    Como socializar gatos? 5 segredos para tornar tudo mais fácil
    Comportamento animal

    Como socializar gatos? 5 segredos para tornar tudo mais fácil

    Um dos grandes desafios que vários tutores enfrentam é não saber como socializar gatos corretamente, o que pode desencadear problemas de convivência, como ciúmes e brigas. Normalmente, o período mais indicado para fazer a socialização é quando o gato ainda é um filhotinho, porque ele ainda está se adaptando ao mundo e fica mais fácil de apresentá-lo a novas experiências. 

    Ver Todas >