Gato

Feromônio para gato realmente ajuda a acalmar o pet? Veja como funciona!

Publicado - 30 Dezembro 2020 - 10h00

Atualizado - 11 Abril 2024 - 14h35

O comportamento do gato é dotado de particularidades que sempre nos surpreendem. O que poucas pessoas sabem é que, além da postura corporal, os bichanos também têm várias outras formas de se comunicar, e uma delas por meio do feromônio felino. Mas do que se trata isso, afinal de contas? A veterinária e comportamentalista Renata Bloomfield explica: “O feromônio é uma molécula de hormônio que é secretada pelo animal e que causa uma ação no receptor dele (no caso, no outro animal que está no meio ambiente do emissor). Isto é, quando essa molécula entra em contato com o tecido alvo dele, ela reproduz a ação do hormônio secretado”. Existem diferentes tipos de feromônios para gatos e os felinos são capazes de detectar cada um deles pelo olfato. Para entender como isso funciona, em que casos pode ser indicado e de que forma o feromônio pode acalmar os pets, preparamos uma matéria especial sobre o assunto.

Entenda como funciona o feromônio para gato na prática

Como já foi dito, não existe apenas um tipo de feromônio para gato. “Tem o feromônio do estresse e do medo, assim como também tem o feromônio para acalmar gatos, o da amizade, o da felicidade”, enumera Renata. Cada um deles é produzido pelo próprio organismo felino em situações específicas, como, por exemplo, quando o filhote de gato está sendo amamentado pela mãe. “Nesse caso, a gata secrete um feromônio naquele momento e os filhotes passam a associar aquele feromônio felino a algo positivo, que é o momento da amamentação, do acolhimento”, explica.

No entanto, também é possível encontrar feromônios sintéticos para gatos no mercado pet, que são produtos que buscam facilitar a comunicação dos humanos com os pets e podem ser usados em diversas situações. “Existe o feromônio para acalmar os gatos, que vai remeter a fase da amamentação, assim como tem o feromônio da amizade, que é para estimular os gatos a brincarem um com o outro. Também tem o feromônio da marcação, que geralmente é uma pipetinha que se coloca no arranhador para direcionar os instintos felinos para aquele acessório”, revela a profissional.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Feromônios: gatos se beneficiam do produtos em diferentes situações

A versatilidade do feromônio para gato é realmente impressionante. Por isso, deixe de lado a ideia de que o produto só pode ser usado para acalmar os ânimos do pet, porque não é bem assim. Um exemplo disso é o feromônio de marcação de território, que geralmente é utilizado para direcionar as garras do animal para os arranhadores - que não podem ser muito pequenos e devem ser posicionados em locais estratégicos da casa, de acordo com Renata. “Então para usar o feromônio felino de marcação, primeiro o tutor tem que colocar o arranhador em um local de passagem - por exemplo, do lado do braço do sofá - e passar o produto no arranhador”.

Outra situação bastante comum de se usar o feromônio para gato é quando se tem um outro animal dentro de casa, mas há uma briga constante entre eles. Nesse caso, indica-se o feromônio para acalmar gatos, que também pode ser considerado como um hormônio da amizade. “Basta colocar um difusor de feromônios no ambiente, mas vale destacar que o ideal é que ele seja usado por, no mínimo, 3 meses”.

Por fim, também tem um outro feromônio que também ajuda a acalmar os felinos e que remete à fase da amamentação, dando a sensação de acolhimento no gatinho. Geralmente, o uso desse produto é recomendado em casos de mudanças para uma casa nova, viagens ou até mesmo visitas ao veterinário.

 

feromônio para gatos: gato em casa com purificador de feromônio
O difusor de feromônios para gatos é indicado principalmente para ambientes com mais de um animal.

O feromônio para gato precisa ser prescrito por veterinário e pode ser usado por todos os felinos?

 

Algumas dúvidas podem surgir na hora de procurar um feromônio para gato, como o acompanhamento de um médico veterinário. Sobre isso, Renata ressalta: “Cada caso é um caso, então é importante sempre ter uma orientação profissional”. Isto é, o uso do feromônio felino vai depender principalmente do problema pelo qual o tutor está procurando solucionar.. Ainda assim, vale destacar que isso não quer dizer que o feromônio para gatos precisa de prescrição médica: na verdade, qualquer pessoa pode usá-lo dentro de casa para estimular ou acalmar o pet. Mas, claro, sempre é bom conversar com o veterinário antes para receber orientações.

“É importante também ler a bula ou o próprio site do fabricante indica como usar. Não existe contraindicação em relação a saúde do gato ou parte clínica, mas o uso inadequado do produto pode não ter o efeito esperado. Então, o ideal mesmo é saber o que se está fazendo e, em caso de dúvidas, procurar um profissional”.

Difusor ou spray de feromônios para gatos: o que é melhor?

As principais formas de se usar o produto são com um difusor de feromônios ou um spray. No entanto, não existe muito bem essa ideia de “qual é melhor”, porque cada acessório é usado em situações específicas. “Se estivermos falando de um ambiente com vários animais, o difusor de feromônios é mais apropriado. Já para outros momentos - como quando você precisa levar o gato no veterinário ou viajar com ele numa caixinha de transporte, por exemplo -, o spray de feromônios para gatos é mais indicado”, sugere Renata. Nesse segundo cenário, o ideal é borrifar um pouquinho do produto em um paninho que será colocado dentro da caixa transportadora, esperar evaporar um pouco e somente depois colocar o animal lá dentro. Assim, você garante que seu pet vai se sentir mais confortável durante viagens e outros trajetos.

Além disso, a médica veterinária também destaca: “O ideal é que o animal já esteja acostumado com o cheiro na casa, então não adianta usar o spray somente na hora de viajar. Senão, o gato começa a associar isso a um momento de estresse, o que não é legal. Por isso, o tutor deve sempre associar a uma coisa boa primeiro, e depois levar essa memória olfativa para outras situações”.

Redação: Juliana Melo

Histórias reais

Vira-lata caramelo invade festa junina e faz participação especial na hora quadrilha

Não tem jeito: o vira-lata caramelo sempre dá um jeito de abrilhantar qualquer enredo. Se há algum tempo viralizaram histórias de ca...

Comportamento

Meu gato está intimidando meu cachorro: 7 dicas aprovadas por um vet para lidar com a situação

Ter um cachorro e gato convivendo em harmonia em casa é o sonho de qualquer tutor - mas a realidade pode ser bem diferente. Por sere...

Cachorro

Esses são os 6 sinais que seu cachorro te ama mais visíveis - e provam que você é a "casca de bala" dele e vice-versa

Frases para cachorro de amor podem revelar muito sobre os sentimentos humanos sobre os fortes vínculos que são criados com os pets. ...

Adoção

Parece que a internet está obcecada pelo gato marrom: saiba porque todo mundo quer um!

Você já viu um gato marrom por aí? Diferente dos gatos pretos, malhados e frajolas, esses peludinhos são bem raros e, ao mesmo tempo...

Histórias reais

Vira-lata caramelo invade festa junina e faz participação especial na hora quadrilha

Não tem jeito: o vira-lata caramelo sempre dá um jeito de abrilhantar qualquer enredo. Se há algum tempo viralizaram histórias de ca...

Comportamento

Meu gato está intimidando meu cachorro: 7 dicas aprovadas por um vet para lidar com a situação

Ter um cachorro e gato convivendo em harmonia em casa é o sonho de qualquer tutor - mas a realidade pode ser bem diferente. Por sere...

Cachorro

Esses são os 6 sinais que seu cachorro te ama mais visíveis - e provam que você é a "casca de bala" dele e vice-versa

Frases para cachorro de amor podem revelar muito sobre os sentimentos humanos sobre os fortes vínculos que são criados com os pets. ...

Adoção

Parece que a internet está obcecada pelo gato marrom: saiba porque todo mundo quer um!

Você já viu um gato marrom por aí? Diferente dos gatos pretos, malhados e frajolas, esses peludinhos são bem raros e, ao mesmo tempo...

Ver todas