close
Saúde

"Doença do Gato": veterinária desbanca os mitos sobre a toxoplasmose

Atualizado · 26 de maio de 2020 · 10h12

Publicado · 11/10/2019 · 16h43

"Doença do gato": ao contrário do que muita gente acha, a toxoplasmose não é transmitida ao tocar ou acariciar um gatinho, mas sim pelo contato direto com as fezes contaminadas dos felinos. Desvendamos alguns mitos sobre a doença!
"Doença do gato": ao contrário do que muita gente acha, a toxoplasmose não é transmitida ao tocar ou acariciar um gatinho, mas sim pelo contato direto com as fezes contaminadas dos felinos. Desvendamos alguns mitos sobre a doença!

Você já ouviu falar por aí sobre a 'doença do gato'? A toxoplasmose é muito associada com a transmissão para humanos, mas esse é o primeiro mito em relação à doença. Na verdade, a toxoplasmose vem do parasita Toxoplasma gondii, que se hospeda nos gatinhos quando ele ingere fezes, carne crua contaminada ou via placentária. Por isso, a contaminação ocorre pelo contato direto com as fezes do felino. Para simplificar: você só pode pegar a toxoplasmose de um gatinho se ingerir o cocô dele. Portanto, é recomendado lavar bem os alimentos (isso inclusive previne outras doenças humanas bem graves) e higienizar as mãos depois de manipular a caixa de areia de gato.

Por que 'doença do gato'?

Nós conversamos com a veterinária Monike Soares, do Rio de Janeiro, para desmistificar algumas dúvidas sobre essa doença. Talvez, um dos grandes motivos da toxoplasmose ser negativamente associada aos felinos é o termo ‘doença do gato’. "O gato é o único indivíduo onde o parasita realiza sua reprodução sexuada gerando a produção de oocistos, que são a forma infectante. Eles são eliminados nas fezes e, assim, vão infectar outros hospedeiros", explica a Monike.

Doença do gato tem cura? 

A doença do gato tem cura! Ao contrário do que muita gente pensa, a toxoplasmose não é uma doença que leva a óbito. Na verdade, ela se fortalece na queda do sistema imunológico do animal. Então, em casos onde o sistema imunológico já está enfraquecido, a doença consegue se estabelecer com mais força. Mas, é raro que os gatos infectados manifestem a doença. Os gatos imunossuprimidos, que tem um sistema imunológico baixo, acabam sentindo mais esses efeitos, ocasionando problemas neurológicos, problemas oculares, pancreatite e hepatite. Existem tratamentos efetivos para a doença e o animal vai responder melhor se, em paralelo, não há nenhuma outra condição que pode comprometer a sua saúde. 

Qual raça de gato você é?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

O que você mais gosta de fazer nos momentos de lazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Se você pudesse se descrever com uma palavra, quais das opções a seguir escolheria?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Alguém te chamou para sair para um lugar inusitado, o que você pensa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica depois de dormir pouco na noite anterior?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você viajou e se perdeu em uma cidade que não conhece muito: o que passa pela sua cabeça?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Quais dessas características você procuraria em um pet?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

O que seus amigos próximos pensam sobre você?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você gosta de curtir as férias?

Question Header Background

Sua personalidade aventureira combina com o Bobtail Japonês! Você é divertido assim como o gato Siamês! Sua personalidade ranzinza combina com o gato Maine Coon! Você é preguiçoso como um gatinho Persa!
    Doença do gato: é importante manter a caixa de areia de gatos sempre limpa!
    Doença do gato: é importante manter a caixa de areia de gatos sempre limpa!

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Doença do gato: sintomas são essenciais para o diagnóstico!

    A veterinária Monike explica que os sinais clínicos nos gatinhos são determinados de acordo com os órgãos afetados pelo parasita. O diagnóstico é feito pelo exame de sangue. “Geralmente, os sintomas incluem depressão, anorexia, febre seguida de hipotermia, efusão peritoneal, icterícia, dificuldade em respirar e, em casos mais severos, até mesmo encefalites.” Além disso, o gatinho também pode apresentar infecções respiratórias e gastrointestinais. Em caso de suspeitas da doença, leve o seu gato ao veterinário imediatamente.

    Doença do gato: felinos sem acesso à rua não oferecem perigos

    Há muitos motivos para manter um gato em ambientes internos e seguros, um deles é a baixa chance do bichano ser contaminado pelo parasita da toxoplasmose. “Gatos domésticos, que são mantidos no interior de residências com o mínimo de contato com o meio externo, dificilmente se contaminam para que possam se tornar um risco para seus tutores”, conta Monike. Uma alimentação controlada também é um fator de prevenção da doença.

    Agora, se o seu gatinho é criado mais ao ar livre, fique de olho para que ele não se alimente sem supervisão. Outra dica é não dar carne crua, nem mesmo frango. Se optar pela alimentação natural para seu gato, certifique-se de cozinhar bem os alimentos para erradicar todas as bactérias.

    Doença do gato tem cura! E o mais importante, você não precisa se desfazer do gatinho. Grávidas e crianças podem conviver normalmente com felinos infectados, mas é importante que não tenham nenhum contato com as fezes do animal.
    Doença do gato tem cura! E o mais importante, você não precisa se desfazer do gatinho. Grávidas e crianças podem conviver normalmente com felinos infectados, mas é importante que não tenham nenhum contato com as fezes do animal.

    Você pode conviver com um gato com toxoplasmose e não ser contaminado!

    O principal de tudo quando falamos da doença do gato é que você não precisa se desfazer do seu bichinho depois do diagnóstico! Inclusive, grávidas e recém-nascidos podem tranquilamente conviver com os gatinhos na mesma casa - já que a contaminação ocorre pelo contato direto com as fezes e não com o animal em si. Nesse caso, as gestantes devem pedir que outra pessoa faça a limpeza da caixa de areia do bichano. 

    Como prevenir a doença do gato?

    Além de manter o seu gatinho dentro de casa, é muito importante manter uma rotina de limpeza diária das caixinhas de areia para evitar que as fezes fiquem em contato com o ambiente por mais de três dias. Na hora do descarte, use um saco plástico bem fechado ou jogue diretamente na privada, com o uso de uma pá. 

    De forma geral, humanos também precisam se prevenir sobre a doença, e as dicas são pontuais: não comer carne mal passada, ter atenção com água e outros líquidos que possam estar contaminados, higienizar as mãos após mexer na terra ou em resíduos dos gatos e manter o ambiente sempre limpo, evitando moscas e baratas, que podem contaminar alimentos com ovos do parasita. 

    Redação: Júlia Cruz

    Dente de gato: como preservar a saúde bucal do seu felino?

    Próxima matéria

    Dente de gato: como preservar a saúde bucal do seu felino?

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais
    Raças

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais

    O gato Himalaia é, sem dúvidas, uma das raças mais queridinhas e desejadas pelos amantes de felinos. Ele reúne em sua genética a mistura de outras duas raças que são muito populares: o gato Persa e o Siamês. Ou seja, é carisma e fofura em dose dupla! Além disso, esse gatinho tem uma personalidade super dócil e tranquila, sendo a companhia perfeita para quem sempre sonhou em ter um bichinho de estimação. Se esse é o seu caso, ou se você já tem um gato do Himalaia e quer conhecer tudo sobre ele, essa matéria vai te ajudar bastante. 

    Reiki veterinário: como essa terapia holística pode ajudar os cães e gatos?
    Saúde

    Reiki veterinário: como essa terapia holística pode ajudar os cães e gatos?

    O reiki é uma terapia holística muito comum entre os humanos, mas você sabia que o seu pet também pode aproveitar os benefícios desse tratamento? O reiki veterinário é uma técnica de cura pelas mãos que busca alinhar os centros de energia do corpo - chamados de chakras -, promovendo o equilíbrio energético do corpo e melhorando a saúde física, mental e espiritual do animal. Que tal entender como o reiki pode ajudar na hora de cuidar de cachorro e até a melhorar o comportamento do gato? Vem que a gente te explica tudo que você precisa saber sobre o assunto!

    Giárdia em gatos: entenda mais sobre a doença, os sintomas mais comuns e como prevenir
    Saúde

    Giárdia em gatos: entenda mais sobre a doença, os sintomas mais comuns e como prevenir

    Assim como nos cães, a Giárdia em gatos é uma zoonose muito comum. Os felinos, então, não estão imunes a contrair essa doença, que muitas vezes passa despercebida ao ser confundida com uma simples diarreia. Por isso, é muito importante prestar atenção aos sintomas da giárdia em gatos e, também, buscar formas de prevenir a contaminação. Para esclarecer mais as dúvidas quanto ao assunto, conversamos com a médica veterinária Carolina Mouco Moretti, que é diretora geral do Hospital Veterinário Vet Popular, de São Paulo.

    Gato Singapura: tudo que você precisa saber sobre a raça
    Raças

    Gato Singapura: tudo que você precisa saber sobre a raça

    Com uma beleza extraordinária, o gato Singapura deixa qualquer um babando. Esse felino de pequeno porte é considerado uma das menores raças de gato que existem. Entretanto, suas características físicas singulares não param por aí: os olhos grandes e expressivos são outra particularidade da raça. Além disso, a raça Singapura possui uma personalidade dócil e amigável. Ficou curioso para conhecer mais sobre essa raça de gato?

    Ver Todas >

    Giárdia canina: como funciona a vacina contra a doença?
    Saúde animal

    Giárdia canina: como funciona a vacina contra a doença?

    A giárdia canina é uma doença infecciosa causada por um protozoário que pode acometer cães, gatos e seres humanos. Essa zoonose ocorre quando o cachorro ingere cistos do protozoário, que podem estar presentes na água e alimentos. Além disso, como os cachorrinhos são animais que usam a boca para diversas funcionalidades, é possível que o pet colete o parasita lambendo um brinquedo, bebendo água de uma poça ou mastigando algum objeto. Ficar de olho em como prevenir a doença é muito importante, visto que a giárdia em cães é transmitida para outros animais com facilidade. 

    Sarna em gatos: o que é e o que fazer?
    Saúde animal

    Sarna em gatos: o que é e o que fazer?

    A sarna em gatos é um dos problemas de pele mais comuns que podem afetar o bichano. Causada por ácaros que ficam na pelagem dos felinos, a doença também pode acometer cachorros e até mesmo humanos. O gato com sarna sofre bastante com coceiras e problemas na pele. Felizmente, existe tratamento de sarna em gatos capaz de eliminar os parasitas e garantir conforto ao peludo. 

    Tosse de cachorro: o que pode ser?
    Saúde animal

    Tosse de cachorro: o que pode ser?

    O cachorro com tosse é algo que pode assustar muitos tutores, principalmente quando acontece de forma recorrente e não tem um motivo aparente. O sintoma indica algum incômodo no sistema respiratório canino e pode estar associado a diferentes causas que variam desde problemas mais simples, como um engasgo na hora de comer, até algo mais sério, como doenças cardíacas e vermes pulmonares.

    O que o anticoncepcional para gatos pode causar?
    Saúde animal

    O que o anticoncepcional para gatos pode causar?

    O anticoncepcional para gatos é usado por muitos tutores como alternativa à castração. A injeção é vista por muitas pessoas como um método mais barato e menos invasivo de impedir o cio de gata. Mas é comum surgir a dúvida sobre o anticoncepcional para gatos: quando aplicar é recomendado? A verdade é que o anticoncepcional para gatas traz muitos problemas à saúde e nunca é a solução para o cio de gato. O Patas da Casa te explica quais os perigos da injeção anticoncepcional para gatos e porque a castração é a melhor opção. Confira!

    Ver Todas >