A ração para gatos é a melhor forma de cuidar da nutrição do seu pet, mas oferecer um alimento diferenciado de vez em quando também é um bom jeito de mimar o seu bichano. Isso levanta o questionamento se o gato pode comer frango cru ou outras proteínas não cozidas, já que é algo que remete à alimentação natural felina. No entanto, essa questão divide bastante a opinião dos tutores e nem todos se sentem confortáveis para oferecer esse tipo de alimento para os gatos. Para desvendar de uma vez por todas esse mistério, o Patas da Casa foi atrás de algumas respostas e explicações sobre o assunto. Descubra a seguir se pode dar carne crua para gato ou não!

Carne crua para gatos faz mal?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Antes de oferecer carne crua para gatos, é necessário entender os riscos que isso pode trazer ao organismo do animal. A carne totalmente crua geralmente contém diferentes microrganismos, como bactérias, vermes e outros parasitas que podem prejudicar seriamente a saúde do gato, causando intoxicações e problemas gastrointestinais. Portanto, o ideal é não dar a carne crua para gatos, mas encontrar outras formas de introduzir essas proteínas na rotina desses animais.

Lembre-se que, embora as proteínas sejam uma parte fundamental da alimentação natural felina há milhares de anos, os gatos hoje em dia são animais domesticados e que sofreram interferência na forma de se alimentarem. A ração e os sachês para gatos são a comida mais recomendada mas isso não quer dizer que não pode dar carne para gato ou algo do tipo, só é importante ficar atento com a forma de preparo do alimento.


O gato pode comer frango, carne e peixe devidamente cozidos
O gato pode comer frango, carne e peixe devidamente cozidos

O gato pode comer carne cozida ou grelhada

O gato pode comer frango, carne e peixe se essas proteínas forem preparadas do jeito certo. Cozinhar as carnes em água fervente - mas sem acrescentar nenhum tipo de óleo ou tempero, como cebola e alho - é a melhor forma de fazer isso. O cozimento é essencial para eliminar todas as bactérias e protozoários que podem estar presentes no alimento.

Os alimentos grelhados também podem ser servidos sem problemas, desde que também estejam sem temperos e óleo. Uma atenção especial é quanto à retirada de ossos e espinhas (no caso dos peixes), porque os gatos podem acabar se engasgando ou até quebrando os dentes

Comida para gato: é fundamental saber o que os bichanos podem comer ou não

Para não comprometer a saúde do gato, não se esqueça de procurar saber o que os felinos podem ou não comer. As carnes cruas para gatos estão fora de cogitação, como já foi dito, porém se forem preparadas do jeitinho certo, é possível agradar o seu amigo de vez em quando. Os peixes, inclusive, podem ser bastante benéficos para os felinos se forem introduzidos da maneira correta na alimentação deles. O atum, a sardinha, o salmão e a truta são os peixes para gatos mais recomendados, sempre cozidos.

Além disso, também vale ficar de olho em outros tipos de alimentos, como as frutas liberadas para gatos, e os ovos e vegetais. Mas, caso haja qualquer dúvida em relação a isso, vale conversar com um médico veterinário de confiança para saber o que o seu gato pode comer ou não.

Redação: Juliana Melo