Comportamento animal

Passear com cachorro: tudo sobre o comportamento dos cães durante os passeios

Publicado - 21 Janeiro 2022 - 17h48

Atualizado - 16 Maio 2024 - 14h17

Passear com cachorro é sempre uma experiência única! Cada pet reage ao passeio de uma maneira diferente. Alguns são mais calmos, outros mais agitados; existem cachorros medrosos e os sociáveis que amam interagir com todos. Seja como for, passear com o cachorro é um hábito que deve fazer parte da rotina, pois traz inúmeros benefícios ao animal. Saber como passear com cachorro corretamente, porém, é algo que depende de cada cãozinho. Por isso, conforme for passeando com cachorros, é importante que o tutor observe o temperamento do pet com outros cães e pessoas. Dessa forma, é possível descobrir muito sobre a personalidade do cão. O Patas da Casa te explica tudo sobre o comportamento canino durante o passeio de cachorro para te ajudar a entender o que se passa na cabeça dele nesse momento tão especial. Confira!

Benefícios de passear com o cachorro: atividade impacta na saúde física e mental

É só dar a entender que você vai levar o cãozinho para uma volta que ele já fica todo animado! Mas você sabe por que cachorro gosta de passear tanto assim? Existem muitos benefícios de passear com o cachorro, começando pela saúde. A caminhada evita o sedentarismo e doenças como obesidade canina. Além disso, estimula os sentidos do animal, como olfato e audição, o que desperta sua curiosidade. Passeando com cachorros você ainda diminui a agitação do cão dentro de casa, pois reduz os níveis de estresse e ansiedade. Dentre os benefícios de passear com o cachorro há também o fato de ser o melhor momento para realizar a socialização e estreitar os laços entre tutor e animal de estimação. Tantas vantagens explicam porque cachorro gosta de passear na rua.

Como passear com cachorro corretamente? É preciso se adaptar ao ritmo do cão

Na hora de passear com o cachorro, preste atenção no ritmo do animal. O papel do tutor ao passear com cachorro é se adaptar ao estilo do pet. Cães mais atléticos preferem correr e percorrer longas distâncias. Já para outros cães, um tempo moderado de treino e caminhadas simples já são o suficiente. Além disso, fique atento a problemas de saúde. Cães braquicefálicos, por exemplo, têm mais dificuldade para respirar. Por isso, prefira trajetos curtos e ofereça bastante água durante e depois do passeio. Enquanto estiver passeando com cachorros braquicefálicos, fique sempre de olho na respiração ofegante.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Uma dúvida comum é: quantas vezes devo passear com meu cachorro? O ideal é que seja diariamente, respeitando o ritmo do cão. Mas caso não seja possível, vá ao menos 4 vezes na semana. A quantidade, porém, depende da raça. Alguns cães precisam de uma frequência maior, pois a falta de exercício pode levar a um excesso de energia que gera comportamentos destruidores e ansiedade.

Ao farejar durante o passeio, o cachorro está usando seus instintos naturais

O faro de cachorro é extremamente apurado, com cerca de 200 milhões de células olfativas capazes de perceber os mais variados cheiros. Durante o passeio, cachorro entra em contato com um mundo de odores diferentes e isso traz diversos estímulos para ele. Por isso, é muito comum que o cão pare toda hora para cheirar alguma coisa diferente. Mas será que o cachorro farejando muito no passeio é sinal de problema? A resposta é não, pois trata-se de um instinto natural do animal. Na verdade, durante o passeio de cachorro o tutor pode até mesmo incentivá-lo a cheirar, pois o comportamento farejador é um ótimo estímulo mental para o pet. Uma boa ideia é treinar o cão para que ele possa ser solto e ficar um tempinho livre durante o passeio para correr e farejar o que quiser.

 

Tutora passeando com cachorro em parque no fim de tarde
Enquanto estiver passeando com cachorros, tenha certeza de que está num ritmo adequado para eles

 

Cachorro usa o passeio para socializar com outros cães

A forma como o cão interage com outros cães  durante suas voltinhas varia bastante. A emoção de ver outro doguinho no passeio de cachorro pode ser o suficiente para deixar o pet muito agitado, latindo e querendo ir ao seu encontro. Por outro lado, cães que não estão acostumados à presença de outros animais podem ter medo e se tornar até mesmo agressivos. Os dois casos normalmente acontecem quando não há uma socialização correta. Como consequência, o pet não sabe se comportar nessa situação. 

Além disso, a personalidade do cão tem um papel importante. Passear com cachorro mais sociável significa que ele provavelmente vai querer interagir com outros cães, enquanto os mais reservados preferem ficar apenas com o tutor. Outro comportamento comum que podemos perceber passeando com cachorros é o cão cheirando o rabo do outro. Pode parecer estranho, mas é algo muito natural. Trata-se simplesmente de um cumprimento entre eles. Os cães possuem glândulas no reto que exalam odores característicos. Um cachorro cheirando o rabo do outro está sentindo esse odor e, através dele, consegue saber até mesmo como o animal está se sentindo. É simplesmente uma forma de se conhecerem. 

A relação com pessoas durante o passeio de cachorro pode ser de euforia ou medo

Assim como acontece na interação cão e cão, a interação cão e humano também pode se dar de maneiras diversas. Alguns cachorros gostam de brincar com qualquer pessoa; outros são mais desconfiados e, por isso, preferem manter distância. Novamente, podem surgir extremos: um cão muito agitado ou um cão com medo. A euforia do cão ao ver um humano pode fazê-lo tentar pular em cima dele. Para o animal, é apenas uma brincadeira, mas algumas pessoas podem não gostar. Mesmo que sem querer, alguns cães podem acabar ferindo os outros com seus pulos. Por isso, é essencial impor limites ao passear com o cachorro para evitar que ele suba, pule e até mesmo machuque outras pessoas. 

Um cão ansioso, medroso e estressado pode ainda tentar atacar pessoas na rua. Quando isso acontece, é muito importante investigar a causa e ficar de olho em outros comportamentos que ele apresenta no dia a dia para, assim, resolver de vez o problema. A socialização adequada e o adestramento são as melhores formas de garantir que, ao passear com o cachorro, a interação aconteça de maneira mais tranquila. 

Cachorro medroso no passeio pode ser sinal de má socialização

Alguns cãezinhos podem apresentar medo na hora de sair de casa. Ao passear com o cachorro você pode perceber que ele fica nervoso quando está perto de outros cães, há muita movimentação de pessoas ou ao ouvir barulhos como buzinas. Normalmente, um cachorro medroso fica com rabinho e orelhas abaixados, olhando para todos os lados como forma de alerta e, às vezes, com o corpo inteiro tremendo. Os motivos para o medo na hora de passear com o cachorro podem ser diversos. Um cachorro que não está acostumado a ficar perto de pessoas e animais desconhecidos, por exemplo, estranha a situação e sente medo. Por isso, realizar a socialização é tão importante para que o passeio de cachorro ocorra sem problemas. 

Latidos em excesso no passeio: cachorro pode estar ansioso por diversos fatores

Enquanto alguns cães são tranquilos durante o passeio, outros são bem agitados e até mesmo escandalosos. Muitos tutores, ao passearem com cachorro, precisam lidar com o pet latindo para tudo e todos. Normalmente, o comportamento está associado à ansiedade. O latido de cachorro é uma forma de se comunicar. Quando o cão não tem muito contato com outros cães e pessoas, sente necessidade de falar com todo mundo durante as voltinhas. Isso é comum em cães que não foram socializados ou foram socializados de maneira incorreta - quando o dono deixa que ele se aproxime de todos, criando no cão a sensação de que ele precisa se comunicar sempre. O resultado é um cachorro latindo para outros cachorros e pessoas na rua. A ansiedade também pode ter outros motivos, como medo, estranhamento da situação e até mesmo euforia por sair de casa. A melhor forma de corrigir esse comportamento ao passear com cachorro é com adestramento e uma socialização correta. 

 

Mulher passeando na rua com três cachorro
Ao passear com o cachorro, repare se ele é do tipo que puxa muito, late demais ou é mais quietinho

 

Passear com cachorro que puxa demais é um comportamento que pode ser corrigido

Muitas vezes você está passeando com cachorros mas parece que é ele quem guia o passeio. Cachorro puxando demais é um comportamento comum de muitos pets e que traz dor de cabeça na hora do passeio. Cachorro fica muito animado durante as voltinhas e, às vezes, essa alegria se transforma em euforia e ansiedade. Como consequência, fica puxando o dono, já que está muito agitado e quer olhar tudo ao mesmo tempo. Lidar com esse comportamento na hora de passear com o cachorro é complicado e muitos tutores até desistem de passear - o que só piora a longo prazo, pois o cão fica mais ansioso. Mas existem maneiras de como passear com cachorro que puxa muito e corrigir o problema ao mesmo tempo. A melhor delas é fazer o cãozinho se frustrar com as tentativas de puxão. Para isso, você pode simplesmente parar de andar sempre que ele puxar. Ao repetir várias vezes, o pet logo percebe que o comportamento não é legal. Outra ideia é usar a coleira peitoral anti-puxão, que faz com que o cão volte à posição original toda vez que tentar puxar. 

Marcação de território no passeio: cachorro está tentando provar que domina certa área 

O cachorro marcando território é um comportamento instintivo. A urina da marcação de território tem odor mais forte e o cachorro a elimina com o objetivo de dominar uma área, protegendo-a de outros “predadores”. As cadelas também costumam marcar território quando estão no cio, pois os hormônios liberados atraem os machos. Portanto, se ao passear com cachorro você vir que ele está marcando território não há muito motivo para se preocupar. 

O problema é apenas quando a marcação é feita muitas vezes no passeio, pois pode significar que o cão está ansioso ou estressado. Nesses casos, é importante ficar atento a outros comportamentos como medo, destruição, choro e tristeza. Por isso, se reparar que esse comportamento acontece em excesso, busque um veterinário para uma avaliação. Mas, caso aconteça uma vez ou outra durante o passeio de cachorro, não se preocupe. Ele está apenas seguindo seu instinto de demarcar o território e “protegê-lo” dos outros cães da região. 

Uma boa socialização faz com que passear com cachorro seja muito mais tranquilo

Você deve ter percebido que o segredo de como passear com cachorro de maneira mais tranquila é a socialização. Afinal, é com ela que se garante um bom comportamento na hora do passeio. Cachorro socializado consegue interagir com humanos, cães e outros animais sem sentir medo mas também sem euforia em excesso. Além disso, o cão lida melhor com barulhos e situações do cotidiano. A socialização do cachorro é indicada para cães filhotes a partir das 3 semanas de vida. É nessa fase que ele aprende melhor seus limites e como viver com outras pessoas, levando os aprendizados para toda a vida. Porém, a socialização em adultos também é possível, apesar de ser um pouco mais trabalhoso acabar com maus comportamentos que já existem no pet. 

Veja acessórios ideais para passear com cachorro

Sem dúvidas, passear com o cachorro é uma experiência diferente para cada um. Mas, seja o seu pet mais agitado ou mais tranquilo, alguns acessórios são essenciais na hora do passeio. Cachorro se beneficia muito com eles - assim como o tutor, que consegue levar o pet com muito mais tranquilidade. A coleira para cachorro é o acessório principal. Ela deve ser usada sempre que sair de casa, mesmo que seja apenas para uma volta pelo quarteirão. Você pode escolher dentre os diversos tipos de coleira - como a anti puxão, ideal se seu cãozinho é daqueles que puxam muito. Também vale usar uma coleira de identificação com as principais informações do pet e meios de contato, caso seu doguinho se perca.

Ao passear com o cachorro, é preciso mantê-lo sempre hidratado. Por isso, a garrafinha de água é outro item essencial que deve ser levado. Também não se esqueça do cata-caca para recolher o cocô do animal na rua. A capa de chuva para cachorro também é uma ótima aquisição para usar nos dias de chuva. Com esses acessórios, passear com cachorro será muito mais seguro, tranquilo e, é claro, divertido!

Redação: Maria Luísa Pimenta 

Comportamento

Aprenda a interpretar cada miado de gato: foi com essas dicas que consegui me aproximar mais ainda do meu pet

Mesmo que os gatos não saibam falar, a linguagem felina é muito rica e expressiva. Além da postura corporal, o miado de gato tem uma...

Cachorro

Com ajuda do ChatGPT, mulher cria site para mostrar como os cachorros enxergam de verdade: testamos por aqui!

Você já se perguntou como os cachorros enxergam? Essa é uma dúvida comum entre muitas pessoas, sejam elas tutoras de um pet ou não. ...

Comportamento

"Amor de gato": foi assim que aprendi a interpretar as emoções do meu gatinho e percebi que sou o amor da vida dele

O amor de gato é um sentimento especial e gratificante que os bichanos demonstram por seus donos. Mas ao contrário dos cães, eles ex...

Histórias reais

Vira-lata caramelo invade festa junina e faz participação especial na hora quadrilha

Não tem jeito: o vira-lata caramelo sempre dá um jeito de abrilhantar qualquer enredo. Se há algum tempo viralizaram histórias de ca...

Comportamento

Aprenda a interpretar cada miado de gato: foi com essas dicas que consegui me aproximar mais ainda do meu pet

Mesmo que os gatos não saibam falar, a linguagem felina é muito rica e expressiva. Além da postura corporal, o miado de gato tem uma...

Saúde

O que acontece no corpo da gata no cio? Dos miados estridentes aos picos hormonais, veja todas as mudanças que ela enfrenta

Não precisa ser expert no universo felino para conseguir identificar uma gata no cio. Dos miados estridentes aos picos hormonais, o ...

Cachorro

Com ajuda do ChatGPT, mulher cria site para mostrar como os cachorros enxergam de verdade: testamos por aqui!

Você já se perguntou como os cachorros enxergam? Essa é uma dúvida comum entre muitas pessoas, sejam elas tutoras de um pet ou não. ...

Comportamento

"Amor de gato": foi assim que aprendi a interpretar as emoções do meu gatinho e percebi que sou o amor da vida dele

O amor de gato é um sentimento especial e gratificante que os bichanos demonstram por seus donos. Mas ao contrário dos cães, eles ex...

Ver todas