Com a correria das cidades grandes, os passeadores de cães, conhecidos também como Dog Walker, estão se tornando cada vez mais requisitados no mercado. Isso porque passear com cachorro é essencial para manter o bem estar do animal! Uma forma de conciliar esse hábito saudável para os cães com a rotina agitada dos tutores é contratando um passeador de cães. Pensando nisso, o Patas da Casa vai te contar tudo sobre essa profissão e esclarecer as dúvidas de quem deseja se tornar um passeador.

Descubra quem é o seu cachorro no parcão!

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Passeador de cães: como funciona esse serviço? 

O Dog Walker, trabalho que tem se tornado cada vez mais popular aqui no Brasil, é de grande ajuda para os donos de cachorros que não conseguem levar seus amigos de 4 patas para passear todos os dias. 

Ao serem contratados, os passeadores de cães vão até a casa dos clientes em dias e horários combinados, buscar o cachorro para um passeio que dura entre 30 minutos a 1 hora, dependendo do tamanho e disposição de cada animal. Normalmente, o passeio é feito com mais de 1 animal (uma verdadeira matilha de cachorros), com algumas exceções - como cães mais reativos.

Os profissionais se capacitam para conduzir os cães de maneira respeitosa, a partir de comandos e técnicas utilizadas no adestramento, por isso deixar seu cãozinho com passeadores é bem seguro, já que eles são preparados para lidar com diferentes situações. Em casos de cachorro mais bravo, por exemplo, o passeador vai se certificar de que a caminhada não seja feita com outros animais, para evitar acidentes e estresse no animal. É um bom momento para pensar se o seu cachorro precisa de adestrador para reverter esse comportamento.

Quando contratar um passeador de cão?

A resposta para essa pergunta vai depender da disponibilidade de cada tutor, mas passear com cachorro é uma atividade que não pode ser deixada de lado. Uma forma de decidir se você precisa ou não de um passeador, é pensar na sua rotina. Se você não puder levar o seu cão para uma caminhada diária, a sugestão é contratar um profissional. 

Como eles são profissionais treinados, alguns comportamentos caninos que atrapalham o processo podem ser corrigidos. É o caso do cachorro reativo, que reage de maneira anormal a algumas situações comuns do dia a dia e que pode ser perigoso, assim como cachorro puxando a guia no passeio ou latindo para outras pessoas e animais.  

Passear com cachorro: quais os benefícios? 

Se o seu animal é um cachorro de apartamento, passear diariamente com ele é uma tarefa obrigatória para o bem-estar e saúde. Além de melhorar o condicionamento físico dos animais, os passeios com o cachorro podem evitar uma série de problemas de saúde e comportamentais, como a obesidade canina, a artrite, a depressão e a ansiedade

As atividades ao ar livre permitem que os cãezinhos liberem a energia acumulada,  principalmente quando falamos das raças de cachorro grande. Os exercícios ajudam a diminuir a ansiedade e o estresse do animal, porque proporcionam momentos de descontração.

Durante o passeio, os cachorros são expostos a diferentes estímulos que o permitem usar seus instintos naturais, como o olfato e audição. Além disso, esse é um ótimo momento para trabalhar a socialização do cachorro com outros animais e para melhorar suas habilidades sociais, diminuindo as chances de medo, reatividade e agressividade.

cachorros no passeio com um passeador de cães

Passeador de cães: como começar na profissão?

Se você quer entrar no mercado pet e deseja saber como ser passeador de cães, o primeiro passo é buscar um curso profissionalizante de Dog Walker que seja reconhecido e de confiança. A média de investimento para o curso é de R$500, e nele você vai aprender a guiar os cachorros com segurança e responsabilidade. Os passeadores também devem oferecer durante o passeio água e petiscos para os animais, além de andar sempre com itens para recolher as necessidades e um kit de primeiros socorros. 

Após a finalização do curso, você pode atuar como passeador em empresas que oferecem o serviço ou de forma autônoma, sem contrato empregatício, que permite um horário mais flexível e pode ser uma alternativa para quem busca uma renda complementar. 

Quanto custa passeador de cães?

O custo desse serviço costuma ficar exposto em uma tabela de preços do passeador de cães, e vai depender de uma série de fatores, por exemplo: se o passeio é avulso ou faz parte de um pacote, o tempo de duração de 30 minutos ou 1 hora, a escolha do dia, como fim de semana, dia útil ou feriado.

Os passeios avulsos costumam ser um pouco mais caros que os pacotes mensais. Normalmente, a média de um passeio avulso de 30 minutos é de R$50, enquanto o de 1 hora é R$60. Já os pacotes possuem uma variação referente a frequência do serviço, ou seja, 2 vezes na semana, 3 vezes ou todos os dias, com o valor podendo variar de R$300 a R$500. 

Quanto ganha em média um passeador de cães?

O salário mensal dos passeadores de cães também depende de alguns fatores, como a cidade em que o serviço está sendo ofertado, se ele faz parte de alguma empresa ou se trabalha por conta própria, a quantidade de clientes e de pacotes, se trabalha em feriados e fim de semana. De toda forma, a média do salário de um Dog Walker é de R$1200, que pode variar dependendo da concorrência, de quantos tutores ele atende ou das horas extras.