Gato

Hiperestesia felina: quais sintomas indicam a síndrome?

Publicado - 09 Fevereiro 2023 - 15h35

Atualizado - 28 Maio 2024 - 13h48

A hiperestesia felina é uma doença rara conhecida por deixar o gato com espasmos musculares. Em muitos casos, não se sabe qual é a origem do problema, mas as causas podem estar relacionadas a problemas comportamentais (como gatos hiperativos), fatores ambientais que afetam o hipotálamo, estresse, condições dermatológicas (como presença de parasitas na pele ou pele ressecada), problemas ortopédicos e epilepsia. Em quadros de hiperestesia felina, cura não existe de forma completa, mas com os cuidados adequados há a possibilidade de aliviar os sintomas.

Um dos maiores problemas relacionados à doença é a dificuldade de se chegar a um diagnóstico de hiperestesia em gatos. Como tratar totalmente a doença não é possível, o foco fica em amenizar os sinais clínicos. A melhor maneira de identificar essa condição no animal é observar os sintomas característicos e contar ao veterinário, para que ele possa realizar exames e chegar ao diagnóstico, o que normalmente ocorre por exclusão. Mas afinal, como a síndrome da hiperestesia felina se manifesta? O Patas da Casa te explica a seguir!

O nervosismo passa a ser um problema frequente no gato que sofre de hiperestesia felina

Na hiperestesia felina, sintomas relacionados ao estresse são bem comuns e o nervosismo é uma das principais características dessa síndrome. O gato com hiperestesia felina fica nervoso em uma frequência muito maior que o normal, muitas vezes sem qualquer motivo aparente. O animal fica inquieto e pode até passar a rosnar como um sinal de seu nervosismo.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Alterações de comportamento são bem perceptíveis em gatos com hiperestesia felina

O gato com síndrome da hiperestesia felina apresenta mudanças bem características no seu comportamento. O bichano fica inquieto e pode dar pulos e saltos em momentos aleatórios. Além disso, é comum que ele saia correndo pela casa do nada. É basicamente como se o animal estivesse perseguindo alguma coisa que não existe. Em alguns casos de hiperestesia felina, o animal também pode ficar mais agressivo.

Mexer a cauda enquanto tenta lambê-la ou mordê-la é um sinal típico de hiperestesia felina

O rabo do gato pode ser um grande indicativo de como o animal está se sentindo. Quando o bichano tem hiperestesia felina, ele passa a mexer a cauda com muita frequência. Ao mesmo tempo que ele mexe a cauda, porém, ele tenta lambê-la ou até mesmo mordê-la. Ou seja, temos o gato correndo atrás do próprio rabo de forma intensa e desconfortável.

O gato com síndrome da hiperestesia felina corre pela casa como se estivesse com medo

Já explicamos que em um quadro de hiperestesia felina, sintomas são muitas vezes sempre relacionados a alterações comportamentais. Além de comportamentos típicos de um gato estressado, ele também apresenta comportamentos de um gato com medo. É muito comum que um bichano com síndrome da hiperestesia felina comece a correr do nada pela casa como se estivesse apavorado por algum motivo que só existe na cabeça dele, já que na realidade não tem nada o perseguindo ou que possa causar medo no pet.

A hiperestesia felina ondula a pele do dorso e o gato se irrita se for tocado na região

A síndrome da hiperestesia felina também acaba ondulando a pele da região do dorso do gato. O local fica extremamente sensível nos animais que possuem essa condição. Por conta disso, o bichano se incomoda sempre que alguém o toca nesta região, mesmo que seja para fazer um carinho. É comum também que o gato com hiperestesia felina tente morder e lamber o dorso, mostrando-se bastante agitado.

 

Gato laranja se lambendo
Lambeduras, espasmos em gatos e miados diferentes são sintomas da sí­ndrome da hiperestesia felina

 

Convulsões e espasmos em gatos são sintomas clássicos de hiperestesia felina

O gato com espasmos musculares é, sem dúvidas, um dos sintomas mais comuns da hiperestesia felina. O animal simplesmente está parado e, do nada, pula ou salta como se estivesse sendo atacado de repente. Além dos espasmos musculares, gato pode sofrer ainda com crises convulsivas. A convulsão em gatos pode não acontecer com tanta frequência, mas os episódios precisam de atenção. Na convulsão, além dos espasmos em gatos, temos outros sintomas como salivação excessiva, descontrole da micção e até mesmo a perda da consciência.

O gato com hiperestesia felina lambe excessivamente a região lombar, anal e cauda

A lambedura excessiva é mais um dos sintomas comuns na síndrome da hiperestesia felina. As regiões mais acometidas pelas lambidas são as regiões lombar e anal, além da cauda do gato. O animal sente um incômodo enorme nesses locais. A lambedura é uma forma de aliviar o desconforto. O problema é que lamber em excesso pode acabar deixando a pele ainda mais ressecada e causar irritações perigosas. A lambedura excessiva é um sintoma comum a várias doenças, como diferentes tipos de alergia em gatos. Por isso, é importante ficar bem atento a esse e a outros sinais para identificar a causa da condição.

Pupilas sofrem dilatação durante as crises da síndrome da hiperestesia felina

Como explicamos, convulsões e espasmos em gatos são bastante comuns em casos de hiperestesia felina. Durante as crises, as pupilas do gato dilatadas é uma possibilidade. Isso costuma ocorrer em casos mais graves de hiperestesia felina. Sintomas como esse precisam de atenção especial.

Miados não usuais são frequentes em casos de hiperestesia felina

O miado de gato é uma das maneiras que o bichano encontra de se comunicar. Se você prestar bem atenção, o som pode te ajudar a determinar o que o gato está sentindo. Na hiperestesia felina, o animal apresenta miados não usuais. Trata-se de uma vocalização excessiva bem diferente da que o pet emite no dia a dia. Quem tem gatinhos mais quietos costuma perceber essa mudança rapidamente. Preste bem atenção na vocalização do animal e se houver outros sintomas associados, leve-o ao veterinário para que o especialista avalie o seu pet.

Redação: Maria Luísa Pimenta

Gato

Gato solta pum? Descubra se é normal os felinos terem gases ou não e o que fazer

Você já se perguntou se o gato solta pum igual os humanos? Por mais estranho que pareça, essa é uma dúvida que pode surgir quando se...

Gato

Gato se lambendo muito: esses são os motivos mais comuns para a lambedura excessiva, segundo os especialistas

É muito comum ver um gato se lambendo no dia a dia para se limpar. Isso faz parte da rotina de higiene deles. A língua desses animai...

Cuidados

Como fazer o gato beber mais água: essas são as 6 dicas dadas por um veterinário para aumentar a hidratação do pet

Saber como fazer o gato beber água é uma das grandes preocupações entre os tutores. Isso porque é da natureza dos felinos não se hid...

Comportamento

Frases de gatos para qualquer situação: postar no status, legenda de fotos e homenagens para o bichano

Assim como existem frases de cachorro para várias situações, também existem frases de gato bem legais que podem ser usadas em difere...

Gato

Gato solta pum? Descubra se é normal os felinos terem gases ou não e o que fazer

Você já se perguntou se o gato solta pum igual os humanos? Por mais estranho que pareça, essa é uma dúvida que pode surgir quando se...

Cachorro

Como medir cachorro para comprar coleira, roupas, camas e outros acessórios: veja o guia e nunca mais erre!

Saber como medir cachorro corretamente pode ajudar você na hora de comprar diversos acessórios para o seu pet. Coleira para cachorro...

Gato

Gato se lambendo muito: esses são os motivos mais comuns para a lambedura excessiva, segundo os especialistas

É muito comum ver um gato se lambendo no dia a dia para se limpar. Isso faz parte da rotina de higiene deles. A língua desses animai...

Cuidados

Como fazer o gato beber mais água: essas são as 6 dicas dadas por um veterinário para aumentar a hidratação do pet

Saber como fazer o gato beber água é uma das grandes preocupações entre os tutores. Isso porque é da natureza dos felinos não se hid...

Ver todas