close
Saúde

Gato pega cinomose? Descubra a resposta!

Atualizado · 24 de junho de 2022 · 17h18

Publicado · 24/06/2022 · 17h00

Cinomose em gatos é o nome dado a uma das doenças mais perigosas que o bichano pode ter
Cinomose em gatos é o nome dado a uma das doenças mais perigosas que o bichano pode ter

Você já ouviu falar de cinomose em gatos? Muito se sabe sobre a cinomose em cães, doença altamente contagiosa e que traz diversas complicações à saúde do cachorro. Essa condição é temida por muitos tutores de cães, mas também tutores de gatinhos. Existe uma doença conhecida por “cinomose em gatos”, que parece ser exatamente igual à que atinge os cães. Porém, existem muitas dúvidas se esse termo é realmente o mais adequado para se referir a essa condição. Afinal, a cinomose pega em gato ou a doença acontece unicamente com cães? O Patas da Casa te explica tudo sobre a “cinomose em gatos”!

Cinomose pega em gato?

O termo “cinomose em gatos” se popularizou por definir uma doença em felinos que seria semelhante à cinomose em cachorro. Porém, dizer que cinomose pega em gato está errado. A famosa “cinomose em gatos” e a cinomose canina são doenças que possuem sintomas parecidos e são de alta gravidade. Além disso, são causadas por vírus extremamente resistentes, que conseguem viver por bastante tempo no ambiente. Porém, não podemos afirmar que o gato pega cinomose por um simples motivo: os vírus causadores das duas doenças são diferentes.

A cinomose canina é causada por um vírus da família Paramyxovirus. Enquanto isso, a “cinomose em gatos” é causada por um vírus da família Parvoviridae, o Parvovírus felino. Como seus agentes causadores são diferentes, não é certo dizer que a cinomose dá em gatos, apesar de a doença lembrar bastante a de cachorro. O termo correto para definir a “cinomose em gatos” é panleucopenia felina.

O que é panleucopenia felina? Conheça melhor a doença que leva o apelido de “cinomose em gatos”

Não podemos dizer que gato tem cinomose, mas sim que o gato tem panleucopenia felina. Mas afinal, o que é a panleucopenia felina? Trata-se de uma doença viral altamente contagiosa causada pelo Parvovírus felino. A contaminação ocorre pelo contato com fezes, urina e saliva de animais contaminados, normalmente após brigas ou compartilhamento de objetos. Como explicamos, o vírus permanece por muito tempo no ambiente e, por isso, o risco de contaminação é tão elevado. Normalmente, a “cinomose” pega em gato filhote não vacinado, mas a doença pode acometer bichanos de qualquer idade, principalmente se não tiverem a vacinação completa.

“Cinomose em gatos”: sintomas da panleucopenia lembram bastante os da cinomose canina

Muita gente acha que cinomose dá em gatos justamente porque os seus sintomas são praticamente os mesmos da cinomose canina. A panleucopenia felina age de maneira muito rápida e, por isso, diagnosticar a doença logo no início é a melhor forma de curá-la com sucesso. Quando falamos de panleucopenia - ou “cinomose em gatos” - sintomas mais comuns são febre, vômito, desidratação, anorexia, diarreia com ou sem sangue, icterícia, depressão, mucosas pálidas e sensibilidade na região do abdômen. Na “cinomose em gatos”, sintomas aparecem de forma súbita após uma semana do período de incubação do vírus. A velocidade com que a doença se manifesta faz com que o bichano fique rapidamente debilitado. Por isso, quando o gato pega “cinomose” é tão importante que o tratamento se inicie rapidamente.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    A "cinomose" pega, principalmente, em gato filhote não vacinado e por isso a vacinação é tão importante
    A "cinomose" pega, principalmente, em gato filhote não vacinado e por isso a vacinação é tão importante

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Quando o gato tem “cinomose”, tratamento é possível

    Outro motivo que explica porque não podemos afirmar que gato tem cinomose é o fato de que a “cinomose em gatos” tem cura, enquanto a canina não tem. A cinomose em cachorro pode deixar sequelas graves e não existe um tratamento específico para ela, sendo feito apenas um controle de suporte dos sintomas. Já a panleucopenia felina pode ser tratada com antibióticos específicos. Além disso, quando a “cinomose” dá em gato também é realizada a fluidoterapia, já que a doença deixa o bichinho bem desidratado. Outro fator importante no tratamento da panleucopenia é a limpeza do ambiente. Como explicamos, o vírus causador da doença é super resistente. Se o gato tem “cinomose” quer dizer que foi exposto ao vírus e a probabilidade de ainda ter parvovírus no ambiente é bem grande, possibilitando novas contaminações. Por isso, desinfectar o local é essencial. 

    A vacina é a melhor forma de prevenir a “cinomose em gatos” 

    Quando falamos de prevenção, a da “cinomose em gatos” é igual à canina. Nos dois casos, a doença é prevenida com vacinação. A vacina quádrupla é a que protege a panleucopenia felina e deve ser tomada a partir dos dois meses de idade. São três doses administradas com cerca de 20 a 30 dias de diferença. Além disso, todo ano é necessário tomar um reforço para manter o pet sempre protegido. A vacinação do gato é essencial para evitar não só a panleucopenia felina (ou “cinomose em gatos”) mas também diversas outras doenças.

    Redação: Maria Luísa Pimenta 

     

    Anatomia felina: tudo sobre a respiração do gato, funcionamento do sistema respiratório, gripe em gatos e mais

    Próxima matéria

    Anatomia felina: tudo sobre a respiração do gato, funcionamento do sistema respiratório, gripe em gatos e mais

    Gato Manês: descubra curiosidades, características, personalidade e cuidados com o
    Raças

    Gato Manês: descubra curiosidades, características, personalidade e cuidados com o "Manx cat"

    Diferente de quem prefere cachorros, os amante de felinos normalmente não se importam tanto com a raça antes de comprar ou adotar um gatinho. Mas mesmo que isso não seja um fator primordial na hora de escolher seu amigo de quatro patas, é bom saber que existem diferentes tipos de raça de gato. Dentre elas, o “Manx cat” - também conhecido como Gato Manês - é uma das mais populares e que carrega uma característica muito particular: os animais dessa raça não têm rabo. Parece esquisito, mas o que falta de rabo, sobra em amor! Saiba mais sobre a raça de gato que vai conquistar o seu coração a seguir.

    Gato Caracal doméstico: descubra tudo sobre essa curiosa raça felina
    Raças

    Gato Caracal doméstico: descubra tudo sobre essa curiosa raça felina

    O Caracal é uma espécie de gato selvagem cujo habitat natural são regiões semidesérticas ou florestas secas localizadas entre África, península Árabe e Índia. O que poucas pessoas sabem é que a partir do felino Caracal selvagem - que também leva o nome de lince do deserto -, surgiu o que conhecemos hoje como gato Caracal doméstico. Na prática, o animal é resultado do cruzamento direto de um Caracal com uma raça de gato domesticada.

    Plantas tóxicas para gatos e cachorros: descubra quais espécies você precisa evitar
    Cuidados

    Plantas tóxicas para gatos e cachorros: descubra quais espécies você precisa evitar

    Quem se pergunta como cuidar de um cachorro ou gato por estar dando as boas-vindas a um desses animais em casa em breve vai descobrir que a adaptação do ambiente é mais do que necessária. Buscando a segurança e o conforto do seu novo amigo, é normal instalar telas de proteção e liberar um cantinho para a cama e a ração dele, mas muita gente passa direto pelas plantas: algumas espécies bem comuns em jardins, quintais e vasinhos são tóxicas quando ingeridas e podem até ser fatais.

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais
    Raças

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais

    O gato Himalaia é, sem dúvidas, uma das raças mais queridinhas e desejadas pelos amantes de felinos. Ele reúne em sua genética a mistura de outras duas raças que são muito populares: o gato Persa e o Siamês. Ou seja, é carisma e fofura em dose dupla! Além disso, esse gatinho tem uma personalidade super dócil e tranquila, sendo a companhia perfeita para quem sempre sonhou em ter um bichinho de estimação. Se esse é o seu caso, ou se você já tem um gato do Himalaia e quer conhecer tudo sobre ele, essa matéria vai te ajudar bastante. 

    Ver Todas >

    Cio de cachorro: 6 curiosidades comportamentais sobre a fêmea nesse período
    Saúde animal

    Cio de cachorro: 6 curiosidades comportamentais sobre a fêmea nesse período

    Durante o cio de cadela, a cachorra passa por algumas mudanças comportamentais. Isso acontece porque nesse período há um aumento nos níveis de hormônios, o que acaba influenciando diretamente o comportamento da cachorra. Assim, o momento do cio de cachorro fêmea acaba sendo um momento sensível tanto para ela quanto para o tutor. Entender o que se passa com a cadela no cio é o primeiro passo para aprender a lidar melhor com o pet nesse período.

    Gato com diarreia: o que fazer?
    Saúde animal

    Gato com diarreia: o que fazer?

    O gato com diarreia é motivo de preocupação, pois este é um forte indicativo de que algo não vai bem no sistema digestivo do seu felino. A diarreia em gatos pode atingir desde o filhote ao gato adulto e saber como prevenir ou agir neste momento, até a próxima visita ao veterinário, pode ajudar o seu pet a lidar com esse problema que pode ser muito desagradável aos felinos e tutores. O Patas da Casa reuniu algumas informações muito importantes para ajudar você, que busca evitar mais sofrimento ao felino, mas não sabe oque fazer ao ver seu gato com diarreia.

    Fezes de cachorro com gosma: o que pode ser?
    Saúde animal

    Fezes de cachorro com gosma: o que pode ser?

    Normalmente, o cocô de cachorro apresenta uma coloração amarronzada e consistência firme. Quando sua aparência se torna diferente, é importante ligar o sinal de alerta. Um dos problemas mais observados é a presença de sangue nas fezes do cachorro. Porém, existe outra condição comum que chama a atenção: as fezes de cachorro com gosma. Existem diversos motivos por trás dessa condição. Muitas vezes, as fezes de cachorro com muco são apenas consequência de mudanças alimentares. 

    Infecção no pênis de cachorro: o que é, quais as causas e o que fazer
    Saúde animal

    Infecção no pênis de cachorro: o que é, quais as causas e o que fazer

    Devido a sua sensibilidade e exposição, o pênis de cachorro, sem um cuidado e higiene adequados, pode desenvolver algumas infecções. Além de ocasionar graves ferimentos ao órgão do animal, esses males podem comprometer o pênis do cachorro e trazer muita dor, principalmente no momento de urinar. Para evitar este sofrimento ao seu pet, é importante inspecionar a saúde geral do animal.

    Ver Todas >