Gato

Quais as características da panleucopenia felina que merecem atenção?

Publicado - 03 Março 2021 - 18h00

Atualizado - 11 Abril 2024 - 14h35

A panleucopenia felina, que também é chamada incorretamente de cinomose em gatos, é uma doença viral extremamente contagiosa que tem o parvovírus felino como agente causador. A doença pode ser fatal em gatinhos jovens, com menos de 1 ano e que não foram vacinados. Por isso, é muito importante manter a vacinação de seu pet em dia. Para entender mais sobre as características dessa doença e como ela atinge os gatinhos, listamos alguns aspectos que merecem a sua atenção. Confira!

1. Cinomose pega em gato? Apesar de muito parecida, a doença dos gatos é outra

A panleucopenia felina é chamada popularmente de cinomose em gatos, mas as doenças são distintas. As comparações ocorrem justamente porque a cinomose canina é uma doença altamente contagiosa, perigosa e com sintomas parecidos. Mesmo com essas semelhanças, o vírus da panleucopenia felina é completamente diferente. Essa realidade não diminui o perigo da doença dos gatos, pois o vírus que transmite a enfermidade é bastante resistente e pode ficar ativo no ambiente por longos períodos, o que aumenta o risco de contaminação.

2. A melhor forma de prevenção da panleucopenia felina é a vacinação

A vacina é a melhor forma de prevenir a panleucopenia felina. Ela pode ser administrada em gatos filhotes a partir dos dois meses de vida, com o reforço da dose depois de um mês. O gato adulto também deve ser vacinado anualmente. 

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

panleucopenia felina: gato doente deitado no chão
A panleucopenia felina pode ser fatal em gatos filhotes e que não foram vacinados

3. Panleucopenia felina pode levar gato à desidratação

 

A panleucopenia felina afeta o sistema digestivo do gato, o trato respiratório e até a medula óssea dos animais. Diarreia e vômito costumam ser um dos sintomas mais comuns desse problema de saúde. Esse processo pode levar o gatinho à desidratação e o quadro merece cuidado. Além disso, o gato doente pode apresentar febre, falta de apetite, sensibilidade na região abdominal e quadro depressivo. Os sinais costumam aparecer em até uma semana após a contaminação. Caso uma gatinha prenha seja contaminada pela panleucopenia felina, seus filhotinhos podem apresentar má formação, alterações no sistema nervoso central e falta de coordenação motora.

4. Exames laboratoriais são muito importantes para diagnosticar “cinomose” em gatos

O diagnóstico da panleucopenia felina é feito principalmente por exame clínico ou de sangue. Eles também servem para monitorar os sintomas do gato doente. Em alguns casos, outras formas de investigação podem ser adotadas para a confirmação da doença. É importante sempre manter as visitas ao médico veterinário em dia para a manutenção de saúde de seu animal de estimação.

5. Gato doente: tratamento da enfermidade costuma ser trabalhoso e de alto custo

Com o diagnóstico da panleucopenia felina, o tratamento será indicado pelo profissional de acordo com o nível de desenvolvimento da enfermidade. Assim como o tratamento da cinomose canina, geralmente são necessários medicamentos antibióticos que costumam ter um custo elevado. A reposição de fluidos também é indicada, principalmente para combater a desidratação. Lembre-se que nenhum medicamento deve ser administrado ao seu pet sem a indicação e conhecimento de um médico veterinário.

Redação: Hyago Bandeira

Cachorro

Pancreatite em cachorro: aprenda a reconhecer 6 sinais da doença que vão ajudar no diagnóstico mais rápido

A pancreatite em cachorro é uma doença que merece a atenção dos tutores. A patologia afeta o pâncreas, órgão essencial para a produç...

Comportamento

Gato miando: 8 segredos que não te contaram sobre a principal forma de comunicação dos felinos

Qualquer pai de pet está acostumado a ouvir o gato miando em casa pelos mais diversos motivos. Às vezes é fome, vontade de receber c...

Comportamento

Como saber se o gato te escolheu como dono: 6 coisas para observar e descobrir se você é o humano favorito do seu pet

O sonho de todo gateiro é ser a pessoa favorita dos bichanos. Mas como saber se o gato te escolheu como dono? Será que existem indíc...

Comportamento

Sonhar com gato é bom ou ruim? Veja o que os especialistas têm a dizer sobre o significado desses sonhos

Existem diferentes formas de se interpretar um sonho, principalmente quando envolvem animais de estimação. Sonhar com gato, por exem...

Cachorro

Dogo Argentino: 10 curiosidades para conhecer o cachorro parecido com Pitbull

O Dogo Argentino é um cachorro grande e imponente. Em um primeiro momento, ele pode até assustar quem não conhece, principalmente po...

Cachorro

Pancreatite em cachorro: aprenda a reconhecer 6 sinais da doença que vão ajudar no diagnóstico mais rápido

A pancreatite em cachorro é uma doença que merece a atenção dos tutores. A patologia afeta o pâncreas, órgão essencial para a produç...

Adote um animal

Cachorro pequeno: essas são as 10 menores raças de cachorro do mundo todo

Ter um cachorro pequeno em casa é sinônimo de fofura e alegria. Como são menores, esses doguinhos se adaptam mais facilmente ao espa...

Comportamento

Gato miando: 8 segredos que não te contaram sobre a principal forma de comunicação dos felinos

Qualquer pai de pet está acostumado a ouvir o gato miando em casa pelos mais diversos motivos. Às vezes é fome, vontade de receber c...

Ver todas