Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cachorro. Em todo caso, o cachorro cagando sangue merece uma atenção especial desde a primeira vez em que acontece.

Teste seus conhecimentos sobre a saúde de cachorro!

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Vale dizer que o sangue nas fezes de cachorro pode ser de tipos diferentes, então é importante diferenciar o que cada um quer dizer. Quer entender qual é a relação entre sangue, fezes, cachorro e a saúde do seu pet? O Patas da Casa te ajuda a entender o que o cachorro evacuando sangue pode significar. Confira!

Cachorro fazendo fezes mole com sangue é um sinal de que ele não está bem

Quando o cão está passando por algum problema de saúde, o corpo tenta avisar isso com vários sintomas. O cachorro fazendo cocozinho mole com sangue é um desses sinais que pode estar relacionado a diversas doenças. Como é um sintoma amplo, há uma dúvida comum ao ver sangue nas fezes de cachorro: o que pode ser?

A verdade é que a diarreia com sangue no cachorro pode significar desde um sinal de infecção viral até a ingestão de um corpo estranho. Por isso, quando o cachorro faz fezes com sangue é necessário correr para o veterinário. Somente um profissional conseguirá dar o diagnóstico correto sobre a saúde do cachorro. Diarreia com sangue, ou até um cocô mais durinho com a presença de um líquido sanguinolento, precisam de atenção.

Para te preparar caso veja que seu cachorro fez fezes com sangue, confira as doenças mais comuns: 

  • Parvovirose
  • Cachorro intoxicado 
  • Verminose
  • Ingestão de corpos estranhos (como brinquedos e outros objetos)
  • Giardíase
  • Tumores intestinais

É importante identificar o tipo de sangue nas fezes de cachorro

Observar a aparência das fezes de cachorro com sangue pode não ser uma tarefa muito agradável, mas é essencial para conseguir descrevê-la corretamente para que o veterinário possa determinar a origem do problema. Outra ideia que pode facilitar também é tirar algumas fotos de fezes de cachorro com sangue, assim o próprio veterinário verá o que aconteceu.

Há dois tipos de fezes com sangue em cachorro: a hematoquezia em cães, que é caracterizada por uma coloração vermelha brilhante, e a melena, definida pelo surgimento de fezes de cachorro com sangue mais escuro. Assim, além do sangue nas fezes, cachorro pode ter o cocô com duas "tonalidades" diferentes. Mas ao ver o cachorro defecando sangue, o que pode ser afinal?

Fezes do cachorro com sangue: quando é um sinal de hematoquezia em cães e o que isso significa?

A hematoquezia em cães é caracterizada pela presença de sangue vermelho — brilhante e fresco — nas fezes. Cachorro com sangue no cocô com essas características geralmente são indicação de um sangramento no sistema digestivo inferior do animal, incluindo o cólon ou o reto.

Esse tipo de fezes do cachorro com sangue pode ser consequência de um problema menor e passageiro. No entanto, se o evento for persistente, pode sinalizar algo mais sério e não deve ser ignorado. Cachorro defecando sangue, nesses casos, precisa de uma avaliação profissional.

Veja algumas das possíveis causas da hematoquezia em cães:

  • Lesões retais quando o cão engole materiais não digeríveis e/ou pontiagudos, como fragmentos ósseos, pedaços de plástico, farpas de madeira e meias;
  • Agentes infecciosos, como bactérias, protozoários e parasitas intestinais (como a giárdia em cães);
  • Parvovirose, uma doença viral séria, frequentemente encontrada em filhotes não vacinados;
  • Pólipos no cólon, reto ou ânus;
  • Gastroenterite hemorrágica (caracterizada por grandes quantidades de fezes soltas e sanguinolentas); 
  • Hemorroidas;
  • Alergias alimentares, intolerâncias, ingestão de comida estragada, alterações na dieta e superalimentação;
  • Doenças inflamatórias intestinais, como a colite;
  • Saculite anal (inflamação dos sacos anais);
  • Ingestão de sangue (ao lamber uma ferida, por exemplo);
  • Estresse por mudanças de rotina.

Sangue do tipo melena: cachorro evacuando sangue pode ser grave

No caso da melena, cachorro evacua fezes com sangue de aspecto diferente. Diferentemente da hematoquezia em cães, que apresenta sinais de sangue fresco, a melena aponta o surgimento de sangue digerido nas fezes. Ou seja, o sangramento começa no sistema digestivo do cachorro superior e pode representar um problema de saúde mais grave.

A aparência clássica da melena são fezes negras, brilhantes, pegajosas e fétidas. Como a cor do sangue no cocô do cachorro é mais escura, geralmente é mais difícil identificar sua presença. Uma boa dica é transferir as fezes para cima de um guardanapo ou folha de papel branca para visualizar melhor.

Veja algumas das possíveis causas da melena em cães:

  • Tumores ou câncer, especialmente em cachorros mais velhos;
  • Irritação e ulceração intestinal, causadas pela administração prolongada de corticosteroides e agentes anti-inflamatórios não esteroides (AINEs), como a aspirina e o paracetamol;
  • Algumas doenças metabólicas, como insuficiência renal em cães e hepática, pancreatite canina e hipoadrenocorticismo;
  • Parasitas;
  • Úlceras pépticas;
  • Exposição a toxinas ou corpos estranhos no sistema gastrointestinal;
  • Traumas e complicações pós-cirúrgicas (o problema pode aparecer até 72 horas após a cirurgia);
  • Distúrbios que envolvem coagulação anormal do sangue. O veneno de rato pode causar distúrbios de coagulação e sangramento, por exemplo.

Saúde de cachorro: fezes gelatinosa com sangue pode ser sinal de vermes

Um cachorro com diarreia com sangue pode ser sinal de parasitas intestinais (verme em cachorro) e o mesmo acontece com as fezes gelatinosas. O problema pode atingir cães de diferentes idades, mas é mais comum em filhotes. A vermifugação, porém, ajuda a combater isso. Outros sinais de verminoses em cães, além do cocô de cachorro com sangue gelatinoso/mole, são: febre, apatia, perda de apetite e fraqueza.

Atenção! Imagens fortes a seguirA hematoquezia em cães possui sangue vermelho com aspecto mais brilhante e frescoNa melena, cachorro apresenta fezes escuras, pegajosas e com odor fétido

 

Cachorro fazendo fezes mole com sangue requer um diagnóstico para começar melhor o tratamento

Assim que notar o cachorro fazendo fezes mole com sangue, tente identificar qual é o tipo de cocô sangrento (hematoquezia ou melena). Caso fique na dúvida, tire uma foto ou recolha uma amostra para que o veterinário de sua confiança possa analisar precisamente.

A maioria das causas do cachorro com sangue nas fezes é secundária ou passa rapidamente. Porém, algumas são mais graves e precisam de atenção veterinária imediata, como o câncer e a parvovirose. "“Em casos de sangramento excessivo ou contínuo, abdômen distendido ou sensibilidade extrema, fraqueza extrema, letargia, perda de apetite, cachorro vomitando e evacuando sangue e mudanças drásticas no comportamento, procure um médico veterinário", orienta a médica veterinária Amanda Carloni.

Após a análise fecal, o médico levará em conta o histórico de saúde completo do animal e identificará outros sintomas. Para ajudar a diagnosticar o que causa o sangue nas fezes de cachorro, alguns testes podem ser feitos, como o raio-X para verificar sinais incomuns no abdômen e no trato digestivo. Exames físicos e de urina, biópsias de tecidos, colonoscopia e exames de sangue em cachorro completos também poderão ser realizados. 

Sangue nas fezes do cachorro filhote requer mais atenção ainda

Se quando um cachorro adulto fica doente já é motivo de preocupação, o cuidado deve ser ainda maior no filhote. Nessa fase da vida, o sistema imunológico do pet ainda está sendo desenvolvido, deixando-o mais suscetível a doenças. Ao encontrar sangue nas fezes do cachorro filhote, é fundamental levar o bichinho imediatamente ao veterinário.

Uma das principais causas do filhote defecando sangue é a parvovirose canina. Essa doença grave acomete principalmente os cachorrinhos que não se vacinaram contra a enfermidade. O vírus resistente ataca as células intestinais e deixa o cãozinho muito debilitado, podendo levar à morte rapidamente. Por isso, o filhote defecando sangue precisa ser diagnosticado urgentemente para que se descubra a causa do problema e receba o tratamento adequado.

Tratamento de fezes de cachorro com sangue depende da causa

Uma dúvida é comum sobre o sangue nas fezes do cachorro: como tratar o quadro? Ao ver um cachorro evacuar sangue repetidas vezes ou com outros sintomas associados, o mais recomendado é procurar ajuda veterinária imediata. O tratamento do cachorro com fezes com sangue pode variar de caso a caso, dependendo da doença ou complicação de saúde que provocou o sintoma.

Há casos menos perigosos que podem incluir a prescrição de probióticos, administração de antibióticos, anti-inflamatórios e alterações na dieta do animal (como a adição de fibras). Já condições médicas de fezes com sangue no cachorro mais graves podem exigir hospitalização e até intervenção cirúrgica. Portanto, assim que notar no cachorro cocô com sangue, é fundamental agir rápido, pois há risco de morte para o cão.

Como prevenir o cachorro fazendo fezes mole com sangue?

Com sangue nas fezes, cachorro algum está completamente bem. Para evitar que o seu pet desenvolva esse tipo de problema, há certas medidas de prevenção que você pode introduzir no dia a dia. Manter objetos perigosos e toxinas fora do alcance do animal, seguir uma alimentação adequada para cães, perceber comportamentos anormais de estresse, aplicar vermífugo para cachorro e dar as vacinas necessárias são algumas delas.

Se a origem do cachorro fazendo cocô com sangue for algo que fuja do seu controle, ligue para o veterinário assim que reparar a presença de fezes com sangue. Cachorro pode precisar de ajuda. Se o seu animal de estimação estiver agindo normalmente, com apetite e um bom nível de energia, geralmente é seguro esperar até o dia seguinte para procurar o atendimento.

Publicado originalmente em: 20/04/2020

Atualizado em: 15/12/2023