Gato

Como identificar se gato tem carrapato? Tudo sobre a ação dos parasitas no organismo felino

Publicado - 18 Março 2022 - 18h19

Atualizado - 11 Abril 2024 - 14h35

O carrapato em gato é um problema mais comum do que se pensa. Os felinos, assim como os cães, também podem sofrer com os parasitas se não forem bem cuidados, principalmente se for um animal que tem livre acesso às ruas. Um dos principais sinais que indicam o carrapato de gato é a coceira constante, mas outros sintomas também podem ser observados. É importante, inclusive, saber como tirar carrapato de gato e proteger o seu amigo, pois esses pequenos aracnídeos podem transmitir uma série de doenças para os bichanos.

Se você tem curiosidade em saber mais sobre o assunto, é só vir com a gente! Preparamos uma matéria com várias informações importantes: como acontece a infestação, tipos de carrapato em gatos, doenças transmitidas pelos parasitas, como tirar o carrapato dos felinos e medidas de prevenção. Confira!

Afinal, gato pega carrapato?

Sim, o gato pega carrapato. Não é a situação mais comum de acontecer, principalmente se você tem um gatinho caseiro e que não convive com animais de outras espécies, mas não podemos ignorar que há a possibilidade de um felino ser acometido por esses parasitas.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Geralmente, os carrapatos são mais comuns em gatos que moram em casas com quintais ou que convivem com cachorros, que são os hospedeiros mais frequentes desses parasitas. Mas se o seu amigo não teve uma criação indoor e tem o hábito de dar umas voltinhas e passear pelas ruas, também tem grandes chances de sofrer com o problema. De qualquer forma é sempre bom ter atenção, pois basta um mínimo contato com o mundo exterior para que o animal pegue um carrapato - e isso pode acontecer, inclusive, durante as visitas ao veterinário.

Quais são os tipos de carrapato em gatos?

Os carrapatos pertencem à classe Arachnida, assim como as aranhas e os escorpiões, e existem várias espécies que podem atingir os felinos. No meio rural, os tipos de carrapato em gatos que são mais comuns são os chamados Amblyomma cajennense - o famoso carrapato-estrela - e Rhipicephalus microplus, que também é conhecido como o carrapato-de-boi. Já no meio urbano, a espécie Rhipicephalus sanguineus - ou simplesmente carrapato-vermelho - é a principal responsável pelos casos de gato com carrapato.

É importante ter em mente que cada um desses aracnídeos afeta o pet de uma forma diferente. O carrapato-estrela, por exemplo, é um dos mais perigosos porque pode transmitir a febre maculosa, doença que atinge tanto os animais quanto os humanos. Já o carrapato-marrom costuma ser os responsáveis pela transmissão da babesiose e erliquiose em gatos. Mas vale destacar que a babesiose, ao contrário da erliquiose, não possui tanta relevância na medicina felina, pois a incidência é muito baixa.

Gato com carrapato: entenda o ciclo de vida dos parasitas

O carrapato de gato pode se tornar um problema ainda maior se não for eliminado adequadamente, tanto do corpo do pet quanto do ambiente onde ele vive. A razão para isso é o ciclo de vida desses parasitas, que pode transformar um pequeno número de aracnídeos em uma verdadeira infestação.

Mas como isso funciona? É simples: após se alimentar do sangue do cachorro ou gato, os carrapatos se alojam no ambiente e começam a se reproduzir. Eles normalmente escolhem lugares mais altos e distantes do chão, como frestas e cantinhos da parede, para dar início ao processo de postura de ovos. Geralmente, as fêmeas conseguem depositar até 4 mil ovos pelo ambiente, e depois morrem.

Quando os ovos eclodem, as larvas nascem e com o tempo amadurecem, se transformando em ninfas. Passado mais algum tempo, as ninfas se transformam em um carrapato adulto que vai dar início a uma nova reprodução. O período entre a postura de ovos e um parasita adulto dura entre 60 e 90 dias, e é importante que esse “ciclo” seja interrompido a tempo, ou o gato pode pegar carrapato de novo logo depois de ser tratado.

 

carrapato em gato: gato se coçando
Carrapato em gato: se o bichano convive com cães, mora em casa com quintal ou sai sempre, tem mais chances de ser infectado

Como identificar se gato tem carrapato?

 

Agora que você já sabe que, quando se trata do carrapato, gato ou cachorro podem ser hospedeiros, deve estar se perguntando quais sinais indicam a presença dos parasitas no corpo de um felino. Para identificar a situação, basta observar atentamente se o gato com carrapato apresenta os seguintes sintomas:

  • Coceira excessiva;
  • Vermelhidão;
  • Queda de pelos localizada;
  • Apatia;

Se houver qualquer suspeita, você também pode confirmar o problema durante as sessões de cafuné ou enquanto escova os pelos do gato. O carrapato normalmente pode ser visto à olho nu, pois tem uma coloração amarronzada e aspecto que lembra uma verruga, mas se o seu bichano tiver pelos longos pode ser mais difícil de perceber. Por isso, o ideal é estar sempre atento a qualquer anormalidade no corpo do gato durante as escovações e carinhos.

Doença do carrapato em gatos e outros problemas transmitidos pelos parasitas

O gato com carrapato pode desenvolver vários problemas de saúde, como anemia, febre maculosa, babesiose e erliquiose. Essas duas últimas são transmitidas pelo mesmo vetor, que é o carrapato-vermelho, e são conhecidas como a doença do carrapato em gatos. A babesiose costuma ser rara em felinos, mas os relatos de erliquiose em gatos vêm crescendo ao longo dos últimos anos e esse é um quadro que precisa de atenção. Os principais sintomas são:

  • Mucosas pálidas;
  • Falta de apetite;
  • Perda de peso;
  • Febre;
  • Apatia;
  • Vômito;
  • Petéquias (pontinhos vermelhos espalhados pelo corpo);

Vale lembrar que a erliquiose é considerada uma zoonose e também pode ser transmitida para os humanos, da mesma forma que a febre maculosa. Alguns sinais de febre maculosa são febre alta, sangue nas fezes e urina, sangramento nasal, problemas respiratórios, diarreia e vômito.

A anemia em gatos, apesar de ser considerada menos grave do que as doenças citadas acima, também requer muito cuidado porque pode deixar o animal fragilizado e exposto a vários outros problemas. Nesse caso, é possível observar o gatinho com um cansaço excessivo, gato sem apetite e com as mucosas pálidas.

Como tirar carrapato de gato?

Não é difícil aprender como tirar carrapato de gato, mas você precisa das ferramentas certas e paciência para fazer tudo do jeito certo. O carrapato precisa ser eliminado por completo do corpo do seu amigo, pois se deixar alguma parte grudada (especialmente as presas), é capaz de causar uma infecção ou nova infestação no seu amigo. Aqui vão algumas dicas de como tirar carrapato de gato:

1) Separe os itens necessários para a remoção do parasita:

  • Escova de pelos;
  • Pinça específica para tirar carrapato (se não tiver pode ser uma comum);
  • Algodão embebido em álcool;

2)  Escolha um momento em que o seu gatinho esteja tranquilo para iniciar a escovação nele (é isso que vai ajudar a visualizar onde estão os carrapatos);

3) Pegue a pinça e deslize uma das partes por debaixo do carrapato, fazendo um movimento para desprendê-lo da pele do seu bichinho;

4) Com cuidado, puxe a pinça para tirar o parasita. Como já foi dito, é importante que ele seja removido completamente;

5) Com o algodão, limpe bem a região.

Mas vale lembrar que se você não tem experiência para remover o carrapato de gato, o melhor a se fazer é buscar ajuda de algum veterinário para não haver erros. Também é possível investir em um carrapaticida para gatos, mas isso deve ser conversado com um profissional antes. 

5 remédios para carrapato em gatos

 

Usar um remédio para carrapato em gatos é uma ótima forma de controlar infestações no no ambiente e que podem atingir o seu amigo futuramente. Por isso, além de produtos inseticidas que são encontrados no mercado, algumas receitas caseiras para matar carrapato são ótimas para afastar e eliminar qualquer resquício de praga. Veja algumas sugestões abaixo!

1) Vinagre de maçã e bicarbonato de sódio

Misture duas xícaras de vinagre de maçã com uma de água morna e acrescente meia colher de bicarbonato de sódio. Em seguida, é só colocar a solução no spray e borrifar no ambiente.

2) Cravo da índia

Você pode aplicar o cravo da índia diretamente no local desejado ou ferver a especiaria com uma fruta cítrica e aplicar na casa com um borrifador.

3) Limão e frutas cítricas

Esquente duas xícaras de água e depois adicione dois limões cortados ao meio. Espere por uma hora, em seguida, basta colocar o líquido no spray. Além do limão, outras frutas cítricas também podem ser utilizadas.

4) Camomila

Ferva as folhas de camomila na água e depois espere até que a temperatura fique morna. Depois, aplique o líquido no local desejado. Esse remédio para carrapato em gatos também pode ser aplicado diretamente no corpo do animal.

5) Óleo de neem

O óleo atua como um repelente natural contra carrapatos e pode ser usado sem qualquer mistura. Basta aplicar um pouco do produto em um pano e passar na área afetada.

Saiba como prevenir o carrapato de gato

Felizmente, o carrapato de gato não precisa ser um problema na vida do seu gatinho (e nem na sua!). Com algumas medidas simples do dia a dia é totalmente possível afastar esses seres indesejáveis do corpo do seu amigo, e de dentro de casa. A primeira atitude a ser tomada é investir na criação indoor, sem deixar o animal ter livre acesso às ruas. Além de garantir a segurança e longevidade do seu pet, isso também ajuda a prevenir várias doenças e as temidas infestações de parasitas.

Outro ponto importante é manter a limpeza da casa e do ambiente onde o gato vive. Se ele vive com um cão, esse cuidado é mais importante ainda, seja para acabar com o carrapato de cachorro ou de gato. Para finalizar, não esqueça de verificar regularmente toda a pele do gato, principalmente depois de ir à rua (e isso vale também para as idas ao veterinário, viagens e outros tipos de passeio).

Redação: Juliana Melo

Comportamento

Filme para assistir com meu gato: 11 filmes protagonizados por gatinhos para ver acompanhado do seu pet

Quem precisa de uma noite badalada quando você pode aproveitar o momento para assistir filmes do lado do seu bichinho de estimação, ...

Gato

Tipos de gato Savannah: curiosidades sobre a raça híbrida que é uma das mais caras do mundo

Considerado um dos felinos mais caros do mundo, o gato Savannah é cheio de curiosidades e características impressionantes. A raça, q...

Adote um animal

Os nomes para gatos fêmeas mais famosos do momento: 100 dicas para escolher como chamar seu novo pet em 2024

Existem muitas opções de nomes para gatos fêmeas para escolher depois da adoção.  A inspiração para nomes de gatos pode vir de ...

Cachorro

Pancreatite em cachorro: aprenda a reconhecer 6 sinais da doença que vão ajudar no diagnóstico mais rápido

A pancreatite em cachorro é uma doença que merece a atenção dos tutores. A patologia afeta o pâncreas, órgão essencial para a produç...

Cachorro

"Hachiko - Para Sempre": novo filme inspirado na comovente história do leal cachorro japonês chega aos cinemas

Se você é uma daquelas pessoas que amam um bom filme de cachorro, temos uma boa notícia: um novo longa-metragem chegou aos cinemas n...

Comportamento

Filme para assistir com meu gato: 11 filmes protagonizados por gatinhos para ver acompanhado do seu pet

Quem precisa de uma noite badalada quando você pode aproveitar o momento para assistir filmes do lado do seu bichinho de estimação, ...

Gato

Tipos de gato Savannah: curiosidades sobre a raça híbrida que é uma das mais caras do mundo

Considerado um dos felinos mais caros do mundo, o gato Savannah é cheio de curiosidades e características impressionantes. A raça, q...

Cachorro

O Chow Chow é perigoso e hostil? Saiba o que é mito e o que é verdade sobre a personalidade da raça de cachorro

O Chow Chow é um cachorro de porte médio, super peludo e conhecido por ter a língua azul. A raça, de origem chinesa, conquista muito...

Ver todas