Passeio

Coleira enforcador é realmente necessária? Veja a opinião de especialistas sobre o assunto

Normalmente indicada para cães que puxam muito no passeio, a coleira enforcador divide opiniões
Normalmente indicada para cães que puxam muito no passeio, a coleira enforcador divide opiniões

A coleira enforcador - também conhecida como coleira de elos - é um dos modelos mais populares quando o assunto é adestramento de cães. O acessório é indicado para passear com cachorros de todos os portes e tamanhos, especialmente os animais maiores e mais fortes, como Pitbull, Rottweiler e Pastor Alemão. A  principal função da coleira enforcador é evitar os puxões durante os passeios e ensinar o animal a andar ao lado do tutor. No entanto, o uso da coleira enforcadora divide opiniões e ainda gera bastante polêmica entre os tutores e adestradores, já que o acessório tem a fama de causar bastante incômodo aos animais. Enquanto algumas pessoas defendem o método de treinamento, outras acreditam que o uso é ultrapassado e não deve ser mais incentivado.

Mas, afinal, como funciona a coleira enforcador?

Antes de entender como a coleira enforcador funciona, é importante saber que existem diferentes tipos desse modelo. “As menos agressivas são a coleira com enforcador de fita e a de corda, que permitem afrouxar o material em volta do pescoço com mais rapidez. Entre as mais antigas, existe a coleira de elos, que ao ser puxada faz um barulho que avisa o animal sobre o movimento que virá a seguir. Desta forma, o acessório já prepara o cão e faz com que ele associe que o barulho aos movimentos indesejados”, explica Renata Bloomfield, veterinária e comportamentalista animal.

Independente do modelo escolhido pelo tutor, o objetivo principal da coleira enforcador é o mesmo: controlar o comportamento do animal, conforme explica o adestrador Bruno Correa. “A principal função do colar de elos é mostrar o que é certo e errado para o cão. Como forma de correção, o tutor, ao puxar a guia e fechar o colar de elos, gera um desconforto, mostrando ao animal que aquele comportamento é indesejado. Por outro lado, quando o colar está relaxado, mostra-se que aquele comportamento é aceitável.”

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    O uso da coleira enforcador requer alguns cuidados
    O uso da coleira enforcador requer alguns cuidados

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos
    Comportamento animal

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos

    Quem tem um gatinho já deve ter percebido que eles costumam afofar ou “amassar pãozinho” em algumas circunstâncias específicas. Os movimentos lembram uma massagem. Antes de deitar, quando estão no colo do dono ou quando encontram uma coberta fofinha e macia. Se mesmo sem saber porquê eles fazem isso a gente já acha a coisinha mais linda do mundo, imaginem depois de saber? Vem com a gente desvendar!

    Coleira enforcador: entenda as vantagens e desvantagens do acessório

    Muito se fala sobre a coleira com enforcador, mas pouco se sabe sobre as consequências que o uso desse acessório pode trazer para o animal. De acordo com adestrador Bruno, esse tipo de coleira pode contribuir bastante para o processo de adestramento do animal, mas não pode ser utilizado de qualquer jeito. “O colar de elos, se utilizado corretamente durante as sessões de treinamento, pode melhorar a comunicação entre o proprietário e o animal, já que ambos tendem a 'falar a mesma língua' no momento do passeio”. Nesse sentido, ele continua: “Quando usado como ferramenta de ensino, o modelo costuma não causar prejuízos a saúde do animal”.  

    Por outro lado, Renata alerta sobre os riscos que a coleira enforcador para cachorro pode trazer: “Na região do pescoço, estão presentes uma série de estruturas importantes para o funcionamento do organismo do cachorro, como traqueia, esôfago e tireoide, que podem ser comprometidas devido aos trancos e lesões gerados pela coleira. As artérias e veias presentes na região também podem sofrer danos e, assim, atrapalhar a irrigação e oxigenação do cérebro do animal”, conta.  

    Além disso, cães mais agitados ou agressivos podem estranhar o acessório e tentar correr ou se debater, o que pode prejudicar a respiração e provocar desmaios ou até mesmo levar o animal ao óbito. Justamente por esse motivo, Renata ressalta que o ideal é que esse tipo de coleira não seja utilizada de forma recorrente. Nesses casos, a recomendação é o que tutor invista em modelos de coleira de treinamento, como a anti-puxão ou o cabresto. O uso do enforcador, quando indicado, precisa ser feito por um adestrador ou tutores adequadamente treinados para manusear a coleira.

    Além da coleira enforcadora, outros métodos ajudam no treinamento do pet

    A coleira enforcador não é a única maneira de evitar comportamentos indesejados do seu amigo, especialmente durante os passeios. De acordo com Bruno, é preciso entender que o colar de elos, assim como vários outros equipamentos de treinamento, não são os fatores determinantes. Na verdade, o conhecimento é a melhor ferramenta no adestramento do animal. Por isso, é importante que o tutor saiba dialogar e entender o seu amigo.

    "O período da vacinação do seu cachorro, por exemplo, pode ser aproveitado para trabalhar o foco do animal em casa e para ensinar os comandos básicos, como senta, deita e fica”, acrescenta Renata. Além disso, é fundamental que o cachorro entenda o significado por trás de cada tom de voz do tutor, desde o mais firme até aquele que indica um momento de brincadeira. Desta forma, o cachorro consegue compreender como deve se comportar, seja durante os passeios ou dentro de casa. Lembre-se: com uma boa dose de amor, carinho e paciência, o seu cãozinho vai aprender aos poucos como deve agir em diferentes situações. 

    Redação: Úrsula Gomes

    Como funciona a memória dos felinos? Veja curiosidades sobre o cérebro do gato

    Próxima matéria

    Como funciona a memória dos felinos? Veja curiosidades sobre o cérebro do gato

    Coleira para gatos é realmente necessária? Veja os modelos disponíveis e como o felino reage ao acessório
    Cuidados

    Coleira para gatos é realmente necessária? Veja os modelos disponíveis e como o felino reage ao acessório

    Gatos são considerados animais independentes e, por isso, não costumam ter sua liberdade limitada dentro de casa. Andam por todos os lados, escalam móveis e janelas, se escondem. Mas e quando o gato é fujão ou gosta de explorar todos os cantos? O ideal é sempre telar janelas e limitar o acesso aos ambientes internos para que o bichano esteja sempre seguro, mas sabemos que existem casos e casos e alguns gatos acabam tendo acesso ao quintal, por exemplo, e até passeiam com os donos.

    Como acabar com pulgas de cachorro: um guia completo sobre tipos de remédios e coleiras antipulgas
    Pulga

    Como acabar com pulgas de cachorro: um guia completo sobre tipos de remédios e coleiras antipulgas

    Quem tem um cachorro sociável, que costuma frequentar lugares com outros animais, sabe que o cuidado com a higiene do animal é necessário não apenas por causa do conforto, mas também é uma questão de saúde. Em ambientes como esses, as infestações de insetos como o carrapato e a pulga de cachorro acontecem com a maior facilidade do mundo e, depois disso, cada dono vai ter que escolher a melhor maneira de lidar com o problema. Se você ainda não sabe como acabar com pulgas de cachorro na sua casa, descubra mais sobre as diferentes soluções para esse problema!

    Jack Russell Terrier: um guia completo sobre a raça de cachorro pequeno
    Raças

    Jack Russell Terrier: um guia completo sobre a raça de cachorro pequeno

    O Jack Russell Terrier é um cachorro de pequeno porte que leva alegria por onde passa. Essa raça de cachorro é muito amável, encantadora e de personalidade forte. Apesar do pequeno tamanho, eles são cães muito corajosos e demandam bastante energia de seus tutores. Como grande parte dos cães do grupo Terrier, essa raça é um grande exemplo de cachorro de caça e adora investigar todos os lugares, exibindo seu vigor e vivacidade. Quando o cão Jack Russell Terrier quer algo, ele só desiste quando consegue. 

    Weimaraner: veja um guia completo sobre a raça de cachorro
    Raças

    Weimaraner: veja um guia completo sobre a raça de cachorro

    O Weimaraner é um cão de grande porte que conquista a todos com sua simpatia e beleza inconfundível. Essa raça de cachorro possui uma obediência fora do comum e exibe todos os atributos para conquistar a todos da família humana. Criado para ser um cão de caça perfeito, o cachorro Weimaraner possui uma condição física energética que demanda uma rotina de exercícios físicos. Ficou curioso para saber mais sobre esse doguinho? Dá só uma olhada no guia que o Patas da Casa preparou!

    Ver Todas >

    9 curiosidades sobre a raça de cachorro Bull Terrier
    Comportamento animal

    9 curiosidades sobre a raça de cachorro Bull Terrier

    O Bull Terrier é uma das raças de cachorro grande mais populares entre os amantes de pet. Seus olhos pequenos, cabeça oval e focinho alongado são inconfundíveis, é quase como uma marca registrada. Com origem e características surpreendentes, é fácil se apaixonar e querer levar um filhote de Bull Terrier para casa. Se você ficou curioso para saber mais desse cãozinho, separamos 9 curiosidades sobre a raça.

    Ensinar cachorro: 6 hábitos que os cães precisam aprender desde cedo
    Comportamento animal

    Ensinar cachorro: 6 hábitos que os cães precisam aprender desde cedo

    Depois de adotar um cachorro, é bom ter em mente que nem tudo será diversão. Os aprendizados também devem fazer parte da rotina do animal. Quanto antes os treinos começarem, mais fácil será para o cachorro aprender - e, consequentemente, a convivência com o cãozinho será melhor em todos os sentidos. O adestramento nem sempre precisa ser feito com um profissional.

    Como é a personalidade do Ragdoll?
    Comportamento animal

    Como é a personalidade do Ragdoll?

    O Ragdoll é uma raça de gato gigante que faz muito sucesso, e isso não é só por causa da sua aparência fofinha e felpuda. O que realmente encanta os gateiros é a personalidade do gato Ragdoll, que é muito afetuosa e tranquila. Muitas pessoas até chegam a comparar o bichano a um cachorro, pois além de ser muito brincalhão, o Ragdoll também tem uma dependência maior da sua família humana. 

    Tudo sobre o focinho de gato: anatomia, cuidados e o poderoso olfato felino
    Comportamento animal

    Tudo sobre o focinho de gato: anatomia, cuidados e o poderoso olfato felino

    O focinho de gato é uma região que definitivamente chama a atenção de qualquer pessoa, principalmente por causa do seu formato fofinho e da sua delicadeza. No entanto, o que poucas pessoas percebem é que, além de ser muito fofo, o pequeno nariz dos gatos é uma das principais formas de comunicação do animal com o mundo. Mas como funciona o focinho de gato? Por que em alguns casos o nariz do gato fica seco, sendo que normalmente eles são gelados? Quais são os cheiros que o gato não gosta? 

    Ver Todas >