Gato

Cocô de gato: o que indica sobre a saúde do pet e muito mais

Publicado - 24 Maio 2022 - 12h35

Atualizado - 20 Maio 2024 - 09h59

Não são todos os tutores que têm a preocupação de avaliar como estão as fezes de gato na hora de limpar a caixa de areia, mas isso é um erro que não deve ser cometido. O cocô de gato pode revelar muito mais sobre a saúde do seu animal de estimação do que você imagina, e uma rápida inspeção dos dejetos às vezes é suficiente para saber quando é necessário buscar ajuda de um veterinário ou não. Existem vários tipos de fezes de gato filhote e adulto, com cores, texturas e revestimentos diferentes - e cabe a nós aprender a diferenciar cada um deles.

Para entender qual é o aspecto de um cocô de gato saudável e outras curiosidades - como, por exemplo, por que os gatos enterram as próprias fezes -, o Patas da Casa preparou uma matéria especial sobre o assunto. Veja abaixo tudo que você precisa saber sobre o cocô de gato!

Como o cocô de gato se forma?

Antes de tudo, é importante saber um pouquinho de anatomia para entender como funciona o sistema digestivo dos gatos. Tudo começa pela boca: o animal ingere a ração e logo depois as glândulas salivares transformam a comida em bolo alimentar. Depois esse bolo se desloca pela faringe e esôfago até chegar ao estômago, onde ocorrem processos químicos que facilitam o processo digestivo. Em seguida, o alimento chega ao intestino delgado, que é onde acontece a digestão. Por fim, ele chega ao intestino grosso, onde a água e demais líquidos são absorvidos pelo organismo. Os outros resíduos que não foram aproveitados formam as fezes, que ficam armazenadas no reto até a hora de serem expelidas pelo ânus.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

O que a textura e cor das fezes de gato podem indicar sobre a saúde dele?

Quando se trata do cocô, gato pode apresentar mudanças significativas na aparência dos dejetos, principalmente em questão de textura e cor. Por isso, o tutor deve saber exatamente o que cada tipo de cocô representa e pode indicar sobre a saúde do felino, já que geralmente essas mudanças são um sinal de que algo não vai bem com o organismo do animal. Veja abaixo quais são os tipos de fezes de gato que precisam de atenção:

Cocô de gato preto: pode indicar a presença de sangramento ou hemorragia em alguma parte do sistema digestivo, como úlceras e lesões provocadas por parasitas;

Cocô de gato branco: ocorre quando há um consumo muito grande de ossos na dieta do pet e também pode indicar problemas na digestão e absorção de nutrientes;

Cocô de gato amarelo: pode indicar inflamação do aparelho digestivo, intolerância alimentar ou que a digestão aconteceu mais rápido do que o normal;

Cocô de gato verde: pode indicar presença de parasitas, colite em gatos ou hipertireoidismo;

Cocô de gato com pontos brancos: pode indicar a presença de vermes em gatos. Possui um aspecto de espaguetes ou grãos de arroz saindo das fezes;

Cocô de gato com sangue: pode indicar alguma lesão no ânus ou sistema digestivo. As fezes de gato com sangue geralmente têm uma cor mais vívida;

Cocô de gato mole: pode indicar uma série de doenças e problemas de saúde, desde algo mais simples - como intolerância alimentar - até algo mais sério, como intoxicação e câncer;

 

Tutora limpando caixa de areia enquanto gato a observa
As fezes de gato saudável têm cor marrom, aspecto sólido e não possui nenhum tipo de cobertura

 

Quais são as características de um cocô de gato saudável?

  • Consistência

As fezes de gato precisam ter uma consistência firme e sólida. O formato deve ser alongado e cilíndrico, parecido com um tronco de árvore, mas a superfície não deve ser seca. O aspecto úmido pode ser percebido porque a areia da caixinha normalmente gruda no cocô. Fezes muito secas e duras indicam um gato desidratado; enquanto fezes muito moles e líquidas são um sinal de gato com diarreia.

  • Coloração

A cor do cocô de gato deve ser marrom, podendo variar de um castanho mais clarinho até um castanho escuro. Não deve nunca ser muito escuro, muito menos preto. Geralmente essa tonalidade depende dos ingredientes que contém na ração do gato.

  • Conteúdo

As fezes de gato não podem conter corpos estranhos, vermes, pelos, nem nada parecido com isso. Nem sempre é possível detectar quando há algo de errado a olho nu, por isso é necessário fazer consultas de check-up com o veterinário para saber se está tudo certinho e se seu gato não anda comendo nada que não pode.

  • Revestimento

O cocô de gato não pode ter nenhum tipo de cobertura, como muco ou sangue. Qualquer um desses cenários requer uma avaliação médica, pois pode indicar algum problema de saúde que precisa de tratamento.

5 problemas que podem deixar o gato com diarreia

1) Leucemia felina (FeLV)

A leucemia felina, também conhecida como FeLV, é uma doença perigosa cujos sintomas aparecem conforme ela evolui. Causada por um retrovírus, a FeLV é altamente contagiosa e não tem cura. O problema pode desencadear quadros agudos de anemia, aumento de linfonodos, febre e diarreia em gatos (que pode ou não vir acompanhada de vermes).

2) Panleucopenia felina

A panleucopenia felina é uma doença viral causada pelo parvovírus felino que é bem contagiosa, podendo ser fatal para filhotes de gato não vacinados com menos de 1 ano. O grande perigo desta enfermidade é que ela ataca as células de defesa do organismo e deixa o sistema imunológico do gato bem fragilizado. O quadro é caracterizado por diarreia, vômito, desidratação, febre alta, anorexia e icterícia.

3) Intolerância alimentar

Saber o que os gatos podem comer ou não é essencial para evitar quadros de intolerância alimentar. Vários tipos de comida que não fazem mal para os humanos podem ser prejudiciais para os felinos. Um exemplo disso é o leite de vaca e seus derivados, como queijos e iogurtes, que podem deixar o gato vomitando, com diarreia e muito mal estar. Os gatos adultos são intolerantes à lactose e não podem tomar leite de jeito nenhum.

4) Doença inflamatória intestinal

A doença inflamatória intestinal em gatos não tem exatamente uma causa definida, mas o que se sabe é que ela é caracterizada por uma inflamação intensa dos intestinos delgado e grosso. Os principais sintomas que indicam a presença do problema são: diarreias, vômitos, alterações no apetite, desconforto ao evacuar e perda de peso. É importante passar por uma avaliação veterinária.

5) Estresse

O gato estressado pode apresentar tanto sintomas comportamentais quanto físicos. O problema pode acontecer por diferentes razões, como mudanças na rotina, chegada de novos membros na família ou uma simples troca de ração. Seja qual for o motivo, é importante ter atenção com o estresse em gatos, pois é algo que abaixa a imunidade do animal e pode abrir portas para várias doenças.

 

Pessoa limpando caixa de areia de gato
Limpar o cocô de gato é importante para que o animal não rejeite a caixinha de areia

 

Toxoplasmose é uma doença transmitida pelas fezes de gato, saiba como prevenir!

A toxoplasmose, popularmente conhecida como a “doença de gato”, é uma grave zoonose causada por um protozoário chamado Toxoplasma gondii. O quadro é transmitido por meio do contato direto com as fezes de gato infectado e os felinos nem sempre apresentam sintomas da doença. Em alguns casos, porém, eles podem ter diarreia, febre, apatia e dificuldade para respirar.

Independentemente de qual for a situação, é importante consultar um veterinário regularmente para saber como anda o estado de saúde do pet. Existem algumas formas de como prevenir a toxoplasmose, como:

  • Optar pela criação indoor, evitando o acesso do gato às ruas e diminuindo as chances de ele se infectar
  • Evitar dar carne crua para gatos, pois eles podem se infectar pela ingestão de outros animais infectados
  • Limpar a caixa de areia para gatos regularmente

Se houver qualquer suspeita de que seu pet esteja contaminado, não esqueça de usar luvas descartáveis na hora de higienizar a caixa.

Por que os gatos escondem as fezes?

O comportamento felino é muito curioso até mesmo na hora de fazer as necessidades. Quem convive com a espécie já deve ter reparado que os gatos escondem as fezes, mas por que será que eles fazem isso? Apesar de não haver ainda uma resposta definitiva sobre o hábito, estudiosos acreditam que isso estaria relacionado com proteção e defesa. Ao esconder o próprio cocô, gato se camufla no ambiente e não é facilmente encontrado por predadores, já que as fezes e urina têm um cheiro bem característico.

Isso também teria ligação com a comunicação da espécie. Ao esconder o cocô, gato estaria emitindo um sinal de submissão a outros felinos, mostrando que não é uma ameaça a nenhum outro gato que cruzar seu território.

O que significa sonhar com fezes de gato?

Sonhos peculiares acontecem com mais frequência do que a gente pensa, então não se surpreenda se um dia você sonhar com fezes de gato. Mas o que isso significa? Acredite: muitas vezes é algo positivo! É claro que você precisa analisar o sonho como um todo para saber realmente o que aquilo quer dizer, mas se você sonhou que pisou no cocô de gato é porque uma notícia inesperada está a caminho. De repente algo que você deposita muita expectativa e ainda não teve nenhum retorno finalmente vai se concretizar. Já se você apenas viu as fezes de gato pelo caminho, é porque você está em um momento em que precisará de muita disciplina, determinação e foco para alcançar seus objetivos.

A importância da caixa de areia para gatos e como limpar o acessório

A caixa de areia para gatos é um utensílio que todo gateiro deve ter! Ele é indispensável para cuidar das necessidades do seu amigo de quatro patas, e o melhor de tudo é que muitas vezes você nem precisa ensinar o gato filhote a usar a caixinha corretamente, porque é algo que eles aprendem por instinto. O que pode acontecer às vezes é o animal se recusar a usar a caixa de areia porque ela está suja - e vamos combinar que ninguém merece usar um banheirinho sujo, né?!

Por esse motivo, é importante manter uma certa frequência de limpeza da caixinha. As limpezas superficiais - ou seja, retirada dos dejetos - devem acontecer preferencialmente todos os dias, e pelo menos uma vez por semana o tutor precisa limpar a caixa completamente com água e sabão. Com esses cuidados, seu gatinho não vai ter nenhum problema em usar o acessório.

Redação: Juliana Melo

Gato

O gato Bengal é selvagem, híbrido ou doméstico? Curiosidades sobre os instintos da raça que parece um leopardo

O gato Bengal é uma das raças mais exóticas que existem por uma razão simples: eles são bem parecidos visualmente com o leopardo, um...

Adote um animal

8 características do Sphynx, o gato sem pelo

A aparência única e charmosa do Sphynx gera muita curiosidade. Afinal, não é todo dia que a gente encontra um gato sem pelo por aí, ...

Adote um animal

8 características do Gato de Pelo Curto Inglês (British Shorthair)

Você conhece o gato de Pelo Curto Inglês? Esse é um felino bastante apreciado por gateiros no geral, principalmente por conta da sua...

Cuidados

Quantos anos vive um gato? 5 perguntas e respostas sobre a idade dos gatos

Uma pergunta que, mais cedo ou mais tarde, todo tutor faz é: quantos anos vive um gato? E a verdade é que se o pet receber todos os ...

Gato

O gato Bengal é selvagem, híbrido ou doméstico? Curiosidades sobre os instintos da raça que parece um leopardo

O gato Bengal é uma das raças mais exóticas que existem por uma razão simples: eles são bem parecidos visualmente com o leopardo, um...

Adote um animal

8 características do Sphynx, o gato sem pelo

A aparência única e charmosa do Sphynx gera muita curiosidade. Afinal, não é todo dia que a gente encontra um gato sem pelo por aí, ...

Adote um animal

Qual é o maior cachorro do mundo? Conheça 6 raças gigantes que batem recordes no quesito tamanho

Você já se perguntou qual é o maior cachorro do mundo? Existe uma grande variedade de raças com características físicas diferentes, ...

Cachorro

Qual o significado de sonhar com cachorro atacando?

O significado de sonhar com cachorro é muito variado. Não é possível dizer que isso sempre vai representar algo positivo ou negativo...

Ver todas