Gato

Caixa de areia para gatos: o guia definitivo sobre o acessório que é fundamental na criação de felinos

Publicado - 14 Agosto 2020 - 16h28

Atualizado - 30 Abril 2024 - 18h00

Adotar um gatinho é se comprometer a lidar com todas as necessidades do seu novo amigo de quatro patas, e isso inclui os cuidados com a higiene dele. A caixa de areia para gatos é um acessório indispensável na rotina dos felinos, e ela vai acompanhar todo o período em que ele estiver ao seu lado. Por isso, é essencial entender esse comportamento e saber como escolher a melhor caixa de areia para gatos, o tipo de areia mais adequado e até mesmo como ensinar o gato a usar o acessório. Se você tem qualquer dúvida sobre a caixa de areia de gato, chegou a hora de desvendar todas elas com este guia!

Areia de gato: por que os gatos têm o hábito de enterrar as próprias necessidades?

Essa é uma pergunta que provavelmente você já parou para se perguntar. Ao contrário do que muitos pensam, os gatos não enterram as fezes somente por uma questão de higiene. Na verdade, eles agem por puro instinto de sobrevivência mesmo: enterrar as fezes é uma tentativa de esconder o próprio cheiro e, assim, evitar que predadores e outros animais possam localizar o seu território. Ou seja, um hábito da vida selvagem que eles não perderam mesmo com a domesticação. Mas é claro que a higiene também conta, e é por isso que muitas vezes os bichanos se recusam a fazer as necessidades em uma caixa de areia suja - o odor dos detrimentos ali presentes incomoda o olfato dos gatos, sendo muito importante a limpeza do acessório regularmente.

Caixa de areia para gatos: entenda a importância do acessório na rotina dos felinos

Diferente dos cachorros, que veem qualquer lugar da casa como um possível “banheirinho” se não forem treinados, os felinos são mais criteriosos quando o assunto é fazer xixi e cocô. Como agem por instinto, eles procuram um ambiente adequado onde possam enterrar suas fezes e urina, e a caixa de areia para gatos é a alternativa ideal para isso. Portanto, antes de adotar um gatinho, é essencial ter o acessório em casa e deixar à disposição do animal.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Qual o melhor lugar para colocar a caixa de areia para gatos?

Comprou uma caixa de areia de gato, mas ainda não sabe onde colocá-la? Essa é uma dúvida muito comum para quem ainda é iniciante no mundo felino. A nossa dica é a seguinte: sempre procure locais de fácil acesso para os gatos, mas distantes dos potes de ração e de onde ele dorme. Além de ser mais higiênico, essa distância é importante porque o forte cheiro de urina e fezes pode acabar fazendo com o que o animal pare de se alimentar. Já a questão do acesso é necessário para garantir que o gatinho vai conseguir recorrer à caixa de areia sem nenhuma dificuldade, então nada de deixar em locais muito altos ou escondidos. Se isso acontecer, ele pode começar a fazer as necessidades em outros pontos da casa ou pode até mesmo prender o cocô e o xixi, aumentando a possibilidade de problemas de saúde.

Saiba quais são os diferentes modelos de caixa de areia de gato

• Caixa de areia para gatos aberta:

Esse é um dos modelos mais comuns e mais fáceis de ser encontrado no pet shop. Trata-se de uma caixa de areia de gato simples, com laterais em uma altura média e poucos detalhes e relevos. Geralmente, é recomendada para gatos filhotes por um simples motivo: como ela é baixinha, o animal consegue entrar e sair da caixa com mais facilidade. Dependendo do tamanho, também é possível que o gato continue fazendo uso dela na fase adulta.

• Caixa de areia para gatos aberta com as laterais mais altas:

Bastante parecida com o modelo anterior, essa é uma caixa de areia para gatos com um detalhe que faz toda a diferença: ela tem as laterais mais altas e, por isso, é a versão mais indicada para gatos adultos. Depois de grande, o felino consegue acessar o interior da caixa com mais facilidade e quando ele for “enterrar” as fezes, essa laterais maiores evitam que a areia seja jogada para fora do local.

• Caixa de areia para gatos fechada:

A versão da caixa de areia fechada para gatos é uma excelente opção para bichanos mais reservados e que gostam de ter um pouquinho mais de privacidade. Ela é bem parecida com uma caixa de transporte para pets: a única diferença é que não tem alça e nem porta. Mas, apesar de ser um modelo atraente, pode ser um pouquinho mais difícil de limpá-la. Se essa for a sua escolha, não esqueça de procurar uma caixa grande o suficiente para que o animal consiga entrar e sair com facilidade.

• Caixa de areia para gatos com peneira:

Uma alternativa que também costuma chamar bastante a atenção dos tutores é a caixa de areia de gato com peneira. É um modelo bastante prático quando o assunto é limpeza, já que ela vem com uma peneira no lugar onde se coloca a areia para o animal. Assim, na hora de limpar, tudo o que o tutor precisa fazer é desencaixar as duas partes do objeto para separar os grãos mais finos (que podem ser reutilizados) dos torrões de xixi e das fezes.

 

A caixa de areia de gato aberta com as laterais médias é um dos modelos mais popularesTambém tem a caixa de areia para gatos com as laterais mais altas, que é outra ótima opçãoA c aixa de areia para gatos fechada precisa ser grande o suficiente para comportar o animal

 

Então, qual é a melhor caixa de areia para gatos?

 

Antes de escolher a melhor caixa de areia, é preciso entender qual modelo vai realmente atender as necessidades do pet e também do tutor. Se você não tem muito tempo para gastar higienizando a caixa de areia regularmente, por exemplo, os modelos mais indicados são a caixa de areia para gatos fechada ou com peneira. Já se a limpeza não é um problema, as opções abertas podem servir bem. Além disso, o tamanho do gato e os hábitos que ele têm também contam muito nessas horas. Se o bichano ainda é filhote, a caixa aberta com laterais médias são as mais indicadas. Por outro lado, se ele for um adulto que sempre enterra o xixi e o cocô, as laterais da caixa de areia devem ser mais altas.

Caixa de areia: gato pode levar resíduos de sujeira para o resto da casa, mas o tapete higiênico ajuda nisso

Uma situação muito comum é que, quando o gato sai da caixa de areia, ele pode acabar levando resíduos de xixi, cocô e areia para outros cômodos da casa. Para evitar que a casa fique toda suja, uma boa ideia é investir em tapetes higiênicos específicos para gatos, que devem ser colocados ao redor da caixa de areia. Assim, sempre que o bichano terminar de fazer suas necessidades e voltar para dentro de casa, ele vai pisar no tapetinho e “limpar” as patinhas logo em seguida.

Areia de gato sílica, granulado de madeira ou de argila: qual a melhor opção?

A escolha da areia higiênica para gatos pode levantar algumas dúvidas, já que todo tutor quer dar o melhor para o seu amigo de quatro patas. Os principais materiais utilizados são o granulado de madeira, a areia para gato sílica e os granulados de argila ou que são feitos com a própria areia mesmo. Então, como definir qual a melhor areia para gatos? A seguir, te contamos as principais vantagens e desvantagens de cada opção.

• Granulado para gatos de argila ou areia:

A areia higiênica que grande parte dos tutores prefere é a tradicional, que pode ser feita com granulados de argila, areia e outros ingredientes não degradáveis. São materiais mais baratos e que podem ser encontrados com muita facilidade, mas que exigem certa atenção na hora do descarte. A areia higiênica para gatos com base de argila forma torrões ao entrar em contato com a urina do animal, facilitando a limpeza da caixinha. Já a com base de areia forma uma lama depois que o gato faz xixi e tende a sujar a pata dos bichanos, por isso é importante ter certo cuidado ao optar por ela.

• Granulado de madeira:

O granulado higiênico de madeira vem ganhando muitos adeptos porque é um material com ótimo custo-benefício e que, além de tudo, é biodegradável e sustentável. Ou seja, depois de usado, ele pode ser descartado sem trazer nenhum prejuízo ao meio ambiente. O granulado de madeira é feito com grãos pinus e possui uma alta absorção de líquidos. Desta forma, ao entrar em contato com a urina, a madeira se transforma num pó que pode ser facilmente coletado ou peneirado no momento da limpeza. Ou seja: a manutenção é bem prática, mesmo que exija mais frequência do que os outros tipos de areia. Além do mais, outra vantagem é durabilidade do produto, já que um pacote de 2kg pode render o mesmo que um pacote de 15kg de areia comum. 

• Areia para gato sílica: 

Apesar de ser um material mais caro do que os demais, a areia para gato sílica não deixa a desejar quando o assunto é praticidade. Com um alto poder de absorção de líquidos, esse tipo de areia pode ser usado por mais de duas semanas sem necessitar de qualquer substituição, e é uma ótima opção para tutores que precisam passar mais tempo fora de casa e não conseguem se dedicar tanto à limpeza das caixas. E se engana quem pensa que os bichanos deixam de utilizar a caixa de areia de gato só porque ela não foi higienizada: os cristais de sílica conseguem neutralizar os odores das fezes e urina do gato. Assim, os felinos não percebem que a areia não foi trocada e conseguem fazer suas necessidades normalmente no local. Por isso, apesar de ser mais cara, é um investimento a longo prazo, já que a areia não precisa ser trocada o tempo todo e rende por um período maior.

 

Gatinho filhote laranja dentro de caixa de areia olhando para câmera em cima dele

 

Veja como ensinar o gato a usar a caixa de areia com 5 passos simples

 

Para fazer seu gatinho começar a usar a caixa de areia é bem fácil, porque o instinto natural dele ajuda muito nesse aspecto. Então, é comum que desde pequenos os felinos procurem pelo lugar mais adequado para fazer suas necessidades e até enterrá-las. Mas para os bichanos que têm maior dificuldade, aqui vão algumas dicas:

1) Escolha o lugar mais adequado da casa para colocar a caixa de areia de gato. Como já foi dito, o ideal é que ela fique em lugares mais baixos e longe de onde o felino se alimenta e dorme.

2) Nas primeiras semanas do gato filhote, sempre leve-o para a caixa quando estiver próximo dele fazer xixi ou cocô. Geralmente isso acontece meia hora depois do bichano se alimentar ou logo que ele acorda de uma soneca.

3) Caso perceba o gato remexendo tapetes, almofadas e estofados, coloque-o imediatamente na caixa de areia. Ele pode estar com vontade de fazer suas necessidades e procurando outro lugar para se “aliviar”.

4) Abuse de elogios quando o gatinho usar a caixa de areia corretamente! Isso serve como um estímulo positivo para que ele continue utilizando-a sempre que sentir vontade.

5) Se o seu bichano errar, não o castigue! O nível de compreensão dos animais é diferente do nosso, e ele pode demorar um pouquinho mais de tempo até aprender onde é o lugar certo para fazer suas necessidades.

Quantas vezes por semana é preciso trocar a areia da caixa?

Essa é uma questão que vai depender exclusivamente do tipo de material utilizado. O granulado de madeira, por exemplo, precisa ser trocado regularmente, pois os grãos que viram pó tem que ser peneirados diariamente para evitar o mau cheiro e a sujeira no ambiente. O mesmo acontece com os granulados higiênicos de argila e areia, já que eles não conseguem reter o mau cheiro e isso pode acabar incomodando os felinos. Por outro lado, a areia sílica para gato é um material que inibe os odores e que não precisa ser trocada necessariamente todos os dias (podendo durar até duas semanas sem substituições). Mas o ideal é que, mesmo que ela seja mais resistente que as demais, ainda assim ela seja trocada pelo menos uma ou duas vezes na semana, se possível.

Como higienizar a caixa de areia de gato corretamente?

Antes de mais nada, você precisa ter o material certo em mãos: uma bacia grande, pá e saquinhos higiênicos. A bacia facilita bastante o processo de limpeza, basta passar toda a areia da caixa diretamente para ela. Assim, o tutor consegue visualizar e separar o que vai para o lixo ou não. Nessa separação, entra outro acessório fundamental: a pá para caixa de areia de gato. É ela que divide os blocos de xixi e cocô que precisam ser descartados da areia que ainda pode ser utilizada. Por último, mas não menos importante, tem os saquinhos higiênicos, que facilitam bastante o processo de limpezas mais profundas. Eles devem ser colocados por baixo da areia limpa, e na hora do descarte tudo que o tutor precisa fazer é dar um nó e jogar todo o material direto no lixo. A caixa de areia precisa ser lavada completamente pelo menos uma vez por semana com água e sabão.

Gato fazendo xixi e cocô fora da caixa de areia? Veja o que pode ser!

• A caixa de areia de gato pode estar mal localizada. Por isso, o gato pode estar se recusando a fazer as necessidades no lugar certo. Tente mudar a posição da caixinha para ver se esse pode ser o problema. 

• O gato pode estar com algum problema de saúde. Às vezes o bichano só não está mais fazendo xixi e cocô na caixa de areia porque está doentinho. Nesse caso, é importante levá-lo ao veterinário para se certificar de que está tudo bem.

• A caixa de areia pode estar suja. Os felinos são extremamente higiênicos e se a caixa de areia estiver suja, eles podem (e vão) se recusar a usar o banheirinho. Então, sempre limpe muito bem o local.

• Pode ser por causa de alguma mudança de areia ou da caixa. Se você mudou o tipo de areia ou a própria caixa do gatinho e ele parou de fazer as necessidades no local, é porque não deve ter se adaptado muito bem ao novo material. Gatos também têm suas preferências.

Redação: Juliana Melo

Raças

O menor gato do mundo é selvagem, praticamente cabe na palma da mão e tem a pelagem laranja

Quando pensamos no menor gato do mundo, é inevitável não considerar algumas raças de gato domésticas que são famosas pela baixa esta...

Cuidados

Plantei essa grama de gato e meus pets ficaram loucos: dá pra fazer com um ingrediente barato que você tem em casa

A grama de gato é uma plantinha cheia de benefícios e totalmente segura, cultivada especialmente para os bichanos. Além de deixar os...

Raças

Salmiak: possível nova raça de gato com pelos "grisalhos" é descoberta por cientistas

Cerca de 74 raças de gato são oficialmente reconhecidas pela TICA (The International Cat Association), um órgão que registra os pedi...

Saúde

Esses são os 6 sinais mais comuns de verme de gato: alguns passam despercebidos até se você for um tutor muito atento

Assim como o verme em cachorro filhote e adulto, um dos problemas mais preocupantes que podem afetar os bichanos é o verme de gato. ...

Adoção

Esses são os 210 nomes de cachorro macho mais famosos: encontre a melhor ideia para chamar o pet que acabou de adotar

Escolher um nome de cachorro macho nem sempre é fácil, já que a variedade de opções pode deixar muitos tutores perdidos. É possível ...

Raças

O menor gato do mundo é selvagem, praticamente cabe na palma da mão e tem a pelagem laranja

Quando pensamos no menor gato do mundo, é inevitável não considerar algumas raças de gato domésticas que são famosas pela baixa esta...

Raças

O cachorro mais popular de todos: saiba qual é a raça mais pesquisada no Brasil em 2024

As raças de cachorro mais populares geralmente incluem nomes como o Shih Tzu, Golden Retriever e Yorkshire. Mas sabia que tem um cão...

Cuidados

Plantei essa grama de gato e meus pets ficaram loucos: dá pra fazer com um ingrediente barato que você tem em casa

A grama de gato é uma plantinha cheia de benefícios e totalmente segura, cultivada especialmente para os bichanos. Além de deixar os...

Ver todas