Cuidados dos animais

Chip para cachorro: tudo o que você precisa saber

Publicado - 26 Outubro 2023 - 14h53

Atualizado - 11 Abril 2024 - 14h35

Laura Furtado / Redatora

Jornalista em formação pela Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói. Desde pequena, sempre tive um amor e carinho especial por todos os animais. Quando completei 6 anos, meus pais me presentearam com um cãozinho da raça Bichon Frisé que chamamos de Billy. Foi o dia mais feliz da minha vida, fiquei horas chorando sem acreditar que ele era meu. Billy viveu 14 anos com a gente, mas virou uma estrelinha em 2019 depois de uma história linda ao nosso lado.

Em 2019, ganhei da minha sogra uma Dachshund, o famoso salsichinha, e desde então minha vida voltou a fazer sentido. Pode parecer clichê, mas nada explica o sentimento de amor e carinho que ter um pet proporciona. Nós decidimos chamar ela de Teteia, e não poderia existir nome melhor pra descrever ela. Teteia significa moça atraente, e a minha Teteia salsicha é realmente a coisa mais linda do mundo, além de ser extremamente carinhosa, companheira e engraçada.

Em 2023, participei de uma entrevista e entrei para o time do Patas da Casa. Fiquei muito feliz, porque sempre tive afinidade e carinho pelos animais, e não há nada melhor do que escrever sobre coisas que a gente ama, né. Me identifiquei de cara com os valores do Patas e sempre considerei o projeto de suma importância para tutores que, assim como eu, buscam se informar para garantir o melhor para os pets. Desde então, cada dia tem sido um aprendizado, e sou muito feliz por fazer parte de um projeto tão especial quanto o Patas.

• Filme com animal preferido: “Marley e Eu”
• Uma raça de cachorro: Vira-lata
• Uma raça de gato: Siamês
• A curiosidade favorita sobre cachorros: Os cães de suporte emocional podem agir como 'terapeutas', ajudando pacientes com ansiedade, depressão, autismo e estresse pós-traumático
• A curiosidade favorita sobre gatos: Os gatinhos tem efeitos positivos na sáude mental e física dos humanos
• Sobre o que mais gosta de escrever no universo pet: Comportamento animal
• Um aprendizado: Adotar cachorro ou gato pode mudar a vida das pessoas e dos animais para melhores, trazendo muito amor e felicidade
• Nome de pet favorito: Larica

Perder um doguinho que se soltou da coleira ou escapou de casa é desesperador e um dos maiores medos dos tutores, mas a boa notícia é que existem algumas formas de diminuir esse risco, como o microchip para cachorro. Apesar de muitos já terem ouvido falar no chip para cachorro, ainda há muitas dúvidas acerca desse dispositivo e de como ele funciona. Pensando nisso, o Patas da Casa trouxe todas as informações que você precisa saber sobre o microchip, cachorro e sua aplicação. Confira!

Chip para cachorro: para que serve o dispositivo?

Não é incomum os tutores se perguntarem qual a função do chip no cachorro e ficarem na dúvida se vale a pena ou não investir no recurso. O chip rastreador para cachorro é um dispositivo de identificação eletrônico do tamanho de um grão de arroz que contém as principais informações do cão, como:

Qual a função do chip no cachorro?

O principal objetivo do microchip animal é reconhecer o pet, especialmente em casos de roubo ou perda, pois o dispositivo consegue identificar o peludo e facilitar a devolução do animal para o dono. Isso só é possível porque o aparelho possui um código numérico único que pode ser lido por leitores específicos, por meio de uma frequência de rádio baixa. Em outras palavras, o leitor escaneia o chip, reconhece o código e exibe todas as informações do peludo na tela do aparelho.

Imagem Quiz:Qual a personalidade dominante do seu cachorro?

Qual a personalidade dominante do seu cachorro?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Quais são os tipos de microchip animal? 

Embora muitos confundam o microchip com o GPS pet, existem dois tipos diferentes de chip de cachorro. O primeiro é o microchip em cachorro tradicional, que é implantado internamento no corpo do pet, com informações básicas do animal, incluindo o telefone de contato do responsável. Ele funciona como uma coleira com identificação, muito utilizada na hora de passear com cachorro. Porém, diferente das plaquinhas que podem se perder durante os passeios, o chip no cachorro não corre risco de se perder. 

Já o segundo tipo de chip possui a capacidade de rastrear o peludo via GPS, mas ele é usado externamente e não tem a mesma função do chip para cachorro. Ou seja, com esse microchip, cachorro pode ser encontrado com mais facilidade pelo tutor, porém, assim como as coleiras de identificação, nada garante que o animal não perca o dispositivo.

Essa segunda opção é mais eficiente em casos de roubo, pois o chip consegue determinar o local exato do pet em tempo real, e é uma excelente medida preventiva para casos de furto e roubos de animais, especialmente para  raças de cachorro mais visadas por criminosos, como o Shih Tzu, Spitz Alemão e o Pitbull. Porém, se o sequestrador jogar o rastreador fora, a localização do peludo vai ficar comprometida.

chip para cachorro com gps
O chip para cachorro tradicional é diferente do  chip para cachorro com gps

Como o microchip animal é implantado? 

Se você está preocupado com a implantação do chip no cachorro, pode ficar tranquilo, pois esse é um processo bem tranquilo que dura segundos e nem precisa de anestesia. Muito parecido com a aplicação da vacina para cachorro, o veterinário — único capacitado para implantar o dispositivo — utiliza uma seringa que contém uma agulha um pouco mais grossa do que a normal para introduzir o chip no corpo do cachorro.

Para facilitar a identificação do animal e o processo de microchipagem, cachorro recebe o implante na altura da nuca, entre as escápulas. Além disso, o chip é subcutâneo, ou seja, fica abaixo da primeira camada da pele do animal.

A colocação do chip em cachorro é um pouco desconfortável para o pet, mas assim como as vacinas, é um cuidado fundamental que vai garantir mais segurança para o peludo. Hoje, já existem microchips com o diâmetro menor para garantir mais conforto para o doguinho durante a aplicação, o nano chip. Mas quando é recomendado levar o pet para implantar o chip? Cachorro filhote com mais de 2 meses já está liberado para passar pelo procedimento. 

Microchip cachorro: vantagens e desvantagens do dispositivo

Já deu para perceber que existem vários pontos positivos do microchip em cachorro, né? Mas para facilitar a decisão se vale ou não a pena investir nesse dispositivo, compare abaixo as vantagens e desvantagens de colocar o chip no cachorro.

Vantagens do microchip animal

Desvantagens do microchip animal

  • Desconforto para o pet
  • O tutor precisa cadastrar o pet em todos os bancos de dados (ex: Sisbicho)

Qual o valor de um chip para cachorro?

O preço do chip para cachorro vai depender de alguns fatores, como a região onde você mora e a clínica veterinária que realizará o procedimento. Portanto, para obter um valor preciso e decidir qual a melhor opção se enquadra na sua realidade e orçamento, o ideal é entrar em contato com clínicas veterinárias ou ONGs e organizações que realizam esse serviço. 

Se você optar pelo microchip para cachorro tradicional, a faixa de preço varia entre R$90 a R$130. E quanto custa um chip para cachorro com gps? Preço pode ser um pouco maior dependendo da marca e também devido a sua funcionalidade de rastreamento, e pode chegar a R$200, mas é preciso lembrar que o chip para cachorro com GPS não é aplicado internamente no animal, e sim na coleira. 

Além disso, vale lembrar que em alguns lugares do Brasil, como no Rio de Janeiro, a Prefeitura em parceria com o Instituto Municipal de Vigilância Sanitária, Vigilância de Zoonoses e Inspeção Agropecuária, oferece o serviço de microchipagem gratuitamente em algumas épocas do ano, assim como a vacinação contra raiva.

O Sisbicho, plataforma online criada pela Prefeitura do Rio para possibilitar o Registro Geral de Animais, também oferece cirurgias de castração de cachorro gratuitamente, além da microchipagem mediante agendamento. 

chip para cachorro
Como rastrear o chip do meu cachorro? O veterinário usa um leitor específico para a função

Como rastrear o chip do meu cachorro?

Infelizmente não é possível rastrear o chip para cachorro tradicional, apenas o chip com GPS, conhecido como rastreador pet, que é capaz de rastrear o peludo em tempo real através de um aplicativo de telefone. Basta colocar o chip GPS na coleira, fazer o download do aplicativo e emparelhar as informações. O ponto negativo desses rastreadores é que o GPS pode ter limitações de cobertura e os tutores precisam pagar assinatura de serviços de monitoração.
 
Já com o chip para cachorro implantado internamente, só é possível identificar o tutor do cachorro levando o animal para uma clínica veterinária que contenha leitores específicos. A partir dessa leitura, o veterinário é capaz de acessar a ficha de cadastro do cachorro inserido em um banco de dados na internet. 

É obrigatório pôr chip no cachorro? 

Os municípios do Rio de Janeiro e de São Paulo estabeleceram a obrigatoriedade de incluir cães e gatos no Cadastro Geral de Animais (CGA), por meio do chip, o que significa que, para os moradores dessas grandes capitais, é obrigatório por chip no cachorro. Para incentivar a população a levar os animais de estimação para a microchipagem, as prefeituras têm realizado campanhas de implantação de microchips gratuitamente ao longo do ano. Por isso, se você é de alguma dessas cidades, não perca tempo e cadastre o seu cãozinho. 

Em alguns países, o chip para cachorro é obrigatório 

Em vários países da Europa, assim como todos da União Europeia, Hong Kong, Israel, Cingapura, Uruguai e Japão, o chip para cachorro é uma obrigatoriedade. Ou seja, se você pretende viajar com cachorro de avião para algum desses países, é hora de providenciar a implantação do chip. Nessas regiões, além do chip ser uma medida de segurança, é uma exigência que visa um controle sanitário do país, com o intuito de acabar com o abandono de pets. A Holanda, por exemplo, foi o primeiro país do Mundo a  não ter mais cachorros de rua, graças a um programa do governo que fazia o resgate do cachorro, castrava, implantava o microchip e encaminhava para a adoção animal

Adote um animal

Nomes para cachorro com a letra A: mais de 100 ideias para nomear o seu pet

Pesquisar e selecionar nomes para cachorro para o mais novo integrante da família é uma das partes mais divertidas do processo de ad...

Adote um animal

Maltês: 12 coisas que você precisa saber antes de ter um

Se você está em busca de um cachorro fofo e cheio de personalidade, o Maltês talvez seja a escolha perfeita. Esperto, dócil e brinca...

Adote um animal

Fiapo de manga: a nova "raça" de cachorro vira-lata que tem feito sucesso na internet

Há quem diga que vira-lata caramelo representa mais o Brasil do que samba e futebol - não à toa que existem propostas de lei para el...

Cuidados

Areia de mandioca para gatos: veterinária destrincha tudo sobre a areia do momento, benefícios e indicações

De um tempo para cá, a procura pela areia de mandioca para gatos cresceu consideravelmente. Devido a esse movimento dos consumidores...

Gato

Os melhores gatos para famílias com crianças: veja a lista com as 10 raças mais indicadas

Quando se trata de escolher um bichano para as crianças, algumas raças de gato se destacam por serem os companheiros ideais. Com per...

Comportamento

Tem um gato arranhando o sofá? Cientistas identificaram as causas desse comportamento e mostram como fazer o pet parar

Conviver com um gato arranhando o sofá é um problema que vários tutores têm dificuldade de corrigir. Apesar de ser um instinto nato ...

Adote um animal

Nomes para cachorro com a letra A: mais de 100 ideias para nomear o seu pet

Pesquisar e selecionar nomes para cachorro para o mais novo integrante da família é uma das partes mais divertidas do processo de ad...

Adote um animal

Maltês: 12 coisas que você precisa saber antes de ter um

Se você está em busca de um cachorro fofo e cheio de personalidade, o Maltês talvez seja a escolha perfeita. Esperto, dócil e brinca...

Ver todas