Cuidados dos animais

Cachorro de rua: o que fazer ao resgatar um animal abandonado?

Publicado - 14 Setembro 2021 - 18h00

Atualizado - 14 Maio 2024 - 19h46

Ver um cachorro de rua precisando de ajuda sempre é uma situação bem delicada. No caso de um cachorro machucado ou em situação de maus-tratos, por exemplo, pode ser necessário fazer o resgate do animal. Mas qual o manejo correto de um cachorro que está sentindo dor ou que tem medo? E se o cachorro aparentar ter dono e está perdido? Como cuidar de um cachorro abandonado após o resgate? Todos esses cenários demandam um cuidado especial da parte da pessoa que está fazendo o resgate. O Patas da Casa reuniu algumas dicas importantes para colocar em prática na hora de resgatar um cachorro de rua.

Como resgatar cachorro na rua?

Mesmo que a sensibilidade fale alto, muitas pessoas acabam não fazendo o resgate de animais abandonados por não saberem como se aproximar do cachorro. É preciso levar em conta que a maioria dos cachorros de rua já passou por situações de maus tratos. Por conta disso, é comum que a aproximação com o animal seja mais difícil. O primeiro contato requer muita paciência e precisa ser feito da forma mais tranquila possível. Oferecer petiscos e outros alimentos é uma boa forma de chamar a atenção do animal e ganhar sua confiança. Jamais chegue já pegando no cachorro! Se aproxime lentamente e deixe que o cachorro cheire o dorso da sua mão (sempre deixando a palma da mão virada para você). Depois de te cheirar, se o cachorro se mostrar receptivo ao contato aí sim pode fazer um carinho. 

Na hora de pegar o animal, existem alguns cuidados que você deve tomar. O cachorro na rua fica propício a uma série de doenças, que muitas vezes podem ser transmissível para humanos. Por isso, por uma questão de segurança, é recomendado que na hora do resgate de animais sejam usados luvas ou um pedaço de tecido para manejar o pet. Esse cuidado também pode ajudar caso o animal fique agressivo e tente morder você. Tenha sempre muita atenção nesse momento.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Se o animal estiver machucado, a aproximação também deve ser mais cautelosa ainda, já que a dor pode fazer com que o cachorro fique agressivo. É importante, ainda, ter bastante cuidado no manejo do pet até a chegada no veterinário. Use toalhas ou uma manta para envolver o cachorro e não deixe que ele se mexa muito, principalmente em casos de atropelamento. 

 

Cachorrinho filhote preto recebendo mamadeira com leite de pessoa na rua

 

Cachorro de rua: como cuidar de um animal recém-resgatado?

A primeira coisa a se fazer quando o cãozinho é resgatado é levá-lo ao veterinário. Mesmo que o pet não esteja aparentemente ferido, o checkup é essencial para verificar se ele tem alguma doença. Inclusive, a visita a consulta ao profissional deve ser feita antes mesmo de levar o animal para casa. Mesmo após a consulta, ainda é importante deixar o animal em observação até ele completar o protocolo de vacinação. Ah, e isso é um ponto que precisa de atenção: como não dá para saber o histórico de saúde de um animal de rua, o recomendado é que ele tome todas as vacinas como se fosse a primeira vez. Ou seja, ele deve tomar as três doses da vacina V10 e a antirrábica. Assim como os filhotes, ele só pode sair na rua depois que completar o calendário de imunizações.

Se você tiver outros pets em casa, não deixe o cachorro resgatado junto com eles até que receba a confirmação de que ele está saudável e livre de doenças. Dessa forma, você evita que o doguinho transmita algum problema para seus doguinhos. Por conta das possíveis doenças, também é recomendado que os acessórios, como potinhos de ração e água, camas e coleiras, não sejam divididos com os outros animais da casa.

É hora de encontrar um lar definitivo para o cachorro resgatado. O que fazer?

Normalmente o cachorro resgatado fica em um lar temporário caso precise seguir algum tratamento ou até encontrar um tutor disposto a levá-lo para casa. Caso você mesmo não possa adotar o cachorro, é bom pensar logo em encontrar um adotante. As redes sociais tem sido o lugar mais fácil de divulgar e doar um pet. Por isso, publique fotos e todas as informações do cachorro no seu feed, em grupos de animais e até mesmo naquele grupo do seu bairro no facebook. Você também pode divulgar entre amigos, o que pode gerar uma rede de compartilhamento até encontrar alguém que queira adotar o cãozinho.

A internet também é uma boa forma para arrecadar doações para o tratamento do cachorro, caso ele precise. É importante descrever todos os custos, apresentando notas fiscais, e explicar detalhadamente a situação do animal. Caso não encontre um tutor responsável para adotar o pet, vale a pena pesquisar e entrar em contato com as ONGs da sua cidade. O mais importante de tudo é se certificar que o animal seja acolhido por alguém com responsabilidade e que plenas condições de cuidar do doguinho com carinho. 

Esse tipo de divulgação é muito importante também para saber se o pet é um animal que se perdeu de sua família humana. Caso ele esteja sendo procurado, algum tutor pode ver a publicação e entrar em contato com você.

Redação: Hyago Bandeira

Comportamento

"Dinofauro" da vida real: cadela com mandíbula curta reproduz meme e ganha o coração da internet

Você se lembra do meme do dinofauro, aquele dinossauro de brinquedo azul com problema de dicção que ficou super conhecido no Faceboo...

Comportamento

Mulher vai abastecer o carro e se depara com a cena mais linda do mundo envolvendo frentista e vira-lata caramelo

Existem vários motivos para adotar um vira-lata caramelo. Um deles é porque esses cãezinhos se destacam bastante pelo carisma e doçu...

Comportamento

Vira-lata caramelo invade casamento e rouba a cena no momento da entrada da noiva

Os vira-latas têm um lugar especial no coração dos brasileiros. Quando o assunto é um vira-lata caramelo, então, há quem diga que es...

Alimentação

7 alimentos que cachorro não pode comer de jeito nenhum - o último é o pior deles

Existe uma longa lista de alimentos que cachorro não pode comer. Por mais que os cãozinhos sejam membros oficiais da família e prese...

Comportamento

"Dinofauro" da vida real: cadela com mandíbula curta reproduz meme e ganha o coração da internet

Você se lembra do meme do dinofauro, aquele dinossauro de brinquedo azul com problema de dicção que ficou super conhecido no Faceboo...

Comportamento

Mulher vai abastecer o carro e se depara com a cena mais linda do mundo envolvendo frentista e vira-lata caramelo

Existem vários motivos para adotar um vira-lata caramelo. Um deles é porque esses cãezinhos se destacam bastante pelo carisma e doçu...

Gato

As 8 raças de gatos mais brincalhonas e que não dispensam uma boa diversão

Há quem acredite que os felinos não são fãs de brincadeiras devido a natureza sutil e independente da espécie, mas essa afirmação nã...

Gato

Tutora registra o crescimento de filhote de Maine Coon laranja até ele virar um gato gigante

Quando o assunto é gato gigante, o Maine Coon é uma das raças de mais destaque. O gato Maine Coon é considerado a maior raça do mund...

Ver todas