Adoção animal

Abandono de pets aumenta durante as férias e festas de fim de ano. Veja o que você pode fazer!

Publicado - 16 Dezembro 2022 - 14h10

Atualizado - 26 Maio 2024 - 20h05

A grande quantidade de gatos e cachorros de rua mostra como o abandono de animal é um problema muito sério em todo o mundo. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil tem cerca de 30 milhões de cães e gatos abandonados que passaram a viver sozinhos. Grande parte desse abandono de cachorro e gato acontece no fim do ano. A Associação Brasileira da Indústria de Produtores para Animais de Estimação (ABINPET) constatou que o número de animais abandonados no Brasil nessa época do ano chega a ser de 4 milhões. Essa triste estatística levou, inclusive, ao surgimento de campanhas como o "Dezembro Verde", que busca conscientizar as pessoas sobre os maus tratos e abandono de animais nesse período.

Independentemente do motivo que leva a essa prática, o abandono de animais é crime e precisa ser combatido. Mas afinal, o que nós podemos fazer? O Patas da Casa te explica o que leva ao abandono de cachorro e gato nas férias e festas de fim de ano e te explica como você pode ajudar a reduzir esse problema grave. Confira!

Por que o abandono de cachorro e gato cresce tanto no fim de ano?

No mês de dezembro, o abandono de animais cresce consideravelmente. Existem alguns fatores que explicam esse triste acontecimento. Por causa das férias escolares e das festas de fim de ano, muitas pessoas aproveitam essa época do ano para viajar. O problema é que nem sempre é possível levar o pet junto em determinadas viagens. Como resultado, cães e gatos são deixados de lado. O desemprego (que pode aumentar nessa época do ano) e o fato de muitas pessoas aproveitarem esse período para realizar mudanças de casa também são fatores que contribuem para o abandono.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

A consequência dessas situações são cães e gatos colocados para fora de casa, já que sua presença acaba "atrapalhando". Vale ressaltar que o abandono de animal também pode acontecer dentro do próprio lar. O abandono domiciliar acontece quando o pet fica trancado em casa sem receber os cuidados básicos, como ração e água. O animal pode até ter um lar, mas segue abandonado do mesmo jeito.

Lei abandono de animais: entenda o que diz a legislação

Além de ser cruel e muito triste, o abandono de animais é crime. Assim como no caso de maus-tratos, quem abandona cachorro ou gato precisa responder judicialmente e cumprir a pena determinada pela lei. Abandono de animais é crime de acordo com a Lei 9.605/98. Ela afirma que a pena para pessoas que cometem esse crime é de dois a cinco anos de reclusão, além da perda da guarda do animal. A pena ainda pode ser aumentada caso haja a morte do cão ou gato abandonado. Portanto, sempre se lembre: abandono de cachorro é crime, assim como o abandono de gato, e quem realiza esses atos deve ser punido de acordo com a lei.

 

Cãozinho preto e branco deitado no chão
O abandono de animal é crime e quem o comete pode pegar até cinco anos de reclusão

 

O que fazer ao sair de férias?

O fato de querer sair de férias no fim de ano não é motivo para o abandono de animais. Lei está aí para provar como essa prática é abominável e jamais deve ser realizada. Existem inúmeras soluções para quem tem um animal de estimação conseguir viajar sem problemas. Antes de tudo, verifique a possibilidade de viajar com cachorro ou gato. Caso não seja possível, chame um parente ou amigo de confiança para cuidar do animal na sua ausência. Ele será responsável por dar comida e água, cuidar da higiene e fazer companhia. Por fim, existem ainda hotéis pet friendly e serviços de pet sitter. Esses serviços são especializados em manter o animal de estimação bem cuidado e protegido até a volta do tutor. 

Abandono de animal: saiba o que você pode fazer ao se deparar com um pet abandonado

Infelizmente, não é tão incomum encontrar cães e gatos abandonados, principalmente no fim de ano. Mas o que fazer ao se deparar com um caso de abandono de animais? Lei precisa ser aplicada, então não hesite em denunciar a pessoa que abandonou o pet. Se o seu vizinho saiu de férias mas você ainda ouve o animal em casa choramingando e sem receber visitas de conhecidos, desconfie imediatamente. Já se você encontrar um cachorro ou gato abandonado na rua e não sabe quem foi o responsável por esse ato cruel, também é possível fazer a sua parte. O primeiro passo para o resgate de cachorro abandonado ou gato abandonado é chegar com calma no animal para evitar que ele se assuste. Esse primeiro contato requer paciência. O ideal é deixar que o pet cheire o dorso de sua mão antes de pegá-lo. 

O cachorro ou gato abandonado pode portar doenças que não conhecemos. Por isso, o ideal é usar uma luva ou qualquer tecido (como uma camiseta) para pegar o pet, sempre atento a possíveis machucados. Depois de realizar essa aproximação, leve o gato ou cachorro abandonado a um veterinário. Lá, o médico vai realizar exames, identificar se está tudo bem com sua saúde, oferecer os cuidados necessários e até mesmo dar vacina para cachorro ou gato. 

Adote um animal! A adoção salva a vida do animal e melhora a de qualquer pessoa

Depois de realizar o resgate de cachorro abandonado ou de gatinho abandonado e oferecer todos os cuidados médicos ao animal, é importante que o pet encontre um lar. Uma das possibilidades é levar o animal para ONGs. Porém, é preciso levar em conta que muitos abrigos de animais nessa época do ano estão em superlotação e não conseguem os recursos necessários para fornecer a melhor qualidade de vida aos animais. Por isso, a adoção do cachorro ou gato abandonado é sempre a melhor solução. O animal adotado vai ganhar um lar para chamar de seu, onde receberá todo o conforto necessário e os cuidados essenciais à vida. Além disso tudo, ganhará muito amor da nova família. 

A adoção de cachorro ou gato também traz muitos benefícios ao tutor, que passará a ter um melhor amigo e uma companhia prazerosa para todas as horas. Com a adoção, tanto o animal de estimação quanto o tutor recebem muito amor! Caso você realmente não possa adotar cachorro ou gato no momento, a dica é procurar amigos e parentes próximos que tenham interesse. Anunciar nas redes sociais também é uma ótima ideia para encontrar pessoas de confiança, que você sabe que vão adotar o animal e tratá-lo com todo o amor e carinho que merece. Afinal, o melhor presente de Natal para um cachorro ou gato abandonado é, sem dúvidas, um lar repleto de amor. 

Redação: Maria Luísa Pimenta

Edição: Mariana Fernandes

 

Gato

Gato solta pum? Descubra se é normal os felinos terem gases ou não e o que fazer

Você já se perguntou se o gato solta pum igual os humanos? Por mais estranho que pareça, essa é uma dúvida que pode surgir quando se...

Cachorro

Como medir cachorro para comprar coleira, roupas, camas e outros acessórios: veja o guia e nunca mais erre!

Saber como medir cachorro corretamente pode ajudar você na hora de comprar diversos acessórios para o seu pet. Coleira para cachorro...

Gato

Gato se lambendo muito: esses são os motivos mais comuns para a lambedura excessiva, segundo os especialistas

É muito comum ver um gato se lambendo no dia a dia para se limpar. Isso faz parte da rotina de higiene deles. A língua desses animai...

Cuidados

Como fazer o gato beber mais água: essas são as 6 dicas dadas por um veterinário para aumentar a hidratação do pet

Saber como fazer o gato beber água é uma das grandes preocupações entre os tutores. Isso porque é da natureza dos felinos não se hid...

Gato

Gato solta pum? Descubra se é normal os felinos terem gases ou não e o que fazer

Você já se perguntou se o gato solta pum igual os humanos? Por mais estranho que pareça, essa é uma dúvida que pode surgir quando se...

Cachorro

Como medir cachorro para comprar coleira, roupas, camas e outros acessórios: veja o guia e nunca mais erre!

Saber como medir cachorro corretamente pode ajudar você na hora de comprar diversos acessórios para o seu pet. Coleira para cachorro...

Gato

Gato se lambendo muito: esses são os motivos mais comuns para a lambedura excessiva, segundo os especialistas

É muito comum ver um gato se lambendo no dia a dia para se limpar. Isso faz parte da rotina de higiene deles. A língua desses animai...

Cuidados

Como fazer o gato beber mais água: essas são as 6 dicas dadas por um veterinário para aumentar a hidratação do pet

Saber como fazer o gato beber água é uma das grandes preocupações entre os tutores. Isso porque é da natureza dos felinos não se hid...

Ver todas