close
Saúde

Caudectomia: entenda o procedimento e os perigos de cortar o rabo do cachorro

Atualizado · 09 de junho de 2020 · 16h39

Publicado · 03/04/2020 · 15h17

Descubra o que é caudectomia e os riscos que isso pode trazer para o seu cachorro
Descubra o que é caudectomia e os riscos que isso pode trazer para o seu cachorro

Você já ouviu falar em caudectomia? O nome complicado nada mais é que o procedimento feito para cortar o rabo de cachorros. Por questões estéticas, virou um costume cortar a cauda de cães de algumas raças (assim como as orelhas, procedimento conhecido como conchectomia). Hoje em dia a amputação do rabo é uma atividade proibida no Brasil, considerada um crime ambiental previsto por Lei. Isso porque a caudectomia não é tão simples quanto parece: a cirurgia pode trazer sérias complicações para o animal, tanto físicas quanto comportamentais. Ainda assim, muitas pessoas ficam em dúvida sobre o assunto. Será que existem outras razões, além da estética, para cortar o rabo de cachorro? Qual o impacto na saúde do cachorro? O animal perde alguma "habilidade" depois do corte? Para acabar com esses questionamentos de uma vez por todas, o Patas da Casa conta tudo o que você precisa saber sobre a caudectomia. Confira!

De onde surgiu que cortar o rabo do cachorro era uma "boa" ideia?

Muito tempo atrás, algumas raças começaram a ter seus rabos e orelhas cortados e isso perdura até hoje em alguns lugares do mundo. Na época, acreditava-se que o procedimento deixaria o animal mais ágil ou limitaria os riscos de feridas durante a caça. Obviamente, isso não é verdade, mas demorou para que a sociedade percebesse o quanto o procedimento tratava-se mais de uma crueldade do que qualquer outra coisa. Mesmo assim, algumas raças ainda carregam esse estigma de que precisam ter o rabo ou a orelha cortada para entrarem em um determinado "padrão".

Hoje, a principal razão para a busca da caudectomia em cães é a estética mesmo. Além disso, algumas pessoas também acreditam que isso pode trazer mais bem-estar para o animal. Pelo contrário, a caudectomia traz riscos de saúde e desconforto para o seu cão - para completar, o animal perde uma das suas mais poderosas ferramentas de linguagem corporal.

Quais são as raças que costumam passar pela caudectomia?

Algumas raças são mais conhecidas por, tradicionalmente, serem submetidas à caudectomia. Cães que costumam ser usados como cão de guarda, como o Boxer, Dogue Alemão, Pitbull, Doberman e Rottweiler, muitas vezes têm seus rabos cortados para passar uma imagem mais imponente e não ter distrações quando estiverem na posição de guarda. Outras raças consideradas de companhia, como Poodle, Cocker Spaniel e Schnauzer, também sofriam com o procedimento por pura estética. 

Qual raça de gato você é?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

O que você mais gosta de fazer nos momentos de lazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Se você pudesse se descrever com uma palavra, quais das opções a seguir escolheria?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Alguém te chamou para sair para um lugar inusitado, o que você pensa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica depois de dormir pouco na noite anterior?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você viajou e se perdeu em uma cidade que não conhece muito: o que passa pela sua cabeça?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Quais dessas características você procuraria em um pet?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

O que seus amigos próximos pensam sobre você?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você gosta de curtir as férias?

Question Header Background

Sua personalidade aventureira combina com o Bobtail Japonês! Você é divertido assim como o gato Siamês! Sua personalidade ranzinza combina com o gato Maine Coon! Você é preguiçoso como um gatinho Persa!
    O Schnauzer é outra raça que, muitas vezes, tem o rabo cortado
    O Schnauzer é outra raça que, muitas vezes, tem o rabo cortado
    Aqui temos um Schnauzer podendo expressar toda a sua alegria com a cauda
    Aqui temos um Schnauzer podendo expressar toda a sua alegria com a cauda
    O Doberman costuma ter orelhas e rabo cortados
    O Doberman costuma ter orelhas e rabo cortados
    Naturalmente, o Doberman tem o rabo longo e as orelhas caídas
    Naturalmente, o Doberman tem o rabo longo e as orelhas caídas
    O Schnauzer é outra raça que, muitas vezes, tem o rabo cortado
    Aqui temos um Schnauzer podendo expressar toda a sua alegria com a cauda
    O Doberman costuma ter orelhas e rabo cortados
    Naturalmente, o Doberman tem o rabo longo e as orelhas caídas

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Quais são os riscos de cortar o rabo de cachorro?

    A caudectomia é permitida e indicada apenas por motivos de saúde, como tratamento de algum tumor ou por causa de alguma lesão grave na região. Em todos os casos, o procedimento só é feito quando não há outras alternativas para preservar o bem-estar do animal - e precisa ser realizado por um médico veterinário. 

    A amputação não se trata de um simples corte: a caudectomia impacta uma série de estruturas, como vasos sanguíneos, nervos, tecidos e pele. Além disso, a cauda dos cães é a continuação da espinha vertebral e o corte pode prejudicar seriamente a movimentação do animal - além de comprometer o desenvolvimento quando feito em filhotes. As chamadas vértebras caudais também são fundamentais para o equilíbrio natural dos cachorros. 

    Normalmente, o procedimento é realizado nos primeiros dias de vida do cachorro. Em todos os casos, a cirurgia provoca muita dor, sangramentos e desconforto no pós-operatório. Como todo procedimento cirúrgico, a caudectomia pode trazer sérios riscos para o seu animal no período de cicatrização, como feridas abertas e infecções generalizadas. 

    Rabo de cachorro é uma das principais formas do animal se comunicar com o mundo

    Quem tem um cachorro em casa sabe que ele usa o rabo para se comunicar em várias situações: alegria, medo, obediência, tristeza, entre outros. A cauda é uma das mais importantes ferramentas de linguagem canina, tanto com humanos quanto com outros animais. Cortar o rabo do cachorro significa acabar com essa habilidade dele. 

    O que diz a legislação sobre cortar o rabo do cachorro?

    Quando acontece apenas por questões estéticas, é proibido fazer caudectomia em cães - a lei nº 9.605, de 1998, assegura isso. Essa lei transformou em crime ambiental qualquer amputação em animais que aconteça puramente por preferência estética. Ou seja, esse tipo de procedimento é considerado maus tratos animais.

    Assim como a caudectomia, a conchectomia, corte das orelhas, também está prevista na legislação. Em 2008, o Conselho Federal de Medicina Veterinária também proibiu esse tipo de procedimento . O corte de orelhas e rabo de cachorro passou a ser permitido apenas em casos necessários para a saúde do animal, quando há um tumor ou em caso de acidente.

    Redação: Gabrielle Nunes

    Pancreatite canina: como é a recuperação da doença?

    Próxima matéria

    Pancreatite canina: como é a recuperação da doença?

    Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão
    Cuidados

    Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão

    Os cães são animais que, na maior parte do tempo, não gostam de ficar sozinhos - afinal, antes de serem domesticados, eles viviam livres em matilhas. Com a vida urbana, muitos cães acabam não recebendo os estímulos adequados para gastar energia e socializar com outros animais e pessoas. Para auxiliar a vida do tutor, que nem sempre consegue estar perto de seu pet durante o dia, existem muitas alternativas. Uma delas é a creche para cachorro: uma acomodação diária em que você pode deixar seu amigo em um lugar totalmente adaptado para cães.

    Diabetes em gatos: entenda os perigos e como prevenir a doença!
    Saúde

    Diabetes em gatos: entenda os perigos e como prevenir a doença!

    A diabetes é muito comum entre os humanos, mas você sabia que os felinos também podem sofrer com a doença? A diabetes em gatos é uma doença grave e capaz de atrapalhar a qualidade de vida do felino em vários níveis se não for tratada corretamente. A patologia requer acompanhamento médico, tratamento constante e, muitas vezes, aplicação de insulina diariamente. É um caso específico de endocrinologia, que requer atenção para não prejudicar mais ainda a saúde do animal, principalmente se ele for um gato obeso. Para tirar todas as dúvidas sobre o assunto e aprender a cuidar de gato com a doença, nós conversamos com o médico veterinário Rafael Cunha, do Rio de Janeiro!

    Quais os benefícios e perigos do osso para cachorro?
    Brinquedos

    Quais os benefícios e perigos do osso para cachorro?

    O osso para cachorro é um dos símbolos mais associados ao melhor amigo do homem. É um dos poucos itens que um cão pode morder sem que o tutor tenha que chamar a sua atenção. Além do propósito de divertir, o osso para cachorro é um recurso eficaz no processo de mastigação, além de amenizar o lado destrutivo de alguns cães. Mas afinal, qual osso dar para cachorro? Confira!

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos
    Ração

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos

    Os cachorros têm fama de serem comilões e, na maioria dos casos, eles não abrem mão das refeições - seja a ração ou um snack. Todo dono de cachorro, provavelmente, já passou pela situação de estar comendo enquanto o amigo de quatro patas fica pedindo um pedaço do lanche. Mas, e quando o apetite do seu cachorro parece desaparecer, você sabe o que fazer?

    Ver Todas >

    Dente de gato: como preservar a saúde bucal do seu felino?
    Saúde animal

    Dente de gato: como preservar a saúde bucal do seu felino?

    A pasta e a escova de dente para gatos são os principais aliados para a boa higiene bucal dos felinos. Escovar os dentes do gato evita doenças, previne o mau hálito e preserva os dentinhos. Seja quando o gato troca de dente ou quando já é um bichano idoso, a dentição felina requer cuidados especiais em todas as fases da vida. Saber como escovar os dentes do gato corretamente é o primeiro passo para garantir a higiene bucal, além de uma alimentação balanceada. 

    Giárdia canina: como funciona a vacina contra a doença?
    Saúde animal

    Giárdia canina: como funciona a vacina contra a doença?

    A giárdia canina é uma doença infecciosa causada por um protozoário que pode acometer cães, gatos e seres humanos. Essa zoonose ocorre quando o cachorro ingere cistos do protozoário, que podem estar presentes na água e alimentos. Além disso, como os cachorrinhos são animais que usam a boca para diversas funcionalidades, é possível que o pet colete o parasita lambendo um brinquedo, bebendo água de uma poça ou mastigando algum objeto. Ficar de olho em como prevenir a doença é muito importante, visto que a giárdia em cães é transmitida para outros animais com facilidade. 

    Sarna em gatos: o que é e o que fazer?
    Saúde animal

    Sarna em gatos: o que é e o que fazer?

    A sarna em gatos é um dos problemas de pele mais comuns que podem afetar o bichano. Causada por ácaros que ficam na pelagem dos felinos, a doença também pode acometer cachorros e até mesmo humanos. O gato com sarna sofre bastante com coceiras e problemas na pele. Felizmente, existe tratamento de sarna em gatos capaz de eliminar os parasitas e garantir conforto ao peludo. 

    Tosse de cachorro: o que pode ser?
    Saúde animal

    Tosse de cachorro: o que pode ser?

    O cachorro com tosse é algo que pode assustar muitos tutores, principalmente quando acontece de forma recorrente e não tem um motivo aparente. O sintoma indica algum incômodo no sistema respiratório canino e pode estar associado a diferentes causas que variam desde problemas mais simples, como um engasgo na hora de comer, até algo mais sério, como doenças cardíacas e vermes pulmonares.

    Ver Todas >