Saúde

Caudectomia: entenda o procedimento e os perigos de cortar o rabo do cachorro

Descubra o que é caudectomia e os riscos que isso pode trazer para o seu cachorro
Descubra o que é caudectomia e os riscos que isso pode trazer para o seu cachorro

Você já ouviu falar em caudectomia? O nome complicado nada mais é que o procedimento feito para cortar o rabo de cachorros. Por questões estéticas, virou um costume cortar a cauda de cães de algumas raças (assim como as orelhas, procedimento conhecido como conchectomia). Hoje em dia a amputação do rabo é uma atividade proibida no Brasil, considerada um crime ambiental previsto por Lei. Isso porque a caudectomia não é tão simples quanto parece: a cirurgia pode trazer sérias complicações para o animal, tanto físicas quanto comportamentais. Ainda assim, muitas pessoas ficam em dúvida sobre o assunto. Será que existem outras razões, além da estética, para cortar o rabo de cachorro? Qual o impacto na saúde do cachorro? O animal perde alguma "habilidade" depois do corte? Para acabar com esses questionamentos de uma vez por todas, o Patas da Casa conta tudo o que você precisa saber sobre a caudectomia. Confira!

De onde surgiu que cortar o rabo do cachorro era uma "boa" ideia?

Muito tempo atrás, algumas raças começaram a ter seus rabos e orelhas cortados e isso perdura até hoje em alguns lugares do mundo. Na época, acreditava-se que o procedimento deixaria o animal mais ágil ou limitaria os riscos de feridas durante a caça. Obviamente, isso não é verdade, mas demorou para que a sociedade percebesse o quanto o procedimento tratava-se mais de uma crueldade do que qualquer outra coisa. Mesmo assim, algumas raças ainda carregam esse estigma de que precisam ter o rabo ou a orelha cortada para entrarem em um determinado "padrão".

Hoje, a principal razão para a busca da caudectomia em cães é a estética mesmo. Além disso, algumas pessoas também acreditam que isso pode trazer mais bem-estar para o animal. Pelo contrário, a caudectomia traz riscos de saúde e desconforto para o seu cão - para completar, o animal perde uma das suas mais poderosas ferramentas de linguagem corporal.

Quais são as raças que costumam passar pela caudectomia?

Algumas raças são mais conhecidas por, tradicionalmente, serem submetidas à caudectomia. Cães que costumam ser usados como cão de guarda, como o Boxer, Dogue Alemão, Pitbull, Doberman e Rottweiler, muitas vezes têm seus rabos cortados para passar uma imagem mais imponente e não ter distrações quando estiverem na posição de guarda. Outras raças consideradas de companhia, como Poodle, Cocker Spaniel e Schnauzer, também sofriam com o procedimento por pura estética. 

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    O Schnauzer é outra raça que, muitas vezes, tem o rabo cortado
    O Schnauzer é outra raça que, muitas vezes, tem o rabo cortado
    Aqui temos um Schnauzer podendo expressar toda a sua alegria com a cauda
    Aqui temos um Schnauzer podendo expressar toda a sua alegria com a cauda
    O Doberman costuma ter orelhas e rabo cortados
    O Doberman costuma ter orelhas e rabo cortados
    Naturalmente, o Doberman tem o rabo longo e as orelhas caídas
    Naturalmente, o Doberman tem o rabo longo e as orelhas caídas
    O Schnauzer é outra raça que, muitas vezes, tem o rabo cortado
    Aqui temos um Schnauzer podendo expressar toda a sua alegria com a cauda
    O Doberman costuma ter orelhas e rabo cortados
    Naturalmente, o Doberman tem o rabo longo e as orelhas caídas

    Mais Lidas

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?
    Saúde animal

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?

    Encontrar o cachorro ofegante não é uma questão incomum na vida dos tutores. Normalmente, os peludos ficam mais cansados depois de um longo passeio ou brincadeiras, mas quando não houve nenhum estímulo é preciso ficar atento. Observe alguns sinais do cachorro ofegante: língua pra fora pode indicar calor ou cansaço, agora se o sintoma estiver acompanhado de tremores ou cachorro com dificuldade de respirar, o ideal é levá-lo imediatamente ao veterinário. Para saber como diferenciar e se há necessidade de buscar ajuda médica, nós conversamos com Ricardo Duarte, que é docente do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário FMU, de São Paulo.

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Quais são os riscos de cortar o rabo de cachorro?

    A caudectomia é permitida e indicada apenas por motivos de saúde, como tratamento de algum tumor ou por causa de alguma lesão grave na região. Em todos os casos, o procedimento só é feito quando não há outras alternativas para preservar o bem-estar do animal - e precisa ser realizado por um médico veterinário. 

    A amputação não se trata de um simples corte: a caudectomia impacta uma série de estruturas, como vasos sanguíneos, nervos, tecidos e pele. Além disso, a cauda dos cães é a continuação da espinha vertebral e o corte pode prejudicar seriamente a movimentação do animal - além de comprometer o desenvolvimento quando feito em filhotes. As chamadas vértebras caudais também são fundamentais para o equilíbrio natural dos cachorros. 

    Normalmente, o procedimento é realizado nos primeiros dias de vida do cachorro. Em todos os casos, a cirurgia provoca muita dor, sangramentos e desconforto no pós-operatório. Como todo procedimento cirúrgico, a caudectomia pode trazer sérios riscos para o seu animal no período de cicatrização, como feridas abertas e infecções generalizadas. 

    Rabo de cachorro é uma das principais formas do animal se comunicar com o mundo

    Quem tem um cachorro em casa sabe que ele usa o rabo para se comunicar em várias situações: alegria, medo, obediência, tristeza, entre outros. A cauda é uma das mais importantes ferramentas de linguagem canina, tanto com humanos quanto com outros animais. Cortar o rabo do cachorro significa acabar com essa habilidade dele. 

    O que diz a legislação sobre cortar o rabo do cachorro?

    Quando acontece apenas por questões estéticas, é proibido fazer caudectomia em cães - a lei nº 9.605, de 1998, assegura isso. Essa lei transformou em crime ambiental qualquer amputação em animais que aconteça puramente por preferência estética. Ou seja, esse tipo de procedimento é considerado maus tratos animais.

    Assim como a caudectomia, a conchectomia, corte das orelhas, também está prevista na legislação. Em 2008, o Conselho Federal de Medicina Veterinária também proibiu esse tipo de procedimento . O corte de orelhas e rabo de cachorro passou a ser permitido apenas em casos necessários para a saúde do animal, quando há um tumor ou em caso de acidente.

    Redação: Gabrielle Nunes

    Pente para pulga de cachorro funciona? Conheça o acessório!

    Próxima matéria

    Pente para pulga de cachorro funciona? Conheça o acessório!

    Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão
    Cuidados

    Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão

    Os cães são animais que, na maior parte do tempo, não gostam de ficar sozinhos - afinal, antes de serem domesticados, eles viviam livres em matilhas. Com a vida urbana, muitos cães acabam não recebendo os estímulos adequados para gastar energia e socializar com outros animais e pessoas. Para auxiliar a vida do tutor, que nem sempre consegue estar perto de seu pet durante o dia, existem muitas alternativas. Uma delas é a creche para cachorro: uma acomodação diária em que você pode deixar seu amigo em um lugar totalmente adaptado para cães.

    Diabetes em gatos: entenda os perigos e como prevenir a doença!
    Saúde

    Diabetes em gatos: entenda os perigos e como prevenir a doença!

    A diabetes é muito comum entre os humanos, mas você sabia que os felinos também podem sofrer com a doença? A diabetes em gatos é uma doença grave e capaz de atrapalhar a qualidade de vida do felino em vários níveis se não for tratada corretamente. A patologia requer acompanhamento médico, tratamento constante e, muitas vezes, aplicação de insulina diariamente. É um caso específico de endocrinologia, que requer atenção para não prejudicar mais ainda a saúde do animal, principalmente se ele for um gato obeso. Para tirar todas as dúvidas sobre o assunto e aprender a cuidar de gato com a doença, nós conversamos com o médico veterinário Rafael Cunha, do Rio de Janeiro!

    Quais os benefícios e perigos do osso para cachorro?
    Brinquedos

    Quais os benefícios e perigos do osso para cachorro?

    O osso para cachorro é um dos símbolos mais associados ao melhor amigo do homem. É um dos poucos itens que um cão pode morder sem que o tutor tenha que chamar a sua atenção. Além do propósito de divertir, o osso para cachorro é um recurso eficaz no processo de mastigação, além de amenizar o lado destrutivo de alguns cães. Mas afinal, qual osso dar para cachorro? Confira!

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos
    Ração

    Meu cachorro não quer comer ração, o que eu faço? Entenda os motivos

    Os cachorros têm fama de serem comilões e, na maioria dos casos, eles não abrem mão das refeições - seja a ração ou um snack. Todo dono de cachorro, provavelmente, já passou pela situação de estar comendo enquanto o amigo de quatro patas fica pedindo um pedaço do lanche. Mas, e quando o apetite do seu cachorro parece desaparecer, você sabe o que fazer?

    Ver Todas >

    5 fatos sobre a diabetes em cães que precisam da sua atenção
    Saúde animal

    5 fatos sobre a diabetes em cães que precisam da sua atenção

    A diabetes em cachorro é um quadro delicado e que precisa de atenção e muito cuidado. A doença se desenvolve a partir de alterações nos níveis de produção de insulina pelo corpo do animal, com apresentações diferentes de acordo com o tipo de diabetes. Apesar de ser muito parecida com a ação em humanos, a diabetes em cães causa muitas dúvidas nos tutores, que podem acabar caindo em alguns mitos sobre a doença. Quanto antes o tratamento for iniciado, porém, mais chances o cachorro tem de conseguir viver com a doença, sem afetar tanto a sua qualidade de vida. Para te ajudar com isso, reunimos 5 fatos sobre a diabetes canina para sanar todas as suas incertezas sobre a doença. Confira abaixo!

    Cardiomiopatia hipertrófica felina: saiba mais sobre a doença cardíaca que atinge os gatos
    Saúde animal

    Cardiomiopatia hipertrófica felina: saiba mais sobre a doença cardíaca que atinge os gatos

    Alguma vez você já se preocupou com a saúde do coração do seu gato? A cardiomiopatia hipertrófica felina uma doença cardíaca bem comum quando falamos desses animais. Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia Veterinária (SBCV), também é a principal cardiopatia causadora de morte entre os felinos. Basicamente, é caracterizada por uma hipertrofia no ventrículo esquerdo e acredita-se que tem bastante influência genética. 

    Quais são as raças de cachorro que precisam de mais cuidados com os olhos?
    Saúde animal

    Quais são as raças de cachorro que precisam de mais cuidados com os olhos?

    Os olhos de cachorro podem ter aparências bem diferentes: esbugalhados, puxados, bem pequenos ou enormes. Em todos os casos, o tutor precisa ter atenção com a região para evitar qualquer problema, como a conjuntivite. No entanto, algumas raças de cachorro têm os olhos mais sensíveis e precisam de cuidados redobrados pela maior predisposição de desenvolver doenças oculares. 

    Displasia coxofemoral em cães, osteoartrite e outras: descubra as doenças articulares mais comuns nos caninos
    Saúde animal

    Displasia coxofemoral em cães, osteoartrite e outras: descubra as doenças articulares mais comuns nos caninos

    Existe uma série de doenças que podem comprometer o bem-estar e a saúde do cachorro. Entre as mais conhecidas, estão as que afetam as articulações do animal. Incômodas, doloridas e muitas vezes limitadoras da capacidade de movimentos, elas são causadas por fatores diferentes, que vão desde herança genética até maus hábitos na vida do pet. Para te ajudar a entender e identificar essas patologias, nós reunimos aqui embaixo todas as informações sobre as principais doenças articulares que atingem os cães!

    Ver Todas >