Você sabe se cachorro pode comer milho? Muita gente fica com essa dúvida, principalmente para saber o que cachorro pode comer nas festas juninas, pois o ingrediente faz parte de muitos pratos dessa data festiva. Saber o que é liberado na alimentação do cachorro é essencial na rotina dos pets para evitar intoxicações e engasgos — especialmente se você pensa em montar um arraiá para cachorro!

O que seu cachorro faz para ganhar a comida dos humanos?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Então será que pode dar milho para cachorro? E outras variações, como o milho enlatado? Será que cachorro pode comer milho na espiga? O Patas da Casa foi atrás de respostas e descobriu se cachorro pode comer milho e como oferecer do jeito certo. Dá só uma olhada!

Afinal, o cachorro pode comer milho?

Pode dar milho para cachorro, desde que ele seja oferecido de forma adequada e em quantidades moderadas. O milho para cachorro, inclusive, é considerado um alimento rico em nutrientes — como fibras — e que pode ser benéfico para a saúde dos nossos pets.

Ainda assim, é importante ficar atento com alguns casos de alergia alimentar em cães. Embora sejam raros, existem cachorros que são mais sensíveis e podem não digerir bem o alimento. Por isso, se você se pergunta se Shih Tzu pode comer milho, por exemplo, é bom consultar um veterinário antes — principalmente por conta da predisposição da raça à alergias. O resultado pode ser um Shih tzu se coçando muito e com outros sintomas!

Como oferecer milho para cachorro?

O cão pode comer milho, mas o milho jamais deve substituir a ração na dieta canina. Na verdade, o milho para cachorro deve servir apenas como mero petisco e sempre em pouca quantidade. Além disso, não pode conter nenhum tempero nem ser feito na manteiga, mas deve estar cozido ou assado.

É importante ter em mente que a adição de temperos e condimentos pode fazer bastante mal à saúde dos pets — então, nesses casos, o milho faz mal para cachorro. Quem pensa que cachorro pode comer milho em lata também está enganado. A versão enlatada costuma ter uma grande adição de sal, e por isso deve ser evitada.

Então cachorro pode comer milho cozido ou assado?

Pode dar milho cozido para cachorro — inclusive, essa é uma das formas mais seguras de oferecer o petisco. O alimento pode ser preparado de diversas formas para humanos, mas para os cães é importante sempre oferecer o milho cozido, evitando o consumo de grãos crus ou enlatados.

Além disso, o cachorro pode comer milho assado, desde que ele cozinhe completamente, esteja fora da espiga e sem nenhum tipo de tempero. O cozimento garante a quebra das fibras e facilita a digestão, além de eliminar qualquer risco de contaminação. 

Pode dar milho triturado para cachorro?

Dar milho para cachorro moído e cozido é uma outra possibilidade. Além de ser altamente digerível pelo organismo dos pets, os cães ainda conseguem aproveitar todas as propriedades nutricionais do alimento desse jeito. A única recomendação é não adicionar temperos!

Como fazer milho para cachorro?

O ideal é cozinhar a espiga de milho para cachorro e depois deixar esperar. Em seguida, remova a espiga e ofereça somente os grãos cozidos ou assados para o animal.

Cachorro pode comer espiga de milho? 

Ao saber que o cachorro pode comer milho, o tutor ainda deve ficar com uma série de dúvidas. Será que pode dar espiga de milho para cachorro, ou isso faz mal? Muita gente acha que o cachorro pode comer espiga de milho, mas essa não é a melhor forma de oferecer o alimento ao pet. O sabugo de milho para cachorro, na verdade, pode representar um grande perigo, podendo causar engasgos e obstrução intestinal em cães.

Portanto, se você pensa que cachorro pode comer sabugo de milho, está bem enganado. O ideal é que, após o cozimento, o tutor remova a espiga de milho para cachorro. Dessa forma, você evita possíveis problemas e ainda facilita a mastigação.

Pode dar espiga de milho para cachorro roer?

Mesmo que o sabugo de milho para cachorro seja oferecido apenas como entretenimento para o pet roer, ele continua não sendo recomendado. O risco de obstrução intestinal é grande, e por isso as espigas devem ser evitadas ao máximo.

Oferecer espiga de milho para cachorro pode ser perigoso. É melhor evitar!

Será que o cachorro pode comer bolo de milho?

O milho ainda faz parte do preparo de diversos pratos que fazem a alegria dos humanos, entre elas o bolo de milho, mas é necessário um pouco de cautela para oferecer esse tipo de alimento. O bolo de milho geralmente contém ingredientes adicionais, como farinha de trigo, açúcar, leite e ovos, que não são adequados para a dieta dos cães. Além disso, alguns pets podem ter sensibilidade ou alergia a certos ingredientes presentes no preparo do bolo.

Portanto, é recomendado evitar oferecer bolo de milho comum, feito para consumo humano, diretamente ao seu cachorro. Caso a ideia seja fazer uma festa junina pet, é essencial preparar alimentos próprios e adequados para os cães comerem. A pipoca para cachorro, por exemplo, é liberada mas deve ser feita de uma forma adequada para o animal, ou seja, sem óleo e temperos. 

Milho para cachorro é nutritivo e benéfico para a saúde

O milho é uma fonte de energia e contém vitaminas e minerais essenciais, como vitamina A, vitamina B6, fósforo e magnésio. Além disso, o cachorro pode comer milho justamente por ser uma boa fonte de fibras, que auxiliam no funcionamento adequado do sistema digestivo dos cachorros.

As fibras presentes no milho podem contribuir para a saúde intestinal, ajudando a prevenir problemas como a prisão de ventre em cachorro. Além disso, o milho pode ser uma opção interessante para cães com sensibilidade alimentar, pois é considerado menos alergênico em comparação a outros grãos, como trigo e soja.

Lembre-se também de oferecer o milho como um complemento à dieta do seu pet, e não como a base alimentar principal. O ideal é que o milho seja apenas um petisco de cachorro e não substitua a ração.

Publicado originalmente em: 20/06/2023

Atualizado em: 26/10/2023