Os cães simplesmente adoram abocanhar tudo que encontram pela frente, principalmente quando é algo comestível. No entanto, é importante ficar atento a este hábito porque ele pode ser bastante prejudicial ao organismo dos cães. Aquela velha frase clichê de que a saúde começa pela boca é totalmente verídica, e isso se aplica também no universo canino. Por isso, cuidar da alimentação do cachorro é dever de todo tutor como forma de garantir que o animal vai crescer saudável e livre de problemas. Quer saber como isso interfere na saúde do seu amigo? Vem que a gente te conta o que você precisa saber sobre o assunto!

Alimentação do cachorro é a base da saúde do animal

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Assim como acontece com os humanos, a alimentação é essencial para a saúde dos animais. É por ela que o cachorro encontra os nutrientes necessários para manter o organismo funcionando corretamente e de forma equilibrada. No caso dos cães, os nutrientes essenciais são as proteínas, gorduras, carboidratos, fibras, vitaminas e minerais. Esses ingredientes ficam misturados no alimento canino em proporções adequadas para cada fase da vida do cachorro, ajudando a mantê-lo saudável. Uma dieta que seja pobre nesses nutrientes, por sua vez, pode acarretar em doenças e afetar significativamente a qualidade de vida e bem-estar do animal.

Além do mais, a quantidade de ração oferecida também precisa de atenção. Para evitar um cachorro obeso, recomenda-se que os doguinhos sejam alimentados apenas duas vezes por dia na fase adulta, dependendo da raça e do nível de energia dele.


O cachorro pode comer frutas, legumes e verduras, desde que esses alimentos sejam oferecidos de forma moderada
O cachorro pode comer frutas, legumes e verduras, desde que esses alimentos sejam oferecidos de forma moderada

Então, qual a melhor ração para cachorro?

Essa é uma questão que todo pai e mãe de pet se pergunta, mas não existe uma única resposta certa. Para definir qual a melhor ração para cachorro, é preciso levar em consideração uma série de fatores como, por exemplo, a idade e o porte do animal. Como muitos sabem, um filhote de cachorro não tem as mesmas necessidades nutricionais que um cachorro adulto ou idoso. O mesmo acontece quanto ao porte, já que os cães pequenos não devem se alimentar com a mesma ração que é oferecida para animais de porte médio ou grande.

Outro ponto que precisa de atenção é quanto à própria saúde do pet. Alguns cães sofrem com problemas de pele e, portanto, precisam de uma ração específica para isso. Já um cachorro obeso precisa de uma dieta mais balanceada e com menos calorias. Logo, não esqueça de se atentar a possíveis especificidades do animal.

Mas, no geral, as melhores rações para serem incluídas na alimentação do cachorro são a Premium ou a Super Premium, que são produzidas com proteína animal de alta qualidade e têm alta capacidade digestiva. Já a versão standard tem menor valor nutricional, mas é mais barata, em compensação.

Além da ração, outros alimentos podem ser incluídos na dieta do pet, como frutas e legumes para cachorro

Para dar aquela variada, nada melhor do que oferecer um agradinho ao peludo de vez em quando, né? Ao contrário do que alguns podem pensar, o cachorro pode comer frutas e verduras, mas com algumas restrições. Banana, melancia, melão, pera, maçã, manga, kiwi: todas essas frutinhas são uma ótima opção de mimo para os cães. Já as melhores verduras e legumes para cachorro são brócolis, abóbora, abobrinha, chuchu, cenoura, beterraba, batata doce, entre outros. Mas lembre-se: nada de temperos, hein? Ou isso pode acabar prejudicando o organismo do seu pet. Além disso, vale destacar que as frutas, legumes e verduras não devem substituir a alimentação do cachorro com ração, e precisam ser oferecidas somente como um petisco ocasional.

Redação: Juliana Melo