close
Saúde

Cachorro lambendo a pata sem parar? Veja o que esse comportamento pode indicar

Cachorro lambendo as patas: saiba mais sobre como resolver esse problema.
Cachorro lambendo as patas: saiba mais sobre como resolver esse problema.

Você já se perguntou o motivo por trás do cachorro lambendo as patas? Às vezes, é normal o dono interpretar como um comportamento natural e não se preocupar. Aí está o erro: quando o cachorro fica lambendo a pata sem parar isso pode indicar algo mais grave, como um problema de saúde. Toda ação canina tem uma explicação e, se não for o caso de uma doença, é uma questão de comportamento ou transtornos emocionais. Para entender melhor por que os cachorros lambem as patas, conversamos com dois tutores que passaram pela situação e reunimos outras possíveis causas para o problema. Veja!

Problemas emocionais são as causas mais comuns do cachorro lambendo as patas

A ansiedade em cães, assim como o estresse, são problemas comuns e que geralmente estão entre os principais motivos porque o cachorro lambe a pata. Os transtornos emocionais podem acontecer por várias razões. A ansiedade canina costuma se manifestar principalmente quando o cachorro passa muitas horas sozinho e não tem estímulos físicos ou mentais no seu cotidiano, resultando em reações exageradas para chamar a atenção do dono. Além do cachorro lambendo as patas, outros sinais do problema são choro, uivos, irritação, latidos e destruição de móveis. Tudo isso acontece principalmente quando o tutor sai de casa ou não dá a devida atenção ao seu cãozinho no dia a dia.

Já o estresse é desencadeado por diferentes gatilhos - como mudanças de casa, um novo membro na família ou barulhos muito altos - e pode deixar o cachorro lambendo pata ferida ou mordendo a região com frequência. Tanto as lambidas quanto as mordidas são um sinal de alerta porque, além dos danos psicológicos, as feridas na pata do cachorro favorecem o desenvolvimento de inflamações e outros problemas na região.

A história de Lola, cachorra da Marcella Castoldi, é um típico caso de cachorro lambendo as patinhas por causa da ansiedade. A tutora percebeu há algum tempo que a cadelinha lambia tanto a região que ficava com a pata do cachorro vermelha entre os dedos, com irritação e machucados nos coxins. “De início, a gente achava que ela se lambia pelos machucados. Começamos a observar se não era alguma ferida feita durante um passeio, mas era o contrário. Ela se lambia tanto que estava machucando as patinhas. Foi aí que percebemos que os ataques de lambedura eram mais frequentes quando ela era contrariada ou não recebia atenção”, conta.

Já o Bruce, cãozinho da Cláudia Fernandes, passou por uma situação semelhante. A diferença é que o motivo do cachorro lambendo as patas foi o estresse, e não a ansiedade. Depois de observar o comportamento atípico de Bruce, Cláudia percebeu que a região começou a ficar escurecida. Bruce começou a choramingar e morder o local, como se estivesse com coceira na pata. “À princípio, ele foi diagnosticado como dermatite atópica. Podia ser alergia a produtos de limpeza ou ao próprio shampoo usado no banho. Fizemos várias ações, mas como a alergia não cessou, e então veio o diagnóstico de estresse”, explica.

Se o cachorro lambe a pata até ferir ou morde frequentemente o local, o ideal é buscar a ajuda de um veterinário. Em alguns casos de cachorro lambendo muito as patinhas, certos medicamentos podem ser indicados para melhorar a situação, como corticoides ou o uso de florais para ansiedade. Sprays para a pata de cachorro também são uma alternativa que ajuda a amenizar temporariamente a lambedura. É importante que o animal seja acompanhado por um especialista durante todo o tratamento.

Faça o teste e descubra qual a personalidade dominante do seu gato!

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Como seu gato reage com a chegada de visitas em casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você está pensando em adotar mais um gatinho. Qual seria a reação do seu felino?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você precisa levar seu gato ao veterinário e na fila ele encontra outro felino. Como ele reage?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato fica incomodado quando as portas de casa ficam fechadas?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta com os outros animais da casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você acabou de chegar em casa depois de muito tempo fora. O seu gato:

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato deitou em cima da sua cama e dormiu. Qual a sua reação, humano?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta na hora de se alimentar?

Question Header Background

Gato-humano! Seu gato não perde a oportunidade de estar ao seu lado Gato solitário! Seu gato tem uma personalidade mais quieta e reservada Gato-gato!  Seu gato gosta da companhia de outros felinos Gato curioso! Seu gato está sempre em busca de novas aventuras Gato caçador! Seu gato tem os instintos selvagens mais aflorados
    Cachorro lambendo a pata: a Lola tem esse comportamento quando não recebe atenção.
    Cachorro lambendo a pata: a Lola tem esse comportamento quando não recebe atenção.
    Por que cachorro lambe a pata? O Bruce faz uso de medicamentos para evitar a lambedura.
    Por que cachorro lambe a pata? O Bruce faz uso de medicamentos para evitar a lambedura.
    Cachorro lambendo a pata: a Lola tem esse comportamento quando não recebe atenção.
    Por que cachorro lambe a pata? O Bruce faz uso de medicamentos para evitar a lambedura.

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Por que o cachorro lambe as patas? Veja outras causas do comportamento

    Outros fatores que podem explicar porque os cães lambem as patas são doenças de pele, queimaduras e a presença de corpos estranhos. A infestação de parasitas - como pulgas e carrapatos - na região também é algo que costuma incomodar bastante e causa muita coceira nas patas do cachorro. A seguir, veja como cada um desses problemas pode se manifestar e o que fazer quando cachorro lambe a pata nessas circunstâncias:

    • Parasitas: 

    existência de pulgas e carrapatos no animal pode ser o porquê cachorro lambe as patas. Quando os parasitas mordem nas extremidades dos coxins, podem gerar feridas incômodas que os cães tentam aliviar com as lambidas. Para acabar com a infestação, remédios antipulgas e carrapatos são os mais recomendados. Em alguns casos, o bicho de pé também pode ser a causa da coceira. Se isso acontecer, a consulta com o veterinário é indispensável.

    • Queimaduras: 

    Às vezes o cachorro fica lambendo a pata porque sente dor. Ao passear, caso o asfalto esteja quente, ele pode queimar as almofadinhas e a lambedura é a alternativa que ele encontra para amenizar isso. Para aliviar o problema, o hidratante para patas de cachorro é um ótimo aliado. E lembre-se: é importante escolher horários menos quentes para passear com o cachorro para evitar as queimaduras.

    • Alergias e problemas de pele: 

    Vários tipos de alergias e dermatites podem causar coceira nas patas do cachorro. A dermatite atópica canina, por exemplo, é um transtorno muito comum nos cães e acontece após o contato com ácaros, poeira ou produtos de limpeza. É uma doença de caráter hereditário e que precisa de tratamento por toda a vida do animal com auxílio de veterinário e produtos específicos. Outra preocupação é a dermatite úmida em cães, caracterizada por lesões com aspecto inflamado e úmido. Para tratá-la, medicações tópicas e a limpeza da pata de cachorro ferida são cuidados importantes.

    • Presença de corpo estranho: 

    Além das queimaduras, durante os passeios também existe o risco de alguma coisa prender na pata do seu pet (como vidro, farpas de madeira ou pedrinhas). Isso pode causar muito incômodo no animal, sendo um dos motivos porque o cachorro morde a pata na tentativa de retirar o corpo estranho das almofadinhas. Um outro sinal que pode indicar o problema é quando o cheiro “salgadinho” das patas do cachorro fica mais forte do que o habitual. Para reverter a situação, o ideal é retirar o objeto com o auxílio de uma pinça ou procurar um médico veterinário para fazê-lo.

    Cachorro mordendo as patas: e se o hábito continuar mesmo depois do tratamento?

    O cachorro lambendo a pata (ou mordendo) muitas vezes é um problema comportamental que precisa da orientação de um especialista. Uma suspeita de alergia ou problema de pele nem sempre é o verdadeiro motivo porque os cachorros mordem a pata, como na história de Bruce. Por isso, a observação e o acompanhamento de cada caso é fundamental para descobrir o que deve ser feito.

    Quando transtornos psicológicos, como estresse e ansiedade, são os responsáveis por deixar o cachorro lambendo as patinhas compulsivamente, existem algumas táticas que ajudam a evitar esse tipo de atitude.

    • Enriquecimento ambiental: um cão que não fica no tédio é um cão feliz! E para isso vale investir em passeios e brinquedos inteligentes que vão estimular seu peludo a caçar a própria comida.

    • Creche ou passeador de cachorro: para quem não fica muito tempo em casa, a creche para cachorro é uma boa opção. Nela, seu peludo vai se distrair com atividades e a presença de outros animais, e não vai descontar na patinha. Se não for uma opção viável, um passeador de cachorro pode ajudar a gastar a energia acumulada do pet.

    • Evite produtos de limpeza prejudiciais para pets: os cães sempre estão em contato com o chão e podem se intoxicar com produtos de limpeza que possuem muitos químicos. Nesse caso, vale a pena investir em produtos próprios para cães, que possuem ingredientes que não prejudicam os animais. 

    Redação: Júlia Cruz e Juliana Melo

    Publicada originalmente em: 29/10/2019

    Atualizada em: 20/08/2021

    Dirofilariose canina: saiba mais sobre o verme do coração que atinge os cães

    Próxima matéria

    Dirofilariose canina: saiba mais sobre o verme do coração que atinge os cães

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro
    Grandes

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro

    O Galgo Afegão, também chamado de Afghan Hound, é um cachorro originário do Oriente Médio com aparência exótica e charmosa, difícil de passar despercebido. O que poucas pessoas sabem é que, por trás da postura elegante e independente do cão Afegão, existe um ótimo companheiro de quatro patas, cheio de energia para gastar e amor para dar. Mas o que é necessário saber sobre essa raça de cachorro antes de comprar ou adotar um exemplar? Como é a personalidade do Afghan Hound e que cuidados são necessários com o cãozinho? 

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana
    Grandes

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana

    Um dos cãezinhos mais surpreendentes é o Cane Corso. Embora ele não seja tão popular quanto outras raças de cachorro grande, como o Labrador e o Golden Retriever, o Cane Corso é dono de um enorme coração e tem uma personalidade incrível. Algumas pessoas podem até se intimidar com o tamanho e a postura imponente do doguinho, mas só quem convive com um Cane Corso sabe como estes cães são adoráveis e carinhosos.

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno
    Pequenos

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno

    Para quem procura por raças de cachorro pequeno, o Pequinês pode ser a companhia perfeita. Além de se adaptar muito bem a apartamentos e outros espaços reduzidos, esse pequeno cãozinho é dotado de uma personalidade carinhosa, amigável e extremamente leal aos seus humanos. Apesar da baixa estatura, o cachorro Pequinês também é super corajoso, e uma das maiores provas de que tamanho não é documento. 

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande
    Grandes

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande

    Você já ouviu falar no Dogo Argentino? Essa é uma raça de cachorro que teve origem em um país vizinho ao nosso, a Argentina. Embora pareçam sérios, os cães desta raça são uns amores e têm tudo para te conquistar, principalmente se o que você procura é um amigo de quatro patas bem leal e parceiro. Mas antes de comprar ou adotar um cachorro desta raça, que tal conhecê-lo um pouco mais a fundo? 

    Ver Todas >

    Fluidoterapia em gatos: tudo que você precisa saber sobre o tratamento usado em gatos renais crônicos
    Saúde animal

    Fluidoterapia em gatos: tudo que você precisa saber sobre o tratamento usado em gatos renais crônicos

    Você já ouviu falar em fluidoterapia em gatos? Muito comum em casos de insuficiência renal em gatos, a fluidoterapia em felinos é um tratamento de suporte que promove a hidratação do animal. É um procedimento versátil que pode ser aplicado de diversas maneiras e com fluidos específicos para cada situação. Para tirar todas as dúvidas sobre a fluidoterapia em gatos, o Patas da Casa conversou com a veterinária especialista em gato e dona do Diário Felino Jéssica de Andrade.

    Gato com FIV pode conviver com outros gatos?
    Saúde animal

    Gato com FIV pode conviver com outros gatos?

    A FIV felina é considerada uma das doenças mais perigosas. Além de toda a preocupação ao resgatar ou adotar um gatinho, existe outra questão que precisa de cuidado: a fácil transmissão. Existem testes que detectam a patologia, e é necessário realizá-los antes de levar um novo gato para casa - especialmente se tiver outros gatos. O gato com FIV pode acabar transmitindo a doença para os outros residentes se não houver nenhum tipo de cuidado.

    Vermes em gatos: saiba mais sobre a dirofilariose felina
    Saúde animal

    Vermes em gatos: saiba mais sobre a dirofilariose felina

    A dirofilariose em gatos é uma doença em que os parasitas se alojam na corrente sanguínea do pet e pode chegar até o coração - por isso também é chamada de doença do verme de coração. O problema é uma das doenças causadas por tipos vermes de gato. A dirofilariose também pode atingir os cães e é temida por ser uma complicação de saúde muito perigosa para ambos os pets. 

    Dermatofitose em gatos: saiba mais sobre essa doença muito comum e silenciosa
    Saúde animal

    Dermatofitose em gatos: saiba mais sobre essa doença muito comum e silenciosa

    A dermatofitose em gatos é uma doença de pele silenciosa, porém muito comum de acontecer com os felinos. Mesmo que muitas vezes seja difícil de ser identificada, essa doença é altamente contagiosa e é classificada como uma zoonose, ou seja, também é transmissível para os humanos. Por isso, saber mais sobre os sintomas de dermatofitose é muito importante não só para o bem-estar de seu gato, como também do próprio tutor.

    Ver Todas >