Cuidados dos animais

Floral para ansiedade canina funciona?

Publicado - 08 Outubro 2019 - 16h30

Atualizado - 18 Abril 2024 - 19h57

Muita gente questiona se o uso de floral para ansiedade canina realmente funciona, já que o produto se tornou mais popular nos últimos anos e é encontrado com facilidade nas prateleiras de pet shops e clínicas veterinárias. Além da ansiedade, é possível encontrar floral para cachorro indicado para diferentes problemas: destruição, agressividade, gravidez psicológica, adaptação de um novo animal e até coprofagia, que é o ato de comer as próprias fezes. O floral para cachorro não é um remédio, mas sim um tratamento de cura emocional. Para entender melhor a indicação, os cuidados e efeitos, o Patas da Casa conversou com uma veterinária comportamental que é especialista em florais. Chega mais!

Floral para ansiedade canina: como o tratamento age no organismo do animal?

Também conhecidos como “Florais de Bach”, a mistura de flores e álcool criada pelo homeopata Edward Bach é uma grande ajuda na hora de equilibrar as emoções dos peludos, além de ser um método indolor. O floral para cachorro entra em uma categoria da medicina veterinária que trata os animais pela homeopatia. Ou seja, o princípio é garantir o bem-estar animal com o uso de métodos naturais que não causam dor e nem estresse. Por ser eficaz e rápida, além de apresentar soluções baratas e imediatas, a terapia holística já é considerada por muitos veterinários e já existem clínicas especializadas nesse tipo de tratamento. 

“O tratamento com floral dura de cinco a 15 dias e a resposta é muito individual”, conta Renata Bloomfield, veterinária comportamental do Rio de Janeiro. “Às vezes, inicialmente temos um animal que precisa de algumas essências e depois é necessário entrar com outras. Essa resposta é muito variada, pois depende do estilo de vida, do responsável, do manejo e do tratamento convencional. O normal é que a combinação de essências de um floral dê um resultado esperado em cinco dias”, explica.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

 

Cachorro sentado no sofá enquanto recebe bronca de tutor

 

Como tratar a ansiedade canina? O indicado é buscar um diagnóstico preciso antes de usar o floral

 

O ideal é buscar o auxílio de um veterinário antes de inserir o floral na rotina do animal. Aqueles que encontramos em pet shops e clínicas veterinárias têm composições gerais e, segundo Renata Bloomfield, só funcionam se o animal tiver realmente aquele quadro. Dependendo do caso apresentado, é necessário solicitar uma fórmula específica com um profissional, que vai prescrever as flores indicadas para o tratamento daquele caso. “Às vezes, a pessoa não consegue identificar o que é uma fobia e o que é ansiedade, por exemplo, então administra o floral para ansiedade e não para fobia. Ter o diagnóstico é muito importante para utilizar o floral correto. O ideal é fazer um floral para cada animal”, explica Renata. 

A ansiedade em cães tem se tornado cada vez mais comum. E são vários os motivos: aspectos genéticos, saudade excessiva dos donos, possessividade, falta de atividades físicas, entre outros.  O floral para ansiedade pode ser uma alternativa para o cachorro ansioso. Mas é importante lembrar que não basta somente o uso do produto: ansiedade é um problema emocional que requer atenção e dedicação dos donos.

 

 

Cachorro ansioso: bem-estar prejudicado!

 

O Nicolas, um vira-lata de 4 anos, já usou florais para ansiedade mais de uma vez. Ele foi adotado com cerca de 40 dias de vida e, desde então, apresenta um comportamento de estresse e ansiedade. “Ele sempre protegeu muito a comida, chegava até a ser agressivo com as pessoas e outros animais da casa”, conta a tutora do Nicolas, Gabriela Lopes. O quadro se agravou quando a Bel, uma outra cachorrinha que era sua companhia, faleceu: “Nesse período, a compulsão alimentar aumentou e ele apresentou obesidade depois de engordar mais de 5 kgs. Ele vivia estressado e seu pelo chegou a ficar branco e cair. Buscamos ajuda veterinária e os exames deram alteração por tanto estresse”. 

 

Cachorro no colo de tutor enquanto toma remédio

 

O Nicolas vive em uma casa com um quintal enorme. As brincadeiras e passeios diários não diminuíram a ansiedade. Depois de trocar a ração e incentivar a socialização com outros animais, Gabriela e sua família optaram pelo uso do floral para ansiedade com a esperança de proporcionar mais qualidade de vida ao Nicolas. Todo o processo é acompanhado por veterinários. “Quando a ansiedade começou a afetar de fato a saúde e os resultados de exames ficaram alterados, ficamos todos em estado de alerta”, conta.

 

Essa é a segunda vez que o Nicolas usa tratamentos homeopáticos. Na primeira vez, foi receitado um calmante natural, que funcionou bastante na época, mas assim que o tratamento acabou o comportamento do Nicolas começou a regredir. Há três semanas, então, eles estão usando um novo floral quatro vezes por dia e a família já nota a diferença: “Ele está bem menos agressivo na hora de comer, não implica mais com os gatos da casa e está ficando menos territorialista”.

Em que situações posso usar o floral para cachorro?

De acordo com Renata Bloomfield, o floral pode ser usado em diferentes situações que o cãozinho apresente. “Qualquer animal pode fazer uso do floral. É possível usar tanto para o quadro de ansiedade e fobias quanto em casos de hiper-excitação ou mudança de ambientes. Caso você tenha um animal muito quietinho e queira estimulá-lo de alguma forma, o floral também pode ajudar”, explica. A veterinária indica ainda o uso em animais doentes para ajudar no processo de recuperação. Mas não esqueça: sempre consulte um veterinário de confiança antes de começar qualquer tratamento com o seu pet.

 

 

Motivos para considerar o tratamento com floral:

 

  • Sem estresse. Não precisa enfiar nenhum comprimido pela garganta do cachorro, nem furar ele ou causar algum tipo de dor. O floral vem líquido ou em “bolinhas brancas”, em ambos os casos é muito fácil de dar ao animal;

  • A homeopatia não tem efeito colateral. O tratamento é feito de maneira geral e não usa nenhum tipo de química que possa, a longo prazo, prejudicar os órgãos do animal. Assim, também, não prejudica o meio ambiente e nem faz uso em excesso de materiais que podem prejudicar o solo;

  • Não tem restrição de idade, porte ou tipo. Um filhote pode tomar florais, assim como um idoso. Animais silvestres também podem fazer o uso do medicamento, principalmente os criados em cativeiro que não conseguem se reintegrar na natureza; 

  • Bom para o bolso! Os remédios homeopáticos são mais baratos do que os remédios industrializados, isso porque são manipulados em farmácias menores.

 

Redação: Júlia Cruz

O que acontece se um cachorro grande cruzar com uma cadela pequena?

O cruzamento de cachorro faz parte do comportamento natural e instintivo desses animais. Os machos estão sempre prontos e disponívei...

Veja o motivo desta comida ser considerada a pior de todas para a saúde do seu cachorro

Nem tudo que a gente come é liberado para os cães. Alguns alimentos, inclusive, são considerados bastante tóxicos e prejudiciais par...

Cachorro inteligente: essas são as raças que vão se sair melhor nas aulas de adestramento, segundo especialistas

A inteligência canina não pode ser subestimada e nem comparada com a humana. Afinal, estamos falando de duas espécies bem diferentes...

Esses são os 210 nomes de cachorro macho mais famosos: encontre a melhor ideia para chamar o pet que acabou de adotar

Escolher um nome de cachorro macho nem sempre é fácil, já que a variedade de opções pode deixar muitos tutores perdidos. É possível ...

O que acontece se um cachorro grande cruzar com uma cadela pequena?

O cruzamento de cachorro faz parte do comportamento natural e instintivo desses animais. Os machos estão sempre prontos e disponívei...

Veja o motivo desta comida ser considerada a pior de todas para a saúde do seu cachorro

Nem tudo que a gente come é liberado para os cães. Alguns alimentos, inclusive, são considerados bastante tóxicos e prejudiciais par...

Já ouviu falar no reflexo de Flehmen? O gato respirando de boca aberta pode apenas estar tentando sentir melhor os cheiros

Ver um gato respirando de boca aberta pode ser mais comum do que a gente imagina. E, ao contrário do que muitas pessoas pensam, nem ...

Gato reage de jeito engraçado aos cheiros que não gosta - e explicação tem a ver com um sentido poderoso da espécie

Você sabia que um cheiro que gato não gosta pode desencadear reações bem inusitadas nos felinos? Isso acontece porque o olfato dos g...

Ver todas