Gato

Anatomia do gato: listamos em infográfico 20 curiosidades sobre o corpo do seu felino

A anatomia de um gato é mais curiosa do que você imagina, o que permite que os felinos desenvolvam habilidades muito poderosas. Já parou para se perguntar por que o gato sempre cai em pé? Ou como os bichanos conseguem se acomodar dentro de diferentes espaços, como caixas de papelão, e alcançar lugares bem altos? Pois bem, muito disso acontece graças à anatomia felina. O corpo dos bichanos têm particularidades que muita gente não conhece, e algumas estruturas - como a pata do gato ou o bigode do gato - podem surpreender. Para entender melhor como funciona a anatomia do seu amigo, preparamos um infográfico com várias informações e curiosidades!

A anatomia do gato tem várias curiosidades que deixam os felinos muito habilidosos
A anatomia do gato tem várias curiosidades que deixam os felinos muito habilidosos

Mais Lidas

Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
Comportamento animal

Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
Comportamento animal

Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
Comportamento animal

Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos
Comportamento animal

Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos

Quem tem um gatinho já deve ter percebido que eles costumam afofar ou “amassar pãozinho” em algumas circunstâncias específicas. Os movimentos lembram uma massagem. Antes de deitar, quando estão no colo do dono ou quando encontram uma coberta fofinha e macia. Se mesmo sem saber porquê eles fazem isso a gente já acha a coisinha mais linda do mundo, imaginem depois de saber? Vem com a gente desvendar!

Anatomia do gato: como funciona a visão dos bichanos

Como os gatos enxergam? A visão dos felinos é bem diferente da nossa: ao contrário dos humanos, os gatos não enxergam todas as cores. Isso acontece porque os humanos possuem três tipos de células fotorreceptoras, enquanto os bichanos possuem apenas dois, o que limita bastante a quantidade de cores que eles veem. Outra curiosidade é que de perto os gatos enxergam muito bem, mas não conseguem focar em objetos que estão longe

Apesar disso, a visão dos gatos funciona muito bem no escuro. Quem tem um gatinho já deve ter reparado que esses animais adoram vagar pela casa durante a noite, e mesmo com pouca luminosidade eles conseguem andar sem esbarrar em nada. A explicação por trás dessa visão aguçada é simples: os gatos têm uma grande quantidade de células que ajudam a captar a luz, chamadas de bastonetes. Eles também têm uma membrana que fica dentro do globo ocular (chamada tapetum lucidum) que funciona como um refletor de luz, melhorando a capacidade visual. Então quando está escuro, a pupila do gato dilata em busca de qualquer resquício de luz, os bastonetes captam isso e o tapetum lucidum reflete a luminosidade. Isso também explica por que o olho de gato brilha no escuro.

Orelha do gato é responsável pela audição e pelo equilíbrio felino

Sabia que a orelha de gato pode girar até 180º? Basta prestar atenção ao movimento das orelhas do seu amigo quando ele ouve algum barulho. Essa flexibilidade combinada com o formato do crânio felino é justamente o que possibilita uma audição que pode alcançar incríveis 65.000Hz - enquanto isso, um humano só consegue alcançar, no máximo, em torno de 20.000Hz.

Mas não pense que acabam por aí as curiosidades sobre o ouvido do gato: a anatomia da região ainda tem uma outra característica que chama muita atenção. Aquela teoria de que os gatos sempre caem em pé tem um bom embasamento: esses animais possuem uma estrutura localizada no ouvido - chamada de labirinto - que é responsável pelo equilíbrio felino. Então quando um gato está em queda, a pressão no labirinto aumenta e emite um alerta para o sistema nervoso, que vai tentar “corrigir” a posição do gato a tempo dele atingir o chão em pé.

Curiosidades sobre o seu gato: anatomia da pata felina permite grandes saltos

Se você quer conhecer melhor o seu gato, a anatomia da pata é algo que com certeza vai te surpreender! As glândulas sudoríparas dos felinos se localizam na região das almofadinhas, fazendo com que eles liberem o suor pelas patas. Esse mesmo suor, inclusive, tem um cheiro bastante específico que também serve para marcar território - embora muitas vezes não seja perceptível para o olfato humano. 

Ainda sobre a pata de gato, outro fato curioso é que as garras desses bichinhos nem sempre estão à mostra. Isso ocorre porque elas são retráteis, então passam parte do tempo escondidas e só aparecem quando o bichano se prepara para atacar ou pretende afiar as unhas. Esse também é o motivo pelo qual os bichanos são super silenciosos e não fazem barulho ao andar pela casa.

Se você já viu um pulo de gato, também deve ter se perguntado como ele consegue fazer isso. A resposta também está nas patas, pois a parte traseira tem dedos mais longos que possibilitam um maior impulso na hora do pulo do gato - e acredite se quiser, os felinos podem saltar até 5 vezes a sua altura. Eles também podem correr até 49 km/hora. A sensibilidade tátil, associada a outros sentidos felinos, é capaz de detectar um terremoto até 15 minutos antes.

O rabo do gato tem um papel importante na linguagem felina

Entender a linguagem corporal felina é fundamental para saber o que seu amigo de quatro patas quer dizer com alguns comportamentos. Uma das formas de melhorar a comunicação com os bichanos é aprender a interpretar os movimentos do rabo de gato. A cauda felina se movimenta de acordo com cada situação. Se ele estiver feliz, a cauda normalmente fica apontada para cima e com poucos movimentos. Já se ele estiver sob tensão, pode ficar com a cauda totalmente ereta e com os pelos eriçados.

A cauda do gato nada mais é do que uma extensão da coluna vertebral. Nela, se concentram cerca de 18 a 23 ossos de todo o corpo do gato, que é o equivalente a 10% dos ossos da espécie. 

Cada focinho de gato é único e exclusivo

Da mesma forma que os seres humanos possuem impressões digitais que os diferenciam um do outro, os gatos também possuem uma característica similar. A diferença é que as impressões digitais dos felinos estão localizadas no focinho. 

O bigode de gato é outra parte que não podemos deixar de mencionar. Em cada lado do focinho estão localizados 12 fios. Muito sensíveis ao toque, as vibrissas do gato auxiliam no equilíbrio e na noção espacial dos bichinhos - por isso, nunca devem ser aparadas.

A língua do gato tem estrutura que ajuda na auto limpeza, mas o paladar é limitado

Uma das partes mais curiosas da anatomia felina é a língua do gato. Os felinos não precisam tomar banho, já que conseguem se limpar com lambidas.  Mas você sabia que a língua do gato tem cerdas específicas que facilitam todo esse processo? Elas são chamadas de papilas filiformes e têm uma textura bem áspera, como se fossem pequenos “espinhos” na cavidade bucal. Esse formato da língua do gato permite que eles consigam realizar a própria higiene de maneira muito eficaz, tornando os banhos tradicionais totalmente desnecessários na rotina deles.

Mas se por um lado a língua do gato é toda equipada para cuidar da higiene, por outro, o paladar felino é bem limitado. Esses bichinhos só conseguem sentir os sabores salgados, azedos ou amargos, mas não os adocicados. O motivo disso é porque eles só possuem 400 papilas gustativas, enquanto os humanos têm entre 2 mil e 8 mil. 

Anatomia dos gatos a exímia flexibilidade da espécie

Você provavelmente já percebeu que os gatos são muito flexíveis. É por isso que eles conseguem entrar em praticamente todos os lugares, por menor que sejam. A explicação é simples: os gatos não têm clavícula, mas sim uma pequena cartilagem clavicular que garante maior flexibilidade. Outro fator que contribui bastante para isso é a quantidade de vértebras presentes nas costas do gato. Eles têm 53 vértebras, enquanto os humanos possuem apenas 34. Por isso eles conseguem se movimentar com mais facilidade e cabem em basicamente qualquer lugar - inclusive nas pequenas caixas de papelão, que eles adoram.

Batimentos cardíacos e temperatura do gato são diferentes das registradas nos humanos

Sabia que o coração do gato bate duas vezes mais rápido que o nosso? É isso mesmo: os batimentos cardíacos dos bichanos costumam variar entre 110 e 240 batidas por minuto, que é praticamente o dobro dos batimentos cardíacos humanos. Então não se assuste se um dia você sentir o coração do gato muito acelerado, porque é algo totalmente normal. 

Outra curiosidade sobre a anatomia felina é a temperatura corporal, que deve variar entre 38º e 39º para ser considerada saudável. Por conta disso, os bichanos costumam ser muito quentinhos.

Redação: Juliana Melo

Gato-de-bengala: quais os comportamentos selvagens que a raça possui?

Próxima matéria

Gato-de-bengala: quais os comportamentos selvagens que a raça possui?

Pata de cachorro: anatomia, cuidados e curiosidades... saiba tudo sobre essa parte do corpo do seu amigo
Cuidados

Pata de cachorro: anatomia, cuidados e curiosidades... saiba tudo sobre essa parte do corpo do seu amigo

A saúde do cachorro depende de muitos cuidados com o corpo do animal - inclusive com as suas patinhas! São elas que dão todo o suporte necessário para que o cãozinho possa correr, brincar e pular, do jeitinho que eles gostam. Entretanto, muitos tutores não dão a devida atenção a pata de cachorro, e isso pode acabar desencadeando uma série de problemas na região, trazendo muito desconforto para o seu amigo de quatro patas. Pensando nisso, reunimos tudo que você precisa saber sobre essa parte do corpo dos cães: desde cuidados e doenças que podem atingir o local, até curiosidades e truques (como ensinar o cachorro a dar a pata, por exemplo). Confira!

Munchkin: curiosidades, origem, características, cuidados e personalidade... tudo sobre o
Raças

Munchkin: curiosidades, origem, características, cuidados e personalidade... tudo sobre o "gato salsicha"

Gato anão e gato salsicha são algumas denominações usadas para se referir ao Munchkin, um adorável felino com as pernas curtinhas e coluna alongada. A raça de gato não é uma das mais populares do Brasil, mas com certeza chama a atenção pela sua forma física “diferenciada”. Muito doce e cheio de energia, o Munchkin é uma mistura de fofura, inteligência e companheirismo.

Ragdoll: cuidados, personalidade e curiosidades... Conheça mais sobre essa raça de gatos gigantes
Raças

Ragdoll: cuidados, personalidade e curiosidades... Conheça mais sobre essa raça de gatos gigantes

O Ragdoll é uma raça de gatos gigantes, bem peludinhos e muito ativos. A raça nasceu nos Estados Unidos, a partir de uma série de cruzamentos, e só chegou ao Brasil no início da década de 1980. A história é bem curiosa, mas o que chama a atenção mesmo é o resultado: um gato enorme e super fofo. O Ragdoll é uma raça muito carinhosa e que gosta daquele colinho gostoso do dono. Ou seja: é uma ótima companhia para outros animais (incluindo cães), crianças, adultos e idosos. Conheça mais sobre essa raça e se apaixone também!

Rabo de gato: anatomia, curiosidades e significado de cada movimento... tudo sobre a cauda dos felinos
Comportamento

Rabo de gato: anatomia, curiosidades e significado de cada movimento... tudo sobre a cauda dos felinos

Todo gateiro de plantão sabe que o rabo de gato, além de ser um charme, também é uma parte do corpo que é repleta de significados e curiosidades. Isso porque muitos gatos utilizam a cauda como forma de expressão - por isso, entender a linguagem felina é muito importante para saber como lidar com eles. O rabo do gato também precisa de certos cuidados para evitar problemas, como as fraturas. 

Ver Todas >

Setembro amarelo: 9 coisas que um cachorro ou gato pode fazer para te ajudar a enfrentar a doença
Comportamento animal

Setembro amarelo: 9 coisas que um cachorro ou gato pode fazer para te ajudar a enfrentar a doença

No mês do Setembro Amarelo, as campanhas sobre a prevenção do suicídio ganham um grande destaque. Cuidar da saúde mental é muito importante, e o acompanhamento de médicos e terapeutas são fundamentais para auxiliar no tratamento de depressão. O que poucas pessoas sabem é que, aliado a isso, ter um bichinho de estimação também faz toda a diferença na vida de pessoas que convivem com a doença.

Gato Munchkin: preço, comportamento e convivência com esse bichano
Comportamento animal

Gato Munchkin: preço, comportamento e convivência com esse bichano "rebaixado"

O gato Munchkin - carinhosamente apelidado de gato “salsicha” - é um dos felinos mais adoráveis que existem. Ele tem pernas curtinhas e um corpo alongado, o que faz com que muitas pessoas se refiram a ele como gato rebaixado ou gato anão. Mas além da aparência inusitada, o que será que esse bichano tem de tão especial? A convivência com o Munchkin com certeza é algo surpreendente.

5 coisas que o cachorro latindo pode significar
Comportamento animal

5 coisas que o cachorro latindo pode significar

O cachorro latindo é um comportamento mais comum dos que os tutores esperam. Afinal, como todos sabem, os latidos fazem parte da linguagem canina e são uma forma do seu amigo de quatro patas se expressar. Mas você sabia que existem vários tipos de latidos de cachorro, e cada um deles representa uma situação diferente? É importante ficar atento ao comportamento animal, mas também treinar o seu ouvido para conseguir decifrar o verdadeiro significado por trás de um cachorro latindo.

Como saber se o gato é fêmea?
Comportamento animal

Como saber se o gato é fêmea?

Os tutores de primeira viagem (e até mesmo alguns experientes) sempre ficam confusos na hora de descobrir se filhote de gato é fêmea ou macho. Afinal de contas, como descobrir o sexo do gato? O que é necessário observar para diferenciar um gatinho de uma gatinha? Embora essa seja uma missão um pouco difícil nas primeiras semanas de vida do bichano, basta observar alguns detalhes ara descobrir o sexo do gato.

Ver Todas >