Gato

Comportamento felino: entenda de uma vez por todas como funciona o equilíbrio dos gatos

Publicado - 13 Agosto 2020 - 17h15

Atualizado - 30 Abril 2024 - 19h25

O equilíbrio dos gatos tem um funcionamento intrigante. Todo mundo já deve ter ouvido falar que o gato sempre cai em pé, por exemplo. Mas por que isso acontece? Como a anatomia dos gatos permite isso? Os saltos de lugares altos, por exemplo, é uma cena típica do comportamento felino, só que o que poucos sabem é que tanto o equilíbrio quanto às quedas “em pé” só são possíveis graças a algumas partes do corpo do animal, como o bigode de gato e a coluna. Se você não sabe para que serve o bigode do gato e nunca se parou para pensar como as patas, garras e rabo interferem no equilíbrio dele, chegou o momento de descobrir. 

Como o bigode do gato interfere no equilíbrio dele?

“O que acontece se cortar o bigode do gato?” é uma pergunta que levanta muita curiosidade por aí. Mas antes de tentar descobrir por conta própria quais são as consequências desse ato, é importante entender o motivo para não cortar o bigode dos felinos de jeito nenhum. Por mais que o bigode de gato não tenha nervo (o que significa que cortá-lo não vai necessariamente machucar seu amigo), interferir nessa parte do corpo dos felinos é algo que compromete (e muito) o equilíbrio deles.

O bigode do gato (que na verdade se chama vibrissas) nada mais é do que uma espécie de “sensor” de ambiente, que ajuda o bichano a ter uma maior noção espacial. É ele um dos responsáveis pelo gato conseguir determinar a distância entre as coisas. Sem as vibrissas, o animal pode ficar um pouco perdido e perder total ou parcialmente a noção de equilíbrio também. Sendo assim, o bichano fica impossibilitado de saltar como antes e até mesmo de andar sem esbarrar nas coisas.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

 

Gato preto saltando de móvel dentro de casa
A pata de gato (especialmente as traseiras) garante o impulso dos saltos

 

Pata de gato e garras ajudam na locomoção e garantem a segurança do equilíbrio

Tão essenciais quanto o bigode, a pata e a unha de gato também desempenham uma função importante no equilíbrio dos felinos. Além de serem responsáveis pelo deslocamento, são as garras que ajudam a manter a segurança deles durante as escaladas, caminhadas ou até mesmo quando eles decidem ficar parados em cima de um muro. Então, pode-se dizer que a pata de gato sustenta alguns desses movimentos e é o que propicia ainda mais o equilíbrio dele em diversas situações.

E não para por aí: o gato possui uma estrutura muscular complexa e flexível, principalmente nas patas traseiras, com um mecanismo semelhante a uma mola (que estica e se contrai com facilidade), que é o que permite que ele tenha mais impulso para saltos mais altos. Tanto é que os felinos podem saltar até 7 vezes sua própria altura. 

Orelha e rabo de gato são partes essenciais para auxiliar no direcionamento do animal

Se você reparar bem, sempre que um gatinho vai mudar de direção, o rabo dele indica esse movimento. É porque o rabo de gato também é uma estrutura que ajuda os gatos a se “localizarem” melhor no ambiente. Além disso, a orelha de gato também é outra região importante, porque nela contém um fluido que permite que o gato saiba em que posição ele se encontra: em pé, deitado, de cabeça para baixo. Inclusive, é por causa desse fluido que os felinos têm uma facilidade maior para cair em pé, já que eles percebem que a posição deles está errada e geralmente são capazes de corrigir isso antes de atingirem o chão. Mas, claro, eles precisam de uma altura mínima para conseguirem ter o tempo necessário de “virarem”, que é 30 cm. Acima disso, o gato sempre cai em pé.

Redação: Juliana Melo

 

Comportamento

Aprenda a interpretar cada miado de gato: foi com essas dicas que consegui me aproximar mais ainda do meu pet

Mesmo que os gatos não saibam falar, a linguagem felina é muito rica e expressiva. Além da postura corporal, o miado de gato tem uma...

Saúde

O que acontece no corpo da gata no cio? Dos miados estridentes aos picos hormonais, veja todas as mudanças que ela enfrenta

Não precisa ser expert no universo felino para conseguir identificar uma gata no cio. Dos miados estridentes aos picos hormonais, o ...

Cachorro

Com ajuda do ChatGPT, mulher cria site para mostrar como os cachorros enxergam de verdade: testamos por aqui!

Você já se perguntou como os cachorros enxergam? Essa é uma dúvida comum entre muitas pessoas, sejam elas tutoras de um pet ou não. ...

Comportamento

"Amor de gato": foi assim que aprendi a interpretar as emoções do meu gatinho e percebi que sou o amor da vida dele

O amor de gato é um sentimento especial e gratificante que os bichanos demonstram por seus donos. Mas ao contrário dos cães, eles ex...

Comportamento

Aprenda a interpretar cada miado de gato: foi com essas dicas que consegui me aproximar mais ainda do meu pet

Mesmo que os gatos não saibam falar, a linguagem felina é muito rica e expressiva. Além da postura corporal, o miado de gato tem uma...

Saúde

O que acontece no corpo da gata no cio? Dos miados estridentes aos picos hormonais, veja todas as mudanças que ela enfrenta

Não precisa ser expert no universo felino para conseguir identificar uma gata no cio. Dos miados estridentes aos picos hormonais, o ...

Cachorro

Com ajuda do ChatGPT, mulher cria site para mostrar como os cachorros enxergam de verdade: testamos por aqui!

Você já se perguntou como os cachorros enxergam? Essa é uma dúvida comum entre muitas pessoas, sejam elas tutoras de um pet ou não. ...

Comportamento

"Amor de gato": foi assim que aprendi a interpretar as emoções do meu gatinho e percebi que sou o amor da vida dele

O amor de gato é um sentimento especial e gratificante que os bichanos demonstram por seus donos. Mas ao contrário dos cães, eles ex...

Ver todas