Adestramento

5 problemas de comportamento canino que precisam da sua atenção

Comportamento canino: descubra o que pode significar alguns hábitos do seu amigo e o que fazer para evitá-los!
Comportamento canino: descubra o que pode significar alguns hábitos do seu amigo e o que fazer para evitá-los!

Não dá para negar: lidar com o comportamento canino pode ser, em muitos casos, desafiador. Por isso, é comum que alguns hábitos, como latir demais, morder e até mesmo puxar durante o passeio possam ser incompreendidos e mal conduzidos pelos tutores. Para evitar essas e outras atitudes do animal, o primeiro passo é entender por que elas acontecem e como tratá-las. Pensando nisso, listamos 5 problemas de comportamento do seu cachorrinho que merecem sua atenção e algumas dicas para amenizá-los. Veja só!

1) Cachorro latindo muito pode indicar que o seu amigo está carente ou entediado

Se você tem um cãozinho em casa, deve saber que os latidos fazem parte da rotina do animal. Afinal, eles são a principal forma que o seu amigo tem de se comunicar e expressar qualquer sentimento. Entretanto, em alguns casos, cachorro latindo muito pode estar relacionado à razões comportamentais. Um dog carente, por exemplo, pode usar o latido como um maneira de chamar a sua atenção, seja para uma brincadeira, um carinho ou passeio. É comum que isso aconteça quando os tutores passam o dia todo fora de casa.

Além disso, o hábito também pode indicar que o seu pet está entediado. Cachorros muito ativos ficam assim quando passam um longo período sem ter o que fazer. Nesses casos, a solução é uma só: dar mais atenção para o seu bichinho! Procure encaixar momentos de passeio ou brincadeiras diárias. Brinquedos de cachorro espalhados para casa também podem ajudar a distrair o animal enquanto você estiver fora.

2) Xixi de cachorro fora do lugar: problemas de saúde podem ser o motivo para o comportamento

Ver o seu cãozinho fazendo xixi ou cocô fora do lugar é sempre estressante, né? Mas, se ele tinha o hábito de fazer as suas necessidades no lugar certo e de repente isso mudou, é preciso ficar atento: pode ser um sinal de que algo não vai bem com a saúde do seu amigo. A incontinência urinária em cães, por exemplo, pode impedir que o animal consiga fazer xixi no banheirinho dele. Além disso, infecção urinária e doenças gastrointestinais também podem resultar neste comportamento. Por isso, caso o seu pet seja treinado e passe a adotar esse tipo de atitude, é importante consultar um médico veterinário de confiança para fazer um check-up e certificar de que está tudo bem.

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    O adestramento e o uso de coleiras adequadas podem ajudar a  controlar cachorro que puxa durante o passeio
    O adestramento e o uso de coleiras adequadas podem ajudar a controlar cachorro que puxa durante o passeio

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia
    Comportamento animal

    As 7 raças de cachorro que mais precisam gastar energia

    Manter a frequência de passeios no dia a dia do seu amigo de quatro patas é algo necessário para todas as raças de cachorro. Além dos benefícios que a socialização desses momentos traz, para muitos animais, essa caminhada é atividade física suficiente para o gasto de energia diário. Raças mais preguiçosas, que só devem se movimentar para manter a saúde, não precisam de muito tempo dedicado a essa área, mas nem todas são assim: para equilibrar, existem algumas raças de cachorro têm energia de sobra. Pensando no bem da saúde do seu animal e buscando evitar que ele desconte essa disposição acumulada em outras partes da casa, nós separamos algumas raças que precisam de agitação para ficar bem no dia a dia. Dá uma olhada!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos
    Comportamento animal

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos

    Quem tem um gatinho já deve ter percebido que eles costumam afofar ou “amassar pãozinho” em algumas circunstâncias específicas. Os movimentos lembram uma massagem. Antes de deitar, quando estão no colo do dono ou quando encontram uma coberta fofinha e macia. Se mesmo sem saber porquê eles fazem isso a gente já acha a coisinha mais linda do mundo, imaginem depois de saber? Vem com a gente desvendar!

    3) Cachorro destruidor: hábito de mastigar e roer objetos pode estar ligado à estresse 

    Não é difícil encontrar um cãozinho que queira mastigar tudo que vê pela frente, certo? O hábito de mastigar é natural no universo canino, principalmente quando se trata de cachorro filhote. Entretanto, a mastigação excessiva pode facilmente se tornar um problema de comportamento canino se o seu amigo causar destruição. É comum que a principal motivação seja o estresse e, por isso, o animal “desconte”  nos móveis e objetos da casa. Para controlar a situação, o ideal é contar com o acompanhamento de um veterinário, que pode receitar medicamentos específicos para tratar os problemas ou orientar o uso de florais para cachorro. Os recursos medicinais em conjunto com o trabalho de um adestrador de cães também podem melhorar a comunicação com o cão e, assim, contribuir para o bem-estar do seu pet.

    4) Mordida de cachorro: atitude é comum em animais filhotes

    Assim como latido, a mordida de cachorro também é um hábito bastante presente na rotina do animal, principalmente os filhotes. Afinal, morder e beliscar é uma forma do seu cãozinho conhecer o mundo e até mesmo se comunicar. No entanto, quando o comportamento se torna excessivo, é preciso que o tutor saiba mostrar ao seu amigo que morder nem sempre é uma atitude aceitável. O uso de brinquedos para cachorro e mordedores específicos, por exemplo, pode ajudar nesse processo. Além disso, é importante que se o cachorro estiver mordendo você ou outras pessoas, mesmo em momentos de brincadeira, você o ignore. Dessa forma, ele não terá a resposta esperada e perderá o interesse em continuar. Apostar no adestramento positivo também é uma boa opção para corrigir esse comportamento. 

    5) Cachorro que puxa no passeio é sinônimo de ansiedade 

    Se o seu cãozinho tem o costume de puxar a coleira durante o passeio, saiba que isso pode ser um sinal de ansiedade. Por ser o momento mais feliz para um cachorro, é normal que ele não saiba dosar a alegria e, por isso, ela acabe se transformando em ansiedade e agitação. O resultado? É um cachorro que puxa a coleira e guia durante o passeio. Para eliminar esse comportamento, é importante ter paciência e utilizar as técnicas corretas. O primeiro passo é treinar o animal em casa. Quando o processo estiver funcionando, você pode avançar para outros lugares, como o corredor do prédio ou quintal. Além disso, é importante investir em uma coleira para cachorro que puxa muito, como a peitoral. O uso de petiscos para recompensar o pet quando ele andar direitinho também é bem-vindo. 

     

    Redação: Úrsula Gomes

    Conheça todos os tipos de coleira para cachorro e como usar: modelos, funções e adestramento

    Próxima matéria

    Conheça todos os tipos de coleira para cachorro e como usar: modelos, funções e adestramento

    5 zoonoses que precisam da sua atenção: raiva canina, leishmaniose em cães e outras
    Saúde

    5 zoonoses que precisam da sua atenção: raiva canina, leishmaniose em cães e outras

    Raiva canina, leptospirose em cães, leishmaniose canina... todas as essas doenças graves que atingem os cachorros têm algo em comum: são zoonoses. Esse é o termo usado para descrever infecções ou doenças que podem ser transmitidas de animais para os seres humanos. Prevení-las (tanto em você quanto no seu animal) não é difícil, bastam alguns cuidados simples!

    5 fatos sobre a parvovirose canina que precisam da sua atenção
    Saúde

    5 fatos sobre a parvovirose canina que precisam da sua atenção

    A parvovirose canina é uma das doenças mais graves que podem atingir nossos amigos de quatro patas. O parvovírus é muito resistente e capaz de destruir as células intestinais dos cachorros. O problema é mais comum em filhotes, principalmente aqueles que nunca tomaram vacina. Já os sintomas mais comuns da parvovirose incluem vômitos, diarreia com sangue, alterações no apetite, febre e palidez nas mucosas. Como esses sinais são muito genéricos e também podem indicar outras doenças, o melhor é correr para o veterinário assim que perceber algo diferente no animalzinho.

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande
    Grandes

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande

    Você já ouviu falar no Dogo Argentino? Essa é uma raça de cachorro que teve origem em um país vizinho ao nosso, a Argentina. Embora pareçam sérios, os cães desta raça são uns amores e têm tudo para te conquistar, principalmente se o que você procura é um amigo de quatro patas bem leal e parceiro. Mas antes de comprar ou adotar um cachorro desta raça, que tal conhecê-lo um pouco mais a fundo? 

    Vira-lata: tudo o que você precisa saber sobre os cães sem raça definida (SRD)
    Adoção

    Vira-lata: tudo o que você precisa saber sobre os cães sem raça definida (SRD)

    O vira-lata é o cachorro mais querido e presente nos lares brasileiros. E não é pra menos, né? Esperto, brincalhão e cheio de amor para dar, ele é um ótimo candidato a transformar a sua casa em um lugar mais divertido e, de quebra, ser um companheiro para todas as horas. Oficialmente chamado de sem raça definida (SRD), o cachorro vira-lata não tem uma origem clara e possui características que o tornam único. O cãozinho SRD desperta muitas dúvidas entre os tutores: quanto tempo vive um vira-lata? 

    Ver Todas >

    Como funciona a memória dos cães? Veja essa e outras curiosidades sobre o cérebro do cachorro
    Comportamento animal

    Como funciona a memória dos cães? Veja essa e outras curiosidades sobre o cérebro do cachorro

    Já parou para se perguntar como funciona o cérebro do cachorro? Essa é uma questão que pode intrigar muitos tutores, já que esses animais muitas vezes nos surpreendem com alguns comportamentos. Afinal, não dá para negar que, embora irracionais, os cães conseguem ser muito inteligentes! Eles são capazes de aprender vários tipos de comandos e muitas vezes parecem nos entender como ninguém. Então, como será que funciona a memória e o cérebro de cachorro?

    Quais são as raças de cachorro que vivem mais tempo?
    Comportamento animal

    Quais são as raças de cachorro que vivem mais tempo?

    No mundo canino, a proporção da idade do cachorro é totalmente diferente do que conhecemos entre os humanos. A média de vida de um cãozinho é de 10 a 13 anos, mas isso pode mudar de acordo com o tamanho, raça e cuidados que o animal recebeu ao longo da vida. No entanto, algumas raças de cachorro são conhecidas pela alta expectativa de vida. Um fator absolutamente genético! 

    Como é o temperamento do Poodle?
    Comportamento animal

    Como é o temperamento do Poodle?

    O Poodle é um dos cachorros mais populares do Brasil e um dos motivos para isso está relacionado ao fato desta raça ser super “família”. Muito companheiro e leal aos donos, ele gosta de participar de todos os momentos, desde uma confraternização até um cochilo no sofá. Não importa se estamos falando de um Poodle toy, anão, médio ou standard: todos os tamanhos são muito sociáveis e gostam de fazer novos amigos.

    Já se perguntou qual o significado do bocejo dos cães? Veja curiosidades sobre esse comportamento canino!
    Comportamento animal

    Já se perguntou qual o significado do bocejo dos cães? Veja curiosidades sobre esse comportamento canino!

    Você com certeza já deve ter flagrado o cachorro bocejando muito e associou apenas a sono, não é? Para a surpresa de muitos, esse comportamento canino pode dizer muito sobre o que o cãozinho está sentindo ou pensando. Sim, é verdade! De acordo com algumas pesquisas científicas, a linguagem dos cachorros também se manifesta com bocejos e pode ter vários significados, desde demonstração de empatia pelo seu humano até uma espécie de fuga do estresse.

    Ver Todas >