Comportamento animal

Como fazer o cachorro filhote parar de roer móveis

Publicado - 20 Setembro 2019 - 11h00

Atualizado - 18 Abril 2024 - 16h55

Ter um filhote de cachorro em casa sempre é sinônimo de muita festa e alegria no dia a dia, mas nem tudo são flores. Enquanto ele está se adaptando à vida em casa e ao convívio com outras pessoas e animais, pode ser que alguns objetos encontrados no meio do caminho não passem ilesos aos dentinhos afiados dos filhotes. A combinação "tédio + dentinhos coçando + energia em excesso" é certeira para eles roerem tudo o que veem pela frente. O problema é que, muitas vezes, quando eles pegam o gosto por bens mais duráveis, como os móveis, o prejuízo é inevitável: quanto antes o filhote parar com essa prática, melhor. Dá uma olhada aqui embaixo para descobrir por que isso acontece e de que formas você pode ajudar o seu cachorro filhote a parar de morder. 

Afinal de contas, por que o cachorro filhote morde tudo o que vê pela frente? 

Os primeiros meses da vida do filhote de cachorro são a fase em que eles se transformam em exploradores e estão descobrindo o mundo. Enquanto estavam na ninhada, com a mãe e os outros filhotes, isso acontecia com o focinho e a boca, ou seja: para eles é bem normal dar umas mordidinhas em tudo o que existe ao redor nesse processo de descobrir mais sobre esse lugar novo em que foi colocado. O que você precisa fazer é estabelecer para o animal um limite que junte o instinto dele com a preservação dos móveis da sua casa. 

Além disso, nesses primeiros meses é comum que o cachorro filhote sinta a necessidade de morder alguma coisa por causa da troca da dentição canina. Com o incômodo dos dentes caindo e outros crescendo no lugar — um processo que, geralmente, acontece sem que você precise interferir — é normal que ele busque alívio em morder o que estiver ao redor. Nesse momento, os móveis de madeira se tornam bem atraentes. 

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Como você pode ajudar o seu cachorro filhote a parar de roer os móveis 

O primeiro passo para fazer o seu cachorro parar de roer os móveis da sua casa é, certamente, identificar os motivos que levam ele a essa prática. Cada uma das possibilidades tem um tratamento possível e tudo o que você precisa fazer é ir adaptando a solução ideal ao seu dia a dia. Conheça algumas delas aqui embaixo!

Dica 1. Ofereça outras opções de coisas que ele pode morder: se o que faz o seu cachorro atacar os móveis e o que estiver ao redor for a troca dos dentes, é importante que ele esteja cercado de brinquedos e objetos, como o mordedor, para redirecionar o foco quando sentir a dentição e a gengiva incomodando. Se você puder higienizar e colocar o mordedor na geladeira ou congelador antes de oferecer, então, seu filhotinho vai ficar feliz e pode esquecer os pés da mesa por um tempo;

Dica 2. Proteja os móveis com produtos específicos para afastar os cachorros: em pet shops e outras lojas que vendem produtos especializados para animais em geral, é comum que você encontre sprays repelentes que têm um gosto amargo e desencorajam o cachorro a continuar mordendo a superfície em que for aplicado. Além do sabor ruim, os sprays não fazem mal para o cachorro que entra em contato com eles. Antes de usar é sempre bom consultar o veterinário que conhece a condição de saúde do seu bichinho e tirar todas as dúvidas que você tiver;

 

Cachorro filhote mordendo calçado vermelho
No caso dos filhotes, a troca da dentição é uma das principais razões para o ataque aos móveis

 

Dica 3. Invista no adestramento para melhorar o comportamento do seu cão: no caso do cachorro filhote, o adestramento é algo que vai auxiliar não apenas no hábito de morder os móveis, mas também ajuda na socialização e ensina ao animal como se comportar em diferentes situações. As raças que são mais territorialistas e têm bastante força física, por exemplo, podem ser treinadas para que o cachorro cresça conseguindo lidar com o temperamento. O adestramento positivo, que recompensa as atitudes certas do animal em vez de castigar as erradas, é sempre a melhor opção; 

Dica 4. Inclua atividades para gastar a energia do animal na rotina: uma das coisas que fazem o cachorro filhote descontar nos móveis é o tédio. O momento do passeio e das atividades físicas é importante durante toda a vida do animal, mas nos primeiros meses, principalmente, essa necessidade aumenta: ele precisa brincar, correr e ficar cansado para não ter disposição de fazer besteira quando voltar para casa. Se você precisa passar o dia fora, não deixe de separar um tempo quando chegar em casa para isso, ok?; 

Dica 5. Impeça o acesso do animal ao cômodo em que fica o móvel preferido dele: a melhor forma de evitar que o seu cachorro filhote deixe marquinhas de dentes nos móveis da casa é restringir o acesso dele aos cômodos, principalmente nos períodos sem supervisão. Se você vai sair, separe um cantinho seguro e fresquinho na sua casa e deixe água, brinquedos, caminha e um lugar demarcado para ele fazer xixi e cocô. O portão de segurança é um acessório que ajuda muito nesse momento. 

Cuidado com a sua reação depois que o seu filhote roer um móvel

Assim como acontece na hora de ensinar o cachorro filhote a fazer xixi e cocô no lugar certo, se você tiver uma reação exagerada no momento em que perceber que ele mordeu um móvel ou qualquer outra coisa, pode ser que o animal entenda a atenção de forma errada. Muitas vezes, ele nem sabe por que está sendo repreendido e associa a bronca recebida a um momento de receber atenção. Ou seja: se o cãozinho passa o dia todo sozinho, ele vai querer deixar uma surpresinha durante o dia para que se repita o momento em que você chega e dedica um tom de voz mais forte. 

Se ele for pego no flagra, tente repreender sem fazer muito alarde e leve o cachorro para outro lugar. Evite o contato visual e não converse com ele por um tempo. Nos dias em que ele ficar perto do móvel e se comportar, faça carinho e ofereça um petisco. E nunca use violência para corrigir seu cachorro filhote: além de não adiantar, você pode causar traumas psicológicos que podem durar pelo resto da vida do animal. 

Redação: Ariel Cristina Borges

Comportamento

Aprenda a interpretar cada miado de gato: foi com essas dicas que consegui me aproximar mais ainda do meu pet

Mesmo que os gatos não saibam falar, a linguagem felina é muito rica e expressiva. Além da postura corporal, o miado de gato tem uma...

Cachorro

Com ajuda do ChatGPT, mulher cria site para mostrar como os cachorros enxergam de verdade: testamos por aqui!

Você já se perguntou como os cachorros enxergam? Essa é uma dúvida comum entre muitas pessoas, sejam elas tutoras de um pet ou não. ...

Comportamento

"Amor de gato": foi assim que aprendi a interpretar as emoções do meu gatinho e percebi que sou o amor da vida dele

O amor de gato é um sentimento especial e gratificante que os bichanos demonstram por seus donos. Mas ao contrário dos cães, eles ex...

Histórias reais

Vira-lata caramelo invade festa junina e faz participação especial na hora quadrilha

Não tem jeito: o vira-lata caramelo sempre dá um jeito de abrilhantar qualquer enredo. Se há algum tempo viralizaram histórias de ca...

Comportamento

Aprenda a interpretar cada miado de gato: foi com essas dicas que consegui me aproximar mais ainda do meu pet

Mesmo que os gatos não saibam falar, a linguagem felina é muito rica e expressiva. Além da postura corporal, o miado de gato tem uma...

Saúde

O que acontece no corpo da gata no cio? Dos miados estridentes aos picos hormonais, veja todas as mudanças que ela enfrenta

Não precisa ser expert no universo felino para conseguir identificar uma gata no cio. Dos miados estridentes aos picos hormonais, o ...

Cachorro

Com ajuda do ChatGPT, mulher cria site para mostrar como os cachorros enxergam de verdade: testamos por aqui!

Você já se perguntou como os cachorros enxergam? Essa é uma dúvida comum entre muitas pessoas, sejam elas tutoras de um pet ou não. ...

Comportamento

"Amor de gato": foi assim que aprendi a interpretar as emoções do meu gatinho e percebi que sou o amor da vida dele

O amor de gato é um sentimento especial e gratificante que os bichanos demonstram por seus donos. Mas ao contrário dos cães, eles ex...

Ver todas