Saúde

5 formas de prevenir a infecção urinária em gatos

A infecção urinária em gatos pode ser prevenida com alguns cuidados
A infecção urinária em gatos pode ser prevenida com alguns cuidados

A infecção urinária em gatos é uma das doenças mais comuns que podem atingir os felinos. Geralmente, a doença se desenvolve devido à baixa ingestão de água. Ela causa dor, desconforto e afeta órgãos fundamentais para o bom funcionamento do corpo do animal. A infecção urinária, apesar de atingir muitos bichanos, pode ser prevenida com cuidados especiais e muito simples. 

A infecção urinária em gatos é uma doença que pode afetar vários órgãos do trato urinário. Sua origem normalmente é bacteriana, mas em alguns casos pode ser causada por fungos. Os principais sintomas são aumento da frequência de micção, diminuição do volume de xixi, dor ao urinar, sangue na urina e realização da micção em locais não habituais. 

Gato: Infecção urinária pode ser prevenida com mudança de hábitos

A infecção urinária em gatos costuma se desenvolver por conta da pouca ingestão de água. Em gatos domésticos, principalmente os idosos, machos e gatos castrados, a infecção urinária é ainda mais comum. Certas situações contribuem para que o felino adquira a doença. A falta de atividades físicas e o sedentarismo, por exemplo, são algumas delas. Quando o animal não se exercita e só fica deitado o dia todo, passa a beber menos água. Esse é, aliás, o principal motivo de os gatos castrados terem maior chance de contrair a infecção urinária, já que após a cirurgia tendem a ficar mais calmos e sedentários. Além do sedentarismo, a alimentação é outro fator que merece atenção na hora de prevenir a doença. Veja abaixo 5 dicas fundamentais de prevenção à infecção urinária em gatos!

1) O enriquecimento ambiental é uma forma divertida de prevenir a infecção urinária em gatos

O enriquecimento ambiental proporciona aos felinos um ambiente mais próximo ao seu estilo de vida, evitando o tédio e deixando-o mais ativo. Existem diversas maneiras de adotar o enriquecimento ambiental na casa para deixar seu pet mais animado. O gato vai passar a explorar, escalar e se movimentar mais, evitando assim o sedentarismo de uma maneira divertida. Além disso, o uso de fontes de água também é uma ótima ideia para evitar a infecção urinária em gatos. O barulho da água correndo é atrativo aos felinos, fazendo com que eles passem a ter mais vontade de beber água.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

question quiz stamp

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

Question Header Background
question quiz stamp

As crises alérgicas costumam acontecer:

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Question Header Background
question quiz stamp

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Question Header Background
question quiz stamp

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

Question Header Background
question quiz stamp

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

Question Header Background

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Infecção urinária: gato precisa ingerir bastante água para prevenir a doença
    Infecção urinária: gato precisa ingerir bastante água para prevenir a doença

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    2) Infecção urinária: gato com fácil acesso aos potes de água tem menor risco de contrair a doença

    Para evitar a infecção urinária em gatos é fundamental que o felino encontre sempre um ambiente adequado para beber água e também para fazer suas necessidades. Por isso, é essencial que as caixas de areia e os potinhos de água estejam sempre à disposição dos felinos. Espalhar mais de um potinho de água pela casa faz com que seu pet se hidrate em qualquer lugar que estiver. Manter a caixa de areia sempre limpa e à disposição em vários locais do seu lar também faz com que o animal realize suas necessidades sempre que sentir vontade. Assim, o gato bebe mais água e urina adequadamente, evitando o risco de uma infecção urinária.

    3) Ração úmida tem maior concentração de água e ajuda no combate à infecção urinária em gatos

    A ração úmida possui, naturalmente, maior quantidade de água que a ração seca. Os gatos já não possuem muito o hábito de beber água, então quando a frequência é menor ainda pode ser extremamente perigoso. A ração úmida faz aumentar, então, o volume de água ingerido pelo bichano. Além disso, os gatos costumam amar as rações úmidas!

    4) Infecção urinária: gato deve se alimentar com rações de acordo com sua faixa etária

    Um cuidado fundamental na alimentação dos bichanos é a escolha da ração. Existem alimentos específicos para filhotes, adultos e idosos. A diferença entre eles se dá por conta da disponibilidade e quantidade de diferentes substâncias. Enquanto os filhotes precisam mais de certos nutrientes, os idosos precisam de outros. Gatos idosos, por exemplo, costumam desenvolver mais a infecção urinária. Por isso, sua ração tem menor concentração de minerais, como o cálcio. É fundamental que cada gatinho receba o alimento adequado de acordo com sua idade.

    5) O estresse pode favorecer o surgimento de doenças como a infecção urinária em gatos

    Quando os gatos passam por situações que causam estresse ou agitação costumam beber menos água. Mudanças na rotina e chegada ou ausência de animais e pessoas na casa são algumas das situações que costumam deixar os gatos estressados. Consequentemente, se hidratam menos, favorecendo o aparecimento de infecção urinária em gatos. Por isso, evite mudanças bruscas que afetem a saúde do seu pet e tente sempre ser mais sutil. Uma boa dica é apostar no uso de feromônios, que acalmam os gatos nessas situações de mudanças de rotina.

    Redação: Maria Luísa Pimenta 

    Gato obeso: como saber se o seu pet está acima do peso?

    Próxima matéria

    Gato obeso: como saber se o seu pet está acima do peso?

    Infecção urinária em gatos: como identificar, quais os sintomas e como prevenir?
    Saúde

    Infecção urinária em gatos: como identificar, quais os sintomas e como prevenir?

    A infecção urinária em gatos, também conhecida como obstrução do trato urinário, é um problema mais comum do que se pensa. Ela é uma doença que geralmente acontece devido à baixa ingestão de água desses animais, mas que também pode estar atrelada a outros fatores, que variam desde causas bacterianas a fúngicas. Para entender um pouco mais sobre esse quadro, conversamos com a veterinária Izadora Souza, do Rio de Janeiro, que esclareceu algumas informações sobre a doença. Veja o que ela disse sobre a infecção urinária em gatos a seguir!

    Diabetes em gatos: entenda os perigos e como prevenir a doença!
    Saúde

    Diabetes em gatos: entenda os perigos e como prevenir a doença!

    A diabetes é muito comum entre os humanos, mas você sabia que os felinos também podem sofrer com a doença? A diabetes em gatos é uma doença grave e capaz de atrapalhar a qualidade de vida do felino em vários níveis se não for tratada corretamente. A patologia requer acompanhamento médico, tratamento constante e, muitas vezes, aplicação de insulina diariamente. É um caso específico de endocrinologia, que requer atenção para não prejudicar mais ainda a saúde do animal, principalmente se ele for um gato obeso. Para tirar todas as dúvidas sobre o assunto e aprender a cuidar de gato com a doença, nós conversamos com o médico veterinário Rafael Cunha, do Rio de Janeiro!

    Infecção urinária em gatos: por que é tão comum, como prevenir...
    Saúde

    Infecção urinária em gatos: por que é tão comum, como prevenir...

    Muito se fala sobre cuidados com a saúde do sistema renal e urinário dos gatos. Uma série de pequenos detalhes preventivos são recomendados por veterinários como o incentivo para beber água fresca e oferecer ração úmida com uma certa frequência. Para nos explicar melhor o que é, por que acontece e como prevenir, convidamos o veterinário urologista Igor Wirth, do Rio de Janeiro, para esclarecer essas questões.

    Giárdia em gatos: entenda mais sobre a doença, os sintomas mais comuns e como prevenir
    Saúde

    Giárdia em gatos: entenda mais sobre a doença, os sintomas mais comuns e como prevenir

    Assim como nos cães, a Giárdia em gatos é uma zoonose muito comum. Os felinos, então, não estão imunes a contrair essa doença, que muitas vezes passa despercebida ao ser confundida com uma simples diarreia. Por isso, é muito importante prestar atenção aos sintomas da giárdia em gatos e, também, buscar formas de prevenir a contaminação. Para esclarecer mais as dúvidas quanto ao assunto, conversamos com a médica veterinária Carolina Mouco Moretti, que é diretora geral do Hospital Veterinário Vet Popular, de São Paulo.

    Ver Todas >

    Lúpus canino: como a doença autoimune em cães se desenvolve e quais as raças mais afetadas?
    Saúde animal

    Lúpus canino: como a doença autoimune em cães se desenvolve e quais as raças mais afetadas?

    Uma doença conhecida entre os humanos que também atinge os nossos amigos de quatro patas é o lúpus em cachorro. Essa doença autoimune em cães acontece quando células saudáveis do organismo atacam a si mesmas, deixando o sistema imunológico canino fragilizado e propenso a contrair diversos problemas de saúde. O lúpus canino não é muito conhecido e nem sempre é fácil detectar os sintomas clínicos.

    Sarcoma de aplicação em felinos: veterinária tira todas as dúvidas sobre esse tipo de tumor em gatos
    Saúde animal

    Sarcoma de aplicação em felinos: veterinária tira todas as dúvidas sobre esse tipo de tumor em gatos

    O sarcoma de aplicação em felinos é um tipo de tumor de pele bastante preocupante e que precisa de muita atenção. Embora não se saiba ao certo qual a causa do problema, o sarcoma de aplicação pode afetar significativamente a saúde do gato e por isso é importante observar qualquer alteração no corpo do animal, especialmente se houver reações inflamatórias em forma de nódulos.

    Bexiga do gato: tudo que você precisa saber sobre o trato urinário inferior dos felinos
    Saúde animal

    Bexiga do gato: tudo que você precisa saber sobre o trato urinário inferior dos felinos

    A infecção urinária em gatos é um problema muito comum. A bexiga do gato é um dos órgãos mais atingidos por infecções que são capazes de debilitar todo o sistema excretor. Esse órgão com habilidade de expandir seu tamanho é fundamental no bom funcionamento do organismo de um gato, sendo um dos principais responsáveis pela eliminação da urina. Mas você sabe onde fica a bexiga do gato? Ou qual é sua função? E você tem ideia de que doenças mais afetam essa região?

    Síndrome de Wobbler: entenda mais sobre a doença que afeta raças de cachorros grandes
    Saúde animal

    Síndrome de Wobbler: entenda mais sobre a doença que afeta raças de cachorros grandes

    A síndrome de wobbler é uma doença que afeta principalmente raças de cachorro de grande porte. Ela atinge as vértebras e a medula espinhal do cachorro, desencadeando problemas neurológicos e de locomoção. O tratamento precisa ser o mais rápido possível, pois a síndrome de wobbler pode avançar para estágios mais graves e trazer consequências sérias ao animal. .

    Ver Todas >