Cachorro

Toxoplasmose em cães: o que é, como é transmitida, quais os sintomas e como é feito o tratamento?

Publicado - 19 Março 2021 - 18h22

Atualizado - 11 Abril 2024 - 14h35

A toxoplasmose é uma doença bastante conhecida no universo humano. O que poucas pessoas sabem é que, assim como acontece com a gente, os cães também podem desenvolver essa perigosa zoonose. Ela é causada por um protozoário chamado Toxoplasma Gondii, mas como será que ocorre essa transmissão? Quais são os principais sintomas da toxoplasmose em cães e que tratamentos são recomendados? Para esclarecer tudo sobre esse quadro infeccioso e como ele afeta a saúde do cachorro, o Patas da Casa reuniu em uma única matéria as informações mais importantes sobre a doença. Veja a seguir!

Como ocorre a transmissão da toxoplasmose em cães?

A toxoplasmose é uma doença infecciosa que pode acometer tanto os humanos quanto os animais - e os cães e gatos estão incluídos nessa lista. Apesar de atingir diferentes espécies, os felinos são os que levam a “culpa” pela transmissão da toxoplasmose (embora nem todos eles sejam hospedeiros do parasita), e por isso a enfermidade também é conhecida popularmente como “doença do gato”. Mas então, onde que os cães entram nessa situação? Antes de tudo, é necessário entender os ciclos de reprodução do parasita em questão, que age de duas formas diferentes em cada espécie.

Nos gatos ocorre o ciclo intestinal, onde os parasitas se reproduzem no intestino do felino, e os ovos do protozoário são eliminados por meio das fezes. Em seguida, os ovos atingem a maturidade no ambiente externo em um período que varia entre 1 a 5 dias. Já nos cachorros, a reprodução é através do ciclo extra intestinal. Nesse caso, ocorre a ingestão dos ovos pelo paciente e ao chegar no intestino os parasitas conseguem atingir a corrente sanguínea do animal, podendo infectar outros órgãos e partes do corpo dele.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Logo, é importante ficar atento aos locais que o cachorro tem acesso, pois o contato com superfícies contaminadas com o protozoário Toxoplasma Gondii oferecem um alto risco para a saúde do animal. O mesmo vale para a ingestão de carnes cruas que estejam infestadas com os parasitas causadores dessa doença. Vale destacar que os filhotes de cachorro e cães com a imunidade baixa estão mais sujeitos a contrair a toxoplasmose.

O cachorro transmite toxoplasmose para humanos?

Como se trata de uma zoonose, ou seja, uma doença que pode ser transmitida dos animais para os humanos, uma dúvida bastante comum é como pegar toxoplasmose de cachorro. A resposta é simples: os cães, diferentemente dos gatos, não são capazes de eliminar os ovos contaminados pelos parasitas pelas fezes. Lembra da questão do ciclo de reprodução? Então, isso responde a pergunta por si só, já que só os gatos detém esse poder. Os cachorros, por outro lado, sofrem a contaminação, mas o ciclo de reprodução se limita somente ao seu organismo, sem comprometer a saúde dos humanos.

O que pode acontecer é, por exemplo, um cachorro ter contato com um chão onde tinha fezes de um gato contaminado, e esses ovos ficarem “presos” na pata ou pelagem. 

toxoplasmose em cães: cachorro doente deitado
Toxoplasmose: cachorro contaminado se sente mais fraco e sofre com perda de peso e letargia

Toxoplasmose em cães: sintomas da doença são bem variados

 

Nem sempre os cachorros desenvolvem sintomas de imediato, mas é sempre bom ficar de olho em alguns sinais. O cachorro com diarreia ou vomitando, por exemplo, já é um indicativo de que algo não vai bem com a saúde dele, mas são sintomas bem genéricos e que podem ter relação com várias outras enfermidades. Portanto, é preciso ter certa atenção quando o cachorro apresenta:

Icterícia (mucosas amareladas)

• Fraqueza

• Tremores

• Paralisia total ou parcial dos movimentos

Convulsões

• Letargia

Falta de apetite

• Dor abdominal

As manifestações da doença vão depender principalmente do tecido que sofreu a lesão e da gravidade da situação. Como os parasitas da toxoplasmose em cães podem afetar diferentes órgãos, é necessário passar por uma avaliação clínica com o médico veterinário após perceber qualquer um dos sintomas descritos acima.

Saiba como é feito o diagnóstico da toxoplasmose em cães

Se houver qualquer suspeita da doença, o tutor deve levar o cachorro para uma consulta veterinária o quanto antes. Só assim é possível obter o diagnóstico correto e, em seguida, dar início ao tratamento. Além de observar os sinais clínicos, o médico veterinário provavelmente vai pedir uma série de exames para confirmar a suspeita da toxoplasmose em cães. O exame de sorologia, por exemplo, é capaz de identificar se o organismo canino esteve em contato com o parasita e produziu anticorpos para combater a infecção. Com a exclusão de outras doenças - como a cinomose, doença que é facilmente confundida com a toxoplasmose -, o profissional pode prosseguir com a indicação de tratamentos específicos.

toxoplasmose canina: cachorro doente deitado
Toxoplasmose em cães: o consumo de carne crua deve ser evitado

Tratamento da toxoplasmose: cachorro pode precisar de antibióticos e outros medicamentos para se recuperar

 

Para tratar a toxoplasmose em cães, o médico precisa avaliar cada caso de forma particular e de acordo com a região que foi afetada pela doença. Mas de uma maneira geral, os veterinários recomendam o uso de antibióticos por algumas semanas, uma medida necessária para controlar a infecção, além de outros medicamentos que vão auxiliar na melhora do sistema imunológico do animal. No entanto, é importante ter em mente que mesmo com a condução do tratamento, os parasitas não são eliminados completamente do corpo do hospedeiro, e por isso pode ter a chance de uma reincidência da toxoplasmose. Cachorro precisa de consultas regulares com um profissional para garantir que não houve uma nova contaminação.

Como prevenir a toxoplasmose em cães?

É totalmente possível prevenir a toxoplasmose em cães com alguns cuidados básicos. O primeiro deles é evitar a ingestão de carnes cruas pelo cachorro, pois corre o risco dele ingerir um alimento contaminado. Portanto, o cozimento de qualquer carne é fundamental antes de oferecer ao seu amigo de quatro patas.

Fora isso, é importante evitar que o cachorro tenha contato direto com as fezes de gatos ou com superfícies contaminadas pelos ovos dos parasitas. Depois do passeio, limpe muito bem as patinhas e até mesmo os pelos (no caso de cães que gostam de rolar pelo chão) só por precaução. Para quem vive com um gato e cachorro na mesma casa, é necessário estabelecer um limite para que o cão não tenha acesso à caixa de areia do animal.

Redação: Juliana Melo

Adote um animal

Nomes para cachorro com a letra A: mais de 100 ideias para nomear o seu pet

Pesquisar e selecionar nomes para cachorro para o mais novo integrante da família é uma das partes mais divertidas do processo de ad...

Adote um animal

Maltês: 12 coisas que você precisa saber antes de ter um

Se você está em busca de um cachorro fofo e cheio de personalidade, o Maltês talvez seja a escolha perfeita. Esperto, dócil e brinca...

Adote um animal

Fiapo de manga: a nova "raça" de cachorro vira-lata que tem feito sucesso na internet

Há quem diga que vira-lata caramelo representa mais o Brasil do que samba e futebol - não à toa que existem propostas de lei para el...

Cachorro

Cruzamento de cachorro: tudo que você precisa saber sobre o assunto

O cruzamento de cachorro é um assunto que desperta a curiosidade da maioria dos tutores. Enquanto alguns se preocupam em evitar que ...

Gato

Os melhores gatos para famílias com crianças: veja a lista com as 10 raças mais indicadas

Quando se trata de escolher um bichano para as crianças, algumas raças de gato se destacam por serem os companheiros ideais. Com per...

Comportamento

Tem um gato arranhando o sofá? Cientistas identificaram as causas desse comportamento e mostram como fazer o pet parar

Conviver com um gato arranhando o sofá é um problema que vários tutores têm dificuldade de corrigir. Apesar de ser um instinto nato ...

Adote um animal

Nomes para cachorro com a letra A: mais de 100 ideias para nomear o seu pet

Pesquisar e selecionar nomes para cachorro para o mais novo integrante da família é uma das partes mais divertidas do processo de ad...

Adote um animal

Maltês: 12 coisas que você precisa saber antes de ter um

Se você está em busca de um cachorro fofo e cheio de personalidade, o Maltês talvez seja a escolha perfeita. Esperto, dócil e brinca...

Ver todas