O Dogo Canário - também chamado de Presa Canário - é uma raça de cachorro grande que, assim como tantas outras, intimida com sua figura. Mas se engana quem pensa que esse é um cãozinho agressivo. Mesmo com um instinto de proteção e guarda bastante aguçado, o Dog Canário tem tudo para ser um parceiro leal, amoroso e dócil com a família. Tudo vai depender principalmente da criação que ele recebe, e por isso é um cachorro indicado para tutores com mais experiência e adeptos do reforço positivo.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

O Dogo Canário pode ser uma companhia surpreendente, e certamente tem muita aptidão para exercer a função de cão de guarda e tomar conta da casa. Para conhecer melhor essa raça de cachorro pra lá de especial, o Patas da Casa te conta tudo que você precisa saber sobre o Dog Canário: preço, cuidados, saúde e muitas curiosidades. Veja!

A história da origem do Dogo Canário

O nome da raça Dogo Canário é bastante sugestivo: esse é um cachorro que surgiu nas Ilhas Canárias, um arquipélago espanhol, entre os séculos XVI e XVII. Esse enorme cãozinho já está entre a gente há muito tempo, mas a verdade é que pouco se sabe sobre a mistura de cães que deu origem a ele. Acredita-se que tenha sido a partir do cruzamento entre o Majorero (um cão nativo) e o grupo de cães Molosso - especialmente o Mastim - que o Dogo Canário se desenvolveu, embora existam poucos registros a respeito disso.

Essa era uma raça muito utilizada para alguns trabalhos, mas se destaca principalmente na impecável função de cão de guarda, protegendo propriedades e territórios. Além disso, cuidava do rebanho de gado. Por um tempo, o Dogo Canário também participou de rinhas, que hoje em dia são proibidas e consideradas como maus-tratos. Na Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC), a raça foi reconhecida oficialmente em 2018.

Cachorro Dogo Canário tem uma força incontestável

Uma coisa ninguém pode negar é que, além de grande, o Dogo Canário é muito forte! E não é apenas força física, pois a mordida do cachorro também é bem impressionante - mas nada de tentar comprovar isso provocando a raça, hein?! Até porque o Dogue Canário já é capaz de intimidar só com o seu tamanho. Para se ter uma ideia, a altura do cão pode variar entre 56 e 66 cm; e ele pode pesar de 40 a 65 kg.

Com uma pelagem bem curtinha, lisa, sem subpelo e com aspecto áspero, esse é um cachorro que não exige cuidados muito específicos. Ele tem um pelo bem rente e fino nas orelhas, mas que é um pouco mais longo na cernelha e na parte posterior dos músculos. Já as cores de cachorro não são muito variadas. Não existe, por exemplo, um Dogo Canário preto, como muita gente imagina. As tonalidades, na verdade, se limitam ao fulvo, que pode variar de um tom mais claro até um mais escuro, e ao marrom e vermelho. Caso veja um Dog Canário preto por aí, provavelmente ele é misturado com outras raças de cachorro.


Dog Canário preto não existe, mas outras cores - como o tigrado - são possíveis
Dog Canário preto não existe, mas outras cores - como o tigrado - são possíveis

O Dogo Canário não tem uma personalidade agressiva e tende a ser tranquilo

  • Convivência

Mesmo tendo um padrão de comportamento dominante, o Dogo Canário é um cão calmo e pacífico no ambiente familiar. Ele costuma ser muito dócil com os donos, é extremamente leal e tem um temperamento muito equilibrado. Apesar disso, não podemos esquecer que o instinto protetor do cachorro é bem forte e ele tem uma postura de vigia que é natural, ainda mais levando em consideração o seu passado de cão de guarda.

O Dogue Canário não é muito barulhento, mas os latidos de cachorro podem surgir de vez em quando como forma de avisar o tutor que tem algo de errado (como uma ameaça se aproximando, por exemplo). Ou seja, é o cãozinho perfeito para proteger a casa e a família, mas também é importante fazer um adestramento prévio e socializar o animal quando ele for filhote para evitar comportamentos indesejados com visitas e outros bichinhos.

O cachorro Dogo Canário também precisa de enriquecimento ambiental. Ele tem muita energia para gastar, e é importante que o tutor saiba como fazer isso do jeito certo. Algumas caminhadas ao dia, oferecer brinquedos interativos resistentes e praticar atividades físicas com o Dog são as melhores formas de fazer isso.

  • Socialização

O territorialismo do Dogo Canário é bastante acentuado. Sem a socialização adequada nos primeiros meses de vida, o cachorro fica mais desconfiado do que o normal, mas não necessariamente vai apresentar um comportamento agressivo (a não ser que ele julgue ser uma ameaça às pessoas que ele ama). Por isso, é importante que o cão Dogue Canário cresça acostumado desde cedo a conviver e interagir com diferentes tipos de pessoas e animais de estimação.

Com crianças, é sempre importante supervisionar esse contato, porque mesmo sendo uma raça tolerante, o Dog Canário é bem forte e pode machucar os pequenos sem querer. Com estranhos, a dica é não forçar a barra, pois o cão tende a ser mais reservado com quem não conhece. Já com outros animais, a convivência pode ser harmoniosa se eles morarem juntos.

  • Adestramento

Como falamos ali no início, a criação define tudo! O tipo de adestramento que o tutor vai adotar com o Dogo Canário é o que vai moldar o comportamento da raça. Isto é, se ele for criado e tratado com brutalidade, agirá da mesma forma. Isso inclui quando o cachorro faz algo de errado, e o tutor vai lá e castiga, pune o animal, podendo despertar até um temperamento mais teimoso. Já se ele for criado com afeto e amor, responderá à altura e será um cãozinho dócil, obediente e com todas as qualidades que procuramos em um pet.

4 curiosidades sobre o cachorro Dogo Canário

1) Esse é um dos cachorros com mordida mais forte que existe.

2) No ranking de mordidas, o Dogo Canário fica logo atrás do Kangal e do Mastim.

3) Países como a Austrália e Nova Zelândia não permitem a criação de cachorros da raça Dog Canário.

4) Apesar de ter sido um cão de briga, o Dogue Canário não inicia os ataques normalmente.

Dogue Canário filhote: o que esperar e como cuidar do cãozinho?

O Dogo Canário pode ser bem travesso quando filhote, mas isso é totalmente natural da idade. Como ainda estão “descobrindo” o mundo, eles se mostram grandes exploradores. É um ótimo momento para oferecer diferentes tipos de estímulos ao animal, como brincadeiras, jogos, petiscos e outros tipos de interação. Além disso, essa é a fase mais apropriada para treinar a obediência da raça e socializar o cachorro Dogo Canário.

Antes de levar um filhote para casa, saiba que existem cuidados importantes na adaptação do ambiente. Você deve providenciar um espaço adequado para atender as necessidades do pet: um cantinho para servir de banheiro com tapetes higiênicos, outro lugar para colocar potes de ração e bebedouro, assim como um local para ele dormir. Também vale comprar alguns brinquedos e itens de higiene. Por fim, não esqueça dos cuidados com a saúde: as vacinas para cachorro filhote devem ser dadas logo no início da vida do animal, respeitando o intervalo entre as doses. O mesmo vale para a vermifugação.


Para ter um Dogo Canário, preço do filhote depende de algumas características do pet
Para ter um Dogo Canário, preço do filhote depende de algumas características do pet

Tudo sobre os principais cuidados com o Dog Canário

  • Escovação: como tem os pelos bem curtinhos e que quase não caem, uma escovação semanal é suficiente para manter a pelagem do cachorro Dog Canário sedosa e brilhante.
  • Banho: recomenda-se dar banho no Dogo Canário a cada quinze dias ou pelo menos uma vez no mês. Não esqueça de usar produtos apropriados para pets nessas horas.
  • Dentes: para prevenir problemas bucais indesejáveis, como formação de placa bacteriana, tártaro e mau hálito, é bom escovar os dentes do cachorro, no mínimo, três vezes por semana.
  • Unhas: as garras do cãozinho não devem ficar muito compridas porque podem incomodar e machucar (tanto o pet, quanto quem convive com ele). É bom apará-las conforme a necessidade.
  • Ouvido: apesar de não serem suscetíveis a problemas auriculares, é importante limpar o ouvido do cachorro Dog Canário semanalmente ou a cada quinze dias com produtos de uso veterinário.
  • Frio: por ser um animal de clima tropical, o Dogo Canário tem baixa tolerância ao frio. No inverno é bom redobrar os cuidados com a raça, deixando-a bem aquecida.

O que você precisa saber sobre a saúde do Dogo Canário?

O Dogue Canário tem tudo para ser um cachorrinho saudável, mas todo cuidado é pouco com os peludos! Por ser um animal de porte grande, ele tem mais chances de sofrer com a displasia coxofemoral em cães e, por isso, é importante fazer avaliações periódicas para saber se está tudo certinho. Quando o cão desenvolve essa condição, costuma sentir um forte incômodo para se locomover, e você pode observar alguns sinais clínicos, como o cachorro mancando ou rebolando para andar.

Outro problema que precisa de atenção é a torção gástrica em cães, causada por uma alimentação exagerada ou muito rápida. Para evitar que isso aconteça, uma dica é investir no comedouro lento para cachorro e em outras estratégias que forcem o animal a se alimentar mais devagar e sem excessos. Não deixe também de comparecer ao veterinário para realizar check-ups e manter o calendário vacinal do pet atualizado.

Dogue Canário: preço do filhote varia de acordo com canil

Se você acha que o Dogue Canário é o cãozinho adequado para a sua família, deve estar se perguntando quanto custa um exemplar da raça, certo? Pois saiba que não é muito caro! Um filhote de Dogo Canário pode ser encontrado por valores entre R$ 1500 e R$ 4 mil, dependendo das características físicas do animal, sexo e histórico dos pais e avós. Cães que têm ancestrais campeões normalmente são mais caros, assim como as fêmeas custam mais do que os machos.

Para adquirir um Dogue Canário com segurança, lembre-se que o preço não é o mais importante, e sim os cuidados que o animal recebe no canil onde foi criado. Por isso, certifique-se de escolher um canil de confiança, com boas referências e que tenha responsabilidade com o bem-estar dos animais. Além do mais, para garantir que o animal realmente é de raça, não esqueça de solicitar o pedigree do cachorro, uma documentação indispensável para saber a procedência do bichinho.

Raio-x do cachorro Dogue Canário

  • Origem: Espanha
  • Pelagem: curto, áspero, liso e sem subpelo
  • Cores: todas as tonalidades de fulvo, podendo ser tigrado ou não, com máscara preta
  • Personalidade: equilibrado, confiante, obediente e protetor
  • Altura: 56 a 66 cm
  • Peso: 40 a 65 kg
  • Expectativa de vida: 9 e 11 anos

Redação: Juliana Melo