Nem todo mundo sabe o que é pedigree de cachorro ou tem interesse em emitir essa certificação nos primeiros meses de vida do doguinho. Mas sabia que esse documento é muito importante para garantir que um cão é realmente de raça e não tem nenhuma mistura no seu cruzamento? Mesmo que um dos cachorros mais populares entre os brasileiros seja o bom e velho vira-lata, quem tem um cão de raça e quer comprovar isso precisa do pedigree. O cachorro que não possui essa documentação pode ser facilmente “misturado”, e o tutor às vezes é enganado.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Para não restarem mais dúvidas sobre o que é pedigree, qual a sua importância para determinar a raça de um animal e como fazer pedigree de cachorro, o Patas da Casa preparou um guia com tudo que você precisa saber. Dá só uma olhada!

O que é pedigree de cachorro?

O pedigree de cachorro é uma documentação que atesta que um cãozinho é, de fato, de determinada raça. Essa comprovação é feita com base no histórico e árvore genealógica do animal, declarando quem são os pais, avós e bisavós dele (que também devem ser de raça pura). Ou seja, é possível ter acesso aos traços genéticos do pet até a terceira geração da família para constatar se os ancestrais dele pertenciam à mesma raça da qual ele faz parte. Vale destacar que é importante que todos os ascendentes do animal sejam de uma linhagem pura - isto é, sem interferência de outras raças -, ou o pedigree não terá validade.

Além disso, o pedigree de cachorro também é uma forma de averiguar se o bichinho atende a todos os requisitos estabelecidos para a raça e possui todas as características necessárias para ser reconhecido oficialmente.

Outras informações que ficam contidas no pedigree do cachorro são:

O que significa cachorro com pedigree?

Agora que você já sabe o que é cachorro com pedigree, deve estar se perguntando o que a nomenclatura significa na prática. É muito simples de entender: todo mundo que procura por um cachorro de uma raça específica gosta de ter a certeza de que aquele cãozinho é, realmente, da raça que foi escolhida. Afinal, o que não faltam são misturas de cachorros por aí, e às vezes essa mistura é tão sutil que até passa despercebida pelos tutores. Acredite: nem todo vira-lata é igual, apesar de o vira-lata caramelo ser um verdadeiro símbolo entre os brasileiros.

Nesse sentido, os órgãos de cinofilia - como a Sobraci (Sociedade Brasileira de Cinofilia) e a CBKC (Confederação Brasileira de Cinofilia) - são responsáveis por averiguar se o animal atende a todos os padrões de determinada raça ou se ele é resultado de um cruzamento indevido que pode comprometer a “pureza sanguínea” da linhagem. Ou seja, na prática, o pedigree do cachorro é uma forma de distinguir animais de raça pura de animais que foram misturados com outras raças.


Sem o pedigree, o cachorro é considerado uma mistura de raças (o famoso vira-lata)
Sem o pedigree, o cachorro é considerado uma mistura de raças (o famoso vira-lata)

Para fazer parte de uma raça de cachorro, pedigree é essencial

Existem inúmeras raças de cachorro, cada uma com características e particularidades próprias que as diferenciam de outros animais. O problema é que quando uma raça se mistura com outra, essas singularidades se perdem e fica muito mais difícil definir como será a aparência, comportamento e personalidade daquele cãozinho. Ou seja, não dá para determinar um padrão.

É isso que acontece com cruzamentos inusitados, como o de um Labrador com um Poodle: o famoso “Labradoodle” até pode ser relativamente popular, mas não atende ao padrão oficial de nenhuma raça em específico. Isso quer dizer que mesmo que seus pais tenham uma origem pura, a partir do momento em que eles foram cruzados, essa linhagem fica bagunçada.

Para pertencer a uma raça, é importante que o cachorro tenha uma linhagem pura - isto é, sem a interferência de outras raças - e a raça em questão precisa ser reconhecida oficialmente por uma entidade cinófila, nacional ou internacional. É com o pedigree do cachorro que você vai conseguir comprovar que ele é de raça pura.

Como saber se meu cachorro tem pedigree?

Se você comprou um cachorro, o pedigree geralmente pode ser obtido no próprio canil. Geralmente, é o próprio estabelecimento que se encarrega de dar entrada no pedido um pouco antes do nascimento dos filhotes, então a maioria dos cães já nascem com o pedigree. Por isso, uma das melhores formas de garantir a procedência do seu doguinho é perguntando sobre essa documentação cachorro antes de adquirir o pet. Se o canil alegar que ainda não foi emitido, mas tiver o histórico completo do animal à disposição, você também pode solicitar por conta própria. Caso contrário, desconfie do lugar e procure um canil de confiança para obter um cachorrinho.

Como tirar pedigree de cachorro?

Não basta apenas saber o que é pedigree de cachorro, mas também como emitir essa certificação. Para começar, o pedigree de cachorro é um documento que só pode ser emitido e autenticado por órgãos oficiais de cinofilia de cada país. No caso do Brasil, a principal instituição responsável por esta atribuição é a Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC), que também tem reconhecimento internacional. Para obter a certificação, a raça precisa estar registrada neste órgão (são cerca de 350 raças de cachorro registradas).

Se os pais do filhote de cachorro já têm o pedigree da CBKC, o cãozinho automaticamente já ganha o direito de possuir o registro de raça pura. Sendo assim, o proprietário do pet deve recorrer ao Kennel Club da região onde mora para dar entrada no pedido de registro. Para obter o documento, você precisa apresentar uma cópia do pedigree dos pais do filhote, que deve ser obtido no canil onde ele foi criado, indicando também informações sobre o local e criadores. Um ponto importante é que a documentação só pode ser solicitada até 90 dias após o nascimento do filhote. Passado esse período, é necessário pagar uma multa. 


O pedigree de cachorro deve ser solicitado até os 90 dias de vida do filhote
O pedigree de cachorro deve ser solicitado até os 90 dias de vida do filhote

Dúvidas comuns sobre como fazer pedigree de cachorro

1) Quanto custa para ter o pedigree de cachorro?

Não costuma ser muito caro para obter o pedigree de cachorro, ao contrário do que muitos podem pensar. O preço da documentação é em torno de R$100.

2) Em quanto tempo o pedigree do cachorro fica pronto?

Depois de entregar toda a documentação, junto ao comprovante de pagamento para a emissão do pedigree, o Kennel Club da região tem um prazo de 40 dias para enviar tudo à CBKC. O órgão, por sua vez, deve retornar o documento em até 30 dias, validando a raça do animal. No geral, todo o processo não leva mais do que dois meses para ser concluído.

3) Por que emitir o pedigree de cachorro?

Com o pedigree, o cachorro tem basicamente um documento de identificação semelhante ao registro geral (RG) dos humanos. Além de ser uma forma de conhecer melhor os ancestrais do doguinho, bem como condições genéticas ou até mesmo doenças hereditárias, o pedigree de cachorro também é uma documentação indispensável para animais que participam de concursos e competições variadas.

4) O que fazer quando se tem um cachorro de raça pura, mas sem pedigree?

Não tem problema se você tiver um cãozinho de raça, mas que não tem histórico para dar entrada no pedigree. O cachorro pode ser o primeiro da família a receber o registro, que é o Certificado de Pureza Racial (CPR). Para isso, o animal deverá passar por uma avaliação minuciosa com os árbitros da CBKC, que vão averiguar se o seu doguinho realmente se encaixa nos parâmetros da raça.

Redação: Juliana Melo