Saúde

Rinotraqueíte felina: saiba tudo sobre a doença respiratória que acomete os gatinhos!

Rinotraqueíte felina é uma das doenças mais comuns entre os bichanos. Saiba tudo sobre a gripe em gatos e quando procurar ajuda!
Rinotraqueíte felina é uma das doenças mais comuns entre os bichanos. Saiba tudo sobre a gripe em gatos e quando procurar ajuda!

Os períodos de chuva e frio demandam mais atenção ainda com a saúde dos gatos. Mesmo vivendo dentro de casa e sem acesso às ruas, os gatinhos não estão imunes a algumas doenças que podem surgir com as mudança do tempo. Uma delas é a rinotraqueíte felina, que parece com a gripe humana e pode trazer muito incômodo aos felinos. Se você ainda não sabe muito sobre a doença, não se preocupe, pois o Patas da Casa vai esclarecer as principais dúvidas sobre a doença. Para isso, conversamos com a veterinária Vivian Valério, do Rio de Janeiro!

Rinotraqueíte felina: doença é comum em gatos

A gripe em gatos pode ser um sintoma tanto da rinotraqueíte felina quanto da calicivirose, que são as duas principais doenças que acometem o complexo respiratório viral felino. “A rinotraqueíte felina é uma doença respiratória muito comum nos gatos, causada pelo vírus HVF-1 - a calicivirose é causada pelo vírus CVF. Juntas, elas correspondem a 80% das infecções respiratórias dos felinos”, conta Vivian. Ela explica, ainda, que a rinotraqueíte pode se manifestar nas formas aguda ou crônica. 

Rinotraqueíte felina: sintomas são fáceis de identificar?

Os sintomas da rinotraqueíte são bem evidentes, por isso não é tão difícil identificar a doença. Gato espirrando é um dos sinais, mas não completa o diagnóstico, por isso é muito importante observar o animal. “Os sintomas mais comuns são anorexia, apatia, prostração, febre, espirros, corrimento nasal/ocular, tosse, conjuntivite, estomatite e salivação.”, explica Vivian. Gatos que são retirados das ruas com a doença, dependendo da mudança do tempo, já vem com sintomas mais precisos.

Em alguns casos, a rinotraqueíte também afeta a região ocular do felino, podendo evoluir de uma simples sujeirinha no olho para um caso de conjuntivite. Durante o tratamento, é importante sempre manter a limpeza dos olhos do animal com soro fisiológico. Dependendo da situação, pode ser que o veterinário recomende o uso de colírios específicos para gatos.

 

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Como seria o seu domingo perfeito?

Como você fica em um dia de chuva?

Como seria a viagem ideal nas férias?

Como você costuma encontrar os amigos?

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Como é a sua rotina matinal?

Como é a sua agenda no fim de semana?

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    Rinotraqueíte felina: tratamento costuma ser muito simples quando a doença é descoberta na fase inicial. Sempre observe o seu gatinho, qualquer coisa fora do comum vale uma visita ao veterinário!
    Rinotraqueíte felina: tratamento costuma ser muito simples quando a doença é descoberta na fase inicial. Sempre observe o seu gatinho, qualquer coisa fora do comum vale uma visita ao veterinário!
    Rinotraqueíte felina: espirros frequentes e secreção nasal são os sintomas mais comuns da doença.
    Rinotraqueíte felina: espirros frequentes e secreção nasal são os sintomas mais comuns da doença.
    A gripe em gatos também pode vir acompanhada de sintomas oculares. O ideal é limpar os olhos do gatinho com soro fisiológico durante o tratamento!
    A gripe em gatos também pode vir acompanhada de sintomas oculares. O ideal é limpar os olhos do gatinho com soro fisiológico durante o tratamento!
    Rinotraqueíte felina: tratamento costuma ser muito simples quando a doença é descoberta na fase inicial. Sempre observe o seu gatinho, qualquer coisa fora do comum vale uma visita ao veterinário!
    Rinotraqueíte felina: espirros frequentes e secreção nasal são os sintomas mais comuns da doença.
    A gripe em gatos também pode vir acompanhada de sintomas oculares. O ideal é limpar os olhos do gatinho com soro fisiológico durante o tratamento!

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Por causa do excesso de muco ocasionado pela doença, os gatinhos podem parar de se alimentar e até beber água. Sabemos que uma alimentação adequada é essencial para os animais. No caso dos gatinhos, a falta de comida e água pode ocasionar um quadro de lipidose hepática, que pode levar a óbito. Por isso, se o bichano não estiver comendo durante o tratamento da doença, você deve considerar alimentá-lo com comidas pastosas, como sachê para gatos, ou até mesmo diluir a ração em água filtrada para formar uma papinha. No caso da falta de hidratação por ingestão de água, a solução pode ser introduzir o líquido de maneira intravenosa. Fale com o médico veterinário sobre a melhor forma de agir nesses casos.

    Rinotraqueíte felina: tratamento pode ser simples se a doença for diagnosticada na fase inicial

    Não há exatamente uma cura para a rinotraqueíte felina: o vírus permanece no organismo do gatinho, mesmo com uma função inativa, e pode deixar sequelas, como o caso de uma rinite crônica. Geralmente, se manifesta na queda de imunidade. Por isso, é muito importante manter o seu gatinho com as vacinas em dia, principalmente aquela que abrange as doenças do trato respiratório, incluindo a rinotraqueíte e a calicivirose. 

    Infelizmente, muitos gatinhos, principalmente os que estão nas ruas, não recebem o cuidado adequado e acabam morrendo, ainda que seja uma doença com o tratamento simples e eficaz. Quanto antes seu felino receber o diagnóstico, mais fácil e rápido será o controle do vírus. Por isso, ao identificar os primeiros sintomas ou desconfiar que o seu gatinho possa estar resfriado, o melhor é levá-lo ao veterinário imediatamente. A rinotraqueíte progride de uma forma muito rápida e qualquer outra doença que possa prejudicar ainda mais o sistema imunológico do gatinho pode ser crucial para que a doença se torne mais resistente e afete ainda mais o animal. 

    Remédio para gripe de gato: como e quando usar?

    Usar um remédio para gripe de gato é uma forma de lidar com o vírus. Como explica a veterinária Vivian, é possível utilizar antibióticos tópicos e sistêmicos, quando há presença de infecção bacteriana secundária. Além disso, pode ser indicado o uso de antivirais, imunomoduladores, mucolíticos, antitérmico caso haja febre e até um estimulante de apetite para lidar com a anorexia. É importante investir no tratamento corretamente para que o animal se fortaleça. Em dez dias, mais ou menos, já será possível perceber uma evolução em sua melhora.

    Tudo depende dos sintomas específicos que o animal esteja apresentando. Fique atento se ver o gato espirrando e lacrimejando.

    Tem outro gatinho em casa? Tome cuidado para que ele não seja afetado pela rinotraqueíte felina!

    Quem tem mais de um gatinho em casa, deve separar seus felinos para que o outro não seja afetado pela rinotraqueíte, pois ela é bastante transmissível. Os gatos precisam ficar em cômodos separados e não podem dividir objetos, como potes, camas, arranhadores etc. A chance do outro gatinho ser infectado com a doença é grande, pois o vírus se manifesta rapidamente pelo contato direto entre os animais. A vacina precisa estar em dia, pois caso venha a contrair a doença, o outro gato será menos afetado ainda pela doença. Não há chances de transmissão da rinotraqueíte felina para humanos: por isso, pode manter o contato com o seu bichinho normalmente!

    Redação: Júlia Cruz

     

    Quais são os cuidados com gatos renais crônicos?

    Próxima matéria

    Quais são os cuidados com gatos renais crônicos?

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!
    Carrapato

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!

    Os carrapatos são o pesadelo de qualquer dono de cachorro! Além de provocar coceiras, alergias e outros incômodos, o parasita também é responsável por transmitir doenças muito graves aos cães. Mesmo que seja algo relativamente comum entre os animais, o problema não deve ser subestimado pelos tutores. A doença do carrapato, como é popularmente conhecida, pode se manifestar de quatro maneiras diferentes, dependendo da espécie do parasita infectado. A Babesiose canina é uma das principais formas de manifestação da enfermidade. Por isso, preparamos um guia completo sobre tudo o que você precisa saber!

    Boiadeiro de Berna ou Bernese Mountain: tudo o que você precisa saber sobre a raça porte grande
    Grandes

    Boiadeiro de Berna ou Bernese Mountain: tudo o que você precisa saber sobre a raça porte grande

    Se você está pensando em comprar ou adotar um cachorro de raça, precisa conhecer o Bernese Mountain. Esse cãozinho, que também é chamado de Boiadeiro de Berna e Boiadeiro Bernês, tem uma personalidade cativante e que consegue encantar a todos. Ele adora estar perto da sua família, é bastante leal e não é muito agitado como outras raças. Por isso, é um ótimo animal para te acompanhar em diversos momentos do dia a dia. 

    Gato Azul Russo: saiba tudo sobre a raça
    Raças

    Gato Azul Russo: saiba tudo sobre a raça

    Com uma pelagem cinza, o gato Azul Russo - também conhecido como Russian Blue - é dono de uma beleza inconfundível e capaz de conquistar facilmente o coração de qualquer pessoa com sua personalidade doce e calma. A raça é originária da Rússia e considerada bastante rara, mas ainda assim muitas pessoas ao redor do mundo se fascinam pelo Azul Russo e não hesitam em procurar um bichano para chamar de seu. 

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno
    Pequenos

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno

    Para quem procura por raças de cachorro pequeno, o Pequinês pode ser a companhia perfeita. Além de se adaptar muito bem a apartamentos e outros espaços reduzidos, esse pequeno cãozinho é dotado de uma personalidade carinhosa, amigável e extremamente leal aos seus humanos. Apesar da baixa estatura, o cachorro Pequinês também é super corajoso, e uma das maiores provas de que tamanho não é documento. 

    Ver Todas >

    Icterícia em cães: entenda o que é o problema e os sinais mais comuns
    Saúde animal

    Icterícia em cães: entenda o que é o problema e os sinais mais comuns

    Se você nunca ouviu falar na icterícia em cães, chegou a hora de entender um pouco mais sobre o problema que, embora não seja uma doença, é um sinal clínico que pode indicar que a saúde do cachorro não vai muito bem. Mas então, como identificar a icterícia canina e quais são as principais causas associadas a esse sintoma?

    Quais são as doenças de cachorro mais comuns no verão e como evitá-las?
    Saúde animal

    Quais são as doenças de cachorro mais comuns no verão e como evitá-las?

    Com a chegada do verão, é necessário redobrar os cuidados com o cachorro e também com a sua saúde. Os peludos costumam aproveitar bastante essa época, já que os passeios e banhos de mar ou piscina são mais frequentes. No entanto, a mudança de rotina vem acompanhada de uma grande preocupação, que é a proliferação de certas doenças de cachorro que ocorrem nessa época. Otite canina, desidratação e até mesmo infestação de pulgas e carrapatos são problemas bastante comuns no verão. 

    Verme em cachorro filhote: veja os sinais mais comuns de que o cãozinho está sofrendo com verminoses
    Saúde animal

    Verme em cachorro filhote: veja os sinais mais comuns de que o cãozinho está sofrendo com verminoses

    Os filhotes de cachorro são muito mais propensos a sofrerem com verme. Além da contaminação facilmente ocorrer pela amamentação, os filhotes ainda estão desenvolvendo o sistema imunológico e diversas funções do organismo. É por isso que a primeira dose do vermífugo para cachorro filhote deve ser feita aos 30 dias de vida, com reforço mensal até os seis meses, para garantir a saúde do pet. 

    Otite canina: qual a diferença entre a inflamação interna, média e externa?
    Saúde animal

    Otite canina: qual a diferença entre a inflamação interna, média e externa?

    Ter um cãozinho é tudo de bom, mas além da parte divertida e do companheirismo que o animal nos oferece, é preciso ficar atento a alguns detalhes a respeito da saúde do cachorro. A otite canina é um problema bastante comum que pode afetar o ouvido dos cães e que costuma vir acompanhada de muita coceira e incômodo na região. Existem três tipos de inflamação, e cada um deles é associado a um diferente grau de gravidade. 

    Ver Todas >