close
Saúde

Quais as doenças de gato mais perigosas?

Algumas doenças de gato são consideradas bastante graves e por isso precisam de muita atenção
Algumas doenças de gato são consideradas bastante graves e por isso precisam de muita atenção

É inevitável se preocupar com a saúde do gato, até porque nenhum tutor gosta de ver o próprio bichinho doente. E, às vezes, mesmo com todos os cuidados necessários, ainda corre o risco dos bichanos adoecerem inesperadamente. Mas quais são as doenças de gato consideradas mais graves e que precisam de maior atenção? A FIV e FeLV são bons exemplos disso, pois o diagnóstico positivo requer mudanças na rotina do pet. Para entender melhor sobre cada um desses quadros e outras doenças de gato perigosas, separamos algumas informações importantes sobre o assunto.

Leucemia felina (ou FeLV) é uma doença contagiosa e sem cura

Uma das primeiras coisas que o tutor deve fazer ao adotar um gatinho é se certificar de que o animal é negativo para FIV e FeLV. No caso da leucemia felina (FeLV), a preocupação é ainda maior, já que os sintomas surgem conforme a doença evolui. Causada por um retrovírus, a FeLV pode desencadear quadros agudos de anemia, aumento de linfonodos, febre, gengivite e alterações comportamentais. Além disso, a FeLV também pode predispor o animal a alguns tipos de tumores, como o linfoma.

Por ser uma doença altamente contagiosa e que não tem cura, todo cuidado é pouco para preveni-la. Felizmente, existe vacina contra a FeLV e, para garantir que o bichano não será infectado, é importante manter o calendário de vacinação sempre atualizado. Outras dicas são a castração de gato e evitar que o animal tenha acesso à rua.

A FIV (AIDS felina) afeta o sistema imunológico dos gatos

A AIDS felina - também chamada de FIV - é uma patologia que atinge diretamente o sistema imunológico do animal, deixando-o mais fragilizado e vulnerável. Muitas vezes essa é uma doença silenciosa e que permanece de forma assintomática durante um tempo. No entanto, conforme progride e alcança estágios mais avançados, a FIV começa a manifestar sintomas, como infecções, lesões na pele e sepse, que é uma infecção generalizada. Geralmente, isso é um indicativo de que a doença já está em fase terminal.

É necessário fazer exames para identificar um gatinho positivo, ainda mais se ele tiver sido adotado recentemente. Não existe vacina para a FIV, mas com alguns cuidados é possível fazer o controle da doença e promover mais qualidade de vida para o animal, evitando que ele chegue à fase crônica.

Faça o teste e descubra qual a personalidade dominante do seu gato!

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Como seu gato reage com a chegada de visitas em casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você está pensando em adotar mais um gatinho. Qual seria a reação do seu felino?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você precisa levar seu gato ao veterinário e na fila ele encontra outro felino. Como ele reage?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato fica incomodado quando as portas de casa ficam fechadas?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta com os outros animais da casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você acabou de chegar em casa depois de muito tempo fora. O seu gato:

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato deitou em cima da sua cama e dormiu. Qual a sua reação, humano?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta na hora de se alimentar?

Question Header Background

Gato-humano! Seu gato não perde a oportunidade de estar ao seu lado Gato solitário! Seu gato tem uma personalidade mais quieta e reservada Gato-gato!  Seu gato gosta da companhia de outros felinos Gato curioso! Seu gato está sempre em busca de novas aventuras Gato caçador! Seu gato tem os instintos selvagens mais aflorados
    A FeLV pode causar anemia e mudanças de comportamento no gato
    A FeLV pode causar anemia e mudanças de comportamento no gato

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    A panleucopenia felina afeta o sistema imunológico do animal e se desenvolve rapidamente

    A panleucopenia felina é um quadro viral causado pelo parvovírus e é extremamente contagioso, podendo até mesmo ser fatal em filhotes com menos de um ano que não foram vacinados. O contágio normalmente ocorre pelo contato de um gato saudável com os objetos usados por outro que esteja infectado, como caixas de areia e potes de comida. Dentre os principais sintomas, podemos destacar febre alta, vômitos, diarreia com ou sem presença de sangue, desidratação intensa e icterícia.

    A panleucopenia felina tem tratamento e cura, mas costuma ter um custo elevado. Por isso, a prevenção é a palavra-chave: a vacina para gato é a melhor forma de garantir a saúde do pet. Ela deve ser aplicada em gatos filhotes a partir dos dois meses de vida e reforçada depois de um mês. Já os gatos adultos devem ser vacinados anualmente.

    Peritonite infecciosa felina não tem cura e pode ser fatal

    Uma das maiores preocupações de todo tutor é a peritonite infecciosa felina, também chamada apenas de PIF felina, e que é causada por um vírus. Por não ter cura e nem tratamento, a melhor forma de cuidar de um gatinho diagnosticado com PIF felina é com o diagnóstico precoce, o que pode ajudar a controlar os sinais clínicos da doença e evitar qualquer fatalidade. Quando o animal é infectado, geralmente ocorre o surgimento de líquido nas cavidades abdominal e torácica ou nódulos com pus nos órgãos linfáticos. Além disso, outros sintomas que podem ser destacados são o emagrecimento rápido, dificuldades respiratórias e febre.

    Redação: Juliana Melo

    Seu gato vomita com frequência? Entenda o que pode ser e se está na hora de levá-lo no veterinário

    Próxima matéria

    Seu gato vomita com frequência? Entenda o que pode ser e se está na hora de levá-lo no veterinário

    Diabetes em gatos: entenda os perigos e como prevenir a doença!
    Saúde

    Diabetes em gatos: entenda os perigos e como prevenir a doença!

    A diabetes é muito comum entre os humanos, mas você sabia que os felinos também podem sofrer com a doença? A diabetes em gatos é uma doença grave e capaz de atrapalhar a qualidade de vida do felino em vários níveis se não for tratada corretamente. A patologia requer acompanhamento médico, tratamento constante e, muitas vezes, aplicação de insulina diariamente. É um caso específico de endocrinologia, que requer atenção para não prejudicar mais ainda a saúde do animal, principalmente se ele for um gato obeso. Para tirar todas as dúvidas sobre o assunto e aprender a cuidar de gato com a doença, nós conversamos com o médico veterinário Rafael Cunha, do Rio de Janeiro!

    Idade dos gatos: quais as doenças mais comuns em cada fase?
    Saúde

    Idade dos gatos: quais as doenças mais comuns em cada fase?

    A contagem da idade dos gatos é bem diferente do que a gente imagina: depois de completar um ano, o felino já atinge a fase adulta. O que poucas pessoas sabem é que algumas doenças de gato são mais comuns quando o animal é filhote, e outras são mais frequentes quando ele é adulto ou idoso. Por isso, depois de adotar um pet, é fundamental ficar atento a saúde do gato e saber quais patologias são mais comuns em cada fase de vida.

    Quais os benefícios e perigos do osso para cachorro?
    Brinquedos

    Quais os benefícios e perigos do osso para cachorro?

    O osso para cachorro é um dos símbolos mais associados ao melhor amigo do homem. É um dos poucos itens que um cão pode morder sem que o tutor tenha que chamar a sua atenção. Além do propósito de divertir, o osso para cachorro é um recurso eficaz no processo de mastigação, além de amenizar o lado destrutivo de alguns cães. Mas afinal, qual osso dar para cachorro? Confira!

    Gatos: o que é a criação indoor e quais as vantagens?
    Cuidados

    Gatos: o que é a criação indoor e quais as vantagens?

    Ninguém pode negar: os gatos são verdadeiros fãs da voltinhas noturnas. Mas, como bem sabemos, a rua nem sempre é um lugar seguro e criar o seu bichano em casa pode garantir uma vida mais longa. Por isso, a criação indoor tem se tornado cada vez mais popular entre os gateiros de plantão, uma vez que gatos criados dessa forma podem chegar até o dobro da idade em comparação aos que vivem de forma livre. Para saber mais sobre essa modalidade, o Patas da Casa separou as principais vantagens da criação de gatos indoor. Dá uma olhada!

    Ver Todas >

    Como prevenir a giárdia em gatos?
    Saúde animal

    Como prevenir a giárdia em gatos?

    A giárdia em gatos é uma zoonose de rápida contaminação que pode afetar os bichanos. Essa doença ataca o sistema digestivo do gato e pode atingir também humanos, cachorros e outros animais. Ao contrair a giárdia, gatos passam a ter sintomas como diarreia e vômito, o que causa grande desconforto. Porém, a giárdia em gatos pode ser evitada ao seguir algumas medidas muito fáceis de serem cumpridas no dia a dia. 

    Quantos filhotes um cachorro pode ter?
    Saúde animal

    Quantos filhotes um cachorro pode ter?

    Você sabe quantos filhotes um cachorro pode ter? O número varia de acordo com as condições de saúde da cadela, mas também deve-se levar em consideração o porte e a idade do animal. Além disso, quando é a primeira gestação da cachorrinha, o número também costuma ser reduzido e os filhotes geralmente têm características diferentes dos irmãozinhos de outras ninhadas. 

    Gato idoso: quais os sinais de que seu gatinho está envelhecendo?
    Saúde animal

    Gato idoso: quais os sinais de que seu gatinho está envelhecendo?

    Os animais de estimação necessitam de cuidados especiais em todas as fases da vida, e com o gato idoso não é diferente. Por isso, é muito importante saber quais doenças podem atingir um gato velho e conseguir identificar os sinais da terceira idade felina. Afinal de contas, entender algumas características específicas dessa fase são essenciais para aprender a como cuidar de gato idoso. 

    Gato e cachorro têm depressão? Descubra se o transtorno pode afetar seu bichinho de estimação
    Saúde animal

    Gato e cachorro têm depressão? Descubra se o transtorno pode afetar seu bichinho de estimação

    Você já se perguntou se o seu cachorro tem depressão? Ou se o seu gato que mudou de comportamento, na verdade está com um transtorno ligado ao estresse? Muitos tutores nem imaginam, mas cachorro ou gato com depressão não é um quadro tão difícil de ocorrer. A saúde mental é um assunto em evidência, principalmente nas campanhas do setembro amarelo. Mas assim como cães e gatos podem ajudar quem tem depressão, eles também podem ser afetados pela doença.

    Ver Todas >