close
Saúde

Quais as doenças de gato mais perigosas?

Atualizado · 06 de maio de 2021 · 14h32

Publicado · 06/05/2021 · 14h32

Algumas doenças de gato são consideradas bastante graves e por isso precisam de muita atenção
Algumas doenças de gato são consideradas bastante graves e por isso precisam de muita atenção

É inevitável se preocupar com a saúde do gato, até porque nenhum tutor gosta de ver o próprio bichinho doente. E, às vezes, mesmo com todos os cuidados necessários, ainda corre o risco dos bichanos adoecerem inesperadamente. Mas quais são as doenças de gato consideradas mais graves e que precisam de maior atenção? A FIV e FeLV são bons exemplos disso, pois o diagnóstico positivo requer mudanças na rotina do pet. Para entender melhor sobre cada um desses quadros e outras doenças de gato perigosas, separamos algumas informações importantes sobre o assunto.

Leucemia felina (ou FeLV) é uma doença contagiosa e sem cura

Uma das primeiras coisas que o tutor deve fazer ao adotar um gatinho é se certificar de que o animal é negativo para FIV e FeLV. No caso da leucemia felina (FeLV), a preocupação é ainda maior, já que os sintomas surgem conforme a doença evolui. Causada por um retrovírus, a FeLV pode desencadear quadros agudos de anemia, aumento de linfonodos, febre, gengivite e alterações comportamentais. Além disso, a FeLV também pode predispor o animal a alguns tipos de tumores, como o linfoma.

Por ser uma doença altamente contagiosa e que não tem cura, todo cuidado é pouco para preveni-la. Felizmente, existe vacina contra a FeLV e, para garantir que o bichano não será infectado, é importante manter o calendário de vacinação sempre atualizado. Outras dicas são a castração de gato e evitar que o animal tenha acesso à rua.

A FIV (AIDS felina) afeta o sistema imunológico dos gatos

A AIDS felina - também chamada de FIV - é uma patologia que atinge diretamente o sistema imunológico do animal, deixando-o mais fragilizado e vulnerável. Muitas vezes essa é uma doença silenciosa e que permanece de forma assintomática durante um tempo. No entanto, conforme progride e alcança estágios mais avançados, a FIV começa a manifestar sintomas, como infecções, lesões na pele e sepse, que é uma infecção generalizada. Geralmente, isso é um indicativo de que a doença já está em fase terminal.

É necessário fazer exames para identificar um gatinho positivo, ainda mais se ele tiver sido adotado recentemente. Não existe vacina para a FIV, mas com alguns cuidados é possível fazer o controle da doença e promover mais qualidade de vida para o animal, evitando que ele chegue à fase crônica.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    A FeLV pode causar anemia e mudanças de comportamento no gato
    A FeLV pode causar anemia e mudanças de comportamento no gato

    Mais Lidas

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    A panleucopenia felina afeta o sistema imunológico do animal e se desenvolve rapidamente

    A panleucopenia felina é um quadro viral causado pelo parvovírus e é extremamente contagioso, podendo até mesmo ser fatal em filhotes com menos de um ano que não foram vacinados. O contágio normalmente ocorre pelo contato de um gato saudável com os objetos usados por outro que esteja infectado, como caixas de areia e potes de comida. Dentre os principais sintomas, podemos destacar febre alta, vômitos, diarreia com ou sem presença de sangue, desidratação intensa e icterícia.

    A panleucopenia felina tem tratamento e cura, mas costuma ter um custo elevado. Por isso, a prevenção é a palavra-chave: a vacina para gato é a melhor forma de garantir a saúde do pet. Ela deve ser aplicada em gatos filhotes a partir dos dois meses de vida e reforçada depois de um mês. Já os gatos adultos devem ser vacinados anualmente.

    Peritonite infecciosa felina não tem cura e pode ser fatal

    Uma das maiores preocupações de todo tutor é a peritonite infecciosa felina, também chamada apenas de PIF felina, e que é causada por um vírus. Por não ter cura e nem tratamento, a melhor forma de cuidar de um gatinho diagnosticado com PIF felina é com o diagnóstico precoce, o que pode ajudar a controlar os sinais clínicos da doença e evitar qualquer fatalidade. Quando o animal é infectado, geralmente ocorre o surgimento de líquido nas cavidades abdominal e torácica ou nódulos com pus nos órgãos linfáticos. Além disso, outros sintomas que podem ser destacados são o emagrecimento rápido, dificuldades respiratórias e febre.

    Redação: Juliana Melo

    Displasia de quadril em cães: o que é, causas, sintomas e tratamentos

    Próxima matéria

    Displasia de quadril em cães: o que é, causas, sintomas e tratamentos

    Diabetes em gatos: entenda os perigos e como prevenir a doença!
    Saúde

    Diabetes em gatos: entenda os perigos e como prevenir a doença!

    A diabetes é muito comum entre os humanos, mas você sabia que os felinos também podem sofrer com a doença? A diabetes em gatos é uma doença grave e capaz de atrapalhar a qualidade de vida do felino em vários níveis se não for tratada corretamente. A patologia requer acompanhamento médico, tratamento constante e, muitas vezes, aplicação de insulina diariamente. É um caso específico de endocrinologia, que requer atenção para não prejudicar mais ainda a saúde do animal, principalmente se ele for um gato obeso. Para tirar todas as dúvidas sobre o assunto e aprender a cuidar de gato com a doença, nós conversamos com o médico veterinário Rafael Cunha, do Rio de Janeiro!

    Idade dos gatos: quais as doenças mais comuns em cada fase?
    Saúde

    Idade dos gatos: quais as doenças mais comuns em cada fase?

    A contagem da idade dos gatos é bem diferente do que a gente imagina: depois de completar um ano, o felino já atinge a fase adulta. O que poucas pessoas sabem é que algumas doenças de gato são mais comuns quando o animal é filhote, e outras são mais frequentes quando ele é adulto ou idoso. Por isso, depois de adotar um pet, é fundamental ficar atento a saúde do gato e saber quais patologias são mais comuns em cada fase de vida.

    Ração para gatos idosos previne doenças? Quais?
    Idoso

    Ração para gatos idosos previne doenças? Quais?

    A ração para gatos idosos faz parte dos cuidados que um felino precisa para ter uma velhice mais tranquila. Esse tipo de alimentação específica é importante para prevenir doenças nos bichanos na terceira idade. O avanço da velhice também pode afetar a mastigação desses animais, o que torna a ração macia para gatos idosos ainda mais essencial. Os grão são menores, o que ajuda no processo de mastigação sem prejudicar os dentes do gato. 

    Quais os benefícios e perigos do osso para cachorro?
    Brinquedos

    Quais os benefícios e perigos do osso para cachorro?

    O osso para cachorro é um dos símbolos mais associados ao melhor amigo do homem. É um dos poucos itens que um cão pode morder sem que o tutor tenha que chamar a sua atenção. Além do propósito de divertir, o osso para cachorro é um recurso eficaz no processo de mastigação, além de amenizar o lado destrutivo de alguns cães. Mas afinal, qual osso dar para cachorro? Confira!

    Ver Todas >

    Novo coronavírus: cães e gatos podem contrair e transmitir a Covid-19? Esclarecemos as principais dúvidas!
    Saúde animal

    Novo coronavírus: cães e gatos podem contrair e transmitir a Covid-19? Esclarecemos as principais dúvidas!

    Cães e gatos podem contrair a Covid-19? Será que gato pega covid de humano? O coronavírus humano tem algum impacto na saúde do gato ou cachorro? Fomos atrás de respostas para todas essas dúvidas!

    Coleira antipulgas também protege o cachorro da leishmaniose? Veja o comparativo!
    Saúde animal

    Coleira antipulgas também protege o cachorro da leishmaniose? Veja o comparativo!

    A coleira antipulgas é um acessório que faz toda a diferença na vida de quem tem um ou mais cães. Mas você sabia que existem produtos que, além de combater as pulgas, também ajudam a afastar outros problemas indesejados, como carrapatos e mosquitos? É aí que entra a coleira contra leishmaniose! Para quem não sabe, a leishmaniose canina é uma doença transmitida pelo mosquito-palha considerada muito perigosa e que pode debilitar bastante a saúde do animal.

    Gato pega cinomose? Descubra a resposta!
    Saúde animal

    Gato pega cinomose? Descubra a resposta!

    Você já ouviu falar de cinomose em gatos? Muito se sabe sobre a cinomose em cães, doença altamente contagiosa e que traz diversas complicações à saúde do cachorro. Essa condição é temida por muitos tutores de cães, mas também tutores de gatinhos. Existe uma doença conhecida por “cinomose em gatos”, que parece ser exatamente igual à que atinge os cães. Porém, existem muitas dúvidas se esse termo é realmente o mais adequado para se referir a essa condição. Afinal, a cinomose pega em gato ou a doença acontece unicamente com cães? O Patas da Casa te explica tudo sobre a “cinomose em gatos”!

    Verme do coração: veterinário tira todas as dúvidas sobre a dirofilariose canina
    Saúde animal

    Verme do coração: veterinário tira todas as dúvidas sobre a dirofilariose canina

    Você já ouviu falar em doença do verme do coração? Se você é tutor de cachorro, é bom se preocupar com ela. A dirofilariose é uma doença muito perigosa, que pode afetar órgãos vitais dos cãezinhos e levá-los à morte. Diferente de outras doenças causadas por verminoses, o verme do coração é transmitido pela picada de mosquitos e, por isso, acaba sendo mais incidente no verão. Mas como identificar o verme no coração do cachorro? Dirofilariose tem cura? Como é feito o tratamento? E o mais importante: como manter o pet longe da doença? Descubra tudo sobre verme do coração em cães a seguir.

    Ver Todas >