close
Saúde

Panleucopenia Felina: saiba tudo sobre a doença conhecida como "cinomose em gatos"

Atualizado em 25 de novembro de 2021 às 11h10

Publicado em 28 de Outubro de 2019 às 16h21

Cinomose em gatos: A Panleucopenia Felina é uma doença muito grave que deve ser tratada logo no início, pois se desenvolve rapidamente no organismo dos felinos.
Cinomose em gatos: A Panleucopenia Felina é uma doença muito grave que deve ser tratada logo no início, pois se desenvolve rapidamente no organismo dos felinos.

A Panleucopenia Felina é uma doença muito grave que traz sérias consequências para a saúde de gatos domésticos e selvagens. Com um desenvolvimento muito rápido no organismo, o parvovírus felino provoca a diminuição dos glóbulos brancos (uma condição chamada leucopenia), afetando assim todo o sistema imunológico do gato, inclusive prejudicando as defesas contra o próprio vírus. Para tirar todas as dúvidas sobre contaminação e desenvolvimento da Panleucopenia Felina, conversamos com a médica veterinária Fernanda Serafim, cirurgiã e clínica geral pós-graduada em clínica médica de pequenos animais. Confira!

Como ocorre a contaminação da Panleucopenia Felina?

Conhecida popularmente como “cinomose em gatos”, esse não é o termo correto para denominar a Panleucopenia Felina. Cinomose é, na verdade, uma doença viral que acomete apenas cães. Já a panleucopenia felina é específica para gatos. “Trata-se de uma doença viral causada pelo parvovírus felino. Os gatos jovens e sem imunidade prévia apresentam maior risco de desenvolverem a doença”, explica a veterinária Fernanda Serafim. Mas, como ocorre a contaminação da panleucopenia felina? O vírus é eliminado pelas fezes, urina e saliva dos animais. O parvovírus felino pode permanecer por meses em um ambiente, mesmo depois do gatinho já ter sido curado, e é bem resistente. A especialista Fernanda destaca que a contaminação pode ocorrer, principalmente através de “brigas, alimentos contaminados, contato direto com fezes, urina, saliva e vômito, contato no ambiente infectado e brinquedos e comedouros compartilhados”.

Por isso, se você tem outro animal em casa, o ideal é separá-lo do gato doente imediatamente. Eles não podem, de forma alguma, dividir qualquer objeto. Mesmo o animal que não apresenta sinais da panleucopenia felina deve ser levado ao veterinário para realização de exames laboratoriais. A única forma de prevenir a doença é com a vacina. “A prevenção é feita através do protocolo vacinal, que começa quando o animal ainda é filhote e anualmente deve ser feito o reforço da vacina”, esclarece a especialista. Caso o felino não tenha sido imunizado e contraia a doença, ele precisa passar por todo o tratamento para, só então, receber a vacina.

Como saber se meu gato está doente? Veja os sintomas da panleucopenia felina!

Para saber se o seu gatinho pode estar diante de um caso de panleucopenia felina, é necessário observar alguns sintomas. Entre eles:

  • Desidratação intensa;
  • Icterícia;
  • Diarreias, com ou sem presença de sangue;
  • Anorexia;
  • Febre alta;
  • Vômitos;
  • Depressão.

Caso o seu gatinho não seja vacinado e apresente qualquer um desses sinais, é fundamental levá-lo ao veterinário o mais rápido possível. Como a ação do vírus é muito rápida e, geralmente, devastadora, o tratamento imediato pode salvar a vida do seu felino.

Faça o teste e descubra qual a personalidade dominante do seu gato!

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Como seu gato reage com a chegada de visitas em casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você está pensando em adotar mais um gatinho. Qual seria a reação do seu felino?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você precisa levar seu gato ao veterinário e na fila ele encontra outro felino. Como ele reage?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato fica incomodado quando as portas de casa ficam fechadas?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta com os outros animais da casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você acabou de chegar em casa depois de muito tempo fora. O seu gato:

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato deitou em cima da sua cama e dormiu. Qual a sua reação, humano?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta na hora de se alimentar?

Question Header Background

Gato-humano! Seu gato não perde a oportunidade de estar ao seu lado Gato solitário! Seu gato tem uma personalidade mais quieta e reservada Gato-gato!  Seu gato gosta da companhia de outros felinos Gato curioso! Seu gato está sempre em busca de novas aventuras Gato caçador! Seu gato tem os instintos selvagens mais aflorados
    Panleucopenia Felina: o gato filhote pode ser afetado ainda na barriga da mãe, adquirindo problemas de locomoção e tremores na cabeça.
    Panleucopenia Felina: o gato filhote pode ser afetado ainda na barriga da mãe, adquirindo problemas de locomoção e tremores na cabeça.
    Gato doente: o felino com panleucopenia apresenta sintomas como anorexia, febre e diarreia.
    Gato doente: o felino com panleucopenia apresenta sintomas como anorexia, febre e diarreia.
    Cinomose em gato é, na verdade, panleucopenia felina. É importante diagnosticar desde o início para evitar que o seu gatinho chegue no pior estágio da doença, que é quando as vias nasais são comprometidas.
    Cinomose em gato é, na verdade, panleucopenia felina. É importante diagnosticar desde o início para evitar que o seu gatinho chegue no pior estágio da doença, que é quando as vias nasais são comprometidas.
    Panleucopenia Felina: o gato filhote pode ser afetado ainda na barriga da mãe, adquirindo problemas de locomoção e tremores na cabeça.
    Gato doente: o felino com panleucopenia apresenta sintomas como anorexia, febre e diarreia.
    Cinomose em gato é, na verdade, panleucopenia felina. É importante diagnosticar desde o início para evitar que o seu gatinho chegue no pior estágio da doença, que é quando as vias nasais são comprometidas.

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Gatas grávidas: panleucopenia felina pode afetar os filhotes

    O cuidado deve ser redobrado caso tenha uma gatinha grávida. Em caso de infecção pelo vírus, a doença pode atingir os filhotes. “Quando a doença acomete gatas prenhas, na maioria das vezes os filhotes são afetados congenitamente pela panleucopenia, podendo causar hipoplasia cerebelar congênita”, diz a veterinária. A hipoplasia pode levar o gato filhote a não conseguir se locomover direito, com tremores na cabeça e dificuldade de se manter em pé.

    Panleucopenia felina tem cura. Saiba como tratar a doença! 

    A panleucopenia felina tem cura e os animais que desenvolvem a enfermidade, após serem curados, se tornam imunes à doença. Mas, para isso, é necessário investir no tratamento correto do vírus. “O tratamento é de suporte, justamente por não existir um medicamento que mate o vírus. O tratamento consiste em antibioticoterapia de amplo espectro, uso de fluidoterapia intravenosa e suplementação nutricional”, explica a especialista. É importante ressaltar que durante o tratamento da panleucopenia felina o gato infectado deve ficar de quarentena. Caso você tenha tido um gato com Panleucopenia Felina, é muito importante fazer um controle do ambiente antes de pegar outro felino.

    Redação: Júlia Cruz e Maria Luísa Pimenta

    Diabete canina: 5 sinais da doença para ficar atento

    Próxima matéria

    Diabete canina: 5 sinais da doença para ficar atento

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais
    Raças

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais

    O gato Himalaia é, sem dúvidas, uma das raças mais queridinhas e desejadas pelos amantes de felinos. Ele reúne em sua genética a mistura de outras duas raças que são muito populares: o gato Persa e o Siamês. Ou seja, é carisma e fofura em dose dupla! Além disso, esse gatinho tem uma personalidade super dócil e tranquila, sendo a companhia perfeita para quem sempre sonhou em ter um bichinho de estimação. Se esse é o seu caso, ou se você já tem um gato do Himalaia e quer conhecer tudo sobre ele, essa matéria vai te ajudar bastante. 

    Quantas horas um gato dorme por dia? Gatos sonham? Saiba tudo sobre o ciclo do sono dos felinos
    Comportamento

    Quantas horas um gato dorme por dia? Gatos sonham? Saiba tudo sobre o ciclo do sono dos felinos

    Não há nada mais fofo do que ver um gato dormindo. Essa, inclusive, é uma cena bastante comum na vida dos pais de pet, já que os felinos aproveitam boa parte da vida intercalando sonecas. Mas você já parou para pensar quantas horas dorme um gato? Às vezes parece até que esse ciclo dura o dia todo… será que esse é um comportamento normal ou pode ser motivo de preocupação? O que os gatos sonham (se é que ele sonham)? São muitas perguntas que precisam ser respondidas, mas não se preocupe. 

    Fox Terrier: características físicas, personalidade, cuidados e muito mais... saiba tudo sobre a raça
    Pequenos

    Fox Terrier: características físicas, personalidade, cuidados e muito mais... saiba tudo sobre a raça

    Os cães do grupo Terrier fazem sucesso por onde passam, e com o Fox Terrier não é diferente. Ele representa perfeitamente as raças de cachorro desse grupo: é animado, ativo, cheio de energia, habilidoso e, claro, incrivelmente fofo. Muitas pessoas chegam a confundi-lo com o Fox Paulistinha, uma raça de Terrier originária do Brasil que descende do cruzamento do Fox Terrier com outros cães. No entanto, esses dois doguinhos são bem diferentes entre si, especialmente no que diz respeito à pelagem e traços físicos.

    Van Turco: saiba tudo sobre essa raça de gato
    Raças

    Van Turco: saiba tudo sobre essa raça de gato

    Já ouviu falar no gato Turkish Van? Também chamado de Van Turco ou o contrário, Turco Van, o animal desta raça é muito cobiçado e especial aos olhos dos amantes de felinos. Extremamente dócil e cativante, não é muito difícil entender por que as pessoas se apaixonam por esse bichano de pelagem felpuda e macia. Mas afinal, que outras características são típicas desta raça de gato? Como é a personalidade dele? Que cuidados são necessários no dia a dia do gatinho? Para desvendar todas essas questões, preparamos uma matéria com tudo que você precisa saber sobre o Van Turco. Dá só uma olhada!

    Ver Todas >

    Gato com sangue nas fezes: o que fazer?
    Saúde animal

    Gato com sangue nas fezes: o que fazer?

    Se você reparar seu gato com sangue nas fezes, é importante ficar atento. Essa situação é um sintoma comum a inúmeras doenças que podem afetar o bichano. Ao defecar fezes com sangue, o gato pode estar com uma inflamação no cólon ou até mesmo com um tumor no sistema digestivo. O sangue nas fezes do gato é um sintoma presente até mesmo nas verminoses mais comuns. Seja qual for a causa do gato fazendo fezes com sangue, sempre significa que algo está errado com o animal. 

    Cachorro engasgado: veterinária ensina o que fazer nessa situação
    Saúde animal

    Cachorro engasgado: veterinária ensina o que fazer nessa situação

    Saber um pouquinho de primeiros socorros veterinários vai ser muito útil se você acha que um cachorro parece engasgado - inclusive, é algo que pode salvar a vida do seu pet nessas horas! Seja porque ele comeu muito rápido ou tentou engolir alguma coisa que não devia, se deparar com um cachorro engasgado em casa é sempre um momento de desespero para qualquer pai de pet. Não saber como resolver essa situação é super comum e, ao mesmo tempo, um hábito perigoso: nunca se sabe quando você vai precisar socorrer o seu amigo em casa. 

    Cinomose: sintomas mais comuns da doença. Aprenda a identificar os sinais!
    Saúde animal

    Cinomose: sintomas mais comuns da doença. Aprenda a identificar os sinais!

    Os sintomas de cinomose canina são facilmente confundidos com outras doenças de cachorro e infelizmente pode até mesmo levar o animal à morte. Mais comum em filhotes não vacinados, a cinomose é altamente contagiosa e em alguns casos pode deixar sequelas que vão acompanhar o pet por toda a vida. É importante estar atento a qualquer sinal da cinomose em cães que ainda não completaram o calendário de vacinação, pois é uma doença que evolui rapidamente para um quadro grave. Ou seja, é uma situação de emergência!

    Giárdia canina: o que é, como tratar e o que fazer para prevenir
    Saúde animal

    Giárdia canina: o que é, como tratar e o que fazer para prevenir

    A giárdia canina é uma doença com alta contaminação entre os cães. O cachorro que a contrai sente bastante desconforto no sistema digestivo, com diarreia e vômitos frequentes. Comum principalmente no verão, a giardíase canina pode se apresentar de maneira mais leve ou mais grave. Sem tratamento, a giárdia canina pode matar o cachorro contaminado se ele não receber o tratamento adequado logo no início da infecção. Além disso, a giárdia canina pega em humanos e tem maior chance de atacar filhotes de cachorro. 

    Ver Todas >