Gato

Hipopotassemia ou hipocalemia em gatos: conheça a condição que diminui o potássio do sangue

Publicado - 31 Janeiro 2023 - 13h05

Atualizado - 28 Maio 2024 - 10h25

A hipocalemia em gatos é uma doença pouco conhecida, mas é perigosa devido ao seu caráter de baixo potássio, um mineral presente em boa parte das células do organismo dos felinos - e também dos humanos. A maior fonte de potássio vem através da alimentação, no entanto, há várias causas por trás desse distúrbio, que pode ser até genético no caso de algumas raças. A hipocalemia também promove uma série de sintomas que são importantes para estar alerta. O artigo a seguir se desdobra sobre tudo relacionado ao baixo potássio em gatos para você conhecer mais detalhes e entender melhor sobre a hipocalemia.

A hipocalemia em gatos é um distúrbio de baixo potássio no sangue

Para entender o que é hipocalemia, primeiro é importante entender o que é o potássio e como ele atua nas células do organismo. Esse mineral está presente em diversos órgãos e, só para você ter uma ideia, 70% de sua concentração está no tecido muscular. O sistema nervoso também é composto de potássio (entre outros agentes), bem como o sistema cardiovascular, onde ele é um dos responsáveis por manter os batimentos cardíacos normais. Além disso, o potássio também auxilia contra doenças que atingem os ossos do gato e evita problemas musculares.

Geralmente, o potássio se relaciona com outros agentes e pode ser afetado pelo nível de insulina, por exemplo. Ou seja, é muito importante manter o equilíbrio da quantidade desse mineral nas células para manter o bom funcionamento do organismo felino. Portanto, quando há baixos níveis de potássio, chamado de hipocalemia, toda a saúde fica em risco.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

As maiores causas da falta de potássio estão ligadas à urina

Há vários motivos para essa patologia e a maioria está ligada à urina, pois normalmente, se perde potássio por meio dela, mas um hormônio chamado aldosterona o repõe de volta. Qualquer alteração nele, como o Aldosteronismo (produção excessiva do hormônio), desencadeia esse distúrbio. Outra forma de repor potássio, é através da dieta. Então, um gato com anorexia, também pode ter hipocalemia, pois há a deficiência de diversos nutrientes, dentre eles o potássio.

Ela também se apresenta em casos de hipertireoide felina, síndrome de Conn (hiperaldosteronismo primário) e durante a insuficiência renal, que também leva a grande perda de potássio na urina. Inclusive, especula-se que pelo menos 20% e 30% dos gatos com doença renal sofrem algum episódio de hipocalemia. Já um grave ou recorrente quadro de vômito ou gato com diarréia são outros motivos.

Gato com potássio baixo sofre de falta de apetite e outros sintomas

Na hipopotassemia, sintomas variam de acordo com o grau da desordem no funcionamento do corpo. São alguns dos sintomas clássicos de hipocalemia:

  • Falta de apetite
  • Incapacidade de se levantar
  • Fraqueza muscular
  • Paralisia
  • Dores musculares
  • Letargia (apatia)
  • Arritmias
  • Dificuldades para respirar
  • Confusão mental
  • Gato andando em círculos
  • Convulsões
  • Dificuldades para sustentar a cabeça normalmente (ventroflexão do pescoço)
  • Em filhotes, há um retardo no desenvolvimento

 

Gato deitado com cara de sono
Hipocalemia felina é resultado de muitas doenças que devem ser tratadas

 

Diagnóstico de hipocalemia (ou hipopotassemia) envolve diversos exames

 

A hipocalemia tem fácil diagnóstico e é imprescindível realizar exame de sangue em gatos (pois as plaquetas liberam potássio durante o processo de formação do coágulo) e principalmente de urina. Diante de qualquer sintoma, os profissionais costumam pedir esses exames. Após a confirmação de hipocalemia, é solicitado exames de ultrassonografia e raio X para analisar o impacto ósseo e muscular.

Gato Birmanês é uma das raças propensas a hipocalemia hereditária

O gato Birmanês e outras raças próximas, como o Thai, Himalaio e Siamês, são algumas propensas a essa doença. Ainda não há uma explicação exata para isso, mas é certo que ela é herdada de forma hereditária (autossômica recessiva simples). No entanto, é mais comum que elas desenvolvam uma hipocalemia periódica, ou seja, intermitente com diversos episódios ao longo da vida. Outras raças de gato distantes do Birmanês também podem ter hipocalemia. São elas:

  • Gato Burmilla
  • Gato Singapura
  • Tonquinês
  • Bombaim
  • Sphynx
  • Devon Rex

Por ser uma doença de gato hereditária, os sintomas aparecem a partir do segundo ao sexto mês de vida do filhote. Geralmente, os sinais se alternam entre moderados a graves e o maior indício é um desenvolvimento tardio, bem como filhotes com dificuldades para andar e fraqueza muscular.

Potássio baixo tem efeitos perigosos no organismo felino

A falta de apetite já é perigosa por si só e quando a causa é uma anorexia, a doença base pode ter uma piora. A fraqueza muscular afeta diretamente o bem estar e qualidade de vida do animal, resultando até em uma depressão no gato e quando a doença base é um gato renal, o funcionamento dos rins é ainda mais afetado. Infelizmente, quando não há um diagnóstico e tratamento precoce no caso de filhotes, a tendência é que eles tenham menor expectativa de vida devido à possibilidade de paralisia respiratória. O potássio baixo pode matar.

Hipocalemia em felinos é tratada com suplementação de potássio

Primeiro, o tratamento busca a raiz do problema e atua de acordo com o que desencadeou a hipocalemia, somada a suplementação oral de potássio (quando leve) e em casos mais graves essa suplementação é intravenosa (parenteral ou enteral), sendo trocada pela oral após a alta hospitalar. O tratamento costuma ser de longo prazo.

Já no tratamento de polimatia hipocalemia, mesmo distúrbio, porém com aumento ou limitação de potássio liberado na urina, a suplementação precisa ser contínua para evitar crises e novos episódios. Após uma melhora, é possível que o tratamento seja interrompido, mas exames de sangue e urina são periódicos para controlar a doença.

Uma boa dieta ajuda a prevenir a hipocalemia felina

É fundamental que todo felino siga uma dieta com ração de gato premium e de acordo com sua fase de vida (filhote, adulto, sênior e castrado), de preferência indicado por uma veterinária nutricionista, para evitar qualquer doença, incluindo a hipocalemia. Nas raças predispostas, é feito um estudo genético para evitar a reprodução de uma ninhada com a doença. Controlar casos de diarréias graves e o gato vomitando, além de tratar as doenças bases, são outras formas de prevenção.

Redação: Erika Martins

Edição: Mariana Fernandes

Comportamento

Filme para assistir com meu gato: 11 filmes protagonizados por gatinhos para ver acompanhado do seu pet

Quem precisa de uma noite badalada quando você pode aproveitar o momento para assistir filmes do lado do seu bichinho de estimação, ...

Gato

Tipos de gato Savannah: curiosidades sobre a raça híbrida que é uma das mais caras do mundo

Considerado um dos felinos mais caros do mundo, o gato Savannah é cheio de curiosidades e características impressionantes. A raça, q...

Adote um animal

Os nomes para gatos fêmeas mais famosos do momento: 100 dicas para escolher como chamar seu novo pet em 2024

Existem muitas opções de nomes para gatos fêmeas para escolher depois da adoção.  A inspiração para nomes de gatos pode vir de ...

Cachorro

Pancreatite em cachorro: aprenda a reconhecer 6 sinais da doença que vão ajudar no diagnóstico mais rápido

A pancreatite em cachorro é uma doença que merece a atenção dos tutores. A patologia afeta o pâncreas, órgão essencial para a produç...

Comportamento

Filme para assistir com meu gato: 11 filmes protagonizados por gatinhos para ver acompanhado do seu pet

Quem precisa de uma noite badalada quando você pode aproveitar o momento para assistir filmes do lado do seu bichinho de estimação, ...

Gato

Tipos de gato Savannah: curiosidades sobre a raça híbrida que é uma das mais caras do mundo

Considerado um dos felinos mais caros do mundo, o gato Savannah é cheio de curiosidades e características impressionantes. A raça, q...

Cachorro

O Chow Chow é perigoso e hostil? Saiba o que é mito e o que é verdade sobre a personalidade da raça de cachorro

O Chow Chow é um cachorro de porte médio, super peludo e conhecido por ter a língua azul. A raça, de origem chinesa, conquista muito...

Adote um animal

Os nomes para gatos fêmeas mais famosos do momento: 100 dicas para escolher como chamar seu novo pet em 2024

Existem muitas opções de nomes para gatos fêmeas para escolher depois da adoção.  A inspiração para nomes de gatos pode vir de ...

Ver todas