Saúde

Gestação de gato: o guia definitivo sobre a descoberta, as fases da gravidez e os cuidados no parto

Gestação de gato: saiba tudo sobre esse momento tão delicado da vida dos felinos
Gestação de gato: saiba tudo sobre esse momento tão delicado da vida dos felinos

Que os filhotes de gatos são muito fofos não é novidade para ninguém! Essas verdadeiras mini bolinhas de pelo passam por todo um período de gestação. Mas, você sabe como ocorre esse processo? Bem antes dos filhotinhos chegarem ao mundo para fazer qualquer humano morrer de amores, eles são embriões e sua mamãe-gato precisa de muito apoio e suporte. É todo um ciclo para que nasçam perfeitos e saudáveis. Sabemos que a gestação de gato gera muitas dúvidas e foi pensando nisso que o Patas da Casa montou um guia completo para você entender tudo sobre o assunto. A veterinária Cynthia Bergamini, de São Paulo, também contou mais sobre a gravidez de gato e deu algumas dicas.

Qual o intervalo do cio e tempo de gestação de gato?

Como os gatos são animais considerados grandes reprodutores, as fêmeas costumam ter muitos cios durante o ano - que costumam durar cerca de 10 dias e ocorre de dois em dois meses. Se a gata não é castrada, existem muitas chances que acabe grávida - até porque ela fica, literalmente, com os hormônios à flor da pele nesse período. Para você que se pergunta quanto tempo dura a gravidez de um gato, costuma ser de dois meses (63 a 65 dias).

Como saber se a gata está grávida?

A veterinária Cynthia Bergamini explicou alguns sinais que podem te ajudar a identificar se a gatinha está grávida ou não. Veja o que ela falou:

  • Mamas rosadas e maiores;
  • Crescimento de uma pelagem fina ao redor das mamas;
  • Abdômen começa a crescer por volta de quatro semanas de gestação: primeiro aumenta na região atrás das costelas e, depois, pelo resto do corpo;
  • Aumento da vulva;
  • Mais carência;
  • Necessidade de estar sempre perto dos donos;
  • Gatinha fica mais arisca com outros animais, afinal, ela já começa a desenvolver um instinto de proteção com seus filhotes.

Como confirmar a gravidez de gato?

Se você desconfiar que sua gatinha está grávida, a confirmação pode ser feita com alguns exames. Segundo Cynthia, um deles é o ultrassom, que é feito a partir da 3ª semana. Outra maneira de ter certeza se a gata está grávida ou não, de acordo com a veterinária, é com um exame hormonal placentário, que é o menos comum. A partir de 45 dias de gravidez, também é possível realizar um raio x.

Gestação de gato: quantos filhotes por vez?

Uma gatinha pode ter aproximadamente seis gatinhos por gestação, mas esse número pode variar. Se a gestação for de apenas um filhote, chamado de feto-único, ele se desenvolve bem mais, já que é o único a nutrir-se de sua mamãe felina. Por outro lado, o feto pode até prejudicar a gatinha, já que será mais pesado que o normal. Em algumas situações, é necessário que a gata passe por uma cesariana. Para isso, é importante consultar um veterinário.

Gestação: gata passa por alguns processos até o nascimento dos filhotes

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    Tempo de gestação de gato: as gatinhas ficam grávidas por dois meses!
    Tempo de gestação de gato: as gatinhas ficam grávidas por dois meses!
    Gestação de gato: as novas mamães logo assumem um instinto protetor! Não se mexe em filhote de gato, ok?!
    Gestação de gato: as novas mamães logo assumem um instinto protetor! Não se mexe em filhote de gato, ok?!
    Gravidez de gato: os recém-nascidos só abrem os olhos após 15 dias de vida
    Gravidez de gato: os recém-nascidos só abrem os olhos após 15 dias de vida
    Gestação de gato: as gatinhas precisam de uma alimentação bem completa nessa fase
    Gestação de gato: as gatinhas precisam de uma alimentação bem completa nessa fase
    Gestação: gato geralmente tem entre 4 e 6 filhotes por gravidez
    Gestação: gato geralmente tem entre 4 e 6 filhotes por gravidez
    Gravidez de gata: filhote de gato é a coisa mais fofa do mundo! Vai dizer que esse bebê não é irresistível?!
    Gravidez de gata: filhote de gato é a coisa mais fofa do mundo! Vai dizer que esse bebê não é irresistível?!
    Gravidez de gato: a nova mamãe só vai querer saber dos filhotes por um tempinho. Afinal, ela é tudo que eles têm e precisam para sobreviver.
    Gravidez de gato: a nova mamãe só vai querer saber dos filhotes por um tempinho. Afinal, ela é tudo que eles têm e precisam para sobreviver.
    Gestação do gato: é importante que os filhotes tomem o primeiro leite, pois nele há o colostro.
    Gestação do gato: é importante que os filhotes tomem o primeiro leite, pois nele há o colostro.
    Gestação de gato: os filhotes de gato começam a escutar com nove dias de vida
    Gestação de gato: os filhotes de gato começam a escutar com nove dias de vida
    Gestação: gata precisa de um lugar seguro para que os filhotes possam ficar bem aquecidos
    Gestação: gata precisa de um lugar seguro para que os filhotes possam ficar bem aquecidos
    Gestação de gato: olha essa nova mamãe abraçando seu bebê! Coisa mais fofa!
    Gestação de gato: olha essa nova mamãe abraçando seu bebê! Coisa mais fofa!
    Como saber se a gata está grávida? É necessário observar o aumento na barriga e nas mamas da gatinha
    Como saber se a gata está grávida? É necessário observar o aumento na barriga e nas mamas da gatinha
    Gestação de gato: os filhotes nascem dentro da bolsa amniótica, que a futura mamãe vai comer
    Gestação de gato: os filhotes nascem dentro da bolsa amniótica, que a futura mamãe vai comer
    Gravidez de gato: a nova mamãe lambe os filhotes para que eles possam respirar
    Gravidez de gato: a nova mamãe lambe os filhotes para que eles possam respirar
    Tempo de gestação de gato: as gatinhas ficam grávidas por dois meses!
    Gestação de gato: as novas mamães logo assumem um instinto protetor! Não se mexe em filhote de gato, ok?!
    Gravidez de gato: os recém-nascidos só abrem os olhos após 15 dias de vida
    Gestação de gato: as gatinhas precisam de uma alimentação bem completa nessa fase
    Gestação: gato geralmente tem entre 4 e 6 filhotes por gravidez
    Gravidez de gata: filhote de gato é a coisa mais fofa do mundo! Vai dizer que esse bebê não é irresistível?!
    Gravidez de gato: a nova mamãe só vai querer saber dos filhotes por um tempinho. Afinal, ela é tudo que eles têm e precisam para sobreviver.
    Gestação do gato: é importante que os filhotes tomem o primeiro leite, pois nele há o colostro.
    Gestação de gato: os filhotes de gato começam a escutar com nove dias de vida
    Gestação: gata precisa de um lugar seguro para que os filhotes possam ficar bem aquecidos
    Gestação de gato: olha essa nova mamãe abraçando seu bebê! Coisa mais fofa!
    Como saber se a gata está grávida? É necessário observar o aumento na barriga e nas mamas da gatinha
    Gestação de gato: os filhotes nascem dentro da bolsa amniótica, que a futura mamãe vai comer
    Gravidez de gato: a nova mamãe lambe os filhotes para que eles possam respirar

    Mais Lidas

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?
    Saúde animal

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?

    Encontrar o cachorro ofegante não é uma questão incomum na vida dos tutores. Normalmente, os peludos ficam mais cansados depois de um longo passeio ou brincadeiras, mas quando não houve nenhum estímulo é preciso ficar atento. Observe alguns sinais do cachorro ofegante: língua pra fora pode indicar calor ou cansaço, agora se o sintoma estiver acompanhado de tremores ou cachorro com dificuldade de respirar, o ideal é levá-lo imediatamente ao veterinário. Para saber como diferenciar e se há necessidade de buscar ajuda médica, nós conversamos com Ricardo Duarte, que é docente do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário FMU, de São Paulo.

    Vermífugo para cachorro: veterinária tira todas as dúvidas sobre o intervalo de uso do remédio
    Saúde animal

    Vermífugo para cachorro: veterinária tira todas as dúvidas sobre o intervalo de uso do remédio

    Você certamente já ouviu falar em vermífugo para cães. Mas sabe, exatamente, para que ele serve? Quem tem animal de estimação precisa estar atento a uma série de cuidados para manter a saúde do bichinho em dia - e usar esse remédio no período certo é uma dessas medidas indispensáveis para a proteção do pet. Como o nome já indica, o medicamento previne doenças causadas por vermes, como a Dirofilaria immitis, Toxocara canis e Giárdia sp.

    • Primeiras 36 horas: após o cruzamento, os óvulos começam a surgir no útero da gatinha;
    • 2º a 3º dia: os óvulos são fecundados;
    • 12º a 14º dia: os óvulos se tornam embriões, também chamados de blastocistos. É nessa fase também que ocorre a formação da placenta, que será responsável por nutrir os filhotes até o momento em que eles nascem; 
    • A partir do 26º dia: nessa fase, já é possível sentir os filhotes na barriga da gata. Porém, ainda são muito pequeninos e os órgãos principais estão se formando, então ainda não dá para saber ao certo quantos bebês estão ali;  
    • A partir do 35º dia: “Os embriões vão virar gatinhos e crescem bastante até o segundo mês da gravidez. Eles atingem cerca de dois terços do peso ideal nessa fase”, explica a veterinária. Nessa fase de desenvolvimento, já é possível sentir os gatinhos e saber até mesmo o número de filhotes só apalpando a barriga. Após esse período, os gatinhos vão continuar crescendo, até aproximadamente o 60º dia de gestação, quando estarão prontos para nascer. 

    Gestação do gato: a fêmea precisa de cuidados específicos

    Uma gatinha grávida merece cuidados especiais. A primeira coisa que o tutor precisa se preocupar é com a alimentação: no começo da gravidez, ela vai sentir mais fome que o normal, por isso precisa se alimentar bem para que os filhotes cresçam saudáveis. Vale verificar com o veterinário uma ração adequada para suprir todas as necessidades nutricionais que a gestação demanda - o médico também pode recomendar o uso de algumas vitaminas. 

    A medida que os filhotes vão se desenvolvendo, começam a comprimir o estômago da gata. Com isso, ela acaba se alimentando menos. Nesse período, pode ser que o veterinário indique a troca de ração novamente.  Segundo Cynthia, gatinha grávida precisa ser previamente vacinada e também ter recebido vermífugo e antipulgas. Já o ambiente deve ser tranquilo e confortável para a gestante felina. 

    Gestação de gato: instinto materno direciona a gatinha durante o parto! 

    Não há como saber certinho o dia de nascimento dos felinos, mas é possível medir a temperatura da gata grávida. Se ela estiver com a temperatura abaixo de 39º, que é o ideal, é sinal de que os filhotes vão nascer. O parto de uma gata, geralmente, não precisa de intervenção humana. Ela sabe exatamente o que fazer: quando estiver perto de colocar os gatinhos no mundo, procurará um lugar seguro e confortável. A expulsão do tampão mucoso, acompanhado de um líquido branco ou amarelado e excesso de lambidas na vulva, é o sinal de que o parto vai começar. 

    A gata terá pequenas contrações que vão ajudar a expulsar os gatinhos da barriga pela vulva. Eles saem presos pelo cordão umbilical dentro da bolsa amniótica, que a mamãe felina vai rasgar com a própria boca. Depois disso, ela vai limpar os filhotes, para que eles aprendam a respirar. Para cada filhote há uma placenta e a gatinha normalmente ingere todas depois do parto. 

    O parto da gatinha pode demorar pelo menos seis horas. O tempo de saída dos filhotes pode variar, dependendo dos cuidados que a mãe tem com cada um. Os filhotes levam entre 30 e 60 minutos para nascer. O parto acaba quando a gata já consegue se levantar, andar, interagir e cuidar de seus filhotes. Não é normal que uma gata tenha um parto em dois dias, portanto, se der 24h e sua gata ainda não tiver parido todos os filhotes, leve-a ao veterinário imediatamente. 

    Se não for extremamente necessário, não toque nos recém-nascidos. A gatinha pode rejeitar os filhotes por eles terem um cheiro diferente e isso pode ser prejudicial ao desenvolvimento deles, principalmente na primeira amamentação. Os filhotes precisam tomar o primeiro leite da mamãe, chamado de colostro, que é um leite rico em nutrientes e que vai dar os anticorpos para os recém-nascidos. 

    Gestação do gato: pós parto e cuidados com a nova mamãe são importantes

    Apesar da gatinha saber exatamente como realizar seu próprio parto, em alguns casos pode restar um filhote que não se desenvolveu direito ou até mesmo restos da placenta. É importante observar a gata depois do parto: febre, enjoos, falta de apetite e mobilidade prejudicada podem ser alguns sinais. 

    Algumas curiosidades sobre os filhotes:

    • Eles costumam perder o cordão umbilical próximo ao quinto dia de nascidos e começam a ouvir em menos de nove dias;

    • Seus olhos abrem depois de cerca de 15 dias;

    • No começo, a mamãe precisa estimular os gatinhos a fazer as necessidades, lambendo seus órgãos genitais; 

    • Com mais ou menos dez semanas de nascidos, os gatinhos começam a se alimentar sozinhos;

    • Todos os gatinhos nascem com olhos azuis e, só depois de crescidos, é que aparece a cor definitiva.

    Gestação de gato: a castração evita a reprodução e traz benefícios para a saúde

    Castrar um gato é a única maneira de impedir a reprodução dos felinos. Além de diminuir o número de animais, considerando que existem muitos nas ruas e abrigos esperando por um lar, ela promove benefícios para a saúde e evita alguns comportamentos. “A castração evita brigas, diminui fugas, acaba com o período de cio nas fêmeas, diminui ou elimina o comportamento de marcar território. Nas gatas, diminui também a possibilidade de tumores mamários”, acrescenta a veterinária. 

    Algo muito importante é não recorrer às injeções para gatos não engravidar ou não entrar no cio. “As gatas podem ficar suscetíveis a ter um problema de câncer de mama com o uso dessas vacinas. Não se deve utilizar progesterona em gatas, pois podem promover infecção uterina, diabetes, crescimento anormal das mamas e tumores”, finaliza Cynthia. 

    Redação: Júlia Cruz

    Conheça algumas vacinas para gatos não obrigatórias

    Próxima matéria

    Conheça algumas vacinas para gatos não obrigatórias

    Munchkin: curiosidades, origem, características, cuidados e personalidade... tudo sobre o
    Raças

    Munchkin: curiosidades, origem, características, cuidados e personalidade... tudo sobre o "gato salsicha"

    Gato anão e gato salsicha são algumas denominações usadas para se referir ao Munchkin, um adorável felino com as pernas curtinhas e coluna alongada. A raça de gato não é uma das mais populares do Brasil, mas com certeza chama a atenção pela sua forma física “diferenciada”. Muito doce e cheio de energia, o Munchkin é uma mistura de fofura, inteligência e companheirismo.

    Ragdoll: cuidados, personalidade e curiosidades... Conheça mais sobre essa raça de gatos gigantes
    Raças

    Ragdoll: cuidados, personalidade e curiosidades... Conheça mais sobre essa raça de gatos gigantes

    O Ragdoll é uma raça de gatos gigantes, bem peludinhos e muito ativos. A raça nasceu nos Estados Unidos, a partir de uma série de cruzamentos, e só chegou ao Brasil no início da década de 1980. A história é bem curiosa, mas o que chama a atenção mesmo é o resultado: um gato enorme e super fofo. O Ragdoll é uma raça muito carinhosa e que gosta daquele colinho gostoso do dono. Ou seja: é uma ótima companhia para outros animais (incluindo cães), crianças, adultos e idosos. Conheça mais sobre essa raça e se apaixone também!

    Lulu da Pomerânia (ou Spitz Alemão): um guia definitivo sobre essa raça fofa + 30 fotos para você se apaixonar
    Pequenos

    Lulu da Pomerânia (ou Spitz Alemão): um guia definitivo sobre essa raça fofa + 30 fotos para você se apaixonar

    O Lulu da Pomerânia é uma dos cães de companhia mais populares entre os pais de pet que precisam criar os amigos de quatro patas em apartamentos e casas pequenas. A versão anã do Spitz Alemão (sim, eles são o mesmo cachorro!) é apaixonado pelo dono, brincalhão, cheio de energia para gastar e protetor. Mesmo que ele seja bem receoso com estranhos, se encantar por esse animal com a convivência diária é a praticamente inevitável: para conhecer mais sobre as características do cachorro Lulu da Pomerânia, continua com a gente!

    FIV e FeLV: sintomas, diagnóstico, tratamentos... Um guia completo sobre cuidados para gatos positivos
    Saúde

    FIV e FeLV: sintomas, diagnóstico, tratamentos... Um guia completo sobre cuidados para gatos positivos

    Um dos principais medos de quem tem um animal de estimação em casa é, sem dúvidas, a possibilidade de eles adoecerem e o quão complicado o tratamento pode ser. Para os donos de gatos, a FIV (Imunodeficiência Felina) - também conhecida como a AIDS felina - e a FeLV (Leucemia Felina) são especialmente preocupantes, já que trazem consequências graves e podem ser, até mesmo, fatais. Para te ajudar a entender mais sobre os sintomas, cuidados e tratamentos de cada uma delas para os gatos que foram infectados, nós conversamos com a veterinária Anne Berenger, do Rio de Janeiro, — ela explicou tudinho aqui embaixo!

    Ver Todas >

    Secreção no pênis do cachorro é normal? Quando deve ser motivo de preocupação?
    Saúde animal

    Secreção no pênis do cachorro é normal? Quando deve ser motivo de preocupação?

    Não é muito difícil perceber quando algo está errado com a saúde do cachorro. Geralmente, o próprio cão dá indícios disso, ainda mais se for na região genital: ele tende a lamber essa área de forma exagerada, mostrando que tem alguma coisa o está incomodando. Mas além disso, também é possível perceber que, em alguns casos, o cachorro libera uma secreção pelo pênis, o que costuma preocupar bastante os tutores. Será que essa é uma situação normal ou pode ser indicativo de doença? 

    A cor do xixi de cachorro pode indicar alguma doença no trato urinário? Entenda!
    Saúde animal

    A cor do xixi de cachorro pode indicar alguma doença no trato urinário? Entenda!

    Quando o assunto é um cachorro fazendo xixi, é normal que uma das maiores preocupações do tutor seja com o animal fazendo suas necessidades no lugar certo. Mas outro fator que também merece a atenção dos humanos é quanto ao aspecto da urina dos cães. A cor do xixi do cachorro é capaz de indicar vários problemas de saúde no seu amigo de quatro patas e, por isso, é importante conseguir identificar quando o líquido está saudável ou não. 

    Compensa contratar um plano de saúde para cachorro sem internação?
    Saúde animal

    Compensa contratar um plano de saúde para cachorro sem internação?

    Cuidar da saúde do cachorro é dever de todo tutor. Mas, é comum alguns gastos inesperados com veterinário podem surgirem no meio do caminho. Justamente por isso, algumas empresas passaram a ofertar plano de saúde para cachorro com um preço fixo e mensal. Com o serviço, é possível garantir que o seu cãozinho terá acesso a uma série de benefícios veterinários dentro da rede credenciada. 

    PIF felina: 5 efeitos da doença nos gatos infectados
    Saúde animal

    PIF felina: 5 efeitos da doença nos gatos infectados

    Uma das doenças mais graves que pode atingir os gatos é a Peritonite Infecciosa Felina (PIF). Embora não tenha cura e nem um tratamento específico, o diagnóstico precoce é fundamental para controlar os sinais clínicos do problema e, consequentemente, melhorar a qualidade de vida do gatinho doente. Por isso, é importante ficar atento quanto aos efeitos da PIF felina para buscar o auxílio de um médico veterinário caso haja qualquer suspeita da doença.

    Ver Todas >